Seminário de Dons Carismáticos 2021

8 semanas aprofundando e experienciando os dons carismáticos ( efusos )

A Canção Nova em Paulínia promove em junho, julho e agosto o seminário de Dons Carismáticos. A cada semana, na terça-feira, no grupo de oração, os missionários vão se aprofundar nos dons carismáticos e infusos, tendo como referência a “Coleção dons do espírito” de Márcio Mendes.

 

Se programe e venha participar do grupo de oração, e renovar sua experiência carismática nos dias: 22 e 29 de junho, 06,13, 20 e 27 de julho, e 03 de agosto.

A Canção Nova em Paulínia está localizada na Av. Pref. José Lozano Araújo, 1021 – Jardim América.

Qual é a diferença entre os dons infusos e os dons efusos?

Os Dons Infusos são os Sete Dons do Espirito Santo:  são os que visam o fortalecimento e o aperfeiçoamento de cada fiel. Os sete dons são para o cristão de forma  individual, para o robustecimento do fiel e de sua vida cristã pessoal e para o testemunho a dar no mundo.

“Os sete dons do Espírito Santo são: sabedoria, inteligência, conselho, fortaleza, ciência, piedade e temor de Deus. Em plenitude, pertencem a Cristo, Filho de Davi. Completam e levam ã perfeição as virtudes daqueles que os recebem. Tornam os fiéis dóceis para obedecer prontamente às inspirações divinas.” Catecismo da Igreja Católica 1831

 

 

Os Dons Efusos são os dons carismáticos:

Efuso: adj (lat effusu) 1 Em que há efusão. 2 Entornado, derramado.

São os “Carismas” – dons de serviço – dons para o serviço da comunidade cristã. São concedidos para a edificação do Corpo de Cristo. São dados para que o homem possa fazer alguma coisa para a comunidade.

O Espírito santificador e vivificador da Igreja

Consumada a obra que o Pai confiou ao Filho para Ele cumprir na terra (cfr. Jo. 17,4), foi enviado o Espírito Santo no dia de Pentecostes, para que santificasse continuamente a Igreja e deste modo os fiéis tivessem acesso ao Pai, por Cristo, num só Espírito (cfr. Ef. 2,18). Ele é o Espírito de vida, ou a fonte de água que jorra para a vida eterna (cfr. Jo. 4,14; 7, 38-39); por quem o Pai vivifica os homens mortos pelo pecado, até que ressuscite em Cristo os seus corpos mortais (cfr. Rom. 8, 10-11). O Espírito habita na Igreja e nos corações dos fiéis, como num templo (cfr. 1 Cor. 3,16; 6,19), e dentro deles ora e dá testemunho da adopção de filhos (cfr. Gál. 4,6; Rom. 8, 15-16. 26). A Igreja, que Ele conduz à verdade total (cfr. Jo. 16,13) e unifica na comunhão e no ministério, enriquece-a Ele e guia-a com diversos dons hierárquicos e carismáticos e adorna-a com os seus frutos (cfr. Ef. 4, 11-12; 1 Cor. 12,4; Gál. 5,22). Pela força do Evangelho rejuvenesce a Igreja e renova-a continuamente e leva-a à união perfeita com o seu Esposo (3). Porque o Espírito e a Esposa dizem ao Senhor Jesus: «Vem» (cfr. Apoc. 22,17)!

Assim a Igreja toda aparece como «um povo unido pela unidade do Pai e do Filho e do Espírito Santo (4). Lumen Gentium n. 04


Adailton Batista é natural de Janaúba (MG). Membro da Comunidade Canção Nova, desde o ano de 2009, o missionário é graduado em Jornalismo. É também autor do blog.cancaonova.com/metanoia. Um apaixonado pela evangelização e utiliza de todos os meios digitais possíveis para promover experiência pessoal com Cristo. Resultado de imagem para favicon instagramResultado de imagem para favicon twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

comentários