O QUE FAZER?No mundo temos várias opções por decidir, várias respostas a dar diante do que nos é oferecido. A grande questão é: qual resposta dar? Qual é a resposta certa? Qual decisão devo tomar?

Diante dessas perguntas, temos 3 respostas: a decisão dada por Deus, por nós e a decisão que vem do inimigo de Deus. Com isso, temos 1/3 de chance de acertar optando pela resposta que vem de Deus. Então não podemos vacilar. E, conforme dito por Bento XVI, no livro Os Apóstolos e os primeiros discípulos de Cristo, “não devemos ter medo de fazer perguntas a Jesus, mas, ao mesmo tempo, temos de estar preparados para receber os ensinamentos, embora surpreendentes e difíceis, que Ele nos dá.” O Sumo Pontífice ressalta que “as possibilidades de perversão do coração humano são realmente muitas. O único modo de não escolhê-las consiste em não cultivar uma visão das coisas tão individualista, autônoma, e colocar-se sempre ao lado de Jesus, assumindo o seu ponto de vista. Precisamos tentar, a cada dia, estar em plena comunhão com Ele.” Aí está a direção que nos é dada pelo Santo Padre. Precisamos estar em comunhão com o Senhor para evitarmos tomar decisões que fiquem dentro da margem de 2/3 de erros, seja por decidir por minha vontade ou pela direção que vem do inimigo de Deus.

Sair de nós é um passo grande para acertar na hora de decidir. Quando saímos de nós, damos oportunidade ao Senhor para decidir em nós, por nós.

Precisamos, diante das opções que nos são oferecidas, sempre nos questionar: qual ponto de vista estou tendo? Estou me colocando sempre ao lado de Jesus na hora de tomar as decisões? Isso nos ajudará por optar pelo CERTO, pois, nem tudo que é BOM também é o CERTO, mas tudo que é CERTO, isso, sim, é BOM.

Estamos juntos!!!

Junior Alves, missionário da Comunidade Canção Nova
Missão Rio de Janeiro

Comments closed.