Você é o nosso convidado!

 

Peregrinação a Rússia e Leste Europeu na companhia de Pe Bruno Costa.

Sairemos dia 10/11 com o grupo e seus diretores espirituais.

Rússia e Leste Europeu

Praça Vermelha

Moscou

Em Moscou conheceremos a Catedral de São Miguel. A Catedral é toda dedicada ao patrono do exército russo, São Miguel.

E a Catedral de São Basílio. Uma Catedral ortodoxa belíssima, onde no seu interior encontramos paredes com motivos florais e uma diversidade de ícones.

 

Budapeste

Em Budapeste na Catedral de São Matias, oficialmente chamada de Nossa Senhora destaca pelo seu elegante telhado colorido por azulejos.

Nome que homenageia o Rei Matias e é um espaço sagrado para eleições, coroações e casamentos reais.

Na Basílica de Santo Estevão, decorada com mosaicos de santos húngaros encontramos uma estátua de mármore do Santo no altar principal.

O nome é uma homenagem ao primeiro rei húngaro, que se tornou santo após sua morte.

A mão mumificada do rei Estevão é encontrada no interior da Igreja, um dos tesouros mais importantes do país.

Peregrinação Rússia e Leste Europeu I

Catedral de São Basílio em Moscou

 

Praga

A Catedral de São Vito é a sede do arcebispado de Praga.

Neste prédio em que visitamos estão os túmulos de São Venceslau e Santo Adalberto, os santos patronos da Bohemia.

Ainda em Praga, visitamos a Igreja Nossa Senhora da Vitória. Uma Igreja Carmelita onde encontramos a imagem do Menino Jesus de Praga.

Atrás do altar principal encontra-se o museu do Menino Jesus de Praga. Este museu é composto com mais de cem vestidos preciosos.

É na Torre da Prefeitura que encontramos o relógio astronômico. Na parede da Prefeitura Municipal, de Praga na Praça da Cidade Velha representa detalhes da posição do sol e da lua. O mostrador da parte inferior indica o dia da semana, mês e ano.

 

Peregrinação Rússia e Leste Europeu

A Rússia e o Leste Europeu é um local belíssimo de ser visitado. Uma cultura muito interessante e sofrida com histórias da nossa igreja com presenças de santos marcantes.

 

Peregrine conosco!

Contato (12) 3186-2055

Mais que viagens, encontros com Deus.

 

 

Interior da Basílica da Transfiguração

Interior da Basílica da Transfiguração

 

O Monte Tabor dá característica a cidade da Galileia. Ele também traduz aos cristãos o episódio da transfiguração de Jesus.

O cume do Tabor é dividido. À esquerda há uma propriedade grego-ortodoxa e à direita encontramos a Custódia da Terra Santa.

É possível ver o Monte Hermon que marcou a fronteira norte da terra prometida.

A Basílica da Transfiguração foi edificada pelo arquiteto Antônio Barluzzi em 1924.

As duas torres frontais são capelas dedicadas a Elias e a Moisés.

Foto do altar da Basílica do Monte Tabor

Foto do altar da Basílica do Monte Tabor com os mosaicos que representam o nascimento, a eucaristia, a paixão, a morte e a ressurreição de Jesus.

O altar foi encontrado nas escavações e o mosaico representa o nascimento, a eucaristia, a paixão, a morte e a ressurreição de Jesus. Sobre a cripta há um altar maior com o mosaico da transfiguração.

Subindo ao Monte Tabor vemos ao longo da estrada ladeada de pinheiros a Basílica da Transfiguração.

É a Basílica que faz memória da recomendação de Jesus para as três testemunhas que desciam do monte, Jesus ordenou-lhes não diga a ninguém sobre essa visão até que o Filho do Homem tenha ressuscitado dos mortos.

 

 

Peregrinação Rússia e Leste Europeu I

Igreja de São Basílio/Rússia

JANEIRO

04/01        Pe. Bruno     –        Terra Santa e Jordânia
07/01        Pe. Reinaldo     –        Santuários Marianos

MARÇO
04/03        Pe. Wagner Ferreira, Dunga e Neia     –        Terra Santa
15/03        Pe. Egídio e Cleto     –        Terra Santa

ABRIL

26/04        Pe. José Junior, Maria Salomé, Ricardo e Eliana Sá     –        Itália e Medjugorje

MAIO
11/05        Pe. Bruno Costa     –        Santuários Marianos

AGOSTO
02/08        Pe. Edmilson, Bel Guatura – 200 anos de Dom Bosco     –        Itália

