O Papa João XXIII proclamou-o padroeiro do Concílio Vaticano II

É o mais conhecido dos Padres da Igreja grega. Nasceu em Antioquia, Síria. Educado pela mãe, Santa Antusa, viveu vida monástica dentro de casa, nos anos de sua juventude. Quando morreu sua mãe, retirou-se para o deserto e aí permaneceu seis anos, dos quais os dois últimos passou no retiro solitário em uma caverna, em detrimento da saúde física. More »

Podemos dizer que foi um dos mais importantes homens e santos da Igreja, que viveu exatamente quando desabou o Império Romano do Ocidente (476), com a ameaça dos bárbaros de aniquilar a grande civilização Ocidental, herdada da sabedoria greco-romana e enriquecida pelo cristianismo.

Foi contemporâneo de grandes Padres da Igreja como: Papa São Leão Magno (†460), São Jerônimo (†420), São Cirilo de Alexandria (†444), São Máximo de Turim (†465), São Pedro Crisólogo (380-431), São Pedro de Ravena, São João Cassiano (†465), São Paulino de Nola (†431), São Vicente de Lerins (†450), e outros desse século. More »

Muitos só conhecem a fama de santo casamenteiro de Santo Antônio de Pádua. Na verdade, Santo Antônio é chamado “doutor do Evangelho”, pela grandeza com que soube pregá-lo. Soube unir muito bem a sua cultura teológica, filosófica e científica.

Quando entrou no convento foi incumbido das humildes funções de cozinheiro e viveu na obscuridade até que os seus superiores, percebendo seus extraordinários dons de pregador, enviaram-no pela Itália e pela França, a fim de pregar nos lugares onde a heresia dos Albigenses e Valdenses era mais forte. Até São Francisco de Assis o chamava informalmente de “o meu bispo”. More »

Santo Ambrósio é o símbolo da Igreja renascente após os sofridos anos de vida escondida e das perseguições romanas.

Por meio dele a Igreja de Roma tratou sem servilismo com o poder público. Foram as suas qualidades pessoais que impuseram o bispo de Milão à devota atenção de todos. Sua atividade diária era dirigida antes de tudo à orientação da própria comunidade, e ele cumpria as suas tarefas pastorais dirigindo ao seu povo mais de uma homilia por semana. More »

Muitos são os devotos de Santo Antônio, mas que não o conhecem com profundidade. Nós devemos reconhecê-lo não só por sua fama de “casamenteiro”, mas por tudo aquilo que viveu e construiu em prol do Reino de Deus em seus 35 anos vividos nesta terra. Santo Antônio foi proclamado doutor da Igreja, pelo Papa Gregório IX (1227-1240), e por ele chamado de “Mestre do Evangelho”, tendo pregado inclusive para esse Papa. More »