Alguns Mitos e Verdades sobre Método de Ovulação Billings™

Print Friendly

O Método de Ovulação Billings™ é um aperfeiçoamento da tabelinha?
NÃO.

O Método da Tabelinha foi criado pelo Dr Ogino Knauss, para mulheres ¨com regularidade menstrual¨, com a suposição de que toda mulher “regulada” ovula na metade do ciclo menstrual, com estudos começados na década de 30.
O Método de Ovulação Billings™ foi criado por Dr Jonh Billings, com início dos estudos no final da década de 50 e hoje, após várias atualizações científicas tem suas próprias características específicas de modo que nunca foi e nem será um aperfeiçoamento da Tabelinha.

O Método de Ovulação Billings™ pode ser aprendido por qualquer mulher que saiba ¨colocar o dedo no lugar certo?
NÃO.
A usuária do Método de Ovulação Billings™, irá perceber as sensações na sua vulva, mesmo que não esteja vendo nada, pois o método em grande percentual é feito de acordo com as anotações diárias do gráfico, todos os dias antes de deitar-se e estão baseadas nas sensações vulvares . O que vê também é anotado e é compreendido como um item de ajuda, mas de longe é o mais importante.
Atualmente, o protocolo do Método de Ovulação Billings™, preconiza que quem deseja conseguir a gravidez ou quer usá-lo para espaçamento dos filhos, ou para conhecimento da sua fertilidade seja acompanhado por instrutor habilitado

No endometrio,(camada interna que reveste o útero) que é produzido muco cervical?
NÃO.
O muco cervical, como o nome já diz, é produzido na região endocervical, onde estão localizadas as criptas cervicais, que contém células especializadas na produção do muco. As criptas cervicais são sensíveis as flutuações dos hormônios estrógenos e progesterona, durante toda a fase do ciclo menstrual.

Deixe o seu comentário

Nenhum comentário até agora para Alguns Mitos e Verdades sobre Método de Ovulação Billings™