"Subo ao altar de Deus, que é a alegria da minha juventude"

 Conheci a Canção Nova aos meus 15 anos, traziadentro d emim um desejo forte de ser toda de Deus, integralmente. Escrevi minha carta dizendo do meu desejo de pertencer a essa comunidade, não pude pela minha idade – vivi um tempo muito rico de espera. Como foi sofrido! Mas colho os frutos hoje.

Já com 18 anos, voltei a buscar a comunidade, o querer ser toda de Deus não havia passado, queimava dentro de mim. Meu tempo de caminho vocacional, foi primeiro constatar que eu precisava de cura, que era necessário encarar as feridas e dores que trazia na minha história. Foi preciso decisão, maturidade. Foi preciso pedir ajuda.

Quantas vezes fui corrigida, chamada atenção. preciseid eixar muitas coisas, atitudes e pessoas. percebo hoje que um coração dócil e obediente cresce na vivência da sua consagração. Obedecer é a escolha certa! Permiti Deus modelar e trazer à luz o lindo tesouro que trago dentro d emim: a vocação Canção Nova.

Para este trabalho Deus serviu-se de mãos humanas: meus acampanhadores. De fato, eles são a voz de Deus para nós. Podemos confiar. Encontrei um tesouro mas foi preciso “vender tudo o que tinha para possuir Deus”. Hoje tenho 21 anos e sou muito feliz na Comunidade Canção Nova. Não tenha medo de encontrar o seu tesouro!

Aline Casassola – Discipulado 2007