«

»

amigosdoceu

João XXIII

PAPA-JOAO-XXIII-BUm Santo com Açúcar…

Ele era um fofo… Por dentro e por fora! KKK…. Mas quando precisava, também sabia ser muito corajoso...

Naquela idade (já era bem velhinho quando foi Papa) teve uma idéia genial que revolucionou a nossa Igreja: o Concílio Vaticano II, reunindo bispos do mundo inteiro para discutirem o que era realmente importante ficar e o que precisava mudar na Igreja Católica. Ele não viveu para ver o final do Concílio, mas viveu o suficiente para “chacoalhar“ a mangueira: a Santa Missa passou a ser celebrada na língua de cada povo e não mais em latim como era e uma porção mais de mudanças do que podia ser mudado, porque o que Jesus ensinou a Igreja não muda: amar, perdoar, partilhar!

Papa João XXIIIFoi depois do Concílio que surgiram todos os lindos movimentos e as novas comunidades, como os Focolarinhos por exemplo, na Igreja. 

João XXIII estava sempre de bom humor, sempre atento a necessidade dos outros: perguntando pela família, se estavam todos bem a quem passasse pela frente… Ficou conhecido como “o papa bom”!

Papa João XXIII crianças 2Quando eleito Papa, porque era gordo, nenhuma roupa lhe coube direito das que estavam preparadas esperando o final da votação, até mesmo a GG ficou apertada. Olhando no Espelho o Papa João XXIII disse:“Se Jesus já sabia que eu seria Papa e numa época em que já inventaram a televisão, bem que poderia ter-me feito mais bonito!” (kkk…)

Papa João XXII sorrindoIE por falar em televisão, certa vez, falando pela Rádio e Televisão Italiana, disse: “Queridos filhinhos, voltando para casa, encontrareis suas crianças. fazei-lhes um carinho e dizei que é um carinho do papa. Encontrareis alguma lágPapa João XXIII crianças 3rima para enxugar: confortem-os com uma boa palavra e digam que o papa está com vocês sobretudo nas horas de tristeza e amargura”.

Ele foi o primeiro dos Papas que quebraram protocolos (costumes que existiam a séculos, desde o tempo de reis e rainhas) no Vaticano, do tipo: não era permitido ao papa sair sozinho, nem mesmo no jardim, mas João XXIII sempre dava um jeitinho de fugir dos guardas suíços. Numa dessas, um dia se perdeu e, em um corredor, deu de cara com um peregrino que levou o maior susto por o encontrar. O Papa perguntou: “Você está perdido? Eu também.”

Papa João XXIII crianças 1Foi nessas “fugidas” que descobriu que os salários da cozinheira, das faxineiras, do jardineiro, estavam baixos. Então subiu esses salários e, detalhe, baixou o salário dos funcionários dos altos cargos dentro do Vaticano, que estavam ganhando um pouco demais para o seu gosto.

Também passou a sair pela cidade visitando cadeias e hospitais, gesto que os Papas que vieram após ele continuaram a fazer.

A verdade, é que ele continuou como Papa a ser o que sempre foi…

Antes de ser Papa

Seu nome de batismo era Angelo Giuseppe Roncalli. Quando Bispo, viveu na Bulgária, a população búlgara era de maioria ortodoxa e não tinham boa idéia dos católicos.

Roncalli terremoto PlovdivLogo que chegou na Bulgária, soube que haviam explodido uma bomba na Catedral Ortodoxa de Sofia, numa tentativa de matar o Rei Boris III. Os feridos foram internados num hospital católico que tratavam gratuitamente todas as pessoas, independentemente da sua religião. Dom Angelo Roncalli, como era seu nome, foi logo visitar os feridos, deixando os Ortodoxos impressionados, pois achavam que os católicos não se importariam.

Angelo Giuseppe Roncalli  4Dom Roncalli também teve a coragem de visitar uma vila onde católico por ali, era recebido a pedradas. Houve um terremoto e tudo nesse bairro ficou destruído, Dom Roncalli distribuiu comida e outros produtos para as vítimas. Até dormiu nas tendas de emergência, juntamente com os desalojados, para lhes dar conforto e esperança. Até chegou a vender algumas obras de arte da Catedral Católica, para ajudar a reconstruir a Igreja Ortodoxa que o terremoto deixou em ruínas, aí ganhou o coração do povo.

Angelo Giuseppe Roncalli  7Durante a segunda guerra mundial os nazistas perseguiram e mataram 6 milhões de Judeus e 10 milhões de cristãos morreram em toda Europa, foi uma coisa muito triste. João XXIII, que nessa época o Cardeal Angelo, coordenou um grupo de agentes cristãos e judeus que salvaram 80 mil judeus os ajudando a fugir para a Palestina. Só com certificados de batismo e documentos falsos foram 100 mil judeus que salvaram.

Angelo Giuseppe Roncalli  5Quando saiu da Bulgária, todo o povo: judeus, católicos ou ortodoxos, o acompanharam pelo caminho com velas acesas, em sinal de gratidão.

Por onde passou, fez o bem: pela Bulgária, Turquia e Grécia como Visitante Apostólico; como Núncio Apostólico em Paris na França; como Cardeal-Patriarca de Veneza.

Foi esse homem, de coração maior do que ele que Deus escolheu para governar nossa Igreja entre 1958 e 1963.

Na noite de quinta-feira, 11 de outubro de 1962, aos numerosíssimos fiéis e peregrinos que participaram da vigília organizada para a abertura do Concílio Vaticano II.

João XXIII cCaros filhinhos, ouço as vossas vozes. A minha é apenas uma, mas condensa a voz do mundo inteiro. Todo o mundo está aqui representado.

Parece que até a lua antecipou-se esta noite – observai-a no alto – para contemplar este espetáculo. É que encerramos uma grande jornada de paz. Sim, de paz: Glória a Deus e paz aos homens de boa vontade.

A minha pessoa não conta para nada, quem vos fala é um irmão, que se tornou pai por vontade de Nosso Senhor, mas tudo junto – paternidade e fraternidade – é graça de Deus, tudo, tudo.

Angelo Giuseppe Roncalli  6Continuemos, pois, a amar-nos, a querer-nos bem, a querer-nos bem; olhando-nos mutuamente no encontro, recolhendo aquilo que nos une, deixando de lado qualquer coisa que nos possa criar dificuldade: nada. Fratres sumus .

Esta manhã aconteceu um espetáculo que nem a basílica de São Pedro, que tem quatro séculos de história, alguma vez pôde contemplar.

Honremos as impressões desta noite. Que os nossos sentimentos permaneçam sempre como agora os manifestamos diante do Céu e da terra. Fé, esperança, caridade, amor de Deus, amor de irmãos. E assim, todos juntos, mutuamente apoiados, na santa paz do Senhor, nas obras do bem.

Angelo Giuseppe Roncalli 1Quando regressardes a casa, encontrareis os vossos meninos. Fazei uma carícia às vossas crianças e dizei: «esta é a carícia do Papa». Encontrareis algumas lágrimas por enxugar, fazei alguma coisa… dizei uma boa palavra: «o Papa está conosco, especialmente nas horas de tristeza e de amargura».

E assim, todos juntos, animemo-nos, cantando, suspirando, chorando, mas sempre, sempre cheios de confiança em Cristo que nos ajuda e nos escuta, para avançarmos e retomarmos o nosso caminho.

E, agora, tende a gentileza de atender à bênção que vos dou e também ao boa-noite que me permito desejar-vos.

 João XXIII explicando a função do Papa aqui…

http://youtu.be/MV8x8iLK5Xo

Filme de sua vida aqui…

http://youtu.be/blcZ7n3xHMc

PAPA-JOAO-XXIII-colorirQuer colorir meu desenho? Clica nele para ampliar e imprimir…

 Papa João XXIII a“O conhecimento da minha pequenez e do meu nada foi o meu bom companheiro de sempre. Este é o mistério de minha vida.”assinatura

Link permanente para este artigo: https://blog.cancaonova.com/amigosdoceu/joao-xxiii/

2 comentários

  1. Ana Lígia Barbosa Paixão disse:

    que doce!!!

  2. Felipe Alexandre da Silva disse:

    sempre quis saber essa historia adoro historias de papas e santos viva sao Joao XXIII

Deixe uma resposta para Ana Lígia Barbosa Paixão Cancelar resposta

Seu e-mail não será publicado.

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com