Assista a pregação: “Vocacionados a castidade”, do Monsenhor Jonas Abib

Os problemas que a sociedade apresenta hoje encontram soluções naquilo que Deus nos diz através da Bíblia

BIBLIA

A Bíblia não é um livro que caiu do céu, seu processo de composição foi longo e árduo seguindo progressivamente a revelação de Deus ao povo de Israel.

A história de sua composição inicia-se por volta do ano 1200 a.C. e foi concluída por volta do ano 95/96 d.C. com o livro do Apocalipse. Foi sendo escrita de acordo com a língua que o povo falava na época e por isso parte do seu conteúdo foi redigida em três línguas bíblicas: hebraico, aramaico e grego.

Ela não é um livro de história do mundo, mas um livro da história do amor e revelação de Deus para com o homem, um livro de fé.

Ela é Palavra de Deus, mas foi escrita por homens e para os homens, assim ela tem duas faces: a divina e a humana. Apesar do seu conteúdo mais importante ser a face divina, sem compreender a face humana não é possível compreender aquilo que foi escrito.
Não se pode ler a Sagrada Escritura apenas com uma interpretação pessoal porque se arrisca a cair no subjetivismo ou idéias pré-concebidas.
Na verdade a boa leitura da Bíblia deve nos conduzir as verdades religiosas reveladas por Deus, tais verdades são aquelas que realmente iluminam nossa caminhada e nos ensinam quem é Deus, a verdade sobre Jesus, a origem e o destino do homem no plano de Deus.

Por ser Palavra de Deus ela nunca envelhece e é capaz de nos falar hoje como falava aos antigos.
Creio eu que se as pessoas tivessem um contato maior com a Sagrada Escritura nosso mundo seria muito melhor. Quase todos os problemas que a sociedade apresenta hoje encontram soluções naquilo que Deus nos diz através dos Textos Sagrados.
Ela pode nos auxiliar nos momentos de tomada de decisão, nos conflitos pessoais, diante de momentos difíceis e também pode nos auxiliar naquilo que o mundo nunca conseguiu: um bom projeto de como fazer o bem crescer, como manter a paz nos tempos onde existe guerra.

A leitura gradual da Palavra de Deus alimenta a alma do homem e o faz encontrar sentido para sua vida e para tudo aquilo que faz.

Como ler a Bíblia?

A prática pessoal da leitura da Bíblia é chamada de lectio divina, ou leitura orante da Palavra.
Não se trata de um estudo científico, e sim de uma meditação pessoal-espiritual que dá oportunidade a Deus para falar através daquela da Palavra e iluminar a forma de praticar seus mandamentos.

Existem muitos métodos de lectio divina, na Canção Nova nós utilizamos o chamado “A Bíblia no meu dia a dia” elaborado pelo Padre Jonas, nosso fundador.

Ele se baseia em 5 passos simples que nos ajudam a entender de forma pessoal um capítulo da Escritura e nos provoca a coloca-lo em prática. Se você não conhece ainda, eu recomendo a leitura e também a sua utilização.

Acesse:  http://formacao.cancaonova.com/espiritualidade/metodo-para-ler-a-biblia/

Deus os abençoe

Padre Xavier Com. Canção Nova

Padre Xavier
Com. Canção Nova

 

“Senhor, perdoai. Senhor, escutai em nome da vossa Divina Misericórdia…”Dn 9, 19

Imagem manchada com sangue de cristãos em atentado no Egito. DESTRAVE.COM

Imagem manchada com sangue de cristãos em atentado no Egito.

Temos boas ações? Sim temos. Somos honestos? Sim somos. Praticamos a justiça? sim praticamos.

Porém, queridos irmãos, nenhuma dessas atitudes nos faz merecedores de recompensa. É exatamente isso. Não somos merecedores, somos necessitados.

Necessitados de Deus, temos necessidade do poder do alto. Somos sedentos da Divina Misericórdia.

No livro do profeta Daniel está escrito: Não é em nome dos nossos atos de justiça que depositamos a vossos pés nossas súplicas, mas em nome da vossa grande misericórdia.” Dn 9,18b.

Se ousamos pedir algo ao Senhor, devemos pedir em nome  da Misericórdia de Deus e não em vantagem de nossas boas ações.

Fiquemos atentos em como nos dirigimos ao Senhor. Conquistemos a cada dia uma oração “madura”, isto é, uma oração autêntica e comprometida. 

De que adianta rezarmos pedindo a Deus paz para o povo Palestino e na Faixa de Gaza por exemplo,  e no meio em que vivemos não somos comprometidos com atitudes de paz.

Ora, o Senhor é o Deus da paz! Nossa oração deve ser comprometida e oferecida. Exerço atitudes de paz e tolerância com meu próximo e oferto a Deus em nome de todos os que estão cegos pelo força do ódio. Uma oração comprometida. Pense nisso.

Senhor, salvai-nos pela vossa Divina Misericórdia.

Virlaine Regina Comunidade Canção Nova

 

 

 

 

 

 

 

 

“Minha vida Jesus entreguei a Ti, e me comprometi a entregar por amor…”

A Comunidade Canção Nova nasceu de uma inspiração Divina dada ao seu fundador Monsenhor Jonas Abib, que decidiu corresponder ao seu chamado vocacional. Uma decisão como esta requer desapego, seja ele qual for. Você está disposto a deixar tudo e seguir uma vocação, um chamado feito por Deus? Compreenda melhor a Vocação Canção Nova assistindo este vídeo:

Bíblia Sagrada é o livro mais vendido no mundo, chegou à marca de 6 bilhões de cópias

Aqui no Brasil a Bíblia é celebrada durante todo o mês de setembro.

BIBLIA IIIA origem dessa celebração surgiu em 1971, por ocasião do cinquentenário da Arquidiocese de Belo Horizonte, Minas Gerais. Essa ação teve como finalidade instruir os fiéis sobre a Palavra de Deus.

A difusão da Bíblia, também foi fundamental para aproximá-la do povo de Deus.

Propondo um livro – ou parte dele – para ser estudado e refletido a cada ano, o Mês da Bíblia tem contribuído eficazmente para o crescimento da animação bíblica de toda pastoral.

Em continuidade a esta história, a Comissão Episcopal Pastoral Bíblico-catequética da CNBB definiu em 2012 que os quatro anos consecutivos seriam estudados os Evangelhos: Marcos (2012), Lucas (2013) e Mateus (2014), conforme a sequência do Ano Litúrgico, completando com o estudo de João em 2015.

Cada Evangelho é relido na perspectiva da formação e do seguimento, destacando o que é específico de cada evangelista, bem como da comunidade que está por trás de cada Evangelho.

No Brasil, o desejo de conhecimento e de vivência da Palavra fez surgir, com muito sucesso, a prática da leitura e reflexão da Bíblia nas famílias, nos quarteirões, nos círculos bíblicos, em grupos de reflexão, grupos de rua.

O tema proposto para o mês da Bíblia esse ano é: Discípulos Missionários a partir do Evangelho de Mateus . E o lema, “Ide, fazei discípulos e ensinai”(cf. Mt 28,19-20). Ele foi indicado pela Comissão Bíblico Catequética, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), juntamente com as Instituições Bíblicas.

O material – livro para aprofundamento e círculos bíblicos- já está pronto e poderá ser adquirido nas Edições CNBB: vendas@edicoes.cnbb.com.br.

Fonte: noticias.cancaonova.com