JESUS REALIZOU TODO A VONTADE DO PAI NA SUA PAIXÃO, MORTE E RESSURREIÇÃO. SUA MISSÃO DE SALVADOR ESTAVA FINALIZADA. O CORPO DE CRISTO  NA TERRA AINDA CONTINUA ONDE ELE É A CABEÇA E NÓS O CORPO. NÓS SOMOS CHAMADOS A UNIRMOS O NOSSO SOFRIMENTO AO SOFRIMENTO DELE PELA SALVAÇÃO DO MUNDO. ELE NOS CONFIA ESTA MISSÃO, QUE PERMANECE INACABADA.       

           

            Estamos no final da série Desfeito. Nada melhor que meditarmos nesta formação sobre o mistério da Paixão, morte e Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo. Algo importante que Jesus, apenas no Evangelho teologal de São João vamos ler: – Tudo está terminado, ou tudo está realizado ou ainda TUDO ESTÁ CONSUMADO. Nada ficou de fora.Nada.

            Hoje em dia podemos ir até uma loja de departamento comprar um móvel em uma caixa que o interessante de tudo é montá-lo quando chegar em casa. Isso se tornou muito comum de uns tempos para cá. A cadeira, ou guarda roupa ou a cama está tudo ali, mas veio em partes e nós temos que montá-lo. Não é preciso colocar nenhum parafuso amais, está tudo ali. Nós juntos com a fábrica, eles por ter nos oferecido tudo em parte e nós por montarmos, temos a chance de participar da montagem final.

            Este mundo desfeito, como já falei nas outras formações, pelo nosso pecado original, nós temos um coração desfeito, quebrado, partido. Uma decisão quebrou ou rachou o mundo, e por esta escolha nós quebramos o mundo e a partir deste decisão nós vivemos a consequência. Nosso padrão no mundo é esta quebra, esta ruptura. Nosso padrão é a morte. Jesus veio desfazer o que foi quebrado e colocar tudo no seu devido lugar. Vencer a morte e ser soberano sobre a vida e a morte. Jesus veio destruir tudo que  nos destruía, veio matar o que nos matava.

            Nas leituras do Domingo de Ramos, Jesus permite aquilo que nos destrói vir sobre Ele. Ele permitiu. Então não devemos perguntar Por que? A pergunta certa por QUEM? Ele deixou que tudo isso acontecesse por VOCÊ! Cada passo que Jesus dá desde o Jardim das Oliveiras até a sua morte foi por mim e por VOCÊ! Algum dia você já parou para pensar sobre isso?

            Jesus no Jardim do Getsemâni  chega a suar sangue e está implícito ali, isso é por Eles. Ele é traído e passa por aquilo, e está implícito :- Isso é por José, por João, por Pedro, por mim e por você. Vai colocando seu nome na noite da humilhação na casa de Caifás e o som que ecoa é :- Isto é pela Maria, pela Joana, pela Madalena, por mim e por você, coloque seu nome, fale seu nome. Jesus não dorme a noite pelo imenso sofrimento e logo de manhã ele vai sendo torturado, flagelado, vai sendo coroado com uma coroa com espinhos pontiagudos, extremamente dolorosos, seu corpo já dissecado separando seus músculos de suas fáscias, sua pele dilacerada, sua face deformada e ferida, seu  couro cabeludo cravejado e rasgado pelos pregos, e tudo tudo tudo por mim e por você nisso, vai ouvindo:- Isso é por você José, por você Maria, por mim e por você. O preço dos nossos pecados caiu sobre Ele, por suas Chagas fomos Salvos, Libertos e Curados.

            São João Paulo II o grande, certa vez escreveu sobre este momento dizendo que: Há duas formas de Sofrimento o Físico e o Moral ! Sofrimento físico, lembrando a formação sobre Nick nascido sem pernas e braços, o cego de nascença,  e por aí vai. Sofrimento moral é aquele que quebra nosso coração, que nos faz sentir como se nosso peito se espremesse, um amargo ascendente na boca e uma sensação imensa de humilhação, ninguém se interessa por você , ninguém se importa com você, assim é o coração quebrado. Como vimos em outra formação, Marta e Maria experimentaram seu coração em pedaços com a morte de Lázaro. Sofrimento físico e moral. Neste dia Jesus permite que seu corpo seja levado ao extremo do Sofrimento Físico e ao extremo do Sofrimento Moral ( abandonado pelos seus mais queridos, humilhado sem ter ninguém que o defendesse perante as inúmeras acusações falsas).

            Além disso há os sofrimentos definitivos e os temporários. Sofrimento definitivo do ponto de vista teológico é se privar eternamente do bom, ou seja , inferno. Então a consequência do pecado é o sofrimento definitivo. No Evangelho da Paixão Jesus nos salva do sofrimento eterno e dirá: – Tudo está consumado! Nada mais há o que fazer, é para sempre! Ele vence a morte, Ele vence o que nos mantinha indefinidamente longe de Deus pelo pecado original. Não há mais o que fazer, Jesus fez tudo o que era  a sua missão. Desta forma não há o que Ele mais precise fazer, mas nós precisamos fazer a nossa parte. Deixar o amor incondicional nos amar. O nosso Sim é o que falta em toda a Salvação. Deixe o Senhor ser o Senhor da sua vida.

            Nós ainda vivemos num mundo quebrado. Jesus não removeu o sofrimento da nossa vida. Contudo Ele nos prometeu, Eu estarei convosco até o fim. Não tenhais medo. Eu venci o mundo. Então o que Jesus com tudo isso quis nos ensinar é que não há Sofrimento sem sentido. Ele dá o Sentido ao meu e ao seu sofrimento. Não  há coisa  mais desesperançosa do que viver neste momento sofrendo sem sentido. Mas todo Cristão é chamado a entender que todo sofrimento  é cheio de sentido. É a nossa cruz de cada dia, que nos iguala ao sofrimento de Cristo e com Ele está a nossa Salvação. Não é o quanto nós sofremos mas como nós sofremos. Sofrer com sentido é crescer e amadurecer a cada dia. Sofrimento neste sentido então é uma Oportunidade de participar da Paixão do Nosso Senhor! Tudo isso somente pode fazer sentido se abraçarmos a nossa Cruz por AMOR!

            Jesus é a cabeça da Igreja e nós o corpo. Saibamos então que partilhar o nosso sofrimento com Jesus é participar desta Salvação. Significa que a Missão de Cristo continua existir através de mim e de você. Jesus não removeu o sofrimento Ele reconfigurou, ele redimiu e transformou agora somos um com Ele.

            São Pedro vai falar que se alegrava em sofrer por amor a Jesus. São Paulo vai dizer aos Colossenses que Ele se regozijava em fazer parte dos sofrimentos de Cristo. Contudo João Paulo II interroga: – O que faltou nos sofrimentos de Cristo? – A resposta certa é : Nada. Então porque São Paulo escreve assim: – São João Paulo II responde: – Pois Jesus permite que nós coloquemos nossos ínfimos sofrimentos aos de Cristo, para participarmos deste grande missão de Amar até o fim! Jesus não necessita dos nossos sofrimentos, mas Ele nunca quis fazer nada disso sozinho. Ele desejou que a nossa parte ficasse inacabada, para concluirmos com Ele.

            Venerável Fulton Sheen certa vez escreveu: – O local de maior desperdício de sofrimento são os Hospitais e Sanatórios e asilos. Seus corpos estão sofrendo, estão purgando, estão necrosando, estão sangrando e as pessoas desperdiçando grande oportunidade de oferecer de coração seus sofrimentos pela salvação dos outros.

            Tomando este momento que nos remete aos hospitais e neste momento a Pandemia, lembremos de dizer como Jesus em sua Paixão: -Isso é por José , isso é por Maria, por você! Todo sofrimento físico e moral. Ofereça por alguém e se não vier a cabeça o nome de alguém oferte ao Senhor que sabe quem naquele momento necessita de conversão.

            Eu e você não podemos voltar no tempo e desfazer o que fizemos e machucamos tanto as pessoas, mas entregue a Deus, e peça: – Pai, eu entrego todo o meu coração ferido, partido e machucado, todo o meu sofrimento a fim de que Tu, que podes tudo, faça a sua obra.

            Neste mundo desfeito e quebrado Deus Pai está dizendo hoje para você: – Você é importante! Mesmo que o seu sofrimento seja pequeno e podemos pensar que não interessa para Deus, errado, isso sim interessa para Deus. Seja lá o que for, interessa para Deus. Deus confia em Você!!!

            Jesus nos deu um partícula de Sua cruz para que possamos oferece-la para salvação do mundo. Você e eu somos o Corpo de Cristo. Em nós Cristo sofre a paixão, morre e ressuscita e nos salva. Nada disso foi em vão. Tudo está consumado! Aleluia, Amém!

           

           

           

           

           

Oração: Abbá Pai. Hoje eu quero te pedir, venha em mim refazendo tudo o que foi se desfazendo ao longo de toda a minha vida. Senhor, só tu podes me tocar com este Amor que vai  me curando e cicatrizando feridas que muitas vezes eu já tinha desistido de ter algum alento, quanto mais uma cura! Sim, Senhor lava toda a iniquidade que habita em mim! Jesus eu quero ser todo seu Senhor! Faz-me fiel no Teu Amor! Jesus manso e humilde de coração, fazei o meu coração semelhante ao Vosso!

           

 

           

 

 

           

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *