Novena de Nossa Senhora Auxiliadora - 2º dia

Segundo Dia:
Maria, a mulher que tem pressa em ajudar!

Comentário Inicial:
Neste segundo dia de nossa novena em honra de Nossa Senhora Auxiliadora, somos convidados a praticar a caridade com os necessitados. O evangelho nos diz que Maria se dirige apressadamente à casa de Isabel. Nós somos chamados
a levar a Boa Nova a todas as pessoas do mundo, para irradiar nelas o amor que Jesus nos proporciona. Maria nos deu o exemplo de como ser fiel a Deus praticando a caridade com sua prima. Que hoje nós aprendamos de Maria a ter o espírito de serviço para com o próximo! Rezemos também por todas as famílias, para que nelas haja diálogo, compreensão, perdão e paz.

Acolhida
P: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.
T: Amém.
P: A graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam sempre convosco!
T: Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!
Invocação ao Espírito Santo
P: Invoquemos as luzes do Espírito Santo sobre a nossa novena:

Oração do Segundo Dia da Novena

P: Rezemos a oração deste segundo dia de nossa novena:
T: Maria Santíssima, Mãe de bondade e de misericórdia, que, muitas vezes, com o vosso visível Patrocínio, livrastes o povo Cristão dos assaltos e da barbárie dos inimigos da fé, livrai, nós vos pedimos, a nossa alma dos assaltos do demônio, do mundo e da carne, e fazei que possamos em todo o tempo obter completa vitória sobre os inimigos da nossa alma. Ó poderoso auxílio dos cristãos e da humanidade, pedimos que leveis a nossa oração ao Pai e ao vosso Filho Jesus Cristo, que vivem e reinam na unidade do Espírito Santo. Amém.

Evangelho
P: Preparemos os nossos corações para ouvir o Evangelho.

L: Leitura do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas
T: Glória a vós, Senhor!
L: 1,39 Naqueles dias, Maria partiu para a região montanhosa, dirigindo-se, às pressas, a uma cidade da Judéia.
40 Entrou na casa de Zacarias, e saudou Isabel.
41 Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança se agitou no seu ventre, e Isabel ficou cheia do Espírito Santo.
42 Com um grande grito exclamou: “Você é bendita entre as mulheres, e é bendito o fruto do seu ventre!
43 Como posso merecer que a mãe do meu Senhor venha me visitar?
44 Logo que a sua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança saltou de alegria no meu ventre. 
45 Bem-aventurada aquela que acreditou, porque vai acontecer o que o Senhor lhe prometeu”.
56 Maria ficou três meses com Isabel; e depois voltou para casa. Palavra da salvação.
T: Glória a vós, Senhor!

Maria na vida de Dom Bosco

P: Ouçamos, neste momento, um fato da vida de Dom Bosco:
L: O grande pensamento de Dom Bosco era o quadro de Maria Santíssima Auxiliadora que seria colocado no altar-mor do Santuário em construção. Quando se sentou pela primeira vez com Lorenzone, pintor que deveria realizar a
empreitada, deixou maravilhados todos os presentes por conta da grandiosidade de suas ideias. Expressou seu pensamento assim:
— No alto, Maria Santíssima entre os coros dos anjos; ao seu redor, mais próximos, os apóstolos, depois o coro dos mártires, dos profetas, das virgens, dos confessores. Na terra, os emblemas das grandes vitórias de Maria e os povos
das várias partes do mundo em atitude de levantar as mãos para ela pedindo a sua ajuda. Falava como de um espetáculo que já tivesse visto, dando com precisão todas as particularidades. Lorenzone o escutava quase sem respirar e, assim que Dom Bosco terminou, disse:
— E onde o senhor pretende colocar esse quadro?
— Na nova igreja!
— E o senhor acha que caberá?
— E por que não?
— E onde encontrará a sala para pintá-lo?
— Isso é o pintor que deve pensar.
— E onde o senhor pensa que vou encontrar um lugar que sirva para esse seu quadro? Seria preciso a Praça Castello. A menos que não queira uma miniatura para olhar com microscópio.
Todos riram. Com as medidas em mão, com as regras da proporção, o pintor demonstrou o que tinha entendido. Dom Bosco não ficou muito satisfeito, mas teve que aceitar que ele tinha razão. Então, decidiu que o quadro ficaria só com Nossa Senhora, os apóstolos, os evangelistas e alguns anjos. Nos pés do quadro, sob a glória de Nossa Senhora, seria colocada a casa do Oratório.
Tendo alugado um altíssimo salão do Palácio Madama, Lorenzone deu início à obra: o trabalho deveria durar cerca de três anos. O quadro já estava quase finalizado, quando se percebeu que o leão que tinha sido colocado ao lado de São Marcos atraía tanto a atenção que poderia desviá-la do personagem principal. Devia, pois, dar-lhe uma pose menos viva. Nossa Senhora estava estupendamente linda.
Narra um padre do Oratório: um dia, eu entrei no estúdio para ver o quadro. Era a primeira vez que me encontrava com Lorenzone. Ele estava no alto da escada, dando os últimos retoques no rosto da sagrada imagem de Maria. Não se virou ao ouvir o barulho que fiz ao entrar. Continuou o seu trabalho. Pouco depois desceu da escada e se pôs a
observar como tinha conseguido dar aquelas últimas pinceladas. De repente, percebendo a minha presença, tomou-me pelo braço e me levou a um ponto de luz do quadro e me disse: “Olhe como é bonita! Não é uma obra minha, não. Não sou eu quem pinta. É uma outra mão que guia a minha. Ao que me parece ela pertence ao Oratório. Diga a Dom
Bosco que o quadro sairá como ele deseja”. Estava tão entusiasmado que quase não conseguia falar. Então, voltou ao trabalho. E nós acrescentamos, que quando o quadro foi levado para a Igreja e colocado no seu devido lugar, Lorenzone caiu de joelhos e chorou copiosamente (Memórias Biográficas, vol. 8).

Invocações a Nossa Senhora Auxiliadora

P: Invoquemos a Maria, poderoso auxílio do povo cristão e da humanidade, pela nossa Igreja, para que seja anunciadora do Reino de Deus no mundo.
T: Pai Nosso… Ave Maria… Salve Rainha…
P: Graças e louvores sejam dados a todo o momento,
T: Ao Santíssimo e diviníssimo sacramento.
P: Maria Auxiliadora dos Cristãos e da Humanidade,
T: Rogai por nós!
P: Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
T: Como era no princípio, agora e sempre. Amém.
P: Invoquemos a Maria, poderoso auxílio do povo cristão e da humanidade, para que em nossas famílias haja diálogo, paz e perdão e que todos possam gozar sempre de boa saúde de alma e de corpo.
T: Pai Nosso… Ave Maria… Salve Rainha…
P: Graças e louvores sejam dados a todo o momento,
T: Ao Santíssimo e diviníssimo sacramento.
P: Maria Auxiliadora dos Cristãos e da Humanidade,
T: Rogai por nós!
P: Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
T: Como era no princípio, agora e sempre. Amém.
P: Invoquemos a Maria, poderoso auxílio do povo cristão e da humanidade, pelos nossos jovens, para que sejam construtores de uma sociedade mais humana, mais justa e mais fraterna.
T: Pai Nosso… Ave Maria… Salve Rainha…
P: Graças e louvores sejam dados a todo o momento,
T: Ao Santíssimo e diviníssimo sacramento.
P: Maria Auxiliadora dos Cristãos e da Humanidade,
T: Rogai por nós!
P: Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
T: Como era no princípio, agora e sempre. Amém.
P: Rezemos juntos:
T: Lembrai-vos, ó piedosa Virgem Maria, que jamais se ouviu dizer que aquele que tenha recorrido à vossa proteção, implorando vossa assistência e pedindo o vosso auxílio, tenha sido desamparado. Animado eu por esta confiança, a vós também recorro, ó Mãe, Virgem das Virgens, e, gemendo
sob o peso dos meus pecados, atrevo-me a comparecer diante de vossa soberana presença. Ó Mãe de Deus, escutai e acolhei benignamente minhas súplicas. Amém.
(Faça seu pedido)

P: Rogai por nós, Maria, consolo dos aflitos, auxílio dos cristãos e mãe da humanidade.
T: Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Oração a Nossa Senhora Auxiliadora

P: Invoquemos, agora, a proteção de Maria, a Auxiliadora do povo cristão e da humanidade:
T: Ó Santíssima e Imaculada Virgem Maria, Mãe amorosa nossa e poderoso auxílio dos cristãos, nós nos consagramos inteiramente a vós, para que sempre nos conduzais ao Senhor. 
Nós vos consagramos nossa mente, com os seus pensamentos, nosso coração, com os seus afetos, nosso corpo, com os seus sentimentos e com todas as suas forças, e prometemos querer sempre trabalhar para a maior glória de Deus e a salvação das almas.

P: Vós, entretanto, ó Virgem incomparável, que sempre fostes a Mãe da Igreja e a Auxiliadora do povo cristão,
continuai a vos mostrar assim, em especial neste nosso tempo.
T: Iluminai e fortalecei os nossos bispos e os nossos sacerdotes e conservai-os sempre em unidade com o Papa. Aumentai as vocações sacerdotais e religiosas, a fim de que, também por meio deles,
o Reino de Jesus Cristo se conserve entre nós e se estenda por todo o mundo.
P: Nós vos pedimos, ainda, ó dulcíssima Mãe, que mantenhais os vossos olhares amorosos sempre voltados para as crianças e para os jovens, expostos a tantos perigos; para os casais, jovens ou não, em suas dificuldades; para os necessitados, os explorados e os esquecidos da sociedade; e para os pobres pecadores e enfermos.
T: Sede para todos, ó Maria Auxiliadora, refúgio e amparo, Mãe de misericórdia e porta do céu.
Também vos pedimos, ó grande Mãe de Deus, que nos ensineis a imitar as vossas virtudes,
em particular a angélica modéstia, a humildade profunda e a ardente caridade.
P: Fazei, ó Maria Auxiliadora, que sintamos o amparo do vosso manto de Mãe. Fazei que nas tentações  vos invoquemos com confiança.
T: Fazei, enfim, que o pensamento de que sois tão boa, tão amável e tão querida, a lembrança do amor que tendes pelos vossos devotos, nos conforte de tal modo que, na vida e na morte, saiamos vitoriosos contra os inimigos de nossa alma, e possamos depois unir-nos convosco no Paraíso. Amém.

Bênção Final
P: A nossa proteção está no nome do Senhor.
T: Que fez o céu e a terra.
P: Ave Maria…
P: À vossa proteção recorremos, ó Santa Mãe de Deus. Não desprezeis as nossas súplicas em nossas necessidades, mas livrai-nos sempre de todos os perigos, ó Virgem gloriosa e bendita. Maria, Auxiliadora dos Cristãos e da humanidade.
T: Rogai por nós.
P: Ouvi, Senhor, a minha oração.
T: E chegue a vós o meu clamor.
P: O Senhor esteja convosco!
T: Ele está no meio de nós.
P: Oremos: Senhor eterno e onipotente, que, pela intervenção do Espírito Santo, vos dignastes preparar o corpo e a alma da gloriosa Virgem e Mãe Maria para digna morada do vosso Filho, fazei que sejamos livres da morte eterna e dos males que nos rodeiam, pela intercessão daquela cuja invocação nos alegra. Por Cristo, nosso Senhor.
T: Amém.
P: A bênção do Deus de Sara, Abrão e Agar. A bênção do Filho, nascido de Maria. A bênção Espírito Santo de amor, que cuida com carinho, qual mãe cuida da gente, esteja sobre todos vós.
T: Amém.

 

Acesse o 1ª da Dia na Novena de Nossa Senhora Auxiliadora

Acompanhe conosco pelo IGTV: https://www.instagram.com/p/CAP-LLQpHxm/