Deveres e obrigações são vistos frequentemente como limites ou restrições. Eles nos restringem a fazer aquilo que queremos e sermos capazes de apreciar a vida. Mas isso é necessário e preciso! Na verdade, para nós o compromisso com o dever é um dom…E ser capaz de realizar este comando é um poder.

        

Buscando livros interessantes sobre Guerras, especialmente Segunda Guerra pois está mais perto de nós, um livro que me chamou a atenção foi Cidadãos e Soldados, escrito por Eliot Cohen, que descreve os combates na Europa com a participação dos Estados Unidos e especialmente a batalha mais vasta e mais longa da história desta guerra, onde toda a miséria que meninos de 18 a 20 anos, no meio de uma batalha longa, com todo o inverno, com os desafios de se colocar as vidas deles em perigo, em comum  todos tinham em mente o desafio de cumprir o dever, mesmo que custasse a vida deles. Eu era capaz de cumprir meu dever, isso não foi dito por um americano e sim por um australiano que se alistou para estar pelos americanos lutando, a isso se chamou em seu relatório de CALL OF DUTY, o que inspiraria anos depois o videogame.

                  Dever e obrigação neste tempo que vivemos parece que virou algo que tira nossa liberdade de fazermos o que queremos. Nos Estados Unidos, nestes tempos atuais, as pesquisas mostram que os jovens agora acham que não tem mais obrigação mais com nada do que não querem, pois odeiam a palavra dever e obrigação.

                  Cada pessoa que nós já lemos sobre alguém fora de série, alguém história, ou alguém que se tornou um herói, todos foram marcados por serem alguém que sabia do Seu DEVER!

                  Esta formação de hoje vem a meditação sobre obrigação e dever, que parece que nós pensamos que obrigação vai contra nossa liberdade. Obrigação vem de algo que nós demos um grande SIM. Por isso nós entendemos que o que vivemos e aprisionamos  nossa liberdade é porque damos sins para muitas coisas e não para as prioritárias, e caímos no perfeccionismo de que nunca acabamos com coisas que assumimos de forma errada! Por outro lado, quando damos um Grande SIM, então decorrem os deveres e as obrigações com propósitos definidos. O contrário é o perfeccionista que quando algo dá errado se sente culpado e frustrado pois ninguém consegue fazer tudo dar certo, daí o fracasso. São Paulo dizia que : Eu semeei e Deus irrigou e fez brotar.

                  Outro conceito errado que temos de obrigação é apenas nos apresentar lá por obrigação e não por que sabemos que é um valor estar ali. Os melhores treinadores sabem que é importante o treino exaustivo, mas o descanso necessário. Quando temos a impressão errada de obrigação achamos que não podemos descansar.

                  As pessoas muitas vezes estão dentro de um time e é fácil  notar que está lá com o coração e os que não estão. Por quê? Pois quem não está jamais dá o valor naquilo que está sendo pedindo e é capaz de responder quando a situação solicita mais esforço para aquele dia, sabendo o valor do DEVER.

                  Quando meu filho decidiu que iria estudar e jogar futebol e deu seu grande SIM a isso, todos nós sabíamos o sacrifício que seria acompanha-lo nos torneios nacionais, estar juntos mesmo debaixo de um sol escaldante tudo para que conseguisse sua bolsa pelo futebol para estudar fora. Quando damos um grande SIM sabemos as consequências que dão significado a isso o dever e a obrigação inerentes a este SIM.

                  Os pais dos alunos de futebol nos Estados Unidos vão a todos os jogos possíveis mesmo no calor na chuva ou no frio e na neve. Todos fazem por que sabem que isso é um valor  e não algo que se faz sem sentido , por obrigação vazia.

                  Independência é bom por um tempo, mas não dura muito tempo, porque há um vazio na independência. Alguém confia em você quando há uma obrigação. Mas quando é Deus quem confia em nós!!! Pronto! Foi assim com os Apóstolos, especialmente com São Paulo que ele mesmo reconhece e proclama com todo Amor e coração.

                  Quando seguramos um filho no colo, sabemos que Deus nos confiou esta criança, mas não é somente uma obrigação simples, mas um Valor, uma honra cuidar desta criança que Deus nos confia.

                  Todo discípulo disse Sim a Jesus e Ele responde dizendo Eu confio em você! Muito forte e real esta confiança. Quando Jesus faz coisas incríveis naquela cidade da Galileia, na manhã seguinte antes do sol nascer, Ele se retirava a um lugar quieto para Rezar e ser reabastecido por Deus! Homem e Mulher de Deus estejam com Deus todas as manhãs antes do combate para que as batalhas a serem vencidas sejam já endereçadas ao Senhor que combate conosco!

                  Ter um Dever para com Deus é um privilégio e não uma obrigação vazia. É uma honra combater pelo Senhor! Realizar este Dever para com Deus é uma Liberdade! Somos nós que mantemos nossas obrigações com Deus, a hora que desejamos, a hora que estabelecemos. Somos livres para isso. Sabendo que  o nosso SIM, iniciou tudo isso.

                  Diga a Deus assim: Senhor, eu comecei tudo isso por um principio, agora eu o mantenho em nome de uma pessoa:- Jesus!

         Eu me recordo sempre do meu Sim para todos dias caminhar até o fim, Eu sempre sou lembrado em todas as manhãs a quem eu dei meu coração e permaneço firme nos meus deveres! Sei em quem pus minha confiança!

                  Finalizo com a historia de João e Mariana, casados há 46 anos. Ele era o mais cotado para ser o Diretor de uma importante Universidade,  quando tem seu caminho desafiado pelo diagnóstico em sua esposa, Mal de Alzheimer. No momento do seu discurso de afastamento Ele disse: – A quem eu dei meu grande SIM, recebe mais uma vez a renovação dele e por isso me aposento para cuidar da pessoa que mais amei na vida, porque esta é a minha escolha, meu dever e meu reconhecimento.

                  Em todo momento ele foi livre para escolher até mesmo fazer as duas coisas, mas o dever está acima de tudo, e para servir precisamos decidir por alguém! E agir com liberdade! O discípulo age com liberdade pois tem no coração o DEVER!

                 

 

                 

                           Oremos: Abbá (Pai) Amado, eu te peço hoje, eu me entrego a ti, Senhor, Eu me rendo a ti Senhor! Te dou e renovo o meu SIM. Para mim viver é Cristo morrer é lucro, como diz São Paulo! Abençoa este meu caminho e minhas encruzilhadas, onde a tentação me faz vacilar! Fortalece-me nos dias difíceis onde meus pés vacilam. Renova todas as manhãs meu desejo de orar e me colocar diante do Senhor para mais um dia na sua presença de na realização dos deveres que me são confiados. Pai que o meu cansaço a outros descanse. Vem em socorro das minhas fraquezas

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Liberta-me, Restaura-me Senhor!  Amém

 

                              Quando vivemos continuamente de forma distraídos e incessantemente entretidos com alguma coisa divertida, nós nunca vamos nos encontrar onde os divertimentos são sem fim, mas pelo contrário, estaremos perdendo a capacidade de apreciar as coisas, aqui e agora. Nós somos interpelados nesta semana a alegrar, orar sem cessar e dar graças, como podemos fazer estas três coisas maravilhosas se não conseguimos apreciar nossos momentos?

                             Hoje quero refletir com vocês a respeito do que tem aniquilado muitos dos nossos jovens. Perderam a capacidade de apreciar alguma coisa como preciosa. Antigamente ficávamos nesta época esperando o lançamento de um tal disco de vinil, de um tal cantor, que quando tivéssemos em nossas mãos, provavelmente através de um presente ou amigo oculto, levaríamos para casa e não cansaríamos de ouvir as canções tão esperadas. Hoje os jovens perderam