FAZER O BEM: O mais belo projeto de vida

luri.jpg

Jesus de Nazaré passou por esta vida fazendo o bem, porque Deus estava com Ele. Este foi o seu projeto de vida: fazer o bem a todos. 

Ele nos deu um maravilhoso exemplo a ser seguido. É vivendo desta forma que  se experimenta a alegria da vida nova  que Jesus veio nos trazer. Quanto mais optamos pelo bem, mais livres nos tornamos. O nosso coração vai sendo purificado, transformado num coração semelhante ao de Jesus. Este projeto de vida assumido e vivido nos faz homens e mulheres novos para um mundo novo; capazes de viver o “Amai-vos uns aos outros” em qualquer circunstância.

Aprendamos com Jesus a nos colocarmos sempre e em todo o momento a serviço do bem, mesmo quando necessário desprogramarmos os nossos planos, a nossa agenda.

É claro que devemos fazer planos, possuir agendas, respeitar os horários, e tantas outras coisas, mas nada disso pode nos impedir de sermos agentes do bem, e de implantarmos esta cultura do céu aqui na terra.

Há gente que pensa que fazer sempre a opção pelo bem é uma realidade difícil demais de ser vivida, principalmente quando as situações não nos favorecem, e despertam em nós o desejo de vingança porque sentimo-nos injustiçados, não compreendidos, caluniados, discriminados e maltratados. 

Não podemos esquecer jamais que temos a graça de Deus em nosso favor, e que devemos contar sempre com ela. Quando tomamos a firme decisão de fazer sempre o bem, Deus abençoa-nos imediatamente e derrama sobre nós o Espírito Santo, que é o mesmo Espírito que conduziu Jesus durante a sua caminhada terrena. “Vós sabeis como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com poder, como Ele andou fazendo o bem e curando todos os oprimidos do demônio, porque Deus estava com Ele” (At 10,38).

Na Canção Nova temos um princípio de vida: Deixarmo-nos guiar pelo Espírito Santo e pela fé que atua pelo amor. Isto nos capacita a sermos instrumentos de comunhão uns com os outros, de chorar com os que choram e alegrar-nos com os que se alegram. Vivemos continuamente o desafio de orar pelos que nos injuriam, de falar bem dos que nos maldizem e nos perseguem, de fazer o bem sem olharmos a quem. Para nossa própria restauração pessoal nos propomos:

– Pensar bem de todos;

– Falar bem de todos;

– Querer bem a todos.

Esta é uma palavra de ordem e o nosso projeto de vida!

Este estilo de vida fará de nós as pessoas mais felizes da face da terra, e a civilização do amor pouco a pouco será instaurada no meio de nós.

Luzia Santiago

Aos vocacionados, aguardo seu comentário,

Ritinha