Muro Ocidental - Jerusalém

Muro Ocidental – Jerusalém

Terminada a construção do templo de Salomão houve uma invasão onde o Rei Nabucodonosor o destruiu.

O segundo Templo foi construído para os Judeus e Jesus os preveniu sobre a destruição que aconteceu no ano 70 d.C.

Acompanhe a passagem bíblica Mt 23,32; 24,2:

“Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas e apedrejas aqueles que te são enviados! Quantas vezes eu quis reunir teus filhos, como a galinha reúne seus pintinhos debaixo de suas asas… e tu não quiseste! Pois bem, a vossa casa vos é deixada deserta. Porque eu vos digo: já não me vereis de hoje em diante, até que digais: Bendito seja aquele que vem em nome do Senhor. Jesus, porém, respondeu-lhes: Vedes todos estes edifícios? Em verdade vos declaro: não ficará aqui pedra sobre pedra; tudo será destruído.”

Mas o Templo não durou muito, até que o general romano Tito tenha destruído novamente.

Em Jerusalém, o único vestígio que encontramos são ruínas e o Muro das Lamentações, um lugar mais sagrado e de oração para os judeus.

O Muro das Lamentações é o local mais próximo para chegar ao local do Templo que foi destruído e que hoje encontramos o Domo da Rocha – Mesquita.

Hoje o muro é chamado de Muro Ocidental, o local de festividade santa.