Quem você é, é um dom, um presente dado por Deus! Quem você se torna é seu  presente para Deus! Deus dá a cada um de nós vários talentos-dons-oportunidades no curso das nossas vidas. Cada um desses dons vem com uma responsabilidade. A variedade de dons que temos, devemos investir o quanto Deus tem investido em nós. Não deixe que  a sua vida simplesmente aconteça.

                  Cada um de nós  tem uma variedade de dons e talentos. Você é responsável desta maneira por eles e pela sua vida. Cada um de nós irá responder pelos caminhos que assumimos em nossas vidas. Deus nos dá a oportunidade de viver uma vida com significado, mas muitas vezes ao final de suas vidas descobrem o tanto que desperdiçaram os dons e a própria vida. Você não deve ser esta pessoa que desperdiçou. Você foi feito para viver uma vida com significado!

                  Esta semana estamos refletindo sobre a Parábola dos talentos.

                  Para começar gostaria de fazer esta pergunta:

– Você gostaria de ganhar na loteria?

Uma pesquisa  recente mostrou que 70% das pessoas que ganham na loteria, perdem tudo em pouco tempo. As pessoas que jogam na loteria, trocam um dinheiro por um pedaço de papel com uma probabilidade imensa de ter jogado este dinheiro no lixo. Sim, se você coloca o dinheiro do seu suor neste tipo de coisa, você não é bom com dinheiro! Talvez você nunca tenha parado pensar sobre isso. Nem estamos falando aqui do vício do jogo. Porque as pessoas que ganham perdem então o dinheiro? Interessante, pois não sabem o que fazer para que este valor seja multiplicado, pois não são colocados em um propósito que o faria prosperar.

Voltando para a reflexão sobre os talentos, parecia muito razoável o empregado que recebeu o dinheiro ter guardado o dinheiro em segurança. A questão aqui é ele recebeu o dinheiro com um propósito, e não para o ocultar.

Talento é figurativo, pois era a moeda da época como uma diferenciação de bronze, prata e ouro. Na linguagem figurada são os Dons que recebemos  e estes todos tem um Propósito e se atingirmos este propósito eles serão prosperados. Assim como falamos no outro capítulo, precisamos gastar nossa vida para os outros e não desperdiçar. A vida tem significado, por isso tudo importa. A vida significada ela nos dá oportunidade de vencer ou perder, mas mesmo quando perdemos crescemos.

         Deus vai nos perguntar ao final da nossa vida o que fizemos com os talentos que Ele nos deu. Vivemos hoje em dia, num tempo, onde tantos talentos estão apresentados. Muitas vezes as pessoas fazem destes dons um Peso, uma carga. Porque? Pois os talentos são dados para um propósito e isso tem todo o sentido. Caso não entendamos assim, carregamos o peso da não entrega, da não comunicação do dom para um propósito. Simplificando, temos uma rede automotiva de distribuição mas nos recusamos a entregar, porém além carga toda que vai perecer a que chega vai se tornar um peso ainda maior. Os dons tem uma RAZÃO definida! Também nos lembrando da reflexão anterior, onde deveríamos rejeitar a passividade e assumir nossa responsabilidade,  aqui isso se  torna imprescindível quando o assunto é Dom e Talento.

No meu primeiro livro Semeando Dons Colhendo Vocações, dediquei um capitulo inteiro a palavra Dom. Dom também é uma das denominações no Veni Creator do Espirito Santo. Então deveríamos assumir em nós os dons que recebemos e colocar a serviço dos outros. Nós cristãos somos chamados a comunicar os Dons todos os dias em todas as oportunidades que a vida nos apresentar. Porque sabemos que a vida tem Significado!

Há diferença entre ser Talentoso e ser Habilidoso ou jeitoso. Talento tem que ter propósito. Não deixe os talentos serem um peso na sua vida. Daí vem a pergunta: – Será que eu quero ter estes talentos? Pois traz comprometimento, será que eu quero colocá-los em ação? Tenho certeza de que se não os colocar vá se tornar um grande peso.

Talento e habilidade traz a reflexão de que uma coisa é o talento natural outra coisa e colocá-lo em prática, exercitar. Nascemos com os talentos mas precisamos praticá-los também.

Daniel Coyle em seu livro Código do Talento desenvolve a ideia de que o mito do talento é pensar que a pessoa nasceu com aquele talento e ponto. Claro que há diferença de ter mais ou menos determinado talento, um teria numa escala de 1-5, como cinco no máximo e outros menos. Mas não para por aí. Mesmo que você seja apenas grau 1, se colocá-lo da forma correta multiplicará e crescerá dentro daquele talento.

         Olhando locais no mundo onde há ilhas de produção de talentos. Em Espartacos na Rússia, há um centro de  excelência em treinamento de mulheres que praticam tênis, e produz neste lugar mais jogadores para a ATP ( top10) do que os EUA inteiro, porque? Porque a genética do lugar favorece pessoas supertalentosas? Não porque ali se pratica a excelência, o desejo de vencer desafios continuamente. Acomodar nunca será a palavra daquele lugar, e assim é no Balé Kirov, entre outros locais do mundo que este fenômeno acontece. No Brasil, o maior gestor de talentos em futebol do mundo, quando foi estudado por um técnico inglês (Simon Clifford  de uma escola de formação em Leeds). Ele  concluiu que não era nada do que se fala por aí sobre o talento natural do Brasil que os motiva a serem os melhores, mas a prática até os doze anos de Futebol de Salão, onde apenas os fortemente habilidosos prosperam, pois não há espaço e não há tempo para tomar decisões. As decisões rápidas e surpreendentes fazem toda a diferença.

         Pois voltando para Leeds, colocando suas observações em prática tem revolucionado o Futebol de base inglês, e os resultados nas categorias de base e semiprofissional tem sido estupendas, isso desde 2016.

         O maior praticante de Crossfit americano diz que os últimos dez minutos de seu treinamento o faz ser vencedor pela dificuldade. O que vivemos hoje é a passividade para aprender. Sentam em suas cadeiras, escrevem algumas coisas e passivamente vão aprendendo. Mas a maneira mais produtiva de aprender é vencer desafios, é fazer testes e tirar conclusões sobre os testes com sabedoria. Nós vivemos uma cultura, como disse em outro artigo, da passividade, do vem a nós o vosso reino, e a vida que nós somos chamados a viver requer batalhas contínuas e desafios vencidos. São Paulo nos exorta a sermos perseverantes em tudo, para um  dia alcançarmos a coroa da glória na eternidade.

         Uma das coisas mais passivas que existe é o manual de instrução apresentada em todos os vôos do mundo. Alguém que nunca colocou um salva vidas na vida, será  que com essas demonstrações  será capaz de se vestir em uma situação real de acidente? Claro que não, mas nós passivamente assistimos estas aulas inúteis para a realidade. O melhor seria naquelas esperas entediantes dar a oportunidade para cada passageiro  colocar os salva vidas e pronto, aula prática é tudo.

         Muitos jovens hoje estão com medo de serem desafiados. Medo de situações de pressão. Muitas pessoas evitam desafios. Contudo se não há desafio não há crescimento! Mesmo quando falhamos, crescemos. Uma cultura atual que tenta domesticar as pessoas, tirando delas o desejo contínuo de desafios. Uma vida sem estresse, uma vida sem graça, uma vida sem esperança, uma vida sem conflito, uma vida sem sentido. Quando estamos no volante dirigindo somos os únicos que não podemos dormir nele. Muitos estão dormindo no volante. O volante é a sua própria vida. Muitos estão deixando que outros dirijam as suas vidas, tomem decisões em seus lugares, até para comer não sabem decidir o que comer, ficam atrasando as filas pela indecisão. Que tipo de vida estamos vivendo e pior ensinando nossos filhos a viver. Para onde estaremos rumando em pouco tempo? Bem, deste modo para lugar nenhum, para a vida desperdiçada e para os dons soterrados.  Pessoas preguiçosas destroem uma geração.

         Iniciativa é a palavra. Na parábola, o servo que não fez nada com o talento é punido pela falta de iniciativa. Iniciativa é ação de quem se põe a caminho. A habilidade de iniciar ou dar  seguimento a  um plano ou uma tarefa, isso se chama iniciativa.

