A palavra ENFERMO vem do latim INFIRMUS, (IN-Não)+ (FIRMUS-Firme). Dessa forma, uma pessoa enferma é uma pessoa que não está firme.

Com isso, o texto de São Tiago(Tg 5,14) que diz: “Está alguém enfermo? Chame os sacerdotes da Igreja, e estes façam oração sobre ele, ungindo-o com óleo em nome do Senhor” mostra que, esse enfermo, pode ser sim, a pessoa que não está firme na sua caminhada, isto é, o doente espiritual. E para doença espiritual, precisa de cura espiritual, daí a necessidade de se buscar um sacerdote.

O médico trata da doença do corpo, mas, para a doença espiritual, serve o sacramento da confissão, através do sacerdote. Só deixando os pecados com o sacerdote, “IN PERSONA CHRISTI”, é que o ENFERMO poderá vir à vida. Nesse momento, a sujeira espiritual é lavada. Deus nesse momento trás ao coração da pessoa que se confessa, toda a realidade do sofrimento vivido por Jesus nas chicotadas sofridas em prol da remissão dos pecados de seu povo. Ele, Jesus, quando sobe a cruz e morre, leva consigo nossas faltas e nos reserva um lugar no céu e, nesse momento da confissão, a realidade do céu se torna novamente próxima a nós. Não porque essa realidade se aproxima, mas nós, tendo confessado, voltamos a nos aproximar novamente dela. A realidade do céu será sempre próxima a nós, mas, quem se afasta dela somos nós.

Essa atitude de nos afastar dela é que nos faz SEM FIRMEZA(ENFERMO).

Esse é o momento onde podemos começar nossa revisão de vida, das nossas atitudes que vivemos de errado durante o ano e podemos ainda mudar esse rumo, buscar firmeza, deixando de ser ENFERMO.

E aí, irmão. Procurando um MÉDICO?

Junior Alves, missionário da Comunidade Canção Nova
Missão Rio de Janeiro

Comments closed.