Dando seguimento a nossa reflexão sobre ir ao encontro da Raiz, do coração e no Deserto neste tempo propício. Hoje o assunto É Ser HONESTO! Muitas pessoas acham que é extremamente difícil ser honesto, mesmo com eles mesmos. Porém se nós não passarmos da superfície em direção a nossa Raíz, do que é verdadeiro em nossos corações, não somente nós não nos conheceremos, como também ninguém nos conhecerá.

                  No nosso relacionamento com Deus precisamos e é uma urgência sermos Honestos com o que está em nosso coração, e sendo assim precisamos nos confiar o que temos em nós mesmos, o que encontramos neste encontro e endereçar ao Senhor! Deste modo nos tornamos vulneráveis o suficiente para receber o Seu Amor!

                  Por quê Deus nos fez imperfeitos? Para dependermos do Seu Amor que sempre nos transformará. Todo ateu inconscientemente bloqueia que todo o Amor de Deus transpasse seu coração. Vivem enjaulados em seus Egos, sem serem transformados, porque não aceitam ser vulneráveis, porque confundem isso com deixar de ser forte, enquanto São Paulo responde dizendo que “ Quando sou fraco é que sou forte pois o Senhor vem em socorro das minhas fraquezas”! 2Cor12.

                  Muitas vezes dizemos coisas às outras pessoas e não pensamos, mas é sério. Quantas vezes perguntamos: – Posso ser Honesto? Como assim, porque precisamos perguntar se podemos ser honestos, e não sermos honestos o tempo todo! Por que isso para nós é estranho? Porque antes de ser honesto com alguém eu preciso ser honesto comigo mesmo! Porque nos remete a nossa profundidade e não aquilo que representamos no palco da nossa vida.

                  Para irmos às profundezas do nosso coração, dando sequencia a toda esta reflexão iniciada no inicio desta quaresma, vamos em busca da Raíz! E daí vem a pergunta, será que estamos preparados para alcançar este lugar e encararmos o que está lá dentro, longe dos palcos e das nossas máscaras? Será?

                  Muitos de nós temos certeza que é impossível chegarmos neste lugar tão profundo. Porque quando vamos além da pele, na profundeza do nosso coração, é neste lugar que somos testados, pois é lá que a nossa Verdade se torna revelada. Por isso Jesus disse a Bartolomeu quando do seu chamado ao convite de Felipe: – Bartolomeu ou Natanael, que mesmo antes, quando ele estava debaixo da figueira, Ele já o via! Já o via dentro do seu coração! João1:48.

                  Será que eu consigo ser honesto o suficiente para chegar neste lugar longe das máscaras e ser honesto comigo mesmo? Muitos  de nós vivemos no raso, na superficialidade. Fazemos tudo para não aprofundarmos para dentro do  coração,  não queremos transparecer nossa vulnerabilidade! Muito menos diante de alguém. Porquê eu não deixo me transparecer? Porque este lugar sem o devido entendimento se torna o lugar da solidão!         Quem vive muito na superfície, ou vive representando, ou mesmo como vida profissional de artista, sendo diferentes personagens, quantos experimentam a solidão e a depressão, pois este lugar sem o devido entendimento é o lugar da solidão! E porque eu não me relaciono bem comigo mesmo neste lugar, eu jamais conseguirei me relacionar com quem quer que seja! Este lugar é o lugar de sermos HONESTOS! Por isso estamos vivendo este tempo de Solidão!

                  Resumindo neste local, onde não conseguimos nos relacionar bem conosco, e por isso embarcamos nesta solidão, ou numa vida vivida na superficialidade, neste local também não nos relacionamos bem com Deus!

                  Muitas pessoas que dizem cristãos vão a Igreja aos Domingos, vão com desejo no coração de mudar de vida, de serem transformados pela Palavra e pela Eucaristia, mas pouca coisa muda depois da saída do local sagrado e por quê? Por que não são capazes de serem honestos com Deus, e por isso não são capazes de serem honestos com o que encontram neste lugar Sagrado. Como então buscar neste tempo, vencer estas limitações e sermos honestos com Deus? Como?

                  Primeiro: Peça todos os dias a presença do Espirito Santo em você! Ele nos ensina a orar! Ele ora em nós e abre os nossos corações e traz tudo que está oculto à revelação! Eu vou até a Raíz, dentro do coração e tomo conhecimento do que está agora lá dentro do meu coração! Tome conhecimento do que está lá! Pronto, este é primeiro passo, nada complicado, fácil de visualizar e tomar ciência. Quais são os pensamentos e desejos que já estão ali no meu coração? Nós sempre tentamos evitar ir neste lugar, porque nós não gostamos do que está lá, ou nós dizemos a Deus que não queremos que Ele veja isso, e por último se eu mostrar ou dizer a Deus sobre isso Ele vai me tirar e eu não quero! Por isso não sou honesto e nem transparente. Eu começo a rezar e de repente vem uns pensamentos estranhos, sujos em minha cabeça. Estou rezando e outros pensamentos vêm e me atrapalham de me concentrar! Esta é a luta entre o Sagrado e Tentador.

                  Segundo: Após tomar conhecimento mostre a Deus o que nisso tudo te aborrece, Diga a verdade, o que realmente te importa! Deus quer se relacionar com conosco por inteiro e não por uma das versões de cada um de nós escondidas atrás das superficialidades. Seja HONESTO E TRANSPARENTE

         Terceiro: – Diga a Deus sobre tudo isso! Quão bem Deus sabe sobre você? Deus conhece você e eu, mas quando nos relacionamos com Ele, nós não dizemos coisas a Deus que Ele já não saiba, mas nós damos coisas a Ele que Ele ainda não tem ! Quando entregamos a Ele a nossa confiança, as nossas fraquezas, as nossas misérias, as nossas quedas, os nossos vícios, as nossas perversões, daí presente Ele está para nos Justificar e  a partir da nossa permissão Ele começa a agir e nos transformar, para  sermos a melhor versão que pode existir. O que estamos fazendo é nos confiar tudo de nós ao Senhor!

                  Quantas vezes nós que temos filhos atletas, assim que termina o jogo, ou a final, ou que seja, recebemos uma ligação do técnico dizendo coisas incríveis sobre nossos filhos, e ao encontrá-los queremos ouvir a história contada por eles, como foi a batalha aos olhos de quem guerreou e não por quem apenas assistiu! Deus quer que nós contemos sempre a nossa versão, aquilo que está dentro de nós , a melhor versão nossa possível sobre o que vivemos sendo bom ou mau, mas que é nosso! Assim mostramos confiança a quem confia em nós! Confiança é se entregar aos braços de quem podemos sempre ser honestos! Sermos honestos com alguém é sermos transparentes, mas quando nos confiamos a alguém nos tornamos Vulneráveis! Esta é diferença entre Transparência e Vulnerabilidade.  Muitos de nós temos dificuldade de sermos vulneráveis porque queremos ter o controle sobre tudo, mas com Deus, Ele sempre nos pode dar o Seu melhor! Quantos de nós nos relacionamos com Deus com medo de que se entregarmos as coisas para Deus Ele fará uma bagunça com elas e conosco! Quantas vezes as pessoas acham que se entregar suas coisas a Deus Ele irá destruí-las, sejam coisas ou Pessoas!  Como Deus pode destruir o que é bom, quem faz isso é o tentador.

                  Em um retiro, um rapaz casado estava orando e de repente teve uma     experiência com Deus, e Ele dizia ao rapaz me entregue sua esposa e seus        dois filhos! Como este rapaz ficou desesperado para saber se vinha de Deus      ou do tentador. Claro que vinha de Deus, pois ele sentiu paz quando ouviu a voz, mas o medo veio do mentiroso, do tentador. O maior medo do ser          humano é achar que uma vez entregar tudo seu a Deus , Ele irá destruir o que estamos dando. O que Deus está chamando é o outro significado, claro, é ir além de todo o amor que este rapaz estaria amando para mostrar seu Amor! Quando Abraão foi testado em sacrificar seu filho, na verdade Deus testou e demonstrou quão profundo Abraão iria por amor, Deus foi além! Quando Deus nos convida a ir a este lugar tão dentro de nós, que nós não conhecemos é para nos apresentar quão grande é o Seu Amor, acima de tudo! São Paulo nos traz em Romanos 8 : 32-33

–        “Que diremos depois disso? Se Deus é por nós, quem será contra nós? 32.Aquele que não poupou seu próprio Filho, mas que por todos nós o entregou, como não nos dará também com ele todas as coisas? 33.Quem poderia acusar os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica.” 
            Vá até a raíz, até o coração e atinja o Terceiro Passo: Pergunte a Deus, COMO DEUS ESTÁ TE AMANDO AGORA NESTE MOMENTO ?

         Como um pai que está neste momento, arrumando todo o carro da sua filha, que vive em uma Universidade, polindo, arrumando os pneus, trocando o óleo, e ao final sua filha com sua mãe em casa, reclama que o pai está ausente. Ele está amando sua filha mesmo quando a filha não entende como isso se dá. Assim Deus nos ama em todos os momentos mesmo quando não está fazendo da maneira que queremos.

         Como trabalhar este tema durante estes dias que se seguem: – Tire uns 15 minutos para Deus todos os dias: – Medite sobre estes três passos para Oração:

 

–    VÁ ATÉ O  SEU CORAÇÃO E SEJA HONESTO, DIGA A VERDADE À DEUS

–   CONFIE NELE, DEMONSTRE SUA CONFIANÇA, TORNE-SE VULNERÁVEL

–   PERGUNTE A DEUS COMO ELE ESTÁ TE AMANDO HOJE!

        

         Posso ser capaz de não ser honesto após este tempo tão profícuo? Claro que muitas barreiras terás vencido e não ter mais desconhecimento sobre o que está em seu coração o fará a pessoa que você é , e poderá assim ser conhecido por outros, importância fundamental em quem deseja se relacionar, com relacionamentos que darão frutos.

 

                 

 

Oremos: Abbá (Pai) Amado, hoje eu quero te convidar para vir comigo além da minha pele, além da minha superfície, dentro do meu coração, no interior do meu coração onde habitam todas as minhas raízes e minhas angústias, meus medos meus vícios, minhas misérias e fraquezas. Hoje eu quero ser honesto com o Senhor! Eu tomo conhecimento de tudo o que está em meu coração neste dia e quero ser honesto mostrando tudo isso que o Senhor já sabe, mas que eu preciso eu mesmo nominar. Sim Pai, entrego em suas mãos tudo isso e confio em ti minha vida e minhas necessidades, sei que já está agindo e me transformando. Em cada manhã que eu me colocar em oração peço Senhor que mostre como o Senhor tem me amado em cada dia, tirando de meus olhos as escamas que me cegam de ver a sua mão me guiando e me transformando! Dá -me sempre a graça de me conhecer e de me assumir para assim ser sempre fortalecidos por sua destra em toda a minha vida!

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Liberta-me, Restaura-me Senhor!  Amém

 

 

 

                  Neste dia quero trazer a reflexão sobre como é impossível ficarmos em pé sem raízes. Quando visitamos a Terra Santa, sabemos que na Judéia o cenário é de deserto, por isso as árvores são baixas, pois têm pouca água e pouca Raiz. Assim pode ser nossa vida, se buscarmos lançar nossas raízes em lugares onde pouco se pode aprofundar.

                  Nós vivemos hoje um tempo único. De muitas formas, uma idade marcada por uma disposição em direção da hesitação, do vacilo, da falta de compromisso.  Um em que as convicções e crenças são rapidamente e facilmente descartadas sempre que elas se tornam inconvenientes. Porém os Cristãos devem ser capazes de resistir. Para isso os discípulos de Cristo devem buscar lugares para serem testados: – O Deserto, o Coração a Raíz.

