🛑 AO VIVO

Por que o demônio quer tanto destruir sua família?

Acompanhe a pregação com o casal: Clovis Silva e Adriana Ohata no grupo de Oração Canção Nova.

Para aprofundar: Transmitir a fé 

“A educação dos filhos deve estar marcada por um percurso de transmissão da fé que se vê dificultado pelo estilo de vida atual, pelos horários de trabalho, pela complexidade do mundo atual, onde muitos têm um ritmo frenético para poder sobreviver.[306] Apesar disso, a família deve continuar a ser lugar onde se ensina a perceber as razões e a beleza da fé, a rezar e a servir o próximo. Isso começa no batismo, onde – como dizia Santo Agostinho – as mães que levam os seus filhos «cooperam no parto santo».[307] Depois, tem início o percurso de crescimento desta vida nova.

A fé é dom de Deus, recebido no batismo, e não o resultado duma ação humana; mas os pais são instrumentos de Deus para a sua maturação e desenvolvimento. Por isso, «é bonito quando as mães ensinam os filhos pequenos a enviar um beijo a Jesus ou a Nossa Senhora. Quanta ternura há nisto! Naquele momento, o coração das crianças transforma-se em lugar de oração».[308] A transmissão da fé pressupõe que os pais vivam a experiência real de confiar em Deus, de O procurar, de precisar d’Ele, porque só assim «cada geração contará à seguinte o louvor das obras [de Deus] e todos proclamarão as [Suas] proezas» (Sl 145/144, 4) e «o pai dará a conhecer aos seus filhos a [Sua] fidelidade» (Is 38, 19). Isto requer que imploremos a ação de Deus nos corações, aonde não podemos chegar.

O grão de mostarda, semente tão pequenina, transforma-se num grande arbusto (cf. Mt 13, 31-32), e, deste modo, reconhecemos a desproporção entre a ação e o seu efeito. Sabemos, assim, que não somos proprietários do dom, mas seus solícitos administradores. Entretanto, o nosso esforço criativo é uma oferta que nos permite colaborar com a iniciativa divina. Por isso, «tenha-se o cuidado de valorizar os casais, as mães e os pais, como sujeitos ativos da catequese (…). De grande ajuda é a catequese familiar, enquanto método eficaz para formar os pais jovens e torná-los conscientes da sua missão como evangelizadores da sua própria família».

Trecho da Encíclica: Amoris Laetitia 287


Adailton Batista é natural de Janaúba (MG). Membro da Comunidade Canção Nova, desde o ano de 2009, o missionário é graduado em Jornalismo. É também autor do blog.cancaonova.com/metanoia. Um apaixonado pela evangelização e utiliza de todos os meios digitais possíveis para promover experiência pessoal com Cristo. Resultado de imagem para favicon instagramResultado de imagem para favicon twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

comentários