O que diz a Palavra de Deus sobre os jovens?

A Palavra de Deus relata a vida de muitos jovens

Hoje iniciamos um estudo sobre a Exortação Apostólica Pós-Sinodal “Christus Vivit” que  concluiu os trabalhos do Sínodo dos Bispos sobre os Jovens, realizado no Vaticano em outubro do ano passado. Esta foi assinada, em Loreto, pelo Papa Francisco no dia 25 de março, Solenidade da Anunciação do Senhor, e publicada no dia 02 de abril.  

O jovem e a Palavra de Deus

Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Você já parou pra pensar o que diz a Palavra de Deus sobre os jovens? Na  “Christus Vivit”  o Santo Padre nos ‘recorda algumas convicções da nossa fé e, ao mesmo tempo, encoraja a crescermos na santidade e no compromisso em prol da própria vocação’. O ponto de partida é a Palavra de Deus que relata a vida de jovens no Antigo e no Novo Testamento. O modelo e a meta é Jesus, ‘o eternamente jovem’, que quer nos dar um coração sempre jovem (Art 13 – Christus Vivit).

Davi e o Filho Pródigo

Do Antigo Testamento, quero destacar Davi, o menor entre seus irmãos, que fora ungido rei de Israel, pelo profeta Samuel. No escondimento do seu trabalho, Deus o escolheu  e a ele confiou um povo. ‘Embora seu pai tenha apresentado ao profeta seus filhos mais velhos e mais experientes,  ele disse que o escolhido era Davi, o rapaz que cuidava das ovelhas, porque o homem vê as aparências, mas o Senhor olha o coração (cf. 1 Sm 16,6-13)’. (Art 9 – Christus Vivit)

Para falar do Amor Misericordioso do Pai, já no Novo Testamento,  Jesus contou a parábola do filho mais novo que pede a seu pai para repartir sua herança e parte em busca da realização dos seus sonhos e projetos. ‘Mas, os seus sonhos de autonomia transformaram-se em libertinagem e devassidão (cf. Lc 15,13) e provou a dureza da solidão e da pobreza (cf. Lc 15,14-16). Todavia, foi capaz de reconsiderar e começar de novo (Lc 15,17-19): decidiu levantar-se (cf. 15,20) (Art 12 – Christus Vivit)

É típico do coração do jovem estar disposto a mudar, ser capaz de levantar-se e deixar-se instruir pela vida. O irmão mais velho, já tinha o coração envelhecido e deixou-se possuir pela ganância, o egoísmo e a inveja (cf. 15,18-30). Jesus louva mais o jovem pecador que retoma o bom caminho do que aquele que se julga fiel, mas não vive o espírito do amor e da misericórdia’ (Art 12 – Christus Vivit). Um coração que sabe reconhecer o amor misericordioso do Pai, é sempre jovem.

Jovens, eu vos escrevi, porque sois fortes

A força da juventude não está propriamente nos seus poucos anos de vida, mas na sua capacidade de  deixar-se conduzir por Deus. Como não recordarmos de São João Evangelista, o mais jovem entre os discípulos de Jesus, que seguiu o “Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo (Jo 1,29)”  até o fim? Em sua primeira carta é ele quem nos diz: “Jovens, eu vos escrevi, porque sois fortes, e a palavra de Deus permanece em vós, e tendes vencido o maligno.” (1 João 2.14.)

“Comece pelos jovens porque com os jovens é mais fácil”, foi o que disse  em 1976, Dom Antônio Afonso de Miranda (na época bispo da diocese de Lorena) ao Monsenhor Jonas Abib, jovem padre salesiano, colocando em suas mãos outra Exortação Apostólica, a Evangelii Nuntiandi  e dela nasceu a Canção Nova. Com esta ‘Carta aos Jovens’, a Igreja mais uma vez conta conosco e nos motiva a intensificarmos a evangelização da nossa juventude, tão necessitada de encontrar-se com Jesus, para que ela continue sendo “a esperança da Igreja e o futuro do mundo” (São João Paulo II).

 

Patrícia Coêlho Costa

Comunidade Canção Nova