                  Arthur Neville Chamberlain, primeiro Ministro do Reino Unido nos anos 30 (1937-40), ficou conhecido mundialmente pela sua Política de Apaziguamento e em particular, por ter assinado o  Acordo de Munique com Hitler mesmo dizendo que Hitler agia apenas com Violência. Isso foi  em 1938, o qual concedia a Região dos Sudetos da Checoslováquia à Alemanha.  Infelizmente em 1939,  o Reino Unido declarou guerra à Alemanha depois que ignorando o Acordo invade a Polônia , e por 8 meses liderou o Reino Unido na Segunda Guerra Mundial. A figura de Chamberlain sempre entre os historiadores permanece controversa, ao contrário de Churchil seu sucessor, foi tido como frouxo o outro como herói.

                  Estamos num tempo de Frouxidão, mas não parece que as pessoas estão capacitadas hoje para compromissos. Em frente a uma Guerra a impressão que se tem de muitos países inclusive o nosso, é que iremos capitular, ou seja nos render, vacilar.

                  Tomamos a nossa reflexão da semana anterior, onde estamos discutindo sobre ir além da superfície, ir mais profundo do que a pele, buscar o interior, buscar águas mais profundas dentro de nós.

                  Dentro do nosso interior, na nossa Raíz, dentro do nosso coração  ESTÁ quem realmente nós somos. Então para começar temos três figuras metafóricas: – O Deserto, a Raíz e o Coração. O que estas três figuras a principio distantes tem em comum? O que têm em comum é um lugar de TESTE!

                  Nas Escrituras quando o povo de Israel esteve no Deserto, o que eles se revelaram?  Eles se revelaram quem eles realmente eram, e que eles pertenciam a IAWEH ( Javé). A Raiz é o significado da profundidade e da vitalidade, quanto maior a Raiz, maior é a vitalidade da árvore e quanto mais profunda também. A Raiz é um fator determinante importante na qualidade da árvore e por último o Coração, um local imenso de Teste. O coração é o lugar onde nós moramos, é o local onde batalhamos, lutamos, duelamos, nos comprometemos ou desertamos. O coração é o centro energético, a fonte de calor de cada um de nós. No Evangelho que lemos na Quarta de Cinzas, diz que Jesus nos ensina a irmos rezar no quarto fechado, o que significa este lugar de isolamento?  Significa o profundo do nosso coração, onde somente habita o que realmente somos e Deus através do seu Espírito Santo. O coração é o lugar de decisão, o lugar onde escolhemos VIDA OU MORTE. O coração é o lugar onde encontramos quem nós realmente somos.  Por fim o Coração  é o lugar da VERDADE e do compromisso!

                  Viver nesta época de mornidão ajuda a   tocar no meu medo. O meu medo de que eu não esteja levando as pessoas, para serem realmente envolvidas como discípulos. Ser assim é  apenas escolher Jesus quando é fácil fazer isso, e não quando é dentro de um martírio. Que nós estejamos acostumando as pessoas a se tornarem frouxas, hesitantes, prontas para desertar, quando a missão os convocar.

                  Refletindo sobre as tentações de Cristo após seu batismo Ele é conduzido pelo Espirito Santo para o Deserto. Após 40 dias Ele foi colocado em teste: As três tentações se iniciam pela primeira onde Jesus é tentado no Prazer ( transforme estas Pedras em Pão). Nós somos tentados continuamente sobre nossas fraquezas em paixão e prazer.  Na Segunda tentação o Inimigo conduz Jesus ao Pináculo, ou seja, o ponto mais alto do templo e o faz para e tenta-lo sobre FAMA. A última e terceira é o PODER.

                  Como Jesus responde as três tentações e nos ensina como fazer?  As três tentações são combatidas pela Palavra de Deus ( Jesus responde com a Palavra com os Sacramentos com a Fé e Oração). Todas tentações convergiriam para uma só: – Jesus você desertaria sua missão, você desistiria de tudo isso?  Você se tornaria um ser vacilante?  Você tiraria Deus do Centro de tudo isso e me colocaria? Isso não é exatamente o que eu e você temos feito muitas vezes em nossas vidas?  Estamos comprometendo os planos de Deus em nossas vidas, seja no campo do prazer, seja na Fama e seja na busca do Poder!

                  Jesus em todo o tempo demonstra a Satanás que Ele não desistiria, que ele não falharia, que ele se comprometeria até o fim, que Ele não vacilaria em sua Missão que era fazer tudo para a Glória do Pai! Jesus jamais ficou na superfície, na pele, mas muito mais profundo dentro de seu coração.

                  Vocês jovens, hoje deveriam  dizer com após terem experimentado um Encontro Pessoal com Jesus: –  Eu escolho Jesus e mesmo terminando meus cursos Universitários eu continuarei buscando estar nos caminhos de Deus o tempo todo, nada  me separará do Amor de Deus.

                  Estamos em plena Quaresma e precisamos estar batendo no peito e dizendo: Eu sei quem eu sou e a quem eu pertenço. Neste tempo quaresmal eu quero dar todo o Acesso a Deus no meu coração! Eu quero estar com o Salmo 1: Estar ao lado das águas correntes e dando frutos continuamente. Como? – Palavra de Deus continuamente, Oração e Sacramentos faz com que nossas raízes estejam continuamente na Fonte que não seca, que é Cristo!

                  A maioria das pessoas hoje em dia não consegue ficar sozinho consigo mesmo. Eu desafio você nesse tempo, pelo menos por 1 hora sozinho, em silêncio com você mesmo! Você deve permanecer lá.

                  Pascal dizia que : Todos os problemas dos homens estão ligados a inabilidade do ser humano a estar sentado uma hora dentro de um quarto consigo mesmo!

                  Eu desafio você para neste tempo confirmar que se ficar por uma hora sozinho consigo, em silêncio completo e sentir em paz, sua vida estará em paz. Quando isso não acontece e aparecem pensamentos estranhos, sentimentos de agressividade , de agitação, de terror, e a primeira pergunta que vem para nós é : Será que Jesus está me enviando tudo isso?  Claro que não. Tudo isso estava aí dentro, mas as confusões, os barulhos , as distrações estavam tirando o foco daquilo que é importante ser revelado para ser sanado. Tudo isso precisa ser apresentado ao Senhor Jesus, que sendo apontado as raízes destes sentimentos poderá libertar e Curar a toda aflição. Como Ele nos ensina: Manso e Humilde de coração, Vem a mim todos vós que estais aflitos e Eu vos aliviarei!

                  O que ainda está escondido em meu coração. Muitos colonizadores quando chegaram ao mundo ocidental, viram campos fantásticos para cultivar, mas tiveram de tiras as pedras dos terrenos férteis. Assim é o nosso coração. Precisamos rolar as rochas que ainda obstruem a Presença de Deus. Quantas rochas de fraquezas, de vacilos, de sentimentos de indignidade, de sentimentos de baixa estima, prontas para nos induzir às falhas. Por isso não acabamos o que começamos e ficamos irritados conosco, mas não sabemos porquê.

                  Nós temos estas rochas de frouxidão em nossos corações e temos          que removê-las. Muitos de vocês já devem ter assistido o filme de Martin          Scorcesse chamado de o Silêncio.  A inspiração é o livro “Chinmoku” (“O Silêncio“, 1966), do escritor católico japonês Shusaku Endo. Este livro retrata a história dos missionários jesuítas que foram ao Japão e servem para nossa geração entender a palavra : 1 Timóteo 5:8. “ Negar a fé e pior que ser um incrédulo”. Essa história narra o martírio e as torturas que passaram os japoneses que não negaram a fé, dos religiosos que sustentaram a fé mesmo diante de sofrer horrores ou os seus servindo como testemunhas. E por outro lado mostra a apostasia, quando alguém como religioso nega a fé e como isso o faz ser acusado em sua consciência continuamente pelo Tentador, que o levou a negar. Tudo exige um grande SIM! Sim para Deus é o sim para a liberdade, mesmo diante de tanta crueldade. Sim para o Inimigo de Deus é o sim da escravidão e da acusação contínua.

            Vivemos neste momento num momento onde estamos super confortáveis na Fé, e por outro lado quão facilmente hoje estamos negando a nossa fé! Mesmos sem nenhuma tortura, por simples falta de garra para assumir o que cremos!  O DESCOMPROMISSO! Dias virão onde necessitaremos estarmos treinados para manter a fé, mesmo diante de tanto sofrimento.

            Nós hoje temos testemunhos dos nossos irmãos no Oriente Médio e em outras locais da Ásia sendo martirizados  por não negarem  ou renunciarem a fé! E o que eu estou fazendo negando a minha fé por nada. Estou vacilando, estou afrouxando o meu testemunho, eu estou obstruindo outros da minha casa e do meu convívio de ter uma experiência verdadeira com Jesus o Ressuscitado, pela minha mornidão, por eu estar capitulando, por eu estar desertando, por eu estar deixando que as tentações de prazer, fama e poder me ceguem do verdadeiro sentido desta vida, que é fazer a Vontade do Pai.

            Chamberlain buscou uma paz, em 1938 com o Inimigo ( Reich) que não queria Paz, apenas tempo para prosseguir sua devastação. O povo Inglês suplicava por paz pois não queria mais o horror da Guerra sofrida anos antes, mas vem Churchill em 1940 e convoca seu povo, suas famílias, seus trabalhadores, seus militares, seu irmãos e irmãs para defenderem a Ilha até o fim.  Nesta vida não temos como achar que podemos viver apenas apaziguando a superfície e deixando nosso coração em guerra. O coração em paz mas a minha vida em constante batalha!

            Quando encontramos estas rochas no nosso coração o que fazer?  – Tome a decisão de lutar, tome a decisão de estar em pé, limpe o terreno. Afaste de tudo que te possa levar a Idade da Mornidão, da Frouxidão, da Alienação. Prepare-se para a Guerra todas as manhãs e combata o seu bom combate. As Guerras sempre começarão dentro dos nossos corações e depois contaminaremos o mundo. Apazigue seu coração, e batalhe diariamente para permanecer no Amor, e nos planos de Deus, sabendo que essa é a batalha que deve ser travada, diariamente até o dia do Chamado de Volta para a Morada Eterna!

 

 

                 

 

 

 

 

Oremos: Abbá (Pai) Amado, eu te peço hoje, o dom da Perseverança, do compromisso, do entendimento de que a vida é uma batalha mas o meu coração precisa estar sempre no Senhor que é a Paz! Senhor me ajuda a não desertar, não capitular, não negociar com o Inimigo, não renunciar à minha Profissão de Fé!. Renova em mim Senhor todo o fogo do meu primeiro Encontro com o Senhor, que me tirou de todo medo, de toda dúvida, de toda incredulidade e me fez discípulo. Senhor nesta Quaresma eu quero tirar sempre uma hora para estar com o Senhor em Silêncio distante de todas distrações e focando no seu olhar que me Cura, que Me liberta, que me Revela, que me faz trazer todo o meu autoconhecimento e assim ser cada vez mais firme e estável na fé! Neste dia Quaresmal, derrame sobre mim a sua Unção dobrada do Espirito Santo para que eu leve o Seu Nome  a todo coração que ao meu redor queira declinar da fé. Que as pessoas  que cruzem meu caminho sejam envolvidas pela Sua presença em mim, exalando seu cheiro Jesus!

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Liberta-me, Restaura-me Senhor!  Amém

 

         Deveres e obrigações são vistos frequentemente como limites ou restrições. Eles nos restringem a fazer aquilo que queremos e sermos capazes de apreciar a vida. Mas isso é necessário e preciso! Na verdade, para nós o compromisso com o dever é um dom…E ser capaz de realizar este comando é um poder.

