Segunda Feira com Dom Bosco

O Pecado Mortal

Oração inicial para todos os dias da semana 

Meu Deus, arrependo-me de todo o coração de vos haver ofendido;concedei-me a graça de compreender bem as verdades que vou meditar e abrasai-me no vosso amor. Santíssima Virgem Maria, Mãe de Jesus, meu Anjo da Guarda e todos os Santos do céu, rogai por mim.

  1. Ó, meu filho, quando você comete um pecado mortal dá as costas para Deus que te criou e te cumulou de bens, despreza sua graça e sua amizade. Quem peca diz ao Senhor: “Apartai-vos para longe de mim, não quero obedecer e servir, não o reconheço como meu Senhor. O meu Deus é o prazer, a vingança, é o ódio, as conversas obscenas.” Pode-se imaginar ingratidão maior que essa? Entretanto, ó querido filho, você faz tudo isso quando ofende a Deus.
  2. Cresce pois essa ingratidão quando você se serve dos bens que Deus lhe concedeu – ouvidos, olhos, boca, língua, mãos, pés, inteligência – para ofendê-lo. Ouça o que diz o Senhor: “Filho, eu te criei do nada, dei-te tudo o que possuis, conferi a graça de conheceres a verdadeira religião e receberes o santo Batismo. Eu podia te deixar morrer quando estavas no pecado, e no entanto, prolonguei os teus dias para que não fosses condenado ao inferno; e tu, esquecendo todos esses benefícios, serve-se deles para me ofender?” Quem não sentirá tomado de profundo pesar por ter feito tamanha injúria? 

III. Você deve ainda considerar que Deus, embora seja bom e infinitamente misericordioso, fica indignado com essas ofensas. Por isso, quanto mais tempo viver no pecado, tanto mais provocará a justiça de Deus, levando à tua condenação. Não que isso aconteça por faltar a misericórdia divina, mas é que lhe faltará o tempo para pedir perdão, pois não merece a indulgência de Deus quem dela abusa para o insultar. Muitos viveram no pecado, pensando em pedir perdão somente no final da vida, entretanto a morte veio sem aviso, precipitando todos no inferno. 

Depois de tantos pecados perdoados, agradeça a Deus pelo tempo concedido e diga com firme resolução: “Basta, meu Deus!” O tempo de vida que me resta, não quero desperdiçar em ofendê-lo, desejo amá-lo e desagravar meus pecados com todo meu coração. 

Meu Jesus, quero vos amar; concedei-me a força. Virgem Santíssima, Mãe do meu senhor, ajudai-me, amém.