Meus amigos uma das coisas que me fez deixar tudo – pai, mãe, irmão, irmã, amigos, emprego, namorada e etc – para dar a vida pela causa do Evangelho na Canção Nova, foi o anseio de minha alma pela vida missionária.

E neste fim de semana fiz uma experiência maravilhosa missionária com os grupo do Jovens Sarados de Lavras. Um avivamento no carisma missionário que impulsiona minha vocação, um encontro pessoal com Cristo pelo carinho e acolhimento dos irmãos desta missão.

É impressionante como Deus cuida de tudo! Antes de sair para esta missão com meu irmão de comunidade – Ricardo Rodolfo – fiquei pensando o que eu faria nesta missão, pois não tinha nenhuma pregação para mim, faria somente companhia para o meu irmão. Mas parei para rezar, e Deus falava em meu coração: Vá e seja presença àqueles jovens! Tenho algo especial para você!

Fui dócil a voz de Deus e acolhi tudo em meu coração. Fomos para Lavras em Minas Gerais. Chegando lá, conheci o Padre Antonio que faz um lindo trabalho com uma Fazenda de Recuperação de dependentes químicos. No sábado, ele pregaria no encontro e ainda teria várias missas para celebrar, pediu-me para fazer a homilia da Missa deste dia. Prontamente aceitei!

No sábado fiz a homilia para o padre, foi muito bom. O interessante que depois percebi que foi a primeira homilia da minha vida. No meu coração de seminarista isto tem um valor sem medidas. Pois quero consumir minha vida no Altar da Palavra e no Altar da Eucaristia. Simplesmente maravilhoso e profético! E ainda no domingo tive a graça de reavivar o meu ser carismático conduzindo um momento de oração para os jovens do retiro. Foram coisas muito simples que inflamou o meu ser seminarista, missionário e carismático.

E para concluir posso dizer que tive um profundo encontro com Jesus Cristo na pessoa de cada servo daquela Missão do Jovens Sarados de Lavras. O carinho, a humildade, simplicidade, amor, o zelo desses irmãos marcaram profundamente meu coração. Vivi profundamente a graça desta “Cultura do Encontro” ensinada pelo Papa Francisco. Fui ao Encontro dos irmãos e foi eu que recebi tantas graças.

É difícil colocar no papel os tantos sentimentos de minha alma. Agradeço a Deus por me levar a tocar nas essências de minha vocação.

Obrigado Jovens Sarados de Lavras por terem sido instrumento do amor e da Providência Divina em minha vida.

Forte abraço,

Até a próxima!

Ademir Costa

Be Sociable, Share!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *