Permanecer em Cristo para permanecer no Carisma

“Para permanecer no carisma, o segredo é todos os dias escolher a Deus” 

A base de toda vocação é Jesus. Ninguém segue a Cristo se não foi chamado por Ele; a iniciativa é toda do Senhor e aquele que é chamado, responde livremente entregando sua vida. Essa entrega livre vem sempre depois de uma escuta. Portanto, é preciso estar atento a essa voz que fala conosco de diversas maneiras. Pode ser durante uma missa, através de uma homilia; uma palavra proclamada que faz pulsar o nosso coração; ao fazer uma leitura espiritual ou até mesmo lendo a Bíblia antes de dormir. Mas, quantas pessoas também foram chamadas quando estavam num show, numa roda de partilha, numa convivência casual… 

O Senhor tem seus meios para nos atrair, Ele é sempre criativo e tem o jeito próprio de falar a cada um. Para descobrir qual é a melhor forma de escutar o Senhor, é preciso intimidade com Ele,  pois não basta só escutar o que Ele diz, é preciso responder Àquele que me fala, ou seja, participar ativamente desse despertar vocacional.

 

Foto de Daniel Reche no Pexels

Cultivar a intimidade com Jesus

Tudo parte de uma vida de oração, de uma total entrega, de um caminho de intimidade com o Senhor, buscando manter um relacionamento pessoal com Ele, estreitando os laços profundos de amizade. “Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz seu senhor. Mas chamei-vos amigos, pois vos dei a conhecer tudo quanto ouvi de meu Pai” (Jo 15,14)

Aos verdadeiros amigos Jesus fala ao coração, revela os seus segredos e realiza o chamado. O chamado nunca acontece sem intimidade, é preciso conhecer e dar-se a conhecer e nesse processo de conhecimento mútuo o Senhor vai revelando a Sua vontade a nosso respeito. A amizade com Jesus precisa ser alimentada, cultivada, precisa ser aprofundada com conversas, partilhas e escutas e assim vai se realizando em nós o que nos diz essa Palavra de João 15,14. Jesus escolhe seus amigos, fique atento, você pode ser um deles.

Fidelidade na busca da intimidade

Aquele que faz a opção ou melhor, que decidiu livremente entregar a sua vida a Deus, precisa criar intimidade, ser íntimo na sua relação com o Pai, com o Filho e com o Espírito Santo. Precisa criar uma relação filial com a Virgem Maria. Sair da superfície da relação e se comportar como filho e filha amada de um Deus que, por amor, nos quer cada vez mais próximo ao Seu coração.

É esta fidelidade constante na busca da intimidade, que nos faz permanecer no carisma. Sem Deus, sem intimidade, não tem como permanecer no carisma. Sem Deus nos perdemos em nossas carências, nos nossos limites e nos nossos “achismos”; sem Deus, sem intimidade, perdemos a visão espiritual das coisas, das situações e do próprio processo de santificação que vivemos. Nossa visão fica turva e não conseguimos enxergar o caminho que o Senhor está nos apontando.

Leia também:

:: Somos chamados a ser apóstolos do Ressuscitado!

:: Tudo concorre para o bem daqueles que amam a Deus

O segredo é escolher Deus todos os dias

Não podemos perder de vista a busca da nossa intimidade com o Senhor, quanto mais buscamos a Deus, mais nos conhecemos e nos conhecendo, tomamos consciência das nossas limitações, das nossas vitórias diárias, da necessidade que temos de sermos santos e assim permanecemos no carisma, renovando nosso sim e a nossa entrega a cada dia.

Jesus, o formador por excelência, espera de cada um de nós a renovação diária do nosso sim, da nossa entrega porque sabemos o valor que isso tem para nós que escutamos de verdade esse chamado ao nosso coração. Sendo assim, Ele mesmo, o Senhor, vai imprimindo em nós a face do carisma que somos chamados a resplandecer.

Para permanecer no carisma, o segredo é todos os dias escolher a Deus, fazer a opção pelo Senhor em todas as situações que nos são apresentadas. O Mesmo Senhor que nos chama nos dá a capacidade para responder sempre a esse chamado.