“As nações de toda a terra, hão de adorar-vos ó Senhor.” Salmo 72

Percebemos que existe algo diferente nesta celebração, pois, ela é uma das grandes solenidades da vida da Igreja.

Por isso precisamos estar dispostos a viver de coração a Epifania que significa, manifestação de Jesus como Messias de Israel, Filho de Deus e Salvador do mundo. CIC 528

Este é o dia da manifestação de Deus, e ela trás personagens característicos, os magos.

Eis que magos vieram do oriente a Jerusalém. Perguntaram eles: “onde está o Rei dos Judeus que acaba de nascer? Vimos a sua estrela no oriente e viemos adorá-lo. MT 2,1-2

Eles estavam sendo guiados por uma estrela, mas não sabiam onde estava e aonde chegaria este sinal.

A primeira lição que podemos tirar ao receber um sinal é que possamos ter paciência de esperar que ele chegue ao local determinado.

A principio, os magos não tiveram paciência e foram ao Palácio de Herodes perguntar, o local do nascimento do Rei dos Judeus.

E podemos estar vivendo a mesma coisa, nos dias de hoje com relação aos sinais que Deus nos dá, perguntando: “Onde está? Eu vi sinais e manifestações.”

Mas onde está o Rei dos Judeus para que eu possa adorá-lo?

Ficando como Herodes, perturbado com a notícia e indagando onde Cristo haveria de nascer. MT 2,4

Os Reis magos viram apenas um sinal, uma estrela.

E quem eram estes magos?

Eles eram pagãos do Oriente e não eram chamados de povo e raça eleita. Eram pessoas inteligentes, estudadas, pessoas que sabiam que aquela estrela era diferente e que era uma mensagem.

Eram diplomatas a ponto de ter um relacionamento com o Rei Herodes.

A luz de Jesus, a luz desta Epifania de Deus, é para todos nós, quer sejamos pagãos, inteligentes ou facilitadores de relação humana.

A mesma mensagem cai como uma advertência para cada um de nós.

Nós trazemos um pouco de paganismo, por mais que façamos uma adesão de   vida a Jesus, mas também nos deparamos com áreas em nossas vidas que   ainda não foram evangelizadas.

A estrela e o anuncio de Jesus são para áreas pagãs das nossas vidas  precisam de evangelização. O Senhor quer manifestar-se a todos, sem exceção.

Estes homens não pararam nas perguntas, mas buscaram as respostas. As mensagens de Jesus não param nas perguntas que trazemos ao coração.

Na busca de respostas, não podemos parar nos sinais externos.

Você trás inquietações em seu coração? Você trás perguntas? Não parem nos sinais, vá em busca daquele que dá o sinal.   

Tenha uma fé inteligente, estes homens também eram facilitadores de  relacionamento, a fé cristã não é vivida sozinha, a fé cristã só é vivida se você tiver a coragem e a ousadia de deixar que o outro entre.

Eles continuaram seguindo a estrela, e o mais interessante depois deles terem este diálogo, a estrela parou.

E eis que a estrela, que tinham visto no oriente, os foi precedendo até chegar sobre o lugar onde estava o menino e ali parou. A aparição daquela estrela os encheu de profunda alegria. MT 2,9-10

A estrela os guiou e parou onde Jesus estava. O sinal era uma indicação do local do nascimento de Jesus. Não se contente apenas com um sinal busque aquele que o manifesta.

Na Palavra de Deus parar significa, encontrar repouso.

Você trás inquietações em seu coração? Você trás perguntas?

Não parem nos sinais, vá em busca daquele que dá o sinal.

Quando nos encontrarmos com aquele que nos dá o sinal, encontraremos repouso e a alegria será completa. Neste encontro algo precisa acontecer.

Entrando na casa, acharam o menino com Maria, sua mãe. Prostrando-se diante dele diante dele, o adoraram. Depois, abrindo seus tesouros, ofereceram-lhe como presentes: ouro, incenso e mirra. MT 2,11

A Epifania é manifestada aos pagãos e ao saírem dali, eles mudaram a rota de suas vidas.

Os magos, prostraram-se diante diante dele, o adoraram. MT 2,11b

Os magos, prostraram-se diante diante dele, o adoraram. MT 2,11b

Eles souberam acolher a Boa Nova da salvação pelo mistério da Encarnação. Por isso queriam adorar o Rei dos Judeus. É a partir do acolhimento do nascimento de Jesus que a verdadeira conversão acontece e neste momento paramos de seguir os sinais.

Aí sim mudaremos de vida, acontecerá conversão, acontecerá Epifania. Pois não sou mais guiado por um sinal que me leva para um lugar, mas sou guiado por Jesus.

Você que está discernindo a sua vocação ou que já discerniu com o estado de vida, ainda segue sinais? Ou será que neste específico você já chegou naquele que lhe dá o sinal?

Você ainda já encontrou repouso porque a estrela chega num determinado lugar e para, ela apenas indica o caminho que o Senhor está.

Mas para isso, levanta-te, acende as luzes, Jerusalém, porque chegou a tua luz, apareceu sobre ti a glória do Senhor (Is 60,1).

A palavra levanta-te significa, tome iniciativa, você pode caminhar com suas próprias pernas, você pode ficar em pé, não por qualquer outra coisa que aconteça, mas Deus te dá a graça sobrenatural da liberdade de filho. Você pode levantar os olhos e ver a manifestação de Deus e parar de ver aquilo que não deu certo a sua volta.

Você pode erguer os seus olhos e ser guiado por esta luz que não é mais um sinal mas Jesus Cristo.

Para isso tome uma iniciativa e pare de ficar satisfeito com pequenos fachos de luz, busque aquele que é a verdadeira luz.

Faça constantemente a pergunta “onde está?”, e a mantenha em seu coração, pois foi esta a pergunta que os magos fizeram no inicio do Evangelho de Mateus 2.

Onde está, vimos a estrela!

Onde está o Senhor para que na minha vida eu veja as manifestações, as epifanias.

Acompanhe as próximas festividades comemoradas na Igreja.

Epifania – 5 de Janeiro

Batismo de Jesus – 12 de Janeiro

Quarta-feira de Cinzas – 5 de Março

Páscoa – 20 de Abril

Ascensão – 1 de Junho

Pentecostes – 8 de Junho