maria-de-nazareTrago para você uma PREGAÇÃO X ORAÇÃO com o Mons. Jonas Abib que pode mudar o curso da sua vida. Deixe-se tocar pelo Senhor através da intercessão da Virgem Maria.

Nossa Senhora que nos levar para perto do seu coração para que se realize em nossa vida a vontade do Pai, para que sejamos seu exemplo, para que sejamos morada do Senhor, para que levemos O Amor. Nossa Senhora que nos pegar no colo, Ela que nos dar o seu jeito.

A palavra do Senhor no evangelho de São Mateus 11,28 Jesus diz: “Vinde a Mim vós todos que estais cansados e sobrecarregados de fardos, e Eu vos aliviarei. Eu vos darei descanso. Tomai sobre vós o meu julgo e aprendei de mim porque sou manso e humilde de coração e encontrareis descanso para a vossa alma”.

Maria cura o meu coração. by Cancaonovanatal1 on Mixcloud

 

Deixe seu comentário, partilhando a sua experiência através dessa pregação.

Já se Programe para estar com a Canção Nova nesta grande Festa da Divina Misericórdia!

FESTA MISERICÓRDIA - Cartaz 2015 WEB (2)

“Desejo que a Festa da Misericórdia seja refúgio e abrigo para todas as almas, especialmente para os pecadores. (…). Derramo todo um mar de graças sobre as almas que se aproximam da fonte da Minha misericórdia. A alma que se confessar e comungar alcançará o perdão das culpas e das penas. Nesse dia, estão abertas todas as comportas divinas, pelas quais fluem as graças. Que nenhuma alma tenha medo de se aproximar de Mim, ainda que seus pecados sejam como o escarlate”
(Diário 699).

 

A Igreja nos ensina a celebrar o fato de que José está no céu e intercede por nós.
José foi carpinteiro, é esposo de Maria e pai de Nosso Senhor, é fiel e educador.Grande segredo para nós é compreendermos que, agora no céu, os méritos de São José são ainda maiores. Isso significa que, mesmo lá, José é pai de Jesus e marido de Maria. Portanto, eles lhe devem obediência.Mais ainda, a melhor forma de conhecer Sua força intercessora é fazendo a experiência de aproximar-se dele por meio da oração! Como diz Teresa D’Ávila: “Se duvidais, ide a São José!”.

São José

Consagre a sua vida e a sua família aos cuidados de São José, rezando:

Ó glorioso São José, a quem a Santíssima Trindade escolheu para ser pai adotivo de Jesus, esposo da Virgem Maria, chefe da Sagrada Família de Nazaré, e patrono da Igreja Católica, eu, (dizer o nome) a vós recorro, e imploro com plena confiança vossa benção e proteção sobre a humanidade.

Olhai com predileção os pobres e desamparados. Amparai e defendei os que trabalham pela promoção da vida e pela cultura da Paz mundial. Iluminai nossos pastores, nossos governantes, os homens e mulheres que detém o poder de decisão neste mundo: que eles estejam sempre voltados a fazer a vontade de Deus e a colaborar trabalhando com ardor e amor no plano da salvação.

Eu me ofereço inteiramente a Vós, bondoso Santo de Deus e a vós me consagro pedindo que me acompanheis no caminho da santidade e na perseverança no estado de vida que escolhi. Que as vossas virtudes ajudem-me ser fiel no seguimento de Jesus Cristo e a cumprir a missão a mim confiada pelo Pai Misericordioso.

Prometo, coma graça de Deus, difundir a vossa devoção para que todos conheçam vossa vida e missão e vos amem neste mundo e na eternidade.

Dignai-vos, glorioso São José, aceitar esta consagração como prova da minha devoção e amor filial. E, como prova do meu amor por vós e por vossa querida esposa e minha Mãe, a Virgem Maria, eu vos saúdo:

Salve José, agraciado por Deus. O Senhor é convosco. Bendito sois vós entre os homens e bendito é o fruto do vosso piedoso coração, Jesus. São José, pai adotivo de Jesus, olhai e cuidai de mim, agora e na hora da minha morte santa. Amém.

São José, valei-nos!

Toda Terça Feira na Canção Nova de Natal, temos a Santa Missa em honra a São Miguel Arcanjo…

São Miguel

 

Horário: 12:00h

Local: Catedral Metropolitana de Natal

Celebrante: Padre Robson

Esperamos por você!!!

Reze a Consagração a São Miguel Arcanjo:

Ó Príncipe nobilíssimo dos Anjos, valoroso guerreiro do Altíssimo, zeloso defensor da glória do SENHOR, terror dos espíritos rebeldes, amor e delícia de todos os anjos justos, meu diletíssimo São Miguel Arcanjo, desejando eu fazer do número dos vossos devotos e servos, a vós hoje me consagro, me do e me ofereço e ponho-me a mim próprio, a minha família e tudo o que me pertence, debaixo da vossa poderosíssima proteção.

É pequena a oferta do meu serviço, sendo como sou um miserável pecador, mas vós engrandecereis o afeto do meu coração; recordai-vos que de hoje em diante estou debaixo do vosso sustento e deveis assistir-me em toda a minha vida e obter-me o perdão dos meus muitos e graves pecados, a graça de amar a Deus de todo coração, ao meu querido Salvador JESUS CRISTO e a minha Mãe Maria Santíssima, obtende-me a aqueles auxílios que me são necessários para obter a coroa da eterna glória. 

Defendei-me dos inimigos da alma, especialmente na hora da morte. Vinde, ó príncipe gloriosíssimo, assistir-me na última luta e com a vossa alma poderosa lançai para longe, precipitando nos abismos do inferno, aquele anjo quebrador de promessas e soberbo que um dia prostrastes no combate no céu.
São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate para que não pereçamos no supremo juízo. Amém.

MENSAGEM DO PAPA FRANCISCO
AOS FIÉIS BRASILEIROS
POR OCASIÃO DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE DE 2015

 

Campanha

Queridos irmãos e irmãs do Brasil!

Aproxima-se a Quaresma, tempo de preparação para a Páscoa: tempo de penitência, oração e caridade, tempo de renovar nossas vidas, identificando-nos com Jesus através da sua entrega generosa aos irmãos, sobretudo aos mais necessitados. Neste ano, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, inspirando-se nas palavras d’Ele «O Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos» (Mc 10,45), propõe como tema de sua habitual Campanha «Fraternidade: Igreja e Sociedade».

De fato a Igreja, enquanto «comunidade congregada por aqueles que, crendo, voltam o seu olhar a Jesus, autor da salvação e princípio da unidade» (Const. Dogmática Lumen gentium, 3), não pode ser indiferente às necessidades daqueles que estão ao seu redor, pois, «as alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias dos homens de hoje, sobretudo dos pobres e de todos os que sofrem, são também as alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias dos discípulos de Cristo» (Const. Pastoral Gaudium et spes, 1). Mas, o que fazer? Durante os quarenta dias em que Deus chama o seu povo à conversão, a Campanha da Fraternidade quer ajudar a aprofundar, à luz do Evangelho, o diálogo e a colaboração entre a Igreja e a Sociedade – propostos pelo Concílio Ecumênico Vaticano II – como serviço de edificação do Reino de Deus, no coração e na vida do povo brasileiro. continue lendo

Quer passar um final de semana diferente com a sua família? 

Vem para nosso “Acampamento de Oração” para juntos clamarmos e suplicarmos as bençãos do Céu para as nossas vidas.

Esperamos por você!

Se programe para estar conosco…

Cartaz Acamp Eu e minha casa serviremos ao Senhor WEB

papa-francisco-falando para Blog

Amados irmãos e irmãs,

Tempo de renovação para a Igreja, para as comunidades e para cada um dos fiéis, a Quaresma é sobretudo um «tempo favorável» de graça (cf. 2 Cor 6, 2). Deus nada nos pede, que antes não no-lo tenha dado: «Nós amamos, porque Ele nos amou primeiro» (1 Jo 4, 19). Ele não nos olha com indiferença; pelo contrário, tem a peito cada um de nós, conhece-nos pelo nome, cuida de nós e vai à nossa procura, quando O deixamos. Interessa-Se por cada um de nós; o seu amor impede-Lhe de ficar indiferente perante aquilo que nos acontece. Coisa diversa se passa conosco! Quando estamos bem e comodamente instalados, esquecemo-nos certamente dos outros (isto, Deus Pai nunca o faz!), não nos interessam os seus problemas, nem as tribulações e injustiças que sofrem; e, assim, o nosso coração cai na indiferença: encontrando-me relativamente bem e confortável, esqueço-me dos que não estão bem! Hoje, esta atitude egoísta de indiferença atingiu uma dimensão mundial tal que podemos falar de uma globalização da indiferença. Trata-se de um mal-estar que temos obrigação, como cristãos, de enfrentar.

Quando o povo de Deus se converte ao seu amor, encontra resposta para as questões que a história continuamente nos coloca. E um dos desafios mais urgentes, sobre o qual me quero deter nesta Mensagem, é o da globalização da indiferença.

Dado que a indiferença para com o próximo e para com Deus é uma tentação real também para nós, cristãos, temos necessidade de ouvir, em cada Quaresma, o brado dos profetas que levantam a voz para nos despertar.

A Deus não Lhe é indiferente o mundo, mas ama-o até ao ponto de entregar o seu Filho pela salvação de todo o homem. Na encarnação, na vida terrena, na morte e ressurreição do Filho de Deus, abre-se definitivamente a porta entre Deus e o homem, entre o Céu e a terra. E a Igreja é como a mão que mantém aberta esta porta, por meio da proclamação da Palavra, da celebração dos Sacramentos, do testemunho da fé que se torna eficaz pelo amor (cf. Gl 5, 6). O mundo, porém, tende a fechar-se em si mesmo e a fechar a referida porta através da qual Deus entra no mundo e o mundo n’Ele. Sendo assim, a mão, que é a Igreja, não deve jamais surpreender-se, se vir rejeitada, esmagada e ferida.

Por isso, o povo de Deus tem necessidade de renovação, para não cair na indiferença nem se fechar em si mesmo. Tendo em vista esta renovação, gostaria de vos propor três textos para a vossa meditação. continue lendo

IMG_20150212_091232683

Hoje é Quinta – Feira de Adoração na Canção Nova.

Jesus já esta a te esperar…
Horário de Adoração na Quinta-feira das 08:00 as 18:00h.

“Quereis que o Senhor vos dê muitas graças?
Visitai-o muitas vezes.
Quereis que Ele vos dê poucas graças? Visitai-o poucas vezes.
Quereis que o demônio vos assalte?
Visitai raramente a Jesus Sacramentado.
Quereis que o demônio fuja de vós? Visitai a Jesus muitas vezes.
Quereis vencer o demônio? Refugiai-vos sempre aos pés de Jesus.
Quereis ser vencidos? Deixai de visitar a Jesus

Meu caros, a visita é um meio muito necessário para vencer o demônio.

Portanto, ide freqüentemente visitar Jesus, e o demônio não terá vitória contra vós.”

Dom Bosco.