O que você tem feito com o que recebeu?

           

 

            O que nós temos feito com o nosso tempo. Qual o seu objetivo para o tempo de hoje? Muitas vezes nós nos deparamos com esta pergunta, e é muito pertinente em todas as fases de nossas vidas. A vida é assim, nós fazemos nossos planos continuamente , contudo muitas vezes não damos conta de realizar.

            Temos nossa juventude, nosso tempo de trabalho e nossa aposentadoria. Isso é muito importante quando se trata de entender o tempo das nossas vidas. Quando iremos dirigir, quando iremos casar e para onde iremos fazer nossa formação profissional e onde e como iremos trabalhar e depois de muitos anos a nossa aposentadoria. Pessoas fazem planos para viver cem anos. O problema é que a vida não é tão assim. Novos fatos acontecem em nossas vidas, fatos inesperados, decisões precipitadas, escolhas erradas e tudo pode mudar.

            Tudo isso converge para uma questão maior: – O que eu tenho feito com  o que eu tenho recebido?

            Muitas pessoas vão pensar imediatamente em responder através do seu curriculum vitae. Isso não é profundo, vem comigo.

            David Brooks, renomado professor da Yale,  em seu livro O Caminho para o Caráter nos faz pensar em duas coisas: Virtudes curriculares versus Virtudes de Elogio. Virtudes curriculares são as virtudes que nós passamos quase toda nossa vida cultivando. São as que nós levamos para nosso trabalho. Então são as virtudes que nós temos feito, desde a nossa formação estudantil básica, até nossa pós-graduação e nossas vitórias ou na vida profissional ou na vida acadêmica ou em ambas. As Virtudes do Elogio são mais profundas. São aquelas que os presentes irão se lembrar no seu Funeral. O quanto nós fomos corajosos, bondosos, homens e mulheres de fé, carinhosos, gentis, caridosos, pois estas virtudes irão apontar que tipo de relacionamento eu e você formamos!

            Todas as nossas formações escolares nos levam para formar as virtudes curriculares. Todos os nossos dias nós nos ocupamos em sua maioria pelas virtudes curriculares. Tudo isso nos remete para Que tipo de pessoa eu quero me tornar! O que eu quero ser?

            Há um tempo atrás uma mulher postou uma foto de seu esposo no chão do banheiro ao lado de sua filha de treze anos, no momento onde ela não conseguia manter nada em seu estomago. Ele não era médico, mas era Pai. Depois de passar um tempo ali e depois dois dias no hospital, sua esposa postou esta foto e fez o comentário: – Reze para um marido que passe seu tempo cuidando de sua filha, quando ele não tem nada para fazer ali, a não ser estar ao lado. Reze por um marido que coloque sua esposa e seus filhos em primeiro lugar mas não a Deus. Deus está sempre em primeiro lugar. Que acorde sua família as 6:30 no Domingo para ir a Igreja, pois no sábado levanta as 6:30 para o futebol. Se pode acordar para o futebol, pode acordar no Domingo para levar sua família para a Salvação. Esta é uma virtude do Elogio.

            Nós temos que ter a visão alargada, quando chegar este tipo de pessoa. Por isso temos que ter um Plano!

            Nós não queremos andar no escuro, mas temos que ter um plano. Um exemplo simples, você bate um bolo com um plano, com uma receita.

            Qual é o plano?

            Nós precisamos de direção e mapa para atingir nosso objetivo. Para isso temos que ter algo como um MAPA RODOVIÁRIO. 

            David Brooks parafraseando Amedeo Cencini diz que existe um espaço humilhante entre o meu eu atual e o meu eu ideal (desejado). Você olha outra pessoa e vê aquela pessoa super generosa, prestativa, caridosa e você olha para onde você se encontra agora e vê esta distância. A verdade sobre cada um de nós é que mesmo usando os nossos dons como temos usado, ainda não alcançamos o que deveríamos alcançar. O que nós temos feito com o que nós temos recebido? Eu ainda não sou aquela pessoa que eu deveria ser. Por que? Bem, porque nós temos uma visão limitada e não temos um plano. Quando nossa visão é pequena tudo fica meio desintegrado.

            Um dia desse eu presenciei dois irmãos discutindo sobre o uso de máscara. Interessante, pois a discussão se tornou muito exagerada, opiniões fortes, temperatura alta, dois pontos de vista totalmente opostos. Ao final da discussão foi como se nada tivesse acontecido. Que maturidade, pois suas opiniões contrárias não mudam a maneira de um ver o outro.  Isso é uma visão alargada. São muito mais coisa que os une do que os separa. Mas no mundo normalmente não é assim, pois o opiniões diversas acabam trazendo divisões. Como vemos isso na Política, na Igreja e infelizmente nas famílias .

            Sobre nossas vidas, e como importante é nós escolhermos bem nossos representantes, pois o país em que vivemos não é nada sem a existência de cada um de nós. Nós devemos nos colocar sim, como cidadãos que honram nossos direitos como Cristãos e dizer que a nossa opinião, o nosso voto é importante , SIM! Não delegue a ninguém a sua obrigação, pois ninguém terceiriza a felicidade.

            Por isso uma visão estreita leva a desintegração, que leva as discórdias que leva a divisão. Necessitamos de cristãos comprometidos como os valores cristãos para fazer valer a nossa representação segundo os princípios e os nossos valores na nossa cidade, no nosso Estado e no nosso País.

            Tomas Merton era ateu que se converteu e se tornou uma referência entre os Monges Cistercienses do mundo todo. Certa vez ele andava em Nova Iorque com um amigo, eles estavam discutindo e Lex seu amigo perguntou, qual é o seu plano, qual a seu desejo para sua vida? Thomas Merton poderia ser um homem notório pelo seu curriculum, por toda a sua formação, mas ele responde: – Eu quero ser um bom católico. Lex vira para Thomas e diz: – Você falou errado, você deveria desejar de todo o coração ser SANTO!

            SÃO FRANCISCO DE SALES,  conhecido como o formador de Santos. Doutor da Igreja, escreveu tantas coisas maravilhosas. Sangue nobre, da família Sales e seus castelos franceses, renunciou a tudo para viver a humildade e ser santo. São João Bosco em sua homenagem batizaria a sua Ordem de Salesianos. Uma grande obra deste santo é o livro que deveria ser  o nosso de cabeceira, chamado Filotéia, que nada mais é do que sua direção espiritual a outra santa, Santa Joana Francisca de Chantal. No lugar onde no livro está escrito Filotéia, coloque seu nome. Verás o quão profundo se pode ir, na meditação diária desta obra incrível.  Ele dizia: – Seja o  que você é  e faça tudo bem! Este é o principio único.

            Quem é você? Quem você se tornará ? No Evangelho de hoje, fariseus ( inimigos dos romanos ) e saduceus ( amigos dos romanos) se uniram para desafiar Jesus e pegá-lo em uma armadilha. Jesus responde como uma pergunta :- De quem é a imagem na moeda?  Eles responderam de César. Pois é, os dois grupos tentaram fazer a pergunta ser Política e Jesus a transforma em pessoal. Então dê a César o que de César e a Deus o que é de Deus! A imagem que estava na moeda era de César e inscrição era Tibério César,  o Filho de Deus!

            A pergunta que não foi perguntada eu faço agora: – Qual é a sua imagem? A resposta está em Genesis: – Você foi feito a imagem e semelhança de Deus!

            Qual a inscrição está em você?: – Você foi marcado no Batismo na Cruz! Inscrito na Cruz, as palavras estão na sua alma : – Filho de Deus!

            O nosso mapa começa com uma segunda pergunta: – Lembre quem é você!

            Para nos tornarmos Santos precisamos começar com esta resposta. Imagem e semelhança de Deus. Nós fomos marcados pelo sinal da Cruz, e ali está inscrito em nós, Quem nos ama!

            Nós somos amados por Deus! Assim vamos dar nosso primeiro passo:- Lembre-se quem te ama! Lembre-se qual a inscrição está em você!  A carta de São Paulo aos Filipenses responde: – Para mim viver é Cristo, morrer é lucro!

            São Francisco Sales nos ensina que todos os dias quando nos vestimos para nossa vida, devemos dizer: – Bom dia Senhor obrigado por me vestir, obrigado por me nutrir, faça com que eu passe o dia todo com suas vestes e com seu alimento em mim!

            Nós não somos ainda o que deveríamos  ser, mas tudo o que falta ainda pode ser mudado, pela Graça! Nenhum de nós está caminhando neste mapa sozinho. Nós continuaremos caminhando com o Amor de Deus nos movendo!

 

Oração: Abbá Pai. Eu desejo de todo coração caminhar neste caminho de Santidade com o seu auxilio. Eu e você hoje precisamos nos entregar ao Senhor para que possamos colocar em prática a tudo a aquilo que foi nos infundido com dons e talentos. Hoje eu preciso determinar onde eu estou em minha vida e para onde vou. Seja Senhor meu guia, minha lâmpada que acesa me leva ao altar onde entregarei todos os meus dons quando o Senhor me chamar!   Obrigado Senhor, Louvado Seja Seu Santo Nome! Amém.