Não tenha medo dar-se todo para o Senhor!

 

Após o rompimento do meu noivado com o Jésus em 2001, Deus me levou a constatar que durante todo o nosso relacionamento eu havia feito a escolha pelo amor: Eu amei, eu vivi o que eu precisava viver com ele. Descobri ainda, que eu precisava fazer uma nova escolha: a vida ou a morte! Deus me convenceu e esta foi a resposta que eu dei: “Senhor eu quero a vida!” Foi quando veio em minhas mãos a palavra de Deus contida em eclesiástico : “Se quiseres podes cumprir os mandamentos. Ficar fiel depende da tua boa vontade… a cada um será dado segundo a sua escolha”.  

Entendi que eu precisava saber fazer as escolhas na minha vida: eu precisava escolher bem e escolher pelo bem. Com os fatos fui entendendo que ai estava a via pelo qual Deus me convidava a viver a santidade: “Escolher sempre pelo bem! Fazer o bem a qualquer pessoa e em qualquer situação! Isso somente foi possível pelo encontro que neste tempo eu vivenciei com o carisma Canção Nova. Fiz a experiência de ser possuída pelo carisma. Sim, o carisma me possui! Ele me colocou de pé novamente, ele deu um novo sentido a minha vida. Ele tem poder de ressurreição! Consagro-me para ser guardiã do Carisma Canção Nova. Acredito que eu havia sido criada para o casamento, que o meu ex noivo era o escolhido de Deus para mim, porém diante da escolha dele eu não poderia fazer nada. O Carisma
Canção Nova permitiu-me dar um resposta diferente a uma fatalidade da minha vida. Hoje me faço celibatária por causa do carisma, encontro sentido  em dedicar-me não a uma pessoa somente mas a uma causa que tem nome: Carisma
Canção Nova!
 

Na celebração do sábado santo nós cantamos: “Feliz culpa que nos mereceu tão grande salvador”. Eu também posso cantar: “Feliz abandono que me fez experimentar que o carisma
Canção Nova é lindo, é santo, é puro e maior do que eu”. Por causa deste abandono posso hoje me entregar a Jesus na
Canção Nova e encontrar minha realização. Contemplo hoje em minha vida a bondade de Deus. Quando me encontrei com
Dom Gambino em Roma, no final do nosso encontro ele me disse: “Verinha Deus é bom para você, que toda a sua vida seja um canto de louvor à bondade do Senhor”.
 

É assim que eu quero viver a minha entrega a Jesus: gastando-me e me consumindo pelo Carisma
Canção Nova, certa de que ele hoje me ensina a cantar um canto novo: o canto da vitória de Deus em minha vida! O Pe. Jonas nos ensina:
“Somos feitos para cantar a glória de Deus. Precisamos ensaiar desde agora. Há muito pouco tempo de ensaio. Logo, logo, o Maestro virá e não tardará!”

 

Verinha