        

Buscando livros interessantes sobre Guerras, especialmente Segunda Guerra pois está mais perto de nós, um livro que me chamou a atenção foi Cidadãos e Soldados, escrito por Eliot Cohen, que descreve os combates na Europa com a participação dos Estados Unidos e especialmente a batalha mais vasta e mais longa da história desta guerra, onde toda a miséria que meninos de 18 a 20 anos, no meio de uma batalha longa, com todo o inverno, com os desafios de se colocar as vidas deles em perigo, em comum  todos tinham em mente o desafio de cumprir o dever, mesmo que custasse a vida deles. Eu era capaz de cumprir meu dever, isso não foi dito por um americano e sim por um australiano que se alistou para estar pelos americanos lutando, a isso se chamou em seu relatório de CALL OF DUTY, o que inspiraria anos depois o videogame.

                  Dever e obrigação neste tempo que vivemos parece que virou algo que tira nossa liberdade de fazermos o que queremos. Nos Estados Unidos, nestes tempos atuais, as pesquisas mostram que os jovens agora acham que não tem mais obrigação mais com nada do que não querem, pois odeiam a palavra dever e obrigação.

                  Cada pessoa que nós já lemos sobre alguém fora de série, alguém história, ou alguém que se tornou um herói, todos foram marcados por serem alguém que sabia do Seu DEVER!

                  Esta formação de hoje vem a meditação sobre obrigação e dever, que parece que nós pensamos que obrigação vai contra nossa liberdade. Obrigação vem de algo que nós demos um grande SIM. Por isso nós entendemos que o que vivemos e aprisionamos  nossa liberdade é porque damos sins para muitas coisas e não para as prioritárias, e caímos no perfeccionismo de que nunca acabamos com coisas que assumimos de forma errada! Por outro lado, quando damos um Grande SIM, então decorrem os deveres e as obrigações com propósitos definidos. O contrário é o perfeccionista que quando algo dá errado se sente culpado e frustrado pois ninguém consegue fazer tudo dar certo, daí o fracasso. São Paulo dizia que : Eu semeei e Deus irrigou e fez brotar.

                  Outro conceito errado que temos de obrigação é apenas nos apresentar lá por obrigação e não por que sabemos que é um valor estar ali. Os melhores treinadores sabem que é importante o treino exaustivo, mas o descanso necessário. Quando temos a impressão errada de obrigação achamos que não podemos descansar.

                  As pessoas muitas vezes estão dentro de um time e é fácil  notar que está lá com o coração e os que não estão. Por quê? Pois quem não está jamais dá o valor naquilo que está sendo pedindo e é capaz de responder quando a situação solicita mais esforço para aquele dia, sabendo o valor do DEVER.

                  Quando meu filho decidiu que iria estudar e jogar futebol e deu seu grande SIM a isso, todos nós sabíamos o sacrifício que seria acompanha-lo nos torneios nacionais, estar juntos mesmo debaixo de um sol escaldante tudo para que conseguisse sua bolsa pelo futebol para estudar fora. Quando damos um grande SIM sabemos as consequências que dão significado a isso o dever e a obrigação inerentes a este SIM.

                  Os pais dos alunos de futebol nos Estados Unidos vão a todos os jogos possíveis mesmo no calor na chuva ou no frio e na neve. Todos fazem por que sabem que isso é um valor  e não algo que se faz sem sentido , por obrigação vazia.

                  Independência é bom por um tempo, mas não dura muito tempo, porque há um vazio na independência. Alguém confia em você quando há uma obrigação. Mas quando é Deus quem confia em nós!!! Pronto! Foi assim com os Apóstolos, especialmente com São Paulo que ele mesmo reconhece e proclama com todo Amor e coração.

                  Quando seguramos um filho no colo, sabemos que Deus nos confiou esta criança, mas não é somente uma obrigação simples, mas um Valor, uma honra cuidar desta criança que Deus nos confia.

                  Todo discípulo disse Sim a Jesus e Ele responde dizendo Eu confio em você! Muito forte e real esta confiança. Quando Jesus faz coisas incríveis naquela cidade da Galileia, na manhã seguinte antes do sol nascer, Ele se retirava a um lugar quieto para Rezar e ser reabastecido por Deus! Homem e Mulher de Deus estejam com Deus todas as manhãs antes do combate para que as batalhas a serem vencidas sejam já endereçadas ao Senhor que combate conosco!

                  Ter um Dever para com Deus é um privilégio e não uma obrigação vazia. É uma honra combater pelo Senhor! Realizar este Dever para com Deus é uma Liberdade! Somos nós que mantemos nossas obrigações com Deus, a hora que desejamos, a hora que estabelecemos. Somos livres para isso. Sabendo que  o nosso SIM, iniciou tudo isso.

                  Diga a Deus assim: Senhor, eu comecei tudo isso por um principio, agora eu o mantenho em nome de uma pessoa:- Jesus!

         Eu me recordo sempre do meu Sim para todos dias caminhar até o fim, Eu sempre sou lembrado em todas as manhãs a quem eu dei meu coração e permaneço firme nos meus deveres! Sei em quem pus minha confiança!

                  Finalizo com a historia de João e Mariana, casados há 46 anos. Ele era o mais cotado para ser o Diretor de uma importante Universidade,  quando tem seu caminho desafiado pelo diagnóstico em sua esposa, Mal de Alzheimer. No momento do seu discurso de afastamento Ele disse: – A quem eu dei meu grande SIM, recebe mais uma vez a renovação dele e por isso me aposento para cuidar da pessoa que mais amei na vida, porque esta é a minha escolha, meu dever e meu reconhecimento.

                  Em todo momento ele foi livre para escolher até mesmo fazer as duas coisas, mas o dever está acima de tudo, e para servir precisamos decidir por alguém! E agir com liberdade! O discípulo age com liberdade pois tem no coração o DEVER!

