Foto: WALLACE ANDRADE

Um dia desses de inverno, onde os pastos estão secos, as matas desidratadas e a escassez de flores é inevitável, fui atraído por uma florada de Bougainville. E logo me veio a pergunta: Que Deus é esse que oferece flores em pleno inverno seco, sem chuvas e nem orvalho? E Ele mesmo me fez lembrar do livro de Oséias, que diz no capítulo 14, versículo 6: “Porque será como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro, e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e no ano de sequidão não se afadiga, nem deixa de dar fruto” . É que lá onde flagrei essa beleza em forma de flor, existe um lago que a sustenta. E depois, em casa, ao olhar as fotos que fiz do Bougainville, parei nos detalhes e me encantei com esse artista do mundo inigualável. A flor, nativa da América do Sul e que pode ser encontrada nas cores branca, roxa, vermelha, amarela e laranja, também tem algumas particularidades que são divinas. Perceba que as cores vivas que chamam a atenção não são das flores e sim das folhas. Que Deus é esse, que modifica as folhas e as deixa mais chamativas? E tudo com um propósito magnífico. Atrair abelhas, borboletas e beija-flor, exímios polinizadores. Eles se confundem, porque no Bougainville as folhas modificadas chamam mais a atenção que as pétalas das minúsculas flores. E, claro, depois de atraídos pela cor das folhas tudo fica mais fácil e eles chegam às verdadeiras pétalas que são as branquinhas. As tais flores diminutas que nos deixam maravilhados estão ali, fazendo o papel mais importante, que é 

o  de preservar a espécie. Abertas ao processo de polinização. Que Deus é esse? Esse é o Deus que tudo fez e tudo faz para entendermos que a harmonia natural da fauna e flora será sempre sinal de sua perfeição. Se as flores são perfeitas, se os insetos e pássaros cumprem seu papel de uma forma natural, também nós somos capazes de buscar a perfeição e harmonia original, com a qual nascemos. Somos sim um organismo planejado com detalhes por Deus e capazes de vencer as provas dessa vida, desde que façamos a nossa parte. Cuidando dessa máquina prefeita chamada corpo e mente, mas também do que Ele nos concede como sobrenatural. Faça sempre das suas descobertas, motivo de oração contemplativa para alimentar seu ser espiritual e fazer desses momentos de  sua vida cotidiana, motivos para um encontro pessoal com Deus. Irá sempre encontrar as respostas exatas para essa pergunta, sempre formulada e carregada de certezas das respostas que já guardadas em nossos corações. Que Deus é esse? O Deus que te ama e nunca irá desistir de ti!!! 

  

Deus abençoe!

Wallace Andrade
Comunidade Canção Nova 


Jornalista, missionário da Comunidade Canção Nova, escritor, casado com Valeria Martins Andrade e pai de Davi Andrade, natural de Campos dos Goytacazes-RJ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *