A vida de um Santo é a Vida de alguém que ouviu a Palavra e pôs em prática. Foi assim no auge do meu distanciamento da Fé Católica, com o coração inquieto de Santo Agostinho que recebi um convite para ouvir um Padre que tinha Dons e realizava prodígios em Nome de Jesus. A princípio não foi um encontro tão rápido pois os CDs com as pregações e uma dificuldade de sintonizar no meu canal pago a Canção Nova, fazia apenas alimentar um desejo de um dia chegar mais perto de alguém especial.

Pois foi exatamente no primeiro Hosana Brasil no Centro de Evangelização da Chácara Santa Cruz que o ouvi pregando. Meu coração se encheu de vida e ao retornar ao Rio de Janeiro fui conhecer a Casa de Missão da Canção Nova aqui, no Santuário Eucarístico e me colocar à disposição como médico, caso fosse necessário.

            Como em tudo que Deus faz é perfeito, a minha disponibilização fez com Deus agisse.  E em alguns dias o Eto, cofundador da Canção Nova estaria vindo para o Rio de Janeiro para se tratar no Hospital em que eu era Staff, e foi assim que eu conheci e ficamos irmãos, eu, o Eto e a Luzia. Convidei para que todas ficassem comigo na minha casa pois minha família estava de viagem. Isso tudo em dias após o meu sim em Cachoeira Paulista durante a Missa do Hosana.

            Neste dia, meu telefone tocou e era Padre Jonas do outro lado da linha, com sua voz única e seu jeito preciso de amar, me disse coisas que invadiram meu coração. Eto recuperado, voltou para sua casa e me convidou para estar com eles no fim de ano e foi assim  que eu conheci a Comunidade. Desde então passei a ser um dos médicos que participa da Comunidade.

            Em Janeiro de 2005, eu e minha esposa Leticia fomos convidados para a Inauguração do Posto Médico Padre Pio, sabendo o Padre que Padre Pio tinha sido importante na minha história de conversão fomos convidados para sermos Padrinhos, no dia do aniversário da minha esposa. Tenho a Honra de ser Padrinho do Posto Padre Pio.

            Muitos momentos estivemos juntos, Semana Santa e  indas e vindas do Rio de Janeiro. O fato que mais me marcou foi quando, ao operar a coluna da Niura, uma consagrada da Canção Nova aqui no Rio, recebi a visita do Padre Jonas, que ficou na minha casa. Neste dia ao rezarmos no Hospital pela Niura, em seu pós-operatório, no meio da oração, Padre Jonas interrompe e diz que algo muito grande estaria acontecendo naquele momento, que a Niura já estaria curada e que o Óleo Bento que o Padre trouxera deveria ser derramado nas minhas mãos, pois a partir daquele dia o Senhor me chamava para o Ministério de Cura Interior. Ele e o Padre Robert De Grandis- USA( in memoriam) cuidariam da minha formação, assim como Davi foi ungido pelo profeta Samuel e não entendeu nada, eu também saberia mais tarde o que Deus queria realizar através deste Carisma.

            Bem, não precisa dizer que depois disso conheci o Guido, que hoje está no caminho para a Santidade, tivemos três anos intensos de Missão juntos e fundamos nosso Grupo de Oração Padre Pio pela Canção Nova, que existe até hoje em forma online.

            Desde que o conheci até hoje na sua despedida, ter recebido dele o carinho de um Pai. Meu pai havia nos deixado no ano anterior e Deus me deu este presente em ter um Pai, um Diretor Espiritual, um Confessor, um amigo, um Ícone a ser seguido.

            Posso dizer que eu sou um bem-aventurado em poder ter tido tanto contato com ele, que me incentivava em escrever meus livros e publicar pela Editora Canção Nova. Há pouco tempo lancei Tratado de Cura Interior, e estava me preparando para ir até ele para presenteá-lo com um exemplar, mas Deus o chamou primeiro. Tudo deste livro remete ao Padre Jonas pois é caminho da Cura Interior é o caminho do Amor. Tantos livros ele escreveu nesta linha.

            As lágrimas vão demonstrando o profundo amor que eu tenho por ele e por toda a sua Comunidade. Lembro de quando tive o diagnóstico do tumor no meu cérebro liguei imediatamente para ele e rezamos, eu, ele e a Lu. Logo em seguida ele pega a Palavra que está em João 11:4. “Esta Doença não te causará a morte, mas por ela será glorificada o Filho de Deus”.  Deus sabe todas as coisas e se eu pude passar por este vale de lágrimas, Padre Jonas sempre esteve comigo.

            Do meu conhecimento da fé nasceram os livros Semeando Dons Colhendo Vocações, do meu autoconhecimento nasceu Ecos do Silêncio. Do meu sofrimento nasceu a Ponte e do meu carisma nasceu o Tratado de Cura Interior. Da amizade e irmandade com o Guido, sob a benção do Padre Jonas nasceu Paulo e Barnabé que um dia será publicado, no tempo de Deus. Assim cada etapa transcorrida junto a Comunidade Deus criava através das minhas palavras um livro novo, sempre inspirado pelo meu Pai fundador.

            Hoje quero dar meu testemunho de ousadia, a todos aqueles que se sentem envergonhados de manifestar a sua fé. Coragem e aguenta firme meu irmão, aguenta firme minha irmã, pois o Senhor está no meio de nós. Não cabe a nós sermos fortes é Graça e Dom do Espírito Santo. Tudo com Jesus nada sem Maria. Tudo inspirado pelo Espírito Santo de Deus de onde nascem e criam todas as coisas. Ele faz nova todas as coisas.

            Que o Senhor, que é rico em Misericórdia possa derramar bençãos sobre todos que lerem esta carta de até breve ao meu Pai Espiritual querido. Sintam-se transformados pelas Ondas do Espírito Santo e pelas Ondas da Canção. Entregue sua vida a Deus e Ele tudo fará para que possais viver em Santidade e ungidos pelo Espírito possamos clamar Abbá Pai.

            Que posso mais dizer , se o coração já disse: Te Amo, meu Abuna, meu sempre Padre Jonas, ou para meus filhos, Vovô Bibi! Interceda ainda mais por nós, agora na Morada Eterna, ao lado dos seus mais queridos e tão perto de mim! Padre Jonas, intercedei e rogai por nós! Santo Súbito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *