Caridade é um gesto de coração motivado por uma intimidade com Deus

Caridade é uma virtude teologal, ou seja, tem como motivo imediato o próprio Deus, que conduz o amor a Ele e ao nosso semelhante

Por Marlei Piva, Comunidade Canção Nova.

“A fé no Senhor ressuscitado faz com que os cristãos sejam destemidos na caridade, e este é o maior antídoto contra as tendências do nosso tempo, pleno de lacerações e oposições.” Papa Francisco na mensagem enviada à Assembleia Plenária do Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE), acontecida em outubro de 2019.
Nesses tempos, ouvimos e testemunhamos vários gestos solidários, e assistimos ao que, de certa forma, é natural ao ser humano. Afinal, fomos criados por Deus, e Deus é amor! Mas o que é concretamente um gesto de caridade?
É possível dispor de recurso financeiro e proceder uma doação sem que, necessariamente, isso seja caridade, pois o objetivo, ainda que nobre, pode trazer vantagens para quem o faz, sendo ela de natureza jurídica, econômica, de visibilidade etc.
Caridade é um gesto de coração motivado por uma intimidade com Deus.  Por isso, a Quaresma nos convida à conversão, orienta as práticas da oração, do jejum e da caridade.  E assim, provocados por essa dinâmica, recorramos ao Espírito Santo, que sempre irá nos direcionar a quem amar, de qual forma e em que momento.
“Filhinhos, não amemos de palavra nem de boca, mas em ação e em verdade” (1 João 3,18).
As circunstâncias mais oportunas com certeza existem ao lado de cada um no ordinário da vida cotidiana. Vamos falar da nossa penitência quaresmal: o alimento que tiramos, para quem vamos doar? Sim, isso mesmo, qual o sentido dessa privação se não for para partilhar?
Se a opção foi a carne, quantos irmãos seriam beneficiados pela doação, seja propriamente do alimento ou em espécie financeira referente ao consumo de 40 dias! Há tantos movimentos sérios que podem ser receptores em nosso bairro, nossa cidade ou até mesmo em outras cidades; e este é um exemplo que vale para qualquer alimento.
E ainda os gestos de caridade de ser amável com as pessoas que não lhe são queridas e até inimigas?
Parar para ouvir um idoso, uma criança, ter paciência e dar uma resposta diferente a quem o ofende como fez Jesus na Cruz, ou ainda pequenos favores no concreto.
Crer na ressurreição de Jesus e celebrá-la no Domingo de Páscoa encontra sentido quando plantamos um  jardim de amor ao próximo.
“Não devemos permitir que alguém saia da nossa presença sem se sentir melhor e mais feliz” (Madre Teresa de Calcutá). Não se surpreenda se, no final, seu coração for tomado de uma alegria inexplicável que vem de Cristo Jesus que nos amou primeiro.
Vamos rezar? 
Jesus, ensina-me a viver o Teu amor, a aprender a caridade para com o meu próximo, a ter um coração dócil e sensível à direção dada pelo Espírito Santo. Praticar toda caridade como se a estivesse fazendo para Ti, e ter sempre um coração agradecido por ser instrumento da Sua bondade e misericórdia. Amém.
***

🔴Inscreva-se em nosso canal e ative o sininho 🔔 http://bit.ly/youtubepln

🌐 Siga nosso Instagram https://www.instagram.com/cancaonovapaulinia

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

comentários