Altar central da Basílica da Agonia e pedra onde Jesus viveu o seu sofrimento

Altar central da Basílica da Agonia/Terra Santa

 

SETEMBRO
17/09        Pe. Roger Araujo, Diac. Nelsinho e Márcia Correia – VIII Encontro Mundial das Famílias com Papa Francisco     –        Filadélfia/ EUA

20/09        Pe. Francisco     –        Russia e Leste Europeu

23/09        Pe. Bruno e Pe. Ademir – PedalCristo ciclistas     –        Caminho de Santiago

DEZEMBRO
13/12        Pe.  Alexandre Paccioli, Ricardo Sá, Eliana e Du – Natal em Família     –        Terra Santa e Portugal

E-banner de peregrinação 2015

E-banner de peregrinação

Terra Santa atrai peregrinos na celebração de Pentecostes

Canção Nova e Obra de Maria promovem, entre os dias 7 e 8 de junho, a 4ª edição do Congresso Internacional de Pentecostes na Terra Santa. O encontro acontecerá no auditório do Pontifício Instituto Notre Dame, de jerusalém, com objetivo de celebrar Pentecostes, festa que recorda a vinda do Espírito Santo sobre os apóstolos.

Entre os convidados, Pe Fábio de Melo, Pe Reginaldo Manzotti, Paty Mansifield e Prado Flores. A programação inclui pregações, momentos de louvor e missas. Todo o evento será transmitido, ao vivo, pelo Sistema Canção Nova de Comunicação.

 Pentecostes na Terra Santa

Primeira parição do Anjo em 1916

O anjo apareceu aos três pastores em Fátima, Portugal.

E ele disse:
“Começamos a ver sobre as árvores que se estendiam em direção ao Nascente, uma luz mais branca que a neve, com a forma de um jovem, transparente, mais brilhante que um cristal atravessado pelos raio do sol.
Não temais. Sou o Anjo da Paz. Orai comigo.
Meu Deus, eu creio, adoro, espero e amo-Vos. Peço-Vos perdão para que os que não crêem, não adoram, não esperam e não Vos amam. Orai assim. Os Corações de Jesus e Maria estão atentos à voz das vossas súplicas.”


Na agonia Jesus pede ao Pai para que seja afastado o cálice do sofrimento e morte de cruz.

“Adiantou-se um pouco e, prostrando-se com a face por terra, assim rezou: Meu Pai, se é possível, afasta de mim este cálice! Todavia não se faça o que eu quero, mas sim o que tu queres.” MT 26,39

Ele estava sentindo uma grande agonia e sua primeira reação de liberdade que tinha com o Pai, era pedir para afastar este cálice.

Jesus diante de todas as situações ia orar ao Pai, pois havia uma intimidade entre eles.

Pela segunda vez Jesus pede para que passe o cálice, mas tem consciência de que era preciso fazer a vontade do Pai.

“Afastou-se pela segunda vez e orou, dizendo: Meu Pai, se não é possível que este cálice passe sem que eu beba, faça-se a tua vontade!” MT 26,42

Depois destes momentos de oração Jesus vai até os discípulos e se diz pronto para receber o beijo traidor de Judas.

“Voltou então para os seus discípulos e disse-lhes: Dormi agora e repousai! Chegou a hora: O Filho do Homem vai ser entregue nas mãos dos pecadores. Levantai-vos, vamos! Aquele que me trai está perto daqui.” MT 26,45 e 46

Imagem da Basílica da Agonia, traição de Judas. "Aquele que me trai está perto daqui." MT 26,46

Jesus assume este plano de salvação não só por obediência ao Pai, mas porque o conhecia e o amava.

É onde ele assume a sua missão, pois tinha um objetivo e uma meta. Ele nasceu da Virgem Maria e veio a este mundo para nos salvar, para dar o seu corpo como o de um cordeiro imolado.

Mesmo cansado e angustiado Jesus vai rezar, ele não descansa, pois confia no Pai porque o conhece.

É por meio da oração que Jesus encontra forças, persistência e obediência até a morte de cruz.

Que a seu exemplo possamos fazer aquilo que é da vontade do Pai.

Pedra da Agonia, onde o suor de Jesus tornou-se gotas de sangue e escorreu pela terra. Lucas 22,44

Entrada ao Getsêmani

Esta é a entrada do Gethsemani, lugar onde os discípulos ficaram para vigiar.

“Retirou-se Jesus com seus discípulos para um lugar chamado Getsêmani e disse-lhes: Assentai-vos aqui, enquanto eu vou ali orar.” (Mt 26, 36)

Embora a entrada esteja com uma porta e portão, na verdade entramos em uma gruta.

Foi nesta gruta que os discípulos ficaram vigiando enquanto Jesus orava e acabaram dormindo. Nela é realizada a Celebração Eucarística com os peregrinos.

Um momento muito forte da peregrinação, onde meditamos sobre a agonia de Jesus.

Em baixo do altar encontramos as imagens dos discípulos dormindo. A distancia entre a Basílica da Agonia e esta gruta é de um arremesso de pedra.

“Depois se afastou deles à distancia de um tiro de pedra e, ajoelhando-se, orava.” (Lucas 22, 41)

Jesus ficou em cima desta gruta, enquanto fazia a sua oração ao Pai.

“Adiantou-se um pouco e, prostrando-se com a face por terra, assim rezou: Meu Pai, se é possível, afasta de mim este cálice! Todavia não se faça o que eu quero, mas sim o que tu queres.

Foi ter então com os discípulos e os encontrou dormindo. E disse a Pedro: Então não pudestes vigiar uma hora comigo.” (MT 26, 39-40)

No evangelho de São Lucas, encontramos um versículo onde diz que os discípulos dormiam de tristeza.

Imaginamos que os discípulos estavam vivendo toda aquela situação de dor com Jesus e não dormiram simplesmente porque estavam cansados. Nos colocamos no lugar de cada um deles, e quando estamos tristes não temos ânimo para nada. Os discípulos estavam num profundo desgosto e por isso não vigiaram em oração.

“Jesus depois de ter rezado, levantou-se, foi ter com os discípulos e achou-os adormecidos de tristeza.” (Lucas 22, 45)

Getsêmani é um jardim que fica em frente a Basílica da Agonia, onde encontramos a Pedra da Agonia.

O significado da palavra Getsêmani é prensa de azeite, pois a angustia de Jesus foi muito profunda.

“Ele entrou em agonia e orava ainda com mais instância, e seu suor tornou-se como gotas de sangue a escorrer pela terra.” (Lucas 22, 44)

O Jardim do Getsêmani encontra-se aos pés do Monte das Oliveiras, em Jerusalém.


“Conforme o seu costume, Jesus saiu dali e dirigiu-se para o monte das Oliveiras, seguido dos seus discípulos.” (Lucas 22, 39)

Este era o local que Jesus orava e estas antigas oliveiras foram testemunhas da noite da traição de Judas.

Os antigos dizem que é este o motivo das oliveiras morrerem de dentro para fora.


A Casa da Virgem Maria

As ruínas de uma casa em Éfeso foram encontradas no séc. XIX e levando as cinzas para estudo, foi revelado que no séc. I a Virgem Maria morou neste lugar.

O apóstolo São João terminou os seus dias em Éfeso, onde escreveu o evangelho. Jesus confiou sua mãe a Virgem Maria, a este apóstolo onde levou-a para morar.

Quando Jesus viu sua mãe e perto dela o discípulo que amava, disse à sua mãe: Mulher, eis aí teu filho. Depois disse ao discípulo: Eis aí tua mãe. E dessa hora em diante o discípulo a levou para a sua casa.  (Jo 19,26-27)

Próxima a uma nascente do Monte Pion, é celebrado pelos cristãos a festa da Virgem Maria.

Estas ruínas foi transformada em capela, onde muitos peregrinos cristãos visitam a “Casa de Maria”. Os padres que conduzem seus grupos de peregrinos celebram a missa e os devotos podem deixar seus pedidos de oração nas paredes da casa.

Peregrine conosco fazendo uma visita a “Casa de Maria” na Turquia.

Peregrinação Terra Santa e Turquia, saída 1º Julho na companhia de Pe Ivan.

Informações (12) 3186-2055

peregrinacoes@cancaonova.com

A Banda conexa e Ygor Sanches convidam a todos que gostariam de fazer uma experiência  de  oração na Terra Santa.
Foto Ygor Sanches - Movimento Mariana Braga
O movimento Mariana Braga surgiu em 2003 e Ygor Sanches já participava da  comunidade.
Ele trabalha com evangelização para juventude, em casas de recuperação, presídios,  acampamentos e retiros de oração.
Ao conhecer a Banda Conexa, uniram seus trabalhos de evangelização para atingir  mais  pessoas.
Peregrine conosco e deixe que o amor de Deus transformar a sua vida.

Você é o nosso convidado!

Peregrinação a Terra Santa
Saída 21 de Novembro
Presenças de Pe Eder, Ygor Sanches, Pitter, Lucas e Gabriel Correa