         Inferno é cheio de talentos, Céu é cheio de pessoas que tiveram iniciativas e aqueles energéticos. Não fiquem esperando o grande momento, aproveite os pequenos momentos para que quando o grande chegar vocês estejam preparados. Muitos personagens da Bíblia são assim, mas Davi é o cara. Ele se preparou para o desafio maior, lutando contra as feras do campo, se preparando para os conflitos que a vida o esperava e assim ele os venceu e se tornou após seu chamado um grande vencedor e um grande Rei!

         Hoje é o seu momento que faz toda a diferença. Aos alunos de graduação, pós-graduação, datas para entregar seus projetos, provas, final de semestre, aqui vai meu conselho: – Este tempo é o tempo que o atleta chama de Split final! Tome esta corrida sentindo toda a dor do mundo para acabar, pois vai acabar e você vai ficar bem, tudo vai ficar bem, mas este sofrimento de agora será compensado. Fica na corrida, não desista, são mais cem ou duzentos metros que precisamos finalizar, eu sei, tem pedra, tem neve, tem barro, mas estamos na reta final e depois de passar por tudo que passaram neste semestre não baixe a guarda, nunca pare de lutar, não desista. Quem você é, Deus deu para você, quem você se tornou é o presente que você dá para Deus!

 

         Oremos: Abbá (Pai) Amado, dá-me forças hoje para o combate. Tira de mim toda a passividade, toda a irresponsabilidade. Vem em mim me mostrando claramente quais são os meus dons, oh Pai! Eu sei que tenho tentado usá-los e multiplica-los, mas também sei que tenho fraquejado em muitas situações, por isso peço perdão. Afasta para longe de mim, toda a preguiça e não deixe que sucumba na tentação de desistência, do desânimo, fortalecei minhas pernas e meus músculos para que me mantenha sempre em ordem de batalha até o fim. Senhor, que tudo que eu faça hoje tenha um propósito, e este propósito e fazer a Sua Vontade e conquistar a coroa da Glória. Faz-me fiel!  

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Restaura-me Senhor!  Amém!

Amados vocês que moram em Brasilia, Distrito Federal estão convidados a participar do Lançamento do meu Livro Semeando Dons Colhendo Vocações junto à Comunidade Canção Nova – Missão Brasília. Venham todos será um momento de Oração de Poder com Momentos de Pregação, Cura Interior… É com imensa alegria que vou ao encontro do coração do Brasil, para levar a Palavra de Jesus aos corações do jovens inseguros, instáveis, cheios de incertezas, de fragilidades e imaturidades. Jesus quer falar neste dia 19 de Novembro no seu coração, você que vive infeliz com o que faz, que tem uma história e jamais soube que há uma saída para suas dores, suas dúvidas, suas impossilidades, sua dificuldade em estabelecer relacionamentos maduros com os outros e com Deus. Que há uma porta se abrindo a cada manhã em sua vida basta que você queira e corra ao encontro deste Jesus Vivo! Venha e traga um amigo, seja de onde você for na Grande Brasilia e adjacências, venha, eu tenho certeza que este momento de oração e pregação fará diferença nas suas escolhas. Certamente será o primeiro dia, de uma Vida Renovada!!!

Fiquem com Deus, e com a graça de Deus estarei chegando junto de vocês no dia 19 de Novembro para juntos louvarmos o Senhor e darmos Glória as suas maravilhas que se fizeram em mim e poderá ser feito em você! O que precisa fazer? Abra seu coração…Deixe ser moldado pela força do Espírito…Deixe-se conhecer pela ação do Espírito….E o Espírito que eu vos enviar os fará conhecer todas as coisas, assim disse e diz hoje o Senhor!!! A minha Graça te basta!!!!

Data: Dia 19 de novembro de 2009

Local do Evento: A tarde junto a Livraria da Canção Nova e a partir das 19:30 na:  601 L2 Paróquia Bom Jesus, OK? Traga um amigo, de qualquer idade!!!

Amém

Dr Nasser

Maiores informações  http://blog.cancaonova.com/brasilia