Caridade Espiritual

No dia 11 de novembro de 2011 em Cachoeira Paulista, comecei e pensar na Caridade Espiritual

Queridos irmãos em Cristo Jesus, vamos falar de Caridade Espiritual.

Paz e bem!
“Tenho Sede” (João 19, 28). Para nós esta expressão traduz-se em: Projeto Dai-me Almas (Dai-me almas e ficai com o resto).
Há várias formas de salvar as almas, todos nós sabemos, dentre elas a oração de intercessão, a exemplo de Abraão, que com “o coração sintonizado na compaixão de seu Senhor pelos homens, ousa interceder por eles com ousada confiança” (CIC 2571).
Ontem a mídia exibiu ao longo do dia a prisão do mais famoso e poderoso chefe do tráfico do Rio de Janeiro, conhecido como “Nem”. Ele tem apenas 35 anos, é jovem, os olhos brilhantes e cheio de alegria. Eu entendi naquele olhar tão vivo ele dizendo-me: Eu quero ver Jesus, como os gregos rogaram a Filipe: “Queremos ver Jesus”(Jo 12,21).

Eu percebi Deus falando comigo ontem, mas sei que sozinha não sou capaz e preciso da ajuda de cada um de nós para promovermos urgentemente pela oração de intercessão o encontro pessoal dele com Jesus. Eu sei que todos os dias morrem traficantes: já é algo comum e a vida deles não tem valor aos olhos humanos, porque representa um mal para a sociedade, mas o coração misericordioso de Jesus tem sede destas almas, porque o desejo de Deus é que nenhum se perca e sei que também este é o nosso desejo.
Ofereçamos as nossas orações e os nossos sacrifícios pela conversão desta alma tão preciosa para Deus. Façamos esta rede de intercessão 24 horas. Acredito que você esteja se perguntando: Como vou orar vinte e quatro horas, tenho mil e uma ocupações para realizar?. “Orar é sempre possível: o tempo do Cristão é o de Cristo ressuscitado que “está conosco todos os dias”(Mt 28,20), apesar de todas as tempestades . Nosso tempo está nas mãos de Deus: É possível até no mercado ou num passeio solitário fazer uma oração freqüente e fervorosa. Sentados em vossa loja, comprando ou vendendo, ou mesmo cozinhando. A invocação do Santo Nome de Jesus é o caminho mais simples da oração contínua. Muitas vezes repetida por um coração humildemente atento, ela não se dispersa numa torrente de palavras” (CIC 2743 e 2668).

Caridade Espiritual
Um dia, numa homilia, São João Maria Vianey exclamou: “Conheço um homem mais poderoso que Deus”! Como todos se perguntavam quem podia ser esse Super homem, o santo acrescentou: “É o homem que reza”. Explicou então que o homem que reza tem poder sobre o coração de Deus, pode fazê-Lo mudar os Seus planos!
Se pela oração sincera e humilde de uma só pessoa Nosso Senhor pode mudar os rumos da humanidade, imagine o que acontecerá com uma multidão de homens e mulheres unidos em oração em um só coração e em uma só alma, formando uma verdadeira rede de oração, cumprindo o que nos pede a palavra do Senhor: “Orai sem cessar”(I Ts 5,17). Que incrível capacidade tem a nossa oração!

Podemos até nos perguntar: O que acontece no céu e na terra quando nos colocamos em intercessão vinte e quatro horas?
Não podemos nem imaginar o poder da menor de nossas preces quando estas são feitas com sinceridade e confiança em nosso bom Deus! Unidos ao Senhor, em oração, tudo muda.
A Madre Teresa de Calcutá ensina-nos que: “A oração não exige que interrompamos nosso trabalho, mas que o continuemos como se fosse uma oração. Não é preciso estar sempre a meditar, nem a ter conscientemente a sensação de que estamos falando com Deus, por mais agradável que isto possa ser. O que importa é estar com Ele, viver n’Ele e em Sua vontade. Amar com um coração puro, amar a todos, especialmente amar os pobres, é uma oração de vinte e quatro horas”.
Eu creio num mundo melhor pela força da oração. Vamos crer juntos?
Oremos meus irmãos, para que as alminhas que estão perdidas encontrem-se com Jesus. Realizemos esta caridade espiritual.

Obrigada pela compreensão. Unidos no Senhor.
Deus os abençoe.

Vanúsia Maria do Espírito Santo Cerqueira.
Missionária Comunidade Canção Nova.

 

 

Veja também:

Como sobreviver na atualidade
Quando a esperança parece sufocada

 

 

Comments

comments