                 

 

                 

                           Oremos: Abbá (Pai) Amado, eu te peço hoje, eu me entrego a ti, Senhor, Eu me rendo a ti Senhor! Te dou e renovo o meu SIM. Para mim viver é Cristo morrer é lucro, como diz São Paulo! Abençoa este meu caminho e minhas encruzilhadas, onde a tentação me faz vacilar! Fortalece-me nos dias difíceis onde meus pés vacilam. Renova todas as manhãs meu desejo de orar e me colocar diante do Senhor para mais um dia na sua presença de na realização dos deveres que me são confiados. Pai que o meu cansaço a outros descanse. Vem em socorro das minhas fraquezas

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Liberta-me, Restaura-me Senhor!  Amém

 

 LIVRE PARA SER SEGUROS

 

                  Continuando nossa reflexão sobre discipulado, já falamos anteriormente sobre ser Cristão não é ser simplesmente ser bom. Na verdade o que quero refletir com você hoje é sobre se ou não você se deixa aproximar do Pai Eterno, a ponto Dele te carregar.

                  Muitos de nós hoje nos encontramos divididos, amedrontados e escravizados ou acorrentados pelo pecado que traz o medo e o enfraquecimento. Basta uma Palavra e Jesus pode nos libertar, como libertou aquele homem que vivia assim e estava na Sinagoga naquela tarde e gritou ao ver o Senhor: – O que queres de nós Jesus de Nazaré, o Filho de Deus. Ele representa cada um de nós enquanto estamos ligados ao tentador, por isso o plural. Nunca olhe para este homem, que era uma pessoa e não um personagem fictício, como se você alguém distante de você, ele era um homem como eu e como você, e pense que nós somos assim. Somos assim, enquanto estamos ligados ao pecado e suas servidões, e acostumados a servir, pois mendigamos alguma coisa. Jesus hoje te convida a ser liberto para ser Seguro e não preso para ser escravizado, a escolha é sua! Vem comigo nesta reflexão.

                  Seguir a Jesus, não é ser chamado a ser apenas bom, a algo muito maior. Não é apenas comportamento, mudar o que fazemos, é deixar Jesus agir para assim  nos tornarmos alguém NOVO.

                  Eu preciso ser livre hoje para ser alguém melhor para os outros. Por que não somos livres ainda? Porque carregamos muita coisa ainda em nossas vidas que não nos permite sermos livres. Lembra da meditação de semanas atrás onde falamos que somos livres para romper nossas virtudes mas não somos livres para livrarmos de um Vicio, pois ele nos escraviza? Só Jesus é capaz de nos libertar, como diz a Palavra e sermos realmente livres.

                  Alguns anos atrás veio a história de Dick e Rick Hoyt ,ou melhor Team Hoyt. Rick foi acometido por uma Hipóxia no momento de seu nascimento( falta de oxigênio no cérebro) e pelas lesões cerebrais perdeu movimentos e prejuízos cognitivos. Seus pais apenas com 22 anos, Dick and Judy foram questionados se não queriam colocar o filho em uma Instituição para ser cuidado, mas eles disseram não. Este é o nosso filho, mesmo com Paralisia Cerebral, nós o  cuidaremos. Eles fizeram todo o esforço nos anos seguintes para que Rick pudesse se socializar, aprender alguma coisa mesmo ouvindo todo o tipo de comentários improdutivos. Através de todo esforço sobre-humano eles ajudavam Rick a se desenvolver, inclusive alfabetizando -o. Quando aos onze anos eles descobriram que através de uma linguagem dos olhos ele podia soletrar as palavras, então ele poderia seguir na educação. Com onze anos ele entra para escola contrariando as falsas previsões, e em todo este tempo ele sabia o que ocorria ao seu redor, para a surpresa de todos que achavam que o menino era alienado mental .

         Aos 13 anos de idade, um acidente trouxe uma paralisia a um menino de sua cidade que, era atleta. A cidade então se mobilizou com uma Corrida para angariar fundos para ajudar o menino que se tornara paralítico. Rick então se comunica com seu Pai Dick e diz:- Pai eu gostaria de correr esta maratona! Seu pai na época estava com 32 anos. Dick então se mobilizou para fazer tudo para que pudesse correr acoplado a cadeira de rodas do filho. Esta foi a primeira corrida do Team Hoyt, e hoje 72 maratonas depois, além 97 meia, 13 Iron man. Dick faz tudo isso carregando Rick. Team Hoyt é Pai e Filho. Rick hoje pode fazer tudo isso deixando seu pai estar tão perto dele que podem ser um único corpo a se deslocar e a completar estes desafios atléticos.

                  A mesma imagem temos hoje do ser Cristão. Somente conseguimos transmitir nossa verdadeira imagem se temos esta intimidade e proximidade  com o Pai Eterno. Ser Cristão não é apenas ser bom, mas é ser melhor para os outros e ainda mais, ser Livre para poder ser Segurado, ser suportado, ser carregado pelas Mãos de Deus. Isso é ser Carregado!

                  Mas nós, em muitas coisas na nossa vida não podemos ser carregados pois estamos limitados a sermos presos as certas coisas dentro de nós.

                  Voltando as Leituras do último Domingo encontramos um homem possuído por um demônio que diz: Marcos 1:21-28: O que quer de nós Jesus de Nazaré, você veio para nos destruir, eu sei quem você é?  

Tudo que este homem fala é importante pois nos coloca nos mesmo lugar: Divididos, amedrontados e acorrentados pelo pecado. O pecado nos divide, e cria em nós uma imagem falsa de nós, ou seja por isso o plural, porque agora divididos somos dois, um  Eu verdadeiro e um Eu falso.  

Podemos refletir hoje quantos estão por aí, criando um imagem falsa de si mesmos, seja em que situação de vida estejam vivendo. Quando criamos um Eu  falso, como nos ensina Thomas Merton, um grande Monge Cisterciense, escreve que o Eu falso é tudo aquilo que eu imagino ser, justamente fora dos desígnios de Deus. Meu Eu falso está fora do coração de Deus, das mãos de Deus. Esta versão falsa nossa na verdade não Existe, é uma construção, e é falsa. Esta versão não pode ser segurada, não pode ser carregada, então não pode ser Amada pois Deus não pode amar o que não existe, o que é falso, o que é irreal. Claro que Deus amaria se pudesse, mas Ele não pode negar a si mesmo. Ele somente ama o que é Real. Talvez isso seja importante para você hoje ouvir hoje. Deus deseja constantemente nos tornar apenas um. Nada dividido mas inteiro. Temos que parar de ter essa ideia estranha de Cristianismo de que Deus nos ama, mas ele vem tirar o que nós gostamos. Pois pensamos quando se diz, que veio para destruir, esta frase nós repetimos quando achamos que Deus vem tirar as boas coisas nossas, pois estas boas coisas nós pensamos que é, mas a vida vai mostrar na frente de que não era.

                  Claro que a resposta de Deus é : – Claro que eu não vim te destruir meu filho amado, eu vim para lutar ao seu lado na verdade para te carregar nas minhas mãos. Eu  vim destruir o que te escraviza e te acorrenta. Eu vim destruir aquilo que hoje te impede de ser VOCÊ. Eu vim para te libertar. Nos somos  divididos e amedrontados porque somos presos,  acorrentados. Eu venho destruir aquilo que afeta o que causa sua escravidão, diz o Senhor.

                  Síndrome de Estocolmo, o que vem a ser isso? –  Há 40 anos atrás em Estocolmo Suécia, dois ladrões mantiveram seis reféns em suas mãos após terem assaltado um banco. No entanto, enquanto prisioneiros se afeiçoaram aos bandidos. Foram libertos, mas já tinham criado uma relação afetiva com os ladrões, eles se identificaram com os ladrões. Essa situação acontece quando você está no limite da vida, e alguém que te tortura de dá migalhas de esperança, pequenos agrados. E cria esta situação.  Isso nos dias de hoje considerando Relações Humanas vemos muito isso prosperar, como exemplo, um relacionamento com outra pessoa que somente te dá migalhas. O que as pessoas pensam, é o que seria se estivesse fora deste relacionamento e então se mantem assim, com medo. Jesus vem te libertar e você pensa que Ele vem te destruir e na verdade vem te libertar verdadeiramente.

                  Quando nós fomos batizados somos libertados de tudo que pudesse te acorrentar, e todos os dias podemos ter a mesma libertação na Confissão. Todos os dias na sua vida que se sentir dividido, amedrontado e acorrentado venha à Confissão. Ouça as Palavras mais poderosas do mundo. Eu te absolvo. Seja livre para ser carregados , seguros pelas mãos de Deus. Isso é Paz.

                  Fé é isso é agarrar em Deus por inteiro e ser abraçado e carregado por Deus por completo, sem limites, sem restrições, sem divisões.

                  Todos os dias nós temos que lutar contra nossas fraquezas, todos os dias pedimos a Deus para sermos melhores cristãos, profissionais, esposos, pais,  irmãos , filhos, amigos…

                  Olhando para Dick e Rick não temos nunca a impressão de quem carrega se cansa ou se esmorece no carregar. Rick sempre diz a seu pai:  

–        Pai quando eu corro contigo eu nunca me sinto um paralítico.

                  E você, quando é carregado por Deus se sente paralitico? Minhas fraquezas quando Deus está me carregando me faz não senti-las e assim  não me sinto fraco nem trôpego mais. Eu somente preciso pedir ao Pai, me Ajude, Socorre-me Senhor, pois quando sou fraco é que sou forte pois o Senhor vem em Socorro das minhas fraquezas ( 2 Cor 12) …Seja Livre em Deus! Por isso Jesus disse: – Se eu não vos libertará vós não sereis verdadeiramente livres ( João 8:36)!

                 

                           Oremos: Abbá (Pai) Amado, eu te peço hoje, que venha nos visitar em nossa Sinagoga, no nosso templo que é nosso coração. Venha Senhor e toma todo este lugar com Seu Poder! Reina aqui Senhor! Restaura nossos corações de toda divisão, de todo medo e de toda a escravidão! Liberta-nos de todo pecado e expulsa de nossos corações tudo aquilo que tem contribuído para estejamos ligados ao tentador e suas malícias. Purifica o nosso coração, para que possamos de mãos e corações limpos sermos a verdadeira imagem do nosso Eu, e não mais um Eu dividido predominando um Eu falso que não pode ser amado, pois é irreal. Liberta-me de tudo aquilo que me afasta de mim mesmo, para que eu não caia mais nas armadilhas do tentador, e não mais deixe de ser carregado por Suas Mãos.

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Liberta-me, Restaura-me Senhor!  Amém

  

                  Nada tem acontecido do momento da nossa concepção até este momento que tenha sido um desperdício. Jesus chamou seus primeiros discípulos para segui-lo e dar livre acesso a Ele para transformá-los em homens NOVOS. Ao invés de querermos saber como Deus irá nos transformar no futuro, nós podemos olhar para trás em nossas vidas e perguntar: – Como Deus tem nos conduzido no passado? O quê ele está nos chamando agora? Quais são as redes que hoje Ele está me pedindo para largar? E o que eu tenho que agir imediatamente?

Uma Palavra muito importante para que meditemos hoje é a palavra: IMEDIATAMENTE! Esta é a base de ser Discípulo! Para que possamos ser discípulos e ir além do que  são apenas nossas limitações devemos agir.      

Quando você deseja que todos os sonhos de Deus se realizem em você, eis aqui um bom começo para que se torne um bom discípulo. Isso significa que você deseja ser preenchido por este amor que te fará não um seguidor de uma doutrina, um fã de Jesus Cristo, um seguidor de uma filosofia, um modo de viver, mas muito mais do que isso tudo, um Ser NOVO! Quando Jesus assume sua vida pública e diz: – Eis que se cumpre as Escrituras, Eis o tempo favorável, hoje assim como em Nazaré quando Jesus entrou na Sinagoga e depois de ler o livro de Isaías respondeu! -Hoje se cumpriu esta passagem da Escritura que acabastes de ouvir! Lucas 4-21. Completou-se o tempo, ou seja, Jesus proclama que toda a Lei todo o Velho Testamento se concretiza Nele! O que significa então para cada um de nós quando temos um verdadeiro encontro pessoal com Jesus, como São Paulo, o que significa ser pleno na Graça, significa que a partir daquele instante nós nos tornamos aquele que deveríamos ser desde a nossa concepção. A isso chamamos de História da Salvação, para cada um de nós e para todos.

                  Jesus caminha ao lado do Mar da Galiléia e vai chamando os discípulos, pescadores de peixes para se tornarem pescadores de Homens. Ser Discípulo então neste momento se transforma não em uma pessoa legal, uma pessoa boazinha, que lê a Bíblia que faz uma ação de caridade, Jesus não os chamou para ser uma pessoa legal, mas para serem  pessoas NOVAS, ou seja, pessoas que deveriam ser conforme o Plano de Deus, Seu  plano original.

                  Não deveríamos desejar como discípulos que as pessoas digam que somos legais, mas que fiquem estarrecidos como é possível testemunhar o que testemunhamos. Como manter a Alegria em meio a tanto sofrimento! Nossa fé é testada no fogo. Como um filho em Unidade Intensiva, permanecermos em pé, significa que sabemos em Quem confiamos. Por que fomos transformados por Jesus.

                  O que significa ser Pescador? E agora aplicamos a Pescador de Homens: – Significa ser paciente, significa saber que há dias bons e dias não tão bons. Significa que em tudo é preciso coragem e prudência. Significa que se não buscarmos águas mais profundas não apreenderemos o que significa abandono e confiança. Com os irmãos as mesmas características se aplicam.

                  Rei Davi era pastor, para defender, guardar seu rebanho. Deus o chama para defender e guardar e alimentar e governar o Povo de Israel.

                  Saulo de Tarso era uma pessoa extremamente inteligente e ávido por cultura e teologia. Devorava as Escrituras e era discípulo de Gamaliel. Passou metade de sua vida em um lado do entendimento até encontrar Jesus, e ser completado todos os seus vazios e acalmado seus tormentos e assim ele ficou durante oito anos mergulhando na Graça para depois sair e fazer de suas pregações a difusão do Cristianismo no mundo pagão, pagando o preço com o  seu martírio, porém Feliz, dever cumprido. De Saulo passou a se chamar Paulo, do velho ao NOVO, e não se cansava de repetir:-Ele faz Nova todas as coisas, inclusive a mim que sou a mais vil das criaturas, quanto mais em você se pedir o Espirito Santo para que sejais renascido em Cristo, tudo o que é velho passou, Eis que faço nova Todas as coisas!

                  Não há em sua vida desde sua concepção até hoje que tenha sido desperdiçado. Nada, nada foi em vão mas em preparação para o que será feito na sua vida. Hoje o Senhor diz a você, hoje é o dia onde completam as Escrituras em você! Eu não vou começar, mas continuar o Meu Plano em sua vida!

                  Primeiro você deve olhar para seu passado hoje, entrega-lo a Jesus toda a sua historia e começar o Caminho! Para isso consagre 30 minutos para estar com Jesus todos os dias a partir de hoje! Em pouco verá o que Ele já estará realizando na sua vida! Tudo começa agora, imediatamente! O que Jesus hoje está te pedindo para largar sua rede, o que está na sua rede? Vá deixando tudo isso para trás. Depois de entregar, entregue seu coração a Jesus! Assuma em sua vida oração, jejum e penitência e em pouco tempo verá os resultados.

                  Por quê todos os discípulos ao serem chamados IMEDIATAMENTE largaram tudo e seguiram Jesus? Porque obediência tardia é desobediência! Porque quando contemplamos a Verdade, não precisamos de nenhum argumento para querermos outra coisa, como diz a canção:- Só quero a Ti!

                  Certo dia, um estudante universitário de nome Paul,  em uma Universidade Americana,  Católico por criação mas longe das coisas de Deus por um tempo tem uma experiência incrível. Porque ele se interessa por uma colega, aceitou um convite para ir a Missa Dominical! Naquele dia ele estava radiante poder estar ao lado de uma garota tão incrível. No momento que eles iam entrar na Igreja, ela conhecendo este rapaz e suas derrotas disse: – Antes de mais nada, por favor, faça uma Boa Confissão para receber a Eucaristia. Muito confuso, mas querendo agradar aceitou o conselho e foi se confessar! Ele nunca revelou o que houve, mas ao sair do confessionário e receber Jesus foi para casa diferente. Enquanto outros buscavam o que ele vivia buscando entre tantas drogas e noitadas, ele buscava os livros que falavam sobre o Encontro, o chamado, o milagre da Conversão. E foi assim que no meio de suas férias, ligou para um Sacerdote amigo e disse: – Padre eu estou entrando no Seminário, o que mais desejo é ser Sacerdote e poder levar Jesus a toda a criatura! Inacreditável para quem o conhecia, e assim se deu! Hoje é um dos Padres mais atuantes junto aos jovens Universitários americanos, e abandonou a Universidade faltando um ano para o final de seu curso. Perguntado ele respondeu: – Quando se recebe um chamado, não se responde a não ser com uma ação Imediata, pois Obediência tardia é desobediência.

                 

                 

                 

                           Oremos: Abbá (Pai) Amado, eu te peço hoje , uma conversão generalizada na Juventude. Peço uma conversão generalizada nos adolescentes. Peço uma conversão generalizada aos educadores. Peço Senhor que o Senhor inspire cada vez novos Profetas que tenham ousadia de te proclamar como único caminho que merece ser seguido. Que não há salvação longe de ti. E que a única maneira de irmos ao Pai é através do Senhor! Aumente as vocações nas famílias, pois as famílias são os berços das conversões!

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Restaura-me Senhor!  Amém