Começamos no inicio da entrada no Jardim.  A primeira coisa que Deus fez foi plantar um Jardim do Eden e colocar os primeiros humanos lá. Isto quer dizer que a intenção de Deus para  nós é um JARDIM, um lugar de prazer, de luz, de cor, de vitalidade e de equilibrio de todas as forças naturais. ELE quer que tenhamos vida e vida em plenitude.

Como que esta vida vem até nós? Através do acolhimento da Graça de Deus e um desejo que esta Graça flua através de nós aos outros, um estado que existe desde a Criação.

Deus dá  aos primeiros humanos, Adão e Eva, libertadade para reinar no Jardim. Os Padres Da Igreja viram neste liberdade o Desejo de Deus para que nós cultivássemos a Terra e todos as suas forças tão plenamente quanto possível, a fim de que nós desenvolvêssemos nossas habilidades e potenciais como cientistas, politicos, poetas, amigos e amantes.

Mas existe a árvore a qual o fruto não podemos comer: “16 Deu-lhe este preceito: Podes comer do fruto de todas as árvores do jardim; 17 mas não comas do fruto da árvore da ciência do bem e do mal; porque no dia em que dele comeres, morrerás indubitavelmente.?”Gen : 16-17. . Por que está árvore simbólica fica no meio do Jardim? Porque representa o critério do bem e do mal, que somente Deus pode controlar. Esta é a base para distinguir a vida no Bem da Vida fora do bem, ou seja trágica.

A mulher viu que a árvore era boa como alimento, e traria beneficios em sabedoria. Quando a fruta foi apanhada e apropriada, quando o homem e a mulher tentaram se apropriar do que era de Próprio Deus, tomar o Seu lugar, quando eles quiserem ser Deus, foi entáo que eles fizeram  de nós mesmos  e nossos desejos critérios do bem e do mal, aí então o Fluxo da Graça foi interrompido.

Assim entra o pecado na Criação e sua ordem. Nossa autonomia e independência de Deus parece conveniente, mas de fato, nos leva a nossa profunda vulnerabilidade. ( Adão e Eva tiveram consciência da NUDEZ.). Por último os levou a expulsão do JARDIM e introdução no Deserto de autonomia e MEDO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *