Ter uma Família

 

Todos nós temos uma família. Umas são unidas, outras conflitantes, outras totalmente devastadas. Viemos ao mundo por uma.  Todos nós quando chegamos no tempo do Natal de alguma forma paramos para pensar na nossa família. Sim, muitos podem torcer o nariz e dizer: – Humm, família. Mas mesmo essas pessoas estão pensando e refletindo sobre tudo isso. Tempo de se unir, reunir e infelizmente muitas famílias usam este tempo Sagrado para se conflitar. Corações feridos quando se encontram, sem a devida cura, ferem entre si com agressões, discussões e separações.

Uma das  maiores bênçãos do mundo é uma família, assim como uma dos lugares mais complicados e conflitantes, também é uma família. Ter uma familia as vezes é um problema e não ter também o é.

Todos estes sentimentos de ter e não querer, de não ter e querer, estão ligados no âmago de uma vida humana e mais ainda, em uma existência humana nesta terra. No filme o Céu da Meia Noite, George Clooney interpreta um cientista visionário que tenta desesperadamente impedir que uma Nave retorne para a Terra, pois a Terra foi destruída pelo próprio ser humano e suas explosões nucleares. Lembra muito o the day after neste aspecto. Mas ali no meio do Ártico, há menos 60º C, os pensamentos que o assolava era sobre sua família, sua esposa e filha, seus delírios e sua força estavam ligados à sua própria família e mesmo sem saber estava salvando uma outra família que estava na espaçonave. Dentro da espaçonave vai ter gente querendo tomar um shuttle e arranjar um ponto de entrada possível na Terra para tentar encontrar suas famílias. Tudo gira em torno de Família, pois Família importa e importa muito.

Infelizmente nós temos uma falsa idéia de que iremos encontrar Felicidade dentro da nossa família e eu preciso te dizer que isso não vai acontecer. Nós não iremos encontrar Felicidade pura na nossa família. O mesmo se aplica ao Casamento, eu digo que Casamento é o lugar onde duas pessoas más  vão para morrer. Como? Sim, casamento é o lugar onde duas pessoas más vão para morrer para si mesmas ao invés de viverem sozinhas. São João Paulo II o Grande, dizia que o Casamento é a Escola do Amor! Este é o lugar onde vamos para aprender como é Amar! Contudo, não é a fonte da nossa Alegria e nem a fonte da nossa felicidade. Eu queria te dizer que se você está procurando plenitude de alegria e felicidade na família e no casamento você está procurando no lugar errado. Aqui está a Sagrada Família, mesmo para eles não foi fácil. Pense, mesmo nesta família Santa, Maria livre do pecado e José chamado de o bom, nem para eles foi fácil. Imagine antes de casar Maria chega para José com um pacote de surpresas e José fica tão confuso que ele queria sumir para não expô-la. Imagine que aqui é claro humanamente falando, havia certos problemas de confiança. Os dois tinham problemas de intimidade. Como viver com alguém sendo marido e mulher e não terem seus momentos de intimidade. José tem que tomar a família e levá-la para o Egito, fugindo, provavelmente desempregado, sem conhecer a língua, como o desemprego afetou esta Sagrada Família e afeta a milhões de pessoas hoje, dezembro 2020! Imagine os momentos que eles experimentaram solidão. Solidão é algo real na vida de cada um de nós. Nada foi fácil para a Sagrada Família. Por que então há uma diferença substancial nesta família e que ensina a todas as nossas famílias? A Sagrada Família estava fundada na Rocha que é Cristo, o Amor Vivo.

O objetivo da família é fazer a vontade de Deus. O objetivo, fazendo a Vontade de Deus, tudo o mais é acrescentado ( Mt 6:33). Quantas pessoas não podem ter filhos e isso não muda a vida do casal apoiado em Cristo.

Lembre comigo no Livro de Samuel. Hannah reza anos e anos por um filho. Hannah derrama lágrimas diante do Templo clamando por um filho. Um dia ela faz uma das orações mais lindas do Velho Testamento e diz: – Eu derramo minha alma diante do trono do Deus Altíssimo. Deus atende Hannah e tempo depois ela ficou grávida, após lágrimas e lágrimas Hannah foi mãe. Nasce Samuel, e Hannah o que faz? Vai ao Templo oferecer seu único filho Samuel a Deus. Deus deu a Hannah um filho e Ela devolve no Templo seu filho a Deus. Isso é o que fazemos quando batizamos nossos filhos. Eu e você vamos dizer: – Nós somos pais  biológicos desta criança mas após o batismo o  nosso filho poderá até a eternidade chamar Deus de Pai ( Abbá).

Nós como Pais e educadores e responsáveis sagrados pelos nossos filhos, damos a fé e o estudo, damos o exemplo aos nossos filhos. Contudo esta geração está buscando se afastar das coisas de Deus e servindo as criaturas ao invés do Criador ( Rom 1:7). Eles estão perdendo a fé e buscando serem deus de si mesmos, ou seja , rejeitando Deus como Pai. O que traz esta Palavra Dura: – Possivelmente nós falhamos como pais. É possível falhar como pais. Por favor não se condene. Claro que o objetivo de todos os pais é educar os filhos para a eternidade e para a Deus e Jesus sobre todas as coisas e serem luz para o mundo. Não sendo assim, nós falhamos e isso é verdade.

Muitos jovens hoje estão sendo educados em Escola Católica  ou Cristã e tem perseverado na fé até o meio do ensino médio. Dali em diante quando adentram na faculdade apenas dez por cento estão participando da Juventude com Cristo, fazendo aprofundamentos, atendendo às Missas dominicais, e todas as festas e dias de guarda. O que a maioria experimenta é que Domingo é dia de tudo menos de Missa, tudo está a frente, quando não chegam em casa ao amanhecer e dormem até o escurecer. Imagine agora que as Missas passaram a ser online, mesmo em casa é difícil deles estarem conosco.

Agora vem comigo. Você não é não impotente, você não é um fracasso. Há quatro coisas que você pode fazer agora:

– 1)     Ensine seu filho quando é pequeno como rezar, especialmente a oração ao        Espirito Santo.

-2)       Mostre o Poder da benção do Pai. , abençoe seus filhos na testa com o sinal da Cruz, há mais poder na benção do Pai sobre os filhos do que o Papa sobre

seus filhos.

-3)       Seja exemplo de que Cristo é o Centro da suas vidas. Pai e Mãe famosos por  serem exemplos e seus filhos viram Cristo neles. Primeiro é Santo Agostinho                 pelas orações e lágrimas de Santa Mônica foi convertido na idade adulta. Segundo São João Paulo II que ficou órfão de mãe cedo, e teve seu pai como                        exemplo de fé. Terceiro São João da Cruz, órfão de Pai e recebeu a fé de sua mãe  se tornando Doutor da Igreja, o que quer dizer Ele e mais 20 em dois                      mil anos. E  assim sucessivamente lembrando Santa Teresinha tendo irmãs santas e seus Pais Santos. O exemplo arrasta. J.R.R. Tolkien, orfão de pai ainda               cedo, Teve em sua mãe todo seu exemplo de fé. Através do exemplo e da profunda espiritualidade herdada de sua mãe, mesmo em condições de rejeição total             da família de seu pai, pode perseverar e dedicar o Senhor dos Anéis e tantos outros livros a sua fé herdade de sua mãe.

-4)       Jejue por seus filhos. O jejum é extraordinariamente poderoso para libertação  e  conversão daqueles que amamos.

 

Não há melhor Pai do que Deus. Porém seus filhos fogem Dele toda hora. Infelizmente somente após as dores do mundo chegarem eles se lembrarão da semente de Fé plantada por vocês pais, lá atrás. Não desista de seus filhos, pois Deus nunca desiste de nós. A história ainda não acabou.

Por último faça duas coisas: – Confie em Deus e não desista nunca. Assim com o Pai Celeste jamais desiste de cada um de nós, isso  até o fim.

 

 

Oração:

Pai Santo, Pai querido , Pai Amado. Hoje eu quero consagrar a minha Família à Sagrada Família de Nazareth. Recebe Senhor minha esposa(o), meus filhos. Recebe Senhor toda a minha família e a família da minha esposa(o). Sim, Senhor fortaleça dentro de nós a paternidade e a maternidade. Enche nos com seu Santo Espirito para que sejamos exemplos de Fé em nossa família e em nossa casa. Afaste para longe de nós o veneno da infidelidade. Vem Senhor habitar em nossa casa, libertando-nos e curando-nos de todo mal. Obrigado Senhor por esta benção. Louvado seja o Seu Santo Nome! Amém!

  

         Muito oportuno neste tempo de Natal assistirmos filmes de Natal, Cantatas, Concertos com o tema do Nascimento de Jesus Cristo, o Salvador.

Meu filme favorito sobre esta época de Natal é Taken – Busca implacável ( Liam Neeson). Quem não se lembra de um pai, ex-agente da CIA que vai resgatar sua filha em Paris no meio do inferno das drogas e prostituição e vai até o fim até trazê-la de volta para casa?

Bem, antes disso, vamos iniciar nossa meditação perguntando a Jesus na Manjedoura ao contemplá-lo, o que Ele está fazendo lá? Dois mil anos atrás, Deus se encarna em um bebê, então o que Ele estava fazendo lá? A maioria de nós responde que não sabe.

No dia D na invasão da Normandia, vendo fotos dos paraquedistas todos super jovens por volta de 19 a 20 anos. A pergunta o que eles estavam lá? Nós sabemos o que eles estavam fazendo lá, eles iriam tomar a Normandia e reverter o avanço alemão até marchar para finalizar esta guerra.

Então um pouco mais sobre isso, por que não sabemos o que estamos fazendo, estamos morrendo de medo desta pandemia, estamos nos perguntando dia e noite porque isso está acontecendo, pois pensávamos que morávamos em um mundo seguro, e de repente tudo isso!

No inicio de tudo isso, precisamos entender que no Inicio de tudo, Deus fez o mundo para ser bom. Nós fomos feitos imagem e semelhança de Deus.  E herdamos tudo isso. Mas, nós quebramos o mundo e trouxemos o pecado ao mundo, nós quebramos o nosso relacionamento e nos vendemos a nós mesmos para a Escravidão. Os sentimentos  a partir daí, não poderiam ser diferentes: – Estamos feridos, machucados, sentimos medo, abandonados, levados, raptados, e servindo como  escravos. No filme Taken, a parte mais forte de tudo isso é o momento em que Liam Neeson, que foi contra ela ter viajado para Paris com uma amiga, ele  diz a sua filha, sabendo que ela estava sendo raptada pelo inimigo: – Preste bem atenção, eles vão te levar! Você precisa ficar focada. Ele dá todas as dicas do que ela precisava fazer. Liam vai dizer ao raptador: – Eu vou atrás de vocês e se vocês não me derem minha filha eu irei caçar todos vocês, vou destruir cada um de vocês até o último homem e trazer minha filha de volta para casa.

Aqui está Deus, Ele nunca para. Agora Ele está na manjedoura, o que Ele está fazendo ali? Jesus está declarando Guerra. Natal é uma declaração de  Guerra. Nós seremos levados, nós seremos abandonados mas nós não somos órfãos. Ele vem!

  1. Tolkien falando sobre o Natal ele vai dizer que é o dia em que Deus retira a espada da bainha e declara Guerra, Ele quer os filhos Dele de volta. Isaias 45 diz: Eu lutarei contra os que te atacam. Eu estou aqui para lutar por você. Você não é órfão. Você não está abandonado. O Natal se trata do Grande Resgate!

Antes de Cristo, todos haviam nascido no poder das trevas. Quando Jesus nasce, Ele é a Luz que dissipa as trevas e nos liberta do poder das trevas. Por isso antes do Cristão ser batizado ele é Exorcizado. No inicio do Cristianismo segundo Padre Gabriel Amorth, um dos grandes exorcistas dos tempos modernos, as pessoas eram realmente exorcizadas pois vinham de famílias pagãs e sobre o domínio das trevas. Lembre-se que o mundo é alcançado principalmente  o ocidental em raízes cristãs fortes,  agora de uns tempos para cá as pessoas não estão sendo mais batizadas, é o neopaganismo e estão voltando a escravidão das trevas,  estão agindo como filhos das trevas e não mais como filhos da Luz.

Um pastor americano narra este fato: – Imagine você nascer em um lugar onde a família é um desastre. O espirito de confusão e abuso paira sobre esta família. Os filhos estão ali sob a ameaça de um abuso, de uma escravidão, de um clima de trevas. No vizinho em frente, as crianças fazem festa, se alegram, fazem projetos e executam e estão sempre à mesa do jantar. Um dia, o pai destas crianças saudáveis e alegres bate à porta do vizinho caótico e oferece ao filho abusado se ele gostaria de vir morar com eles e ter uma nova família. O que vocês acham que esta criança tendo a chance faria? Nem iria fazer mala, iria com a roupa do corpo e nunca mais voltaria. Sim, é isso que Jesus na Manjedoura está fazendo, isso que ele está convidando a mim e a você, saia deste mundo de trevas! Eu estou te resgatando.

O que Ele está fazendo agora neste dia na Manjedoura na sua casa e na sua Igreja. Ele está declarando  que está lutando por você neste instante. Não importa se você foi levado, se você foi raptado, se você foi abusado, se você foi tomado pelas doenças da alma, se você agora neste momento está pensando em tirar sua própria vida, se você fez muitas coisas inconfessáveis até este dia, se você está viciado, se você está em um relacionamento tóxico, se você está desesperado, se você está em pânico pelo medo da doença, se você está deprimido por ter visto pessoas partirem pela doença  e nem sequer se despediu. Ele está aqui para lutar por você, com você e para você! Jesus vem declarar que o tempo de assolamento dos filhos de Deus acabou, seus Anjos já estão em Ordem de Batalha e farão precipitar nos abismos o príncipe das trevas e seus anjos decaídos. Sim, Jesus é o nome sobre todo nome sob qual todo o joelho se dobra da terra, no céu e nos abismos.

Por isso você está agora lendo esta formação e busque um Sacerdote, alguém para te libertar e te levar de volta para a sua verdadeira morada, a Jerusalém Celeste.

Somente quem tem Jesus tem Esperança!

 

        

Oração: Abbá Pai. Eu quero me libertar do poder das trevas. Em nome de Jesus, eu renuncio a toda ligação com as seduções do tentador, toda promessa de prazer, a toda corrupção, a toda concupiscência, a todo espírito impuro que assola minha sexualidade e minha afetividade, a todo sentimento de pânico, depressão, ansiedade e desespero, a toda espécie de mal que tenta assolar minha vida e minha família. Obrigado Senhor, pois Eu creio em Ti, Eu espero em Ti e Eu  me consagro a Ti meu único Senhor e Salvador Jesus Cristo. Amém.    Obrigado Senhor, Louvado Seja Seu Santo Nome! Amém.

 

Esperar pelo Natal sempre foi algo muito especial e sagrado na vida de cada um de nós. Eu já vivi mais de cinquenta anos então esta Espera era algo inesquecível e imperdível. Nós éramos preparados pela nossas famílias para saber esperar e esperar bem. Iniciávamos pela árvore de Natal, a Novena de Natal, os preparativos, a colocação dos presentes, os Domingos do Advento( que significa teologicamente esta ESPERA SILENCIOSA), o acender de cada vela ao seu tempo e finalmente a Missa do Galo e depois a tão esperada Ceia de Natal!

Mas o que hoje venho falar passa por todo este processo e vai nas profundezas do nosso coração nos tempos atuais.

Todos nós de alguma forma temos muita dificuldade em fila de espera. Muitas vezes somente de pensar que temos que ir a algum lugar e que lá encontraremos uma fila enorme, com o tempo vamos desistindo destes lugares ou se nos vemos obrigado a estar nesta situação nos irritamos com os que estão a nossa frente, sempre procrastinando o andar da fila.

A pior coisa de Esperar é que nós NÃO temos ainda o que esperamos. Não temos ainda o que queremos. O problema de esperar é que ainda não temos todos os detalhes!!!A espera não deve ser um desperdício. A Espera deve servir a um propósito. Dentro da espera que serve a um propósito sim, a Espera vale a pena.

Deus nas Escrituras em  muitas ocasiões diz ao povo para esperar. No livro dos números o povo de Israel somente se movia no deserto quando Deus sinalizava, o resto era espera. O povo de Deus passou quarenta anos no deserto em razão de uma espera, eles tiveram chance de inicio de entrar, mas por desobediência isso não aconteceu, então a espera foi a forma de Deus de lapidar as gerações de Israel para a tal Geração que iria entrar na terra prometida.

A espera de Deus, não é uma espera vazia, mas uma Espera Silenciosa e ativa. A Espera no Silêncio. Pensemos em quantos anos se passaram até que São Paulo iria declarar aos Romanos:- O segredo que foi ocultado durante anos e anos agora se manifestou, enfim nasceu em Belém o Cristo Jesus. O Mistério guardado em Silêncio por longa espera.

A espera purifica e o Silêncio magnifica!

A espera nos faz em muitas circunstâncias refletir melhor sobre o que estamos esperando. Muitas vezes quando o assunto é uma profissão, em meio a espera de repente nos traz a evidência de que talvez sejamos mais talentosos em outra profissão.

Moisés foi criado na casa do Faraó. Porém quando em defesa de um escravo hebreu ele matou um guarda, foi se refugiar longe de casa, em uma vida de Pastor de ovelhas, e ali ficou por 40 anos. Observe esta espera. Observe que esta espera foi a responsável pela preparação do coração de Moisés para o que viria. A espera fez com que um rapaz forte, valente, bravo, destemido, guerreiro fosse aos poucos se transformando pela idade em não tão jovem, não tão saudável,  não tão flexível, mas moldado aos moldes agora de um homem segundo o coração de Deus.

A espera serve a um propósito. A espera purifica!

O silêncio por outro lado é muito interessante, pois no silêncio nosso interior vem para a fora. O silêncio magnifica o que há dentro de nós. Para fora vem a ansiedade, veio a raiva, vem a ansiedade, vem a irritação, vem a frustração… Vem o medo e o silêncio magnifica tudo isso! Tudo que já estava dentro de nós e não foi o silêncio que fez isso, mas tudo já estava lá dentro! O momento de estarmos quietos nos traz a presença da Solidão e a experiência do vazio.

No espaço do silêncio é possível sentir a solidão!

A questão de trazer tudo isso para o agora, me vem a questão de falar um pouco sobre que tipo de fé nós temos. Sim, não podemos viver numa superficialidade. Nós precisamos mergulhar em águas mais profundas. Não reduza sua fé em : – Eu tenho conhecimento de Deus. Não, isso é redução. Fé é estar em Deus e não apenas acreditar em sua existência.

Jó era um homem de fé. Deus reconhecia isso, e o inimigo pediu a Deus para provar a fé de Jó. Jó vivia muito bem, tinha seus bens e os oferecia permanentemente  através de sacrifícios ao Deus de Israel. Contudo, foi perdendo tudo através de doenças, mortes, pestes, devastações e a ponto de chegar a beira do desespero mortal, perdeu tudo. Jó perseverou e sua oração  de ação de Graças vai demonstrar como ele foi transformado na fé: – Nu eu saí da barriga da minha mãe e nu eu vou morrer, Deus me deu os bens porque eu não deveria suportar os malesl? Louvado seja o nome do Senhor!  A qualidade da Fé de Jó subiu aos céus.

Jó em sua espera foi purificado e em seu silêncio toda a sua dor veio para fora. O problema da Espera é que não temos todos os detalhes.

A pergunta que sempre vem neste livro é: – Por que Deus permite que  aconteça coisas más às pessoas boas?   Deus não vai responder do jeito que estamos perguntando, mas do jeito divino de responder. Ele dirá : – Eu estou aqui, ou seja a resposta é : – Eu sou!

Deus quando se mostrou no livro de Jó, não deu a ele os detalhes, mas deu a Si Mesmo! Isso faz toda a diferença. Jó ao final dirá que ele viu coisas que ele não compreendeu, ele ouviu coisas que não irá conseguir entender. Contudo,  ele fecha: – Eu encontrei o Senhor e isso me bastou! Isso muda de conhecer sobre Deus e Conhecer Deus!

Quando conhecemos e temos intimidade com Deus podemos dizer e somente assim podemos dizer: – Faça-se em mim segundo a Vossa Palavra! Por isso Maria é o modelo de Fé! O modelo de Espera Silenciosa! Maria não sabia de todos os detalhes, mas sabia em Quem ela confiava.

Nada disso foi fácil para Maria. Imagine seu coração como ficou chocada no momento da Anunciação. Quando o Anjo anuncia que o Senhor está contigo Maria ( Lc 1:28), essas são as Palavras que preenche todo o seu coração. Maria conhecia a Torah e portanto conhecia as palavras que o Anjo anunciava.

Quatro vezes na Missa o Sacerdote diz: – O Senhor esteja convosco! Esta Palavra poderosa e terrível se concretiza nos momentos certos pois nós estamos nos aproximando da Palavra de Deus, do Banquete do Cordeiro, da Presença do Deus vivo, da Sarça ardente e se o Senhor não estiver conosco nós vamos explodir, vamos ser arremessados para longe dali pois a Presença do Senhor faz tremer o deserto do Cades. Estamos nos aproximando do Monte do Senhor, o Monte do Altíssimo e ao estarmos com Ele, tudo é bom na Sua Presença se estivermos  Nele! Ninguém se encontra com o Deus Vivo e fica do mesmo jeito, ninguém sai sem ser Convertido pela Verdade que dá sentido a todos as coisas. Na Sua Presença se concretiza a Espera Silenciosa e o Silêncio que antecede faz revelar tudo em nós que precisa ser mudado, para que na sua Presença tudo se faça novo, renovado pelo Poder do Santo Espirito.

Que possamos dizer: – Senhor, faça-se em mim segundo a Vossa Palavra, pois eu confio em Vós!

 

 

Oração: Abbá Pai. Eu quero poder esperar em Ti Senhor com confiança. Eu desejo de todo coração caminhar neste caminho de Santidade com o seu auxilio. Eu e você hoje precisamos pedir ao Senhor a Graça da persistência do Dia de HOJE para o caminho da Excelência. Dá-me força para lutar no dia de hoje de forma Cuidadosa, Consistente e Rápida!   Obrigado Senhor, Louvado Seja Seu Santo Nome! Amém.

QUAL O PLANO VI?

 

 

Dando sequência a nossa reflexão sobre qual o Plano ou nosso Mapa Rodoviário da Vida, já no final da nossa série,  perguntamos sobre qual é o mapa para sermos santos. Perguntamos anteriormente  como, qual, onde e porque e o plano de excelência. Hoje chegamos ao final. Vem comigo!

Quantas e quantas vezes mesmo sabendo que levamos meia hora até o nosso trabalho, nós saímos atrasados e esperamos chegar no horário. Quanta frustração bate dentro de nós quando estamos no carro e o trânsito não anda, seja pelos lentos, pelos adoradores de celulares que insistem em dirigir e digitar ou espiar o tempo todo, ou ainda o que sempre acontece, algo no caminho que está em construção e nos faz atrasar. Assim vem a placa: – Obras a frente, espere atrasos!

Enfim, na nossa vida espiritual a mesma coisa acontece. Espere atrasos!

Para atingirmos nosso objetivo, precisamos e como precisamos sempre de um mapa, hoje temos o wase ou google map, mas temos que ter um mapa, físico ou digital. Hoje na Festa de Cristo Rei, neste caminho de santidade, espere, ou esteja preparado para atrasos! Isso não é ruim!

Certa vez em um dos maiores Seminários dos Estados Unidos, os formadores separaram os seminaristas em três grupos e o objetivo seria preparar um Homilia profunda sobre a Parábola do Bom Samaritano. Todos nós conhecemos esta Parábola sobre viu, se compadeceu, parou e fez alguma coisa.

Um dos grupos recebeu uma mensagem que a apresentação seria no mesmo dia, o segundo grupo que seria no dia seguinte e o terceiro que teria mais tempo para preparar. Ao mesmo tempo que trouxeram um ator que se vestiu de Mendigo e o colocaram no caminho comum de todos eles no seminário.

Bem, ao final, do grupo urgente, apenas 10% parou para socorrer o mendigo, do segundo grupo 40% e do terceiro grupo com mais tempo 60% parou para socorrer. Que infelicidade, no lugar onde teoricamente os jovens preparando para falar sobre a parábola, surge a palavra materializada no mendigo e quantos deixaram de se compadecer e agir. Não estavam preparados para Atrasos.

Todos eles queriam ter o coração de Jesus, mas poucos estavam prontos para atrasos inesperados. O ponto determinante então não era o quão bondoso e altruístas cada um era, mas quem tinha tempo e que estava se permitia atrasar.

Um  artigo interessante que foi escrito por um formador polonês que olhava as correções de Jesus em frente aos fariseus e não tanto aos saduceus. O ponto interessante aqui era que os Fariseus baseavam sua vida realmente na Torah, que faziam de tudo para viver uma vida santa, contudo quando o Criador de tudo chegou, eles não tinham espaço para o Legislador mas somente para as leis.

Assim como os seminaristas acima, eles não tinham espaço também e nem esperavam possíveis atrasos e nem o valor desses atrasos.

O Evangelho de hoje nos remete a Parábola do Samaritano, pois envolve as três coisas de Ver, parar e fazer alguma coisa. Isso nos custa alguma coisa, pois nos custa o Atraso. O atraso é o ponto! O vestir, o alimentar, o visitar é a diferença entre ser Santo e ser a Falha. Esta  é a última lição de Jesus em sua vida Pública. Estes atrasos irão interromper seu plano, seu mapa, mas serão aquilo que farão toda a diferença.

Tudo isso converte para: – Você fez isso por mim!  Quando não fazemos isso, não estamos dando espaço para o Rei.

Quantas vezes nós nos irritamos com aqueles que estão no sinal. Claro que tem muitos que tem outras intenções, mas falo daqueles que realmente são inválidos e estão ali debaixo do sol. O que importa é o que está no nosso coração. Assim que devemos praticar atos de caridade. Portanto você pode carregar no seu carro alguma coisa para doar. Para você ficar mais a vontade em praticar esta caridade e esperar Atrasos!

Como é nobre para todos nós poder ajudar alguém em situação de marginalidade e esquecimento e desprezo e ver tempos depois o renascimento desta pessoa, pois isso é importante. Todos nós já ouvimos que muitas pessoas confessam que vão à Igreja Católica porque lá recebem ajuda. Assim nós somos a maior Instituição de Caridade do mundo.

Uma vez ouvi um missionário dando este testemunho de uma ilha no Caribe, onde as pessoas diziam: – Irmão, se você precisa de ajuda aqui, vá até uma Igreja Católica! Isso é muito importante. Para todos nós que somos Católicos e temos um mapa para Santidade, que saibamos esperar Atrasos. Devemos fazer sempre espaço dentro de nós para Jesus.

Seja quem você é e faça as coisas que vem para você de forma boa para os outros. Faça sempre dentro de você espaço para o Senhor!  Isso somente acontece se o nosso mapa esteja sempre atualizado para que possamos esperar de forma madura e cristã os ATRASOS, porque nestas horas é que o Senhor se manifesta mais. Lembre-se das virgens prudentes, venha com os filhos chamados e que multiplicaram os talentos e ouça o Senhor dizer: – Celebre com o Seu Senhor a Alegria. Venha ao banquete que eu preparei para vocês! Pois quando eu me fiz pequeno em meio à vocês, vocês cuidaram de mim na figura dos mínimos. Entrem no lugar preparado para vocês de toda a eternidade.

Espere atrasos, pois o que nós consideramos atrasos, na verdade nos aproximamos mais do Destino Final!

 

Oração: Abbá Pai. Eu desejo de todo coração caminhar neste caminho de Santidade com o seu auxilio. Eu e você hoje precisamos pedir ao Senhor a Graça da persistência do Dia de HOJE para o caminho da Excelência. Dá-me força para lutar no dia de hoje de forma Cuidadosa, Consistente e Rápida!   Obrigado Senhor, Louvado Seja Seu Santo Nome! Amém.

QUAL O PLANO V?

 

 

            Dando sequência a nossa reflexão sobre qual o Plano, hoje estaremos falando sobre motivar uma pessoa ou desmotivar esta pessoa. SE temos um plano, e esta é a nossa série, em pagar as minhas dívidas, ou aprender a tocar um instrumento, fazer uma graduação ou pós graduação, enfim uma série de objetivos que possam ser um plano nosso. Alguns planos são simples outros complexos. O que realmente eu  quero fazer. Em todos os nossos planos as pessoas podem nos motivar ou nos desmotivar. Contudo a única pergunta que deveria ser feita por alguém, além de nós, deveria ser :- Quando?

            Esta pergunta revela a diferença entre Desejo e Objetivo! Existe tamanha diferença entre eu gostaria de fazer e eu estou indo fazer!

            Por isso nossa vida, pode se transformar numa série de o que aconteceria se, ou várias coisas ao acaso. Poucos de nós vivem a vida com PROPÓSITO. Contudo desde o início estamos refletindo sobre nós temos sido formados com propósitos! Nada em nossa vida deveria ser por acaso. Qual seria o objetivo? Sermos Santos! E vivermos como São Francisco Sales nos ensina, sermos quem deveríamos ser, e sermos isso bem. Já falamos sobre Quem, Porquê e Onde no mapa da nossa vida!

            A pergunta de hoje é QUANDO?

            Quando nos remete a nossa própria vida! Hoje a Parábola nos fala sobre as Virgens Sábias. O ponto desta parábola não é não dividir as coisas. A intenção desta Palavra é Estar Pronto é Ficar pronto. Isso é individual . Eu posso ajudar alguém com minha Cristandade mas eu não posso fazer pela pessoa o que é dela.

  1. Bryan, famoso técnico de futebol americano, famoso por suas motivações. Ele dizia: – O importante não é o Desejo de vencer que faz diferença, todo mundo tem a mesma coisa, mas o desejo de se preparar para a Vitória que faz a diferença!

            Pense comigo, todas adormeceram, mas sábias foram aquelas que estavam preparadas para se fossem acordadas, estariam prontas. Em Grego, sábia significa Sophia, e em Hebraico é Chochmah (חָכְמָה).

            Sabedoria na Bíblia significa Sabedoria prática, o grande fruto do Espírito, que a Primeira Leitura de hoje diz que se apresenta a quem procura. Chochmá significa Excelência! Cada profissional revestido desta Sabedoria se torna um profissional por Excelência!

            Então neste contexto das Virgens se vê o óleo não como algo que pode ser dividido ou doado, pois significa Excelência! Ninguém pode repartir Excelência!

            Ninguém pode ser tornar Santo por você. Isso precisa acontecer com você! Esta excelência requer disposição prévia. São Francisco Salles diz que esta decisão deve ser feita cuidadosamente, de forma precisa e rápida. Caso você decida  mudar de uma vida por acaso para uma vida de excelência, você deve galgar estes passos.

            Fazer alguma coisa por acidente significa sorte, mas fazer algo substantivo sob um perfeito comando, isso se chama Excelência. Como jogador de tênis ativo treinando todas as semanas de forma religiosa, eu posso garantir que um determinado golpe que eu realizei foi sob meu comando ou não, por puro acaso.

            Um exemplo bastante interessante vem do entretenimento. Falo sobre o documentário a respeito do Cirque du Solei. O criador deste espetáculo disse que na maioria das companhias circenses os artistas realizam dez vezes os mesmos movimentos em dez tentativas. No Cirque du Solei não, são  Cem tentativas em Cem cada treinamento, o objetivo aqui é Excelência.

            Em termos de vida Cristã, o que o óleo realmente representa, o Chochmah, é o Relacionamento com Jesus, por isso ao final da Parábola ele irá dizer quando as virgens imprudentes batem à porta, Eu não conheço vocês!

            Ninguém pode ter relacionamento com Jesus por ninguém a não ser por si só! Este relacionamento gera Excelência!

            Nossa regra de vida deve criar espaços todos os dias para Encontros com o Senhor! Não há relacionamento com o Sagrado sem momentos no nosso dia dado a Jesus, ou seja, Oração ! Quando rezamos criamos espaços para Jesus em nossa vida!

            Portanto o momento de nos enchermos desta força, deste Chochmah é o Encontro! Devemos então manter isso cuidadosamente, consistentemente e rapidamente! Não deixe para amanhã! O dia do Encontro é Hoje!

            Excelência não é tomar a decisão no dia de hoje, mas de agora em diante.

            Finalmente gostaria de partilhar com vocês um estudo sobre um grupo de pessoas que queriam aumentar sua prática de  exercícios. O primeiro grupo escreveu no papel o quanto iria fazer de exercícios naquelas semanas. O segundo grupo escreveu e recebeu um vídeo motivacional. O terceiro escreveu no papel, recebeu o vídeo e teve que fazer um programa de números de vezes, quais os dias e metas. O resultado final, o último grupo conseguiu alcançar a meta de 92% de realização de suas metas comparado a apenas 35% dos outros dois grupos .

            Eu gostaria de pedir a vocês algo muito mais importante do que exercícios físicos, mas espirituais para alcançar Excelência. Escreva hoje o que você se compromete a fazer em termos de orações e práticas nestas próximas quatro semanas e ponha em prática. Lembre-se de que não é desejo, mas decisão em fazê-lo. Não adianta ser apenas cuidadosamente ou intencionalmente mas Consistentemente.

            Consistência significa intensidade em todas as vezes. Pois excelência é a resultante de um prática continua, intensa e consistente em um período de tempo.

            No relacionamento com Jesus é feito no pequeno exercício diário com Ele. Um dia de cada vez. Com cada dia se constrói uma vida de excelência no Senhor.

            Lembre de toda associação para livrar as pessoas de Adições, tipo álcool e drogas. Todos querem se libertar, como todos nós queremos nos libertar da escravidão dos nossos pecados, mas a meta não é algo heroico único, mas um Dia de cada vez! Por hoje não ! PHN.

            G R Tolkien escreveu certa vez: – Fé não é um momento único de decisão final, mas um permanente e continuo e repetitivo Ato ao longo do tempo.

            Convido você hoje pela dinâmica dos Dois Minutos! A dificuldade não está em estudar ou rezar, mas COMEÇAR!  Então todos os dias, faça este desafio, de todos os dias ao menos 2 MINUTOS dedique a isso e verás os frutos ao longo do tempo.

            A MOTIVAÇÃO VEM APÓS NÓS COMEÇARMOS A FAZER ALGO!

             

            A diferença entre Vida por acaso e Vida em Excelência é a Decisão do QUANDO! Este foi o nosso assunto hoje com toda esta reflexão. Comece CUIDADOSAMENTE, CONSISTENTEMENTE E RAPIDAMENTE! COMECE HOJE!

            Isso não é para criar um mundo ideal em nossas vidas, mas fazer da nossa vida ordinária ,uma vida de Excelência.

            Muitos são chamados, mas poucos são os que trazem em si Chochmah, com uma vida de Excelência, Você pode começar a  partir de HOJE! Ninguém poderá fazer isso por ti!

           

 

           

Oração: Abbá Pai. Eu desejo de todo coração caminhar neste caminho de Santidade com o seu auxilio. Eu e você hoje precisamos pedir ao Senhor a Graça da persistência do Dia de HOJE para o caminho da Excelência. Dá-me força para lutar no dia de hoje de forma Cuidadosa, Consistente e Rápida!   Obrigado Senhor, Louvado Seja Seu Santo Nome! Amém.