Igreja de Batfagé - onde Jesus foi a Jerusalém montado em um jumentinho

Igreja de Batfagé – onde Jesus foi a Jerusalém montado em um jumentinho

Bethânia é uma aldeia que pertence a Judeia, significa lugar dos figos verdes ou casa dos pobres, casa de Lázaro, Marta e Maria.

No final de sua vida pública, Jesus estava morando em Bethânia e passava por Betfagé para ir à Jerusalém.

Betfagé é uma estrada a caminho de Bethânia, próximo ao monte das Oliveiras.

Era páscoa e Jesus mandou dois de seus discípulos a Betfagé para trazerem um jumentinho.

Jesus e seus discípulos aproximavam-se de Jerusalém e chegaram aos arredores de Betfagé e de Bethânia, perto do monte das Oliveiras. Desse lugar Jesus enviou dois dos seus discípulos, dizendo-lhes: “Ide à aldeia que está defronte de vós e, logo ao entrardes nela, achareis preso um jumentinho, em que não montou ainda homem algum; desprende-o e traze-mo. E se alguém vos perguntar: Que fazeis? dizei: O Senhor precisa dele, mas daqui a pouco o devolverá.” Mc 11,1-3

Comemoramos nesta Igreja a entrada de Jesus em Jerusalém, era um momento de alegria para os discípulos e toda a multidão onde proclamavam – Hosana ao Rei!

Jesus entrava em Jerusalém como Rei montado em um jumentinho, assim se confirmou a profecia – A maior motivação para montar em um jumentinho era para expressar a marca de Jesus, a humildade.

Quando o Rei Davi estava para morrer e ele deu uma ordem a Salomão para que fosse levado a Gihon para ser ungido, montado em sua própria mula – I Reis 1,33.

E assim cumpria a profecia do antigo testamento.

Muro Ocidental - Jerusalém

Muro Ocidental – Jerusalém

Terminada a construção do templo de Salomão houve uma invasão onde o Rei Nabucodonosor o destruiu.

O segundo Templo foi construído para os Judeus e Jesus os preveniu sobre a destruição que aconteceu no ano 70 d.C.

Acompanhe a passagem bíblica Mt 23,32; 24,2:

“Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas e apedrejas aqueles que te são enviados! Quantas vezes eu quis reunir teus filhos, como a galinha reúne seus pintinhos debaixo de suas asas… e tu não quiseste! Pois bem, a vossa casa vos é deixada deserta. Porque eu vos digo: já não me vereis de hoje em diante, até que digais: Bendito seja aquele que vem em nome do Senhor. Jesus, porém, respondeu-lhes: Vedes todos estes edifícios? Em verdade vos declaro: não ficará aqui pedra sobre pedra; tudo será destruído.”

Mas o Templo não durou muito, até que o general romano Tito tenha destruído novamente.

Em Jerusalém, o único vestígio que encontramos são ruínas e o Muro das Lamentações, um lugar mais sagrado e de oração para os judeus.

O Muro das Lamentações é o local mais próximo para chegar ao local do Templo que foi destruído e que hoje encontramos o Domo da Rocha – Mesquita.

Hoje o muro é chamado de Muro Ocidental, o local de festividade santa.

O Templo de Salomão, onde foi depositada a Arca da Aliança, foi destruído por Nabucodonosor no ano 586 a.C.

 

Muro das Lamentações - Jerusalém

Muro das Lamentações – Jerusalém

 

Herodes o reconstruiu no ano 20 a.C. como forma para agradar os governantes judeus. Este Templo foi rodeado por grandes muralhas de proteção, sendo destruído novamente por Tito no ano 70 d.C.

Nesta destruição restou uma das partes do muro do lado ocidental, conhecido como Muro das lamentações, onde os judeus choram até hoje pela destruição do Templo.

No mesmo local foi construída a Cúpula Dourada ou Domo da Rocha, nomes dados a Mesquita, um lugar sagrado para os muçulmanos.

 

Jerusalém de Ouro

Jerusalém de Ouro

Festividade próximo ao Muro das Lamentações

Comemoração dos judeus próximo ao Muro das Lamentações

Se para os Judeus o local onde foi construído o Templo de Salomão é um local sagrado, para os muçulmanos também é.

Muro das Lamentações - Jerusalém

Muro das Lamentações – Jerusalém

Para os judeus é considerado sagrado, pois foi onde Abraão construiu um altar para oferecer Isaac em sacrifício ao Senhor. E para os muçulmanos é considerado sagrado, pois acredita que o profeta Maomé subiu aos céus por meio de uma carruagem de fogo.

Ambos têm este local como sagrado, mas hoje o templo pertence a fé islâmica.

Este templo é conhecido como Domo da Rocha e Cúpula Dourada, uma Mesquita construída que é frequentada pelos muçulmanos.

Jerusalém

Domo da Rocha ou Cúpula Dourada – Jerusalém

Já para os judeus restou uma parte do muro ocidental, o Muro das lamentações local onde eles oram e choram pela destruição de seu Templo.

O Judaísmo é uma das mais antigas religiões abraâmicas. O significado do termo judeu quer dizer “Filhos de Judá ou hebreus”.

Em frente a este muro os judeus fazem suas cerimônias, suas comemorações e deixam os seus pedidos de oração.

Os homens ficam em oração separados das mulheres. Eles à esquerda e as mulheres à direita.

Os pedidos de oração são colocados no Muro das Lamentações - Jerusalém

Os pedidos de oração são colocados no Muro das Lamentações – Jerusalém

Mulheres e homens rezando diante do Muro das Lamentações

Mulheres e homens rezando diante do Muro das Lamentações