Novena de Nossa Senhora Auxiliadora 7º dia

Sétimo Dia:
Maria, a mulher que pratica a palavra de Deus!

Acompanhe também pelo IGTV

Comentário Inicial
Maria é a mulher do “sim” a Deus e a mulher que guarda todas as coisas em seu coração. Como Mãe de Jesus, Maria nos deixou o exemplo de como ser fiéis à vontade de Deus: guardando a sua palavra. Neste sétimo dia de nossa novena em honra de Nossa Senhora Auxiliadora, somos convocados a colocar a Palavra de Deus em prática, como Maria o fez, ajudando, perdoando, colaborando com os necessitados e jamais prejudicando o nosso próximo.

Acolhida
P: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.
T: Amém.
P: A graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam sempre convosco!
T: Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!
P: Invoquemos as luzes do Espírito Santo sobre a nossa novena:

Oração do Sétimo Dia da Novena

P: Rezemos a oração deste sétimo dia de nossa novena:
T: Ó Maria, Mãe de piedade e de clemência, que tantas vezes, com a vossa eficaz proteção salvastes os cristãos e a humanidade da peste e de outros flagelos corporais, socorrei-os e livrai-os agora da peste da falta de fé e do ódio à religião, que de mil maneiras se insinua na sua alma para afastá-los das práticas de piedade, especialmente com sua doutrina, com a imprensa e com seus ensinamentos perversos. Nós vos pedimos que sustenteis os bons a fim de que possam perseverar, revigorar os fracos e chamar à penitência os que se desviaram e os pecadores, para que triunfe já aqui na terra a verdade e o Reino de Jesus Cristo, e assim aumente a vossa glória e o número dos eleitos no céu. Ó poderoso auxílio dos cristãos e da humanidade, pedimos que leveis a nossa oração ao Pai e ao vosso Filho Jesus Cristo, que vivem e reinam na unidade do Espírito Santo. Amém.

Evangelho

P: Preparemos os nossos corações para ouvir o Evangelho.
L: Leitura do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas
T: Glória a vós, Senhor!
L: 8,19 A mãe e os irmãos de Jesus se aproximaram, mas não podiam chegar perto  dele por causa da multidão. 20 Então anunciaram a Jesus: “Tua mãe e teus irmãos estão aí fora, e querem te ver.” 21 Jesus respondeu: “Minha mãe e meus irmãos são aqueles que ouvem a Palavra de Deus, e a põem em prática.” Palavra da salvação.
T: Glória a vós, Senhor!

Maria na vida de Dom Bosco

P: Ouçamos, neste momento, um fato da vida de Dom Bosco:
L: Naquela manhã, a antessala do quarto de Dom Bosco estava cheia de gente.
Entrou uma senhora de Turim trazendo sua filha de onze anos, Giuseppina Longhi. A menina, por causa de um susto, estava em convulsão, perdendo a palavra e não podendo mais mexer a mão direita, porque ficara paralisada. Seus pais tinham consultado vários médicos, mas não sentiam nenhuma melhora.
Fazia um mês que a menina não falava. Aliás, manifestava-se nela um distúrbio das faculdades mentais. Então a mãe, tendo ouvido falar das grandes maravilhas feitas por Maria Auxiliadora pelas mãos de Dom Bosco, levou a enferma para que ele a abençoasse. Assim que deitou a filha no sofá, relatou a Dom Bosco sua dolorosa história, dizendo que só tinha esperança na misericórdia de Deus e na intercessão de Maria Santíssima. Pediu, então, a Dom Bosco para dar-lhe a bênção. Dom Bosco, exortando-a a ter confiança em Nossa Senhora, pediu que se ajoelhasse e abençoou a pequena doente. Então pediu à menina que fizesse o sinal da cruz, e ela o fez, mas com a mão esquerda.
— Não com a mão esquerda, mas com a direita, disse Dom Bosco.
— Não consegue, respondeu a mãe.
— Deixe a menina tentar. Vamos! Com a direita. — E ela o fez rapidamente.
— Bravo, disse Dom Bosco, você fez bem, mas não disse as palavras. Vamos, faça de novo e diga comigo: em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.
A menina, muda há um mês, soltou a língua, rezou e depois, fora de si, pôs-se a gritar:
— Mamãe, Nossa Senhora me curou.
E a mãe soltou um grito e começou a chorar.
A menina começou a se levantar para ver se podia ficar em pé e caminhar sem ajuda. Bem, foi de um lado ao outro do quarto sem cair. Então, a agraciada, não podendo mais conter a alegria, abriu a porta, e se apresentou aos que estavam na antessala e contou o que tinha acontecido. Mãe e filha desceram logo e foram à igreja para agradecer a Nossa Senhora Auxiliadora.

Invocações a Nossa Senhora Auxiliadora

P: Invoquemos a Maria, poderoso auxílio do povo cristão e da humanidade, pela nossa Igreja, para que seja anunciadora do Reino de Deus no mundo.
T: Pai Nosso… Ave Maria… Salve Rainha…
P: Graças e louvores sejam dados a todo o momento,
T: Ao Santíssimo e diviníssimo sacramento.
P: Maria Auxiliadora dos Cristãos e da Humanidade,
T: Rogai por nós!
P: Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
T: Como era no princípio, agora e sempre. Amém.
P: Invoquemos a Maria, poderoso auxílio do povo cristão e da humanidade, para que em nossas famílias haja diálogo, paz e perdão e que todos possam gozar sempre de boa saúde de alma e de corpo.
T: Pai Nosso… Ave Maria… Salve Rainha…
P: Graças e louvores sejam dados a todo o momento,
T: Ao Santíssimo e diviníssimo sacramento.
P: Maria Auxiliadora dos Cristãos e da Humanidade,
T: Rogai por nós!
P: Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
T: Como era no princípio, agora e sempre. Amém.
P: Invoquemos a Maria, poderoso auxílio do povo cristão e da humanidade, pelos nossos jovens, para que sejam construtores de uma sociedade mais humana, mais justa e mais fraterna.
T: Pai Nosso… Ave Maria… Salve Rainha…
P: Graças e louvores sejam dados a todo o momento,
T: Ao Santíssimo e diviníssimo sacramento.
P: Maria Auxiliadora dos Cristãos e da Humanidade,
T: Rogai por nós!
P: Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
T: Como era no princípio, agora e sempre. Amém.
P: Rezemos juntos:
T: Lembrai-vos, ó piedosa Virgem Maria, que jamais se ouviu dizer que aquele que tenha recorrido à vossa proteção, implorando vossa assistência e pedindo o vosso auxílio, tenha sido desamparado. Animado eu por esta confiança, a vós também recorro, ó Mãe, Virgem das Virgens, e, gemendo sob o peso dos meus pecados, atrevo-me a comparecer diante de vossa soberana presença. Ó Mãe de Deus, escutai e acolhei benignamente minhas súplicas. Amém. (Faça seu pedido)
P: Rogai por nós, Maria, consolo dos aflitos, auxílio dos cristãos e mãe da humanidade.
T: Para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Canto de Nossa Senhora Auxiliadora

Oração a Nossa Senhora Auxiliadora

P: Invoquemos, agora, a proteção de Maria, a Auxiliadora do povo cristão e da humanidade:
T: Ó Santíssima e Imaculada Virgem Maria, Mãe amorosa nossa e poderoso auxílio dos cristãos,
nós nos consagramos inteiramente a vós, para que sempre nos conduzais ao Senhor.
Nós vos consagramos nossa mente, com os seus pensamentos, nosso coração, com os seus afetos,
nosso corpo, com os seus sentimentos e com todas as suas forças, e prometemos querer sempre trabalhar para a maior glória de Deus e a salvação das almas.
P: Vós, entretanto, ó Virgem incomparável, que sempre fostes a Mãe da Igreja e a Auxiliadora do povo cristão,
continuai a vos mostrar assim, em especial neste nosso tempo.
T: Iluminai e fortalecei os nossos bispos e os nossos sacerdotes e conservai-os sempre em unidade com o Papa. Aumentai as vocações sacerdotais e religiosas, a fim de que, também por meio deles,
o Reino de Jesus Cristo se conserve entre nós e se estenda por todo o mundo.
P: Nós vos pedimos, ainda, ó dulcíssima Mãe, que mantenhais os vossos olhares amorosos sempre voltados para as crianças e para os jovens, expostos a tantos perigos; para os casais, jovens ou não, em suas dificuldades; para os necessitados, os explorados e os esquecidos da sociedade; e para os pobres pecadores e enfermos.
T: Sede para todos, ó Maria Auxiliadora, refúgio e amparo, Mãe de misericórdia e porta do céu. Também vos pedimos, ó grande Mãe de Deus, que nos ensineis a imitar as vossas virtudes, em particular a angélica modéstia,
a humildade profunda e a ardente caridade. 
P: Fazei, ó Maria Auxiliadora, que sintamos o amparo do vosso manto de Mãe. Fazei que nas tentações vos invoquemos com confiança.
T: Fazei, enfim, que o pensamento de que sois tão boa, tão amável e tão querida, a lembrança do amor que tendes pelos vossos devotos, nos conforte de tal modo que, na vida e na morte, saiamos vitoriosos contra os inimigos de nossa alma, e possamos depois unir-nos convosco no Paraíso. Amém.

Bênção Final

P: A nossa proteção está no nome do Senhor.
T: Que fez o céu e a terra.
P: Ave Maria…
P: À vossa proteção recorremos, ó Santa Mãe de Deus. Não desprezeis as nossas súplicas em nossas necessidades, mas livrai-nos sempre de todos os perigos, ó Virgem gloriosa e bendita. Maria, Auxiliadora dos Cristãos e da  humanidade.
T: Rogai por nós.
P: Ouvi, Senhor, a minha oração.
T: E chegue a vós o meu clamor.
P: O Senhor esteja convosco!
T: Ele está no meio de nós.
P: Oremos: Senhor eterno e onipotente, que, pela intervenção do Espírito Santo, vos dignastes preparar o corpo e a alma da gloriosa Virgem e Mãe Maria para digna morada do vosso Filho, fazei que sejamos livres da morte eterna e dos males que nos rodeiam, pela intercessão daquela cuja invocação nos alegra. Por Cristo, nosso Senhor.
T: Amém.
P: A bênção do Deus de Sara, Abrão e Agar. A bênção do Filho, nascido de Maria. A bênção Espírito Santo de amor, que cuida com carinho, qual mãe cuida da gente, esteja sobre todos vós.
T: Amém.

Acompanhe também pelo IGTV