AUTOCONHECIMENTO

 

 

            Nós frequentemente somos um mistério…mesmo para nós mesmos. Contudo , Nós católicos devemos buscar um lugar onde possamos alcançar o autoconhecimento, desta maneira seremos expostos aquilo que nos revela. Diante de quem nos somos revelados? Deus nos revela quando nós buscamos o seu caminho. Santo Agostinho dizia:- Conhece-te e Domina-te.

            Muitos jovens partilham comigo ao longo deste tempo a respeito do namoro, e no meu segundo livro, Ecos Do Silencio, me dediquei a trabalhar bem a questão sobre Autoconhecimento, pois assim devemos buscar, antes de qualquer relacionamento, a verdade sobre nós mesmos, para então nos darmos a conhecer.

            Uma vez um casal veio a uma consulta e no meio da  consulta a menina começou a reclamar do namorado que muitas vezes ele ficava em silêncio , e ela começou a desconfiar da sua atitude, como se estivesse escondendo alguma coisa dela, o que  foi engraçado, pois quando eu o questionei, nem sei porque, ele respondeu: – Eu muitas vezes não estou pensando em nada. Quando vejo um objeto para mim é aquele objeto, e não diz nada a respeito disso para mim. Sua atividade cerebral naquele momento está em hibernação,  pensando em nada.

            Um Estudo de Ressonância Funcional mostrou que em descanso os homens pensam em nada enquanto as mulheres pensam em muitas coisas diferentes.

           

             Por outro lado muitos de nós não gostamos de pensar em certas coisas, pois elas nos revelam coisas que simplesmente não queremos recordar. O Salmo 140(141) nos ensina que precisamos Guardar os nossos lábios e as nossas Palavras. “Ponde, Senhor, uma guarda em minha boca, uma sentinela à porta de meus lábios.” Salmo 140(141)

            Para muitos de nós esta é uma lição diária. Quantas vezes nós ao final do dia nos lembramos de tantas coisas estúpidas que dissemos durante o dia. Claro, que muitas vezes nossas palavras foram de sabedoria quanto mais nós buscamos a Sabedoria para pô-la em prática.  

            Guardar os nossos lábios! Quantas vezes estamos nos escondendo atrás do que estamos falando. E muito mais, pois através dessas palavras começamos a FINGIR. Hipócrita é a palavra que em grego significa ATOR. Quando a palavra de Deus diz hipócritas, está dizendo que os nossos atos demonstram como se estivéssemos num palco. Quantas situações nós estamos conversando com alguém e de uma forma descarada estamos fingindo. Damos com a cabeça concordando com algo que tampouco conhecemos, entendemos ou pior, temos como verdade. Mas estamos ali como atores, fingindo para sermos aceitos na conversa. NOSSA CAPACIDADE PARA AUTODECEPÇÃO É IMENSA!!!

            Quantas vezes no final do dia não reconhecemos a nós mesmos? Nós não apenas fingimos para as pessoas ao nosso redor, mas a nós mesmos. Precisamos transformar nossa autodecepção para Autoconhecimento. O PRIMEIRO PASSO PARA VIDA ESPIRITUAL É AUTOCONHECIMENTO.
            No livro do Eclesiástico há dois pontos dolorosos em Autoconhecimento. O primeiro, é quando falamos. O  nosso coração se revela quando nós falamos. E também o teste que revela nosso coração são as provas que passamos, e como nos comportamos. Assim FALAR E PROVAÇÕES SÃO as fontes dolorosas do autoconhecimento.

            Quantas pessoas não querem falar pelo fato de não ter ainda uma ideia melhor antes de se pronunciar. Por outro lado há pessoas que entendem melhor o assunto enquanto falam. Quando vemos um casal que é assim, é muito interessante, o que fala e  o que não fala.

            Quantas vezes nós somos criticados pelo que falamos, de uma forma ou de outra às vezes com sorrisos, sarcasmos, enfim…Desse jeito,  eu não falo o que eu penso para não revelar meu coração para você! Pois quando eu falo, eu mostro que há em meu coração. Muitas vezes quando eu não tenho certeza do que há em meu coração, eu finjo, e  eu não sabendo o que há em  meu coração, eu não me expresso sobre aquele assunto.

            Tente escrever o que está em seu coração. Grande exercício. Quando você acha que sabe sobre alguma coisa, tente escrever sobre aquilo e veja se você realmente sabe. Então verás que muitas contradições ficarão super óbvias, muitas inconsistências aflorarão, porque palavras revelam o que há em nosso coração, mesmo que a gente não acredite  no que estamos falando. E Quando alguém te pergunta: – Você acredita nisso? Você responde:- Claro que não! E Vem a segunda pergunta: – Então porque você está falando? E você responde: – Eu não sei! Eu não acredito mas alguma coisa em meu coração se mostra numa fraqueza a respeito disso. Nossas palavras revelam o que há em nosso coração! Ou ainda algo mais profundo.

            Para ilustrar como tudo isso é potente dentro de nós. Um padre americano de origem polonesa no século passado, conhecido por ser muito destemido, encorajado, abnegado por missões, se voluntariou para evangelizar a União Soviética. Então foi  enviado para a Polônia, que logo se tornaria ocupada pela União Soviética. Em duas semanas foi capturado e colocado na prisão. Durante um ano, todos os dias foi interrogado e torturado mentalmente. Até que um dia não resistindo mais assinou documentos contra a Igreja e contra América. De volta a sua sela, destruído, totalmente dilacerado em seu coração, só restava então ele e Jesus. Pois as suas fraquezas, suas misérias, suas feridas internas fizeram com que ele se tornasse um traidor. As palavras revelam nosso coração, mas também as PROVAÇÕES. 

            O ouro é provado no fogo, e assim nosso coração.

            Assim é a nossa vida, nós começamos nossa caminhada louvando a Deus, dando glória a Deus e nos sentindo muito motivados à Caminhada. Mas quando chegam as provas, as doenças, a falta de emprego, o abandono, as piores provas demonstramos o que há em nossos corações. Quem se conhece vai até o fim, a autodecepção dá lugar ao autoconhecimento. Pois o que nos sustenta é a Misericórdia de Deus! E a nossa confiança que prospera.

            Deus não está se divertindo com as nossas provações, ele está derramando o seu amor e a sua força quando mais nós realmente necessitamos. E isso São Paulo irá dizer: Quando sou fraco é que sou forte, pois o Senhor vem em Socorro das minhas fraquezas; 2Cor12-10. O que Deus está demonstrando no mais profundo da nossa necessidade onde Ele revela o mais profundo da sua Misericórdia. O Poder e a Bondade vem de Deus!

            O homem bom tira boas coisas de seu coração e o mau coisas más. Você somente acha dentro do seu coração aquilo que você coloca. O fruto da árvore mostra a qualidade da árvore. Onde estiver seu tesouro ali estará seu coração. Você tem uma alma cuidado com ela. Cuidado com a Lei da Exposição . O que você expor seu coração, sua mente, assim ela se tornará. Muito cuidado com a LEI DA EXPOSIÇÃO.

            Eu vejo tantas feridas em meu coração, tantas fraquezas de onde elas vem? Lei da Exposição. Pessoas que gastam tanto na minha vida que não me fazem bem, mídias que eu consumo, músicas, filmes, séries e assim vai.

            Que tal ao invés de coisas que tem fim em si mesmo, eu não gastar mais tempo com a Palavra de Deus e com Adoração. Lei da Exposição. Eu me torno semelhante Aquele que eu contemplo.

            Esse é tempo favorável a tudo isso acima. Autoconhecimento deveria ser nesse tempo o objetivo de todo jovem nesses dias. Lembre-se que as Palavras e as Provações revelam o nosso coração e deveria revelar o nosso melhor, e o que eu ainda não fui curado ou melhorado posso  oferecer diante de Deus o que eu preciso para me tornar verdadeiro, à imagem e semelhança Dele.

           

            Oremos: Abbá (Pai) Amado, antes de iniciarmos a Quaresma eu preciso de me conhecer, entrar nas profundezas do meu coração e expor ao Senhor minhas maiores feridas e fraquezas. Eu te ofereço a ti Senhor tudo que em mim precisa mudado! Então eu quero que minhas palavras e atitudes, desafios e provações estejam todas contigo e em Suas Mãos, pois se tenho o Senhor ao meu lado eu não vacilarei!

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Restaura-me Senhor!  Amém