A vocação ao matrimonio está inscrita na natureza do homem

“não é bom que o homem esteja só; vou dar-lhe uma ajuda que lhe seja adequada” (Gênesis 2,18)

Em Gênesis capítulo 2, versículo 18 Deus disse: “não é bom que o homem esteja só; vou dar-lhe uma ajuda que lhe seja adequada”. Deus viu que o homem andava pelo jardim, deu nome a tudo que foi criado, porém se sentia só, sem ter com quem partilhar, não encontrava alguém que fosse da mesma natureza. Deus então cria a mulher, cria uma “EZER” do hebraico “socorro de Deus”

A vocação para o matrimonio está inscrita na própria natureza do homem e da mulher (Catecismo da Igreja Católica nº 1603). Nosso primeiro chamado e vocação é o matrimonio. A salvação da pessoa e da sociedade humana está estreitamente ligada ao bem estar da comunidade conjugal (CIC 1604). É da vocação ao sacramento do matrimonio que é formada a sociedade em todas as culturas, com suas próprias variações e costumes.

 

Foto: Mazinho, sua esposa Celiane e filhas/arquivo pessoal

A família dentro do Carisma Canção Nova 

Desde o inicio da Canção Nova Monsenhor Jonas, por inspiração de Deus, disse que na comunidade teria lugar para famílias.  Enfrentou muita pressão e oposição, mas manteve-se firme em sua decisão. Hoje somos muitas famílias na comunidade, porém o mais importante é saber que independentemente do estado de vida dos membros, é possível ser exclusivo para o Senhor. Nisso estamos sendo um sinal para a igreja “somos chamados a sermos casais novos, famílias novas, células de uma sociedade nova, sementes de um mundo novo”.  Monsenhor escreve em nossos documentos que a comunidade não seria completa sem as famílias.

Leia também:

:: A Canção Nova é antes de tudo uma família

Graças a certeza que Monsenhor Jonas teve em relação à permanência de famílias no núcleo da comunidade, posso afirmar que tanto Celiane quanto eu encontramos nosso lugar no plano de Deus para nossas vidas. São vinte e dois anos e sete meses que somos membros da comunidade, 33 anos e sete meses de casados, felizes e realizados, vivendo os princípios e regras da nossa vida comunitária, não sem lutas, mas certos de que aqui é o nosso lugar e que somos escolhidos por Deus para fazer parte deste lindo e desafiador projeto de ser casal novo, família nova, semente de um mundo novo. Vivendo toda esta beleza em família com três lindas filhas, já formadas e casadas, uma esposa maravilhosa, virtuosa e temente a Deus que é minha “EZER” o socorro de Deus em minha vida. Louvo e agradeço a Deus por tão bela obra que é a Canção Nova!

 

Ademar Aparecido Ramos – Mazinho

Comunidade Canção Nova