Muro Ocidental - Jerusalém

Muro Ocidental – Jerusalém

Terminada a construção do templo de Salomão houve uma invasão onde o Rei Nabucodonosor o destruiu.

O segundo Templo foi construído para os Judeus e Jesus os preveniu sobre a destruição que aconteceu no ano 70 d.C.

Acompanhe a passagem bíblica Mt 23,32; 24,2:

“Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas e apedrejas aqueles que te são enviados! Quantas vezes eu quis reunir teus filhos, como a galinha reúne seus pintinhos debaixo de suas asas… e tu não quiseste! Pois bem, a vossa casa vos é deixada deserta. Porque eu vos digo: já não me vereis de hoje em diante, até que digais: Bendito seja aquele que vem em nome do Senhor. Jesus, porém, respondeu-lhes: Vedes todos estes edifícios? Em verdade vos declaro: não ficará aqui pedra sobre pedra; tudo será destruído.”

Mas o Templo não durou muito, até que o general romano Tito tenha destruído novamente.

Em Jerusalém, o único vestígio que encontramos são ruínas e o Muro das Lamentações, um lugar mais sagrado e de oração para os judeus.

O Muro das Lamentações é o local mais próximo para chegar ao local do Templo que foi destruído e que hoje encontramos o Domo da Rocha – Mesquita.

Hoje o muro é chamado de Muro Ocidental, o local de festividade santa.

O Templo de Salomão, onde foi depositada a Arca da Aliança, foi destruído por Nabucodonosor no ano 586 a.C.

 

Muro das Lamentações - Jerusalém

Muro das Lamentações – Jerusalém

 

Herodes o reconstruiu no ano 20 a.C. como forma para agradar os governantes judeus. Este Templo foi rodeado por grandes muralhas de proteção, sendo destruído novamente por Tito no ano 70 d.C.

Nesta destruição restou uma das partes do muro do lado ocidental, conhecido como Muro das lamentações, onde os judeus choram até hoje pela destruição do Templo.

No mesmo local foi construída a Cúpula Dourada ou Domo da Rocha, nomes dados a Mesquita, um lugar sagrado para os muçulmanos.

 

Jerusalém de Ouro

Jerusalém de Ouro

Festividade próximo ao Muro das Lamentações

Comemoração dos judeus próximo ao Muro das Lamentações