Quem me vê, vê  a quem?

 

Grande característica de todos aqueles que estudam durante toda as suas vidas é realçar os trechos daquilo que está se lendo. No caso dos religiosos muitas vezes ao abrirmos suas Bíblias ou seus livros de formação nos deparamos com marcações de texto de diversas cores e como isso é tão útil para nos fazer lembrar as coisas, inclusive onde elas estão, em qual página e assim vai.

            Realçar é uma arte. Em todos os meus estudos na Faculdade de Medicina eu usava do recurso de realçar textos em diferentes cores correspondendo os assuntos diversos, assim me ajudava a fixar melhor em minha memória.

            São Tomas de Aquino escreveu muitas coisas. Suma Teológica é a sua obra prima, e imagine um seminarista organizar toda a Suma através de cores, quão interessante seria, e quão profícuo seria, ter em sua mente de forma organizada a obra prima Tomita.

            Enfim para realçar bem são necessárias três coisas: – 1) Prestar a atenção  2) Aprofundar-se no assunto e 3 ) Marcar aquilo que é realmente importante. Caso contrário vamos marcando aleatoriamente e no final deixamos para trás coisas importantes. Claro uma vez realçado está realçado em tinta, então não se pode apagar mais.

            AQUILO QUE NÓS REALÇAMOS REVELA AQUILO QUE É IMPORTANTE PARA NÓS!

            Legal seria, se os casais antes de se casarem fizessem um exercício com um texto onde se falasse sobre as características de um ser humano como coragem, vulnerabilidade, e assim por diante e ao final da leitura de forma particular os noivos recebessem canetas de realce e assim poderiam assinalar as palavras que mais condiziam com seus sentimentos e desta forma ao final da leitura e da demonstração da leitura os casais poderiam realmente ter a noção um do outro e de suas realidades e das revelações de quem cada um era.

            Estamos na quarta parte da série Como eu me pareço e hoje ainda mais, Como eu olho as coisas? Sabemos que Cristianismo muda toda a maneira de ver o mundo e as coisas. Sabemos que nossa visão determina nosso destino e Cristianismo modela toda a nossa visão. Muda toda a nossa realidade. No mundo da nossa realidade como eu olho as coisas? Como para mim seria uma Boa Vida para uma vida Cristã? O que eu realçaria nesta vida?  São Paulo hoje na Segunda Leitura nos dá a resposta: – Jesus será glorificado em mim, na minha vida! Jesus Cristo será visto, será glorificado e será realçado com minha vida! Ele ainda vai dizer: – Jesus Cristo  será glorificado tanto na minha vida quanto na minha morte! Isto é realçado na vida dele! Jesus Cristo sem condições! Não importa! Sucesso ou falha não faz diferença se a vida do Cristão está realçando Jesus Cristo!

            Jesus é o objetivo não importando o prognóstico de tudo isso! Estando com saúde ou com doença! SE eu vivo o resto da minha vida só, ou morrer só. Vida longa ou curta! O que precisa ser realçado é Jesus Cristo!

            Muitas vezes nós tendemos a olhar o mundo como o mundo nos ensina e não como Jesus nos ensina, por isso São Paulo dirá também que não devemos nos conformar com esse mundo mas transformar o mundo com esta maneira de pensar!

            De acordo com o mundo vida boa é ter sucesso, ganhar dinheiro, uma família e uma aposentadoria farta.  Mas o que adianta isso não Jesus não for realçado na sua vida? Quanto você chegar diante do Senhor e se apresentar o que você irá dizer sobre o quanto Jesus foi glorificado na sua vida?

            Um grande pregador americano em frente a uma multidão de jovens universitários começou a falar sobre a palavra: – Tragédia! O que seria esta palavra? Então no início de tudo ele se refere Ruby e Laura que foram mortas em Camarões enquanto trabalhavam como missionárias. Ruby tinha 65 anos, foi solteira a vida toda e era enfermeira. Em seu trabalho como voluntária foi para Camarões para cuidar dos miseráveis. Ela gastou sua vida para fazer Jesus Cristo ser conhecido e amado cuidando dos pobres e doentes onde ninguém gostaria de estar. Laura era também aposentada como médica e também se tornou médica missionária. As mulheres mortas realçaram suas vidas em Cristo! Foram mortas e a caminhonete que elas estavam foram jogadas no precipício. A pergunta que ele fez foi : – Isso  foi uma tragédia? Um grande silêncio se fez naquele estádio e ao final o pregador disse: – NÃO!!!

            Em seguida o Pregador pega uma revista Readers Digest e Lê um artigo que dizia: Comece agora e se aposente cedo! O artigo menciona um casal que se aposentou com 56 e 51 anos e que foram para Flórida onde curtem a vida adoidado jogando golfe e coletando conchas. Falando para jovens Universitários este Pregador disse com todas as letras: – ISSO É UMA TRAGÉDIA!!!

            O que houve com Rubi e Laura? Elas passaram a vida realçando Jesus em suas vidas e gastando suas vidas para Glorificar o nome Santo do Senhor! Uma coisa, uma pessoa, uma família, uma vida, uma aposentadoria e coletar conchas e seria a última coisa que eles coletariam para depois se apresentar diante do Criador do Universo! Isso é uma tragédia. O que eles iriam mostrar ao Criador? Sua coleção de conchas e suas habilidades de golfe? O que foi realçado em suas vidas? Onde Jesus foi glorificado?

            São Paulo nos diz através desta Carta aos Filipenses:- Não importa o quanto você viva mas como você vive! Quem você realça com sua vida e quem você glorifica.

            O Evangelho de  hoje nos mostra um Rei que vai contratando pessoas ao longo do dia até no final da tarde e a todos paga com a mesma moeda. Claro que aos olhos do mundo isso parece injusto , mas não para o Reino de Deus! Ninguém por exemplo pensa em alguém desempregado, vendo todos seus amigos sendo contratados e está chegando o final do dia até que finalmente ele é contratado, quanta alegria brota ao seu coração por esta oportunidade. Como cada um deles olhou tudo isso? Infelizmente olharam para o que faltava. Eles murmuram, pelos olhos da inveja, eles se comparam, mas ninguém vê e reconhece a graça de ter sido contratado. Todos na parábola poderiam murmurar ou refletir sobre suas vidas. Como Cristãos quando somos chamados por Cristo para o trabalho seja as oito da manhã ou as cinco da tarde , tudo, mas tudo, é um Presente, um Dom de Deus e não um peso. Isso é uma Boa Vida!

            Porque nós temos alguma coisa, porque Deus é bom e reconhecer como Dom nos transforma em pessoas melhores não do que os outros mas para os outros. Quando meditamos sobre a existência, vemos Deus nos criando e por isso cabe a ele o quanto nós viveremos se é um dia apenas ou muitos anos! Tudo se resume em : – DEUS É BOM!

            Quantas vezes nós reclamamos de coisas que poderíamos não ter. Quando temos muito trabalho reclamamos que temos muitos trabalhos, mas não seria para agradecer, ao invés de reclamar? E se não tivéssemos trabalhos?

            Tudo é um presente. Assim é a vida do Cristão, ter total certeza de que a Vida é um presente e por isso devemos fazer tudo para glorificar o Senhor! Então eu hoje convoco a todos os Cristãos que tomem a Decisão de dar os passos segundo as convicções de São Paulo! Corte tudo na sua vida que não glorifique a Deus! Se eu estiver com muitos ou sozinho, doente ou saudável, que em tudo eu hoje possa dizer que : Eu pertenço a Cristo!  Não importando o resultado, se meu coração está em Deus, tudo é lucro!

           

            Oração: Abbá Pai. Hoje eu te peço que venha ser a minha Luz Senhor! Que todos aqueles que me vêem neste momento possam ver a sua face! Sim Senhor eu desejo realçar o Teu Santo Nome em minha vida, não importando os resultados. E quando  o Senhor me chamar que eu possa estar pronto e que tenha em minhas mãos as obras de amor que o Senhor me confiou.   Obrigado Senhor, Louvado Seja Seu Santo Nome! Amém.

           

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *