Novena de Nossa Senhora Auxiliadora 3º dia

Terceiro Dia:
Maria, a mulher que canta a grandeza de Deus!
Comentário Inicial

O desejo de ajudar Isabel fez com que a plenitude de Deus tomasse conta de Maria. Isabel também exultou de alegria e sentiu que a visita de sua prima Maria trazia para ela a certeza da assistência de Deus nos últimos dias de sua gravidez. Nesse encontro, nasceu o cântico do Magnificat, que é um louvor ao Criador que olha para a humildade daqueles que se esvaziam de si mesmos para preencherem o seu vazio existencial com as graças de Deus. Seguindo o exemplo de Maria e reconhecendo a sua humildade, no Magnificat, procuremos cultivar o espírito da humildade e da caridade para com o nosso próximo, começando pela nossa família.

Acompanhe pelo IGTV este 3º dia da Novena clicando aqui

Acolhida
P: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.
T: Amém.
P: A graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do
Espírito Santo estejam sempre convosco!
T: Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo! Invocação ao Espírito Santo
P: Invoquemos as luzes do Espírito Santo sobre a nossa novena:

Oração do Terceiro Dia da Novena

P: Rezemos a oração deste primeiro dia de nossa novena:
T: Poderosíssima Rainha e Mãe, vós que sozinha triunfastes sobre as muitas heresias que procuravam afastar tantos filhos do seio da nossa Mãe Igreja, ajudai-nos, vos pedimos, a manter a saúde da nossa fé e a pureza do nosso coração em meio a tantas insídias e ao veneno das perversas
doutrinas. Ó poderoso auxílio dos cristãos e da humanidade, pedimos que leveis a nossa oração ao Pai e ao vosso Filho Jesus Cristo, que vivem e reinam na unidade do Espírito Santo. Amém.

Evangelho

P: Preparemos os nossos corações para ouvir o Evangelho.
L: Leitura do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas
T: Glória a vós, Senhor!
L: 1,46 Naquele tempo, Maria disse: “Minha alma proclama a grandeza do Senhor,
47 meu espírito se alegra em Deus, meu salvador,
48 porque olhou para a humilhação de sua serva. Doravante todas as gerações me felicitarão,
49 porque o Todo-poderoso realizou grandes obras em meu favor: seu nome é santo,
50 e sua misericórdia chega aos que o temem, de geração em geração.
51 Ele realiza proezas com seu braço: dispersa os soberbos de coração,
52 derruba do trono os poderosos e eleva os humildes;
53 aos famintos enche de bens, e despede os ricos de mãos vazias.
54 Socorre Israel, seu servo, lembrando-se de sua misericórdia,
55 conforme prometera aos nossos pais — em favor de Abraão e de sua descendência, para sempre”.
Palavra da salvação.
T: Glória a vós, Senhor!

Maria na vida de Dom Bosco

P: Ouçamos, neste momento, um fato da vida de Dom Bosco:
L: A fama das “graças”, pequenas e grandes, que Nossa Senhora concedia a quem ajudava na construção da Igreja difundiu-se rapidamente por Turim e por muitas outras regiões da Itália. A graça mais clamorosa, talvez, tenha sido a do banqueiro e senador José Cotta, antigo benfeitor de Dom Bosco, e muito conhecido nos ambientes políticos e financeiros de Turim. Quando o senador, de 83 anos, jazia enfermo, já desenganado pelos médicos, Dom Bosco foi visitá-lo. O doente pôde apenas dizer-lhe com um fio de voz:
— Mais uns poucos minutos. Depois preciso partir para a eternidade.
— Não, senador — replicou-lhe Dom Bosco –. Nossa Senhora precisa ainda do senhor neste momento: deve viver para ajudar a construir sua igreja.
— Não há mais esperança… — suspirou o velho. A fé de Dom Bosco aliou-se a uma audácia tranquila, quase humorística:
— E o que o senhor faria, se Maria Auxiliadora lhe obtivesse a graça de sarar? O senador sorriu, fez um esforço e apontou com dois dedos para Dom Bosco.
— Duas mil liras. Se eu sarar, pagarei duas mil liras por mês durante seis meses à igreja de Valdocco.
— Pois bem, eu vou mandar os meninos rezar e ficarei esperando pelo senhor. Três dias depois, lá estava de fato o senador, curado.
— Nossa Senhora me curou. Vim pagar a primeira parte de minha dívida
(Teresio Bosco: Dom Bosco, uma biografia nova, p. 385).

Invocações a Nossa Senhora Auxiliadora

P: Invoquemos a Maria, poderoso auxílio do povo cristão e da humanidade, pela nossa Igreja, para que seja anunciadora do Reino de Deus no mundo.
T: Pai Nosso… Ave Maria… Salve Rainha…
P: Graças e louvores sejam dados a todo o momento,
T: Ao Santíssimo e diviníssimo sacramento.
P: Maria Auxiliadora dos Cristãos e da Humanidade,
T: Rogai por nós!
P: Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
T: Como era no princípio, agora e sempre. Amém.
P: Invoquemos a Maria, poderoso auxílio do povo cristão e da humanidade, para que em nossas famílias haja diálogo, paz e perdão e que todos possam gozar sempre de boa saúde de alma e de corpo.
T: Pai Nosso… Ave Maria… Salve Rainha…
P: Graças e louvores sejam dados a todo o momento,
T: Ao Santíssimo e diviníssimo sacramento.
P: Maria Auxiliadora dos Cristãos e da Humanidade,
T: Rogai por nós!
P: Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
T: Como era no princípio, agora e sempre. Amém.
P: Invoquemos a Maria, poderoso auxílio do povo cristão e da humanidade, pelos nossos jovens, para que sejam construtores de uma sociedade mais humana, mais justa e mais fraterna.
T: Pai Nosso… Ave Maria… Salve Rainha…
P: Graças e louvores sejam dados a todo o momento,
T: Ao Santíssimo e diviníssimo sacramento.
P: Maria Auxiliadora dos Cristãos e da Humanidade,
T: Rogai por nós!
P: Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
T: Como era no princípio, agora e sempre. Amém.
P: Rezemos juntos:
T: Lembrai-vos, ó piedosa Virgem Maria, que jamais se ouviu dizer que aquele que tenha recorrido à vossa proteção, implorando vossa assistência e pedindo o vosso auxílio, tenha sido desamparado. Animado eu por esta confiança, a vós também recorro, ó Mãe, Virgem das Virgens, e, gemendo
sob o peso dos meus pecados, atrevo-me a comparecer diante de vossa soberana presença. Ó Mãe de Deus, escutai e acolhei benignamente minhas súplicas. Amém. (Faça seu pedido)
P: Rogai por nós, Maria, consolo dos aflitos, auxílio dos cristãos e mãe da humanidade.
T: Para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Canto de Nossa Senhora Auxiliadora

Oração a Nossa Senhora Auxiliadora

P: Invoquemos, agora, a proteção de Maria, a Auxiliadora do povo cristão e da humanidade:
T: Ó Santíssima e Imaculada Virgem Maria, Mãe amorosa nossa e poderoso auxílio dos cristãos, nós nos consagramos inteiramente a vós, para que sempre nos conduzais ao Senhor. Nós vos consagramos nossa mente, com os seus pensamentos, nosso coração, com os seus afetos, nosso corpo, com os seus sentimentos e com todas as suas forças, e prometemos querer sempre trabalhar para a maior glória de Deus e a salvação das almas.
P: Vós, entretanto, ó Virgem incomparável, que sempre fostes a Mãe da Igreja e a Auxiliadora do povo cristão,  continuai a vos mostrar assim, em especial neste nosso tempo.
T: Iluminai e fortalecei os nossos bispos e os nossos sacerdotes e conservai-os sempre em unidade com o Papa. Aumentai as vocações sacerdotais e religiosas, a fim de que, também por meio deles,
o Reino de Jesus Cristo se conserve entre nós e se estenda por todo o mundo.
P: Nós vos pedimos, ainda, ó dulcíssima Mãe, que mantenhais os vossos olhares amorosos sempre voltados para as crianças e para os jovens, expostos a tantos perigos; para os casais, jovens ou não, em suas dificuldades; para os necessitados, os explorados e os esquecidos da sociedade; e para os pobres pecadores e enfermos.
T: Sede para todos, ó Maria Auxiliadora, refúgio e amparo, Mãe de misericórdia e porta do céu. Também vos pedimos, ó grande Mãe de Deus, que nos ensineis a imitar as vossas virtudes, em particular a angélica modéstia, a humildade profunda e a ardente caridade.
P: Fazei, ó Maria Auxiliadora, que sintamos o amparo do vosso manto de Mãe.  Fazei que nas tentações vos invoquemos com confiança.
T: Fazei, enfim, que o pensamento de que sois tão boa, tão amável e tão querida, a lembrança do amor que tendes pelos vossos devotos, nos conforte de tal modo que, na vida e na morte, saiamos vitoriosos contra os inimigos de nossa alma, e possamos depois unir-nos convosco no Paraíso. Amém.

Bênção Final

P: A nossa proteção está no nome do Senhor.
T: Que fez o céu e a terra.
P: Ave Maria…
P: À vossa proteção recorremos, ó Santa Mãe de Deus. Não desprezeis as nossas súplicas em nossas necessidades, mas livrai-nos sempre de todos os perigos, ó Virgem gloriosa e bendita. Maria, Auxiliadora dos Cristãos e da humanidade.
T: Rogai por nós.
P: Ouvi, Senhor, a minha oração.
T: E chegue a vós o meu clamor.
P: O Senhor esteja convosco!
T: Ele está no meio de nós.
P: Oremos: Senhor eterno e onipotente, que, pela intervenção do Espírito Santo, vos dignastes preparar o corpo e a alma da gloriosa Virgem e Mãe Maria para digna morada do vosso Filho, fazei que sejamos livres da morte eterna e dos males que nos rodeiam, pela intercessão daquela cuja invocação nos alegra. Por Cristo, nosso Senhor.
T: Amém.
P: A bênção do Deus de Sara, Abrão e Agar. A bênção do Filho, nascido de Maria. A bênção Espírito Santo de amor, que cuida com carinho, qual mãe cuida da gente, esteja sobre todos vós.
T: Amém.

Acompanhe pelo IGTV este 3º dia da Novena clicando aqui