O namoro é uma fase bela da vida, na qual duas almas se encontram com o desejo de realizar o anseio profundo de um dia viver um para o outro, gerar filhos e ser feliz. É um anseio que Deus colocou no coração de cada homem e de cada mulher; no entanto, esse tempo bonito pode se transformar em uma etapa triste na vida de muitos se não souberem enfrentar com coragem e sabedoria os seus problemas. Eles naturalmente surgem, pois duas pessoas diferentes se encontram e começam uma caminhada juntos. Nem sempre essa caminhada é fácil. More »

A Renovação Carismática Católica está completando 50 anos! Desde que o Espírito Santo suscitou na Igreja a RCC, na década de 60, ela não parou de se espalhar pelo mundo todo como uma corrente de graça renovadora no Espírito Santo. More »

Uma oração simples para se rezar todos os dias…

Senhor, tende piedade de mim.

Jesus, doce e humilde de coração, ouvi-me.

Jesus, doce e humilde de coração, atendei-me.

Do desejo de ser estimado, More »

1. Dois sinais do bom e do mau arrependimento

“A tristeza que é segundo Deus, afirma São Paulo, produz um arrependimento que leva à salvação; ao passo que a tristeza do mundo produz a morte. (2Cor 7,10). A tristeza do arrependimento pode, pois, ser boa ou má, conforme os efeitos que produz em nós. Mas, em geral, produz mais efeitos maus que bons, porque os bons são apenas dois: a misericórdia – o pesar pelo mal dos outros – e a penitencia – a dor de ter ofendido a Deus -; ao passo que os maus são seis: medo, preguiça, indignação, ciúme, inveja e impaciência. Por isso diz o sábio: A tristeza mata a muitos e nela não há utilidade alguma (Eclo 30,25), já que, para dois riachos de águas límpidas que nascem do manancial da tristeza, nascem seis de águas poluídas”. More »

orandobibliavelaEntre os homens que não rezam, ou rezam pouco ou mal, há os que não creem na oração e pensam que outras ocupações os reclamam, mais urgentes e mais úteis; os que lhe atribuem um poder mágico e a “utilizam” para tentar obter a satisfação de seus desejos, mesmo os mais materiais, e há ainda os que bem que queriam rezar, mas pretendem não poder ou não saber fazê-lo. Em todos esses casos, parece que o homem não situa a oração em seu verdadeiro nível, o de uma ação da fé. Apaixonado pela eficiência – e algumas vezes à sua revelia –pensa a oração em termos de rendimento humano, condena-se a não compreender, e ainda menos a não viver uma vida de autêntica oração. Entretanto, o mundo moderno tem uma imperiosa necessidade de que os homens de técnica sejam também homens de adoração, sem o que a técnica os aprisionará e acabará por esmagá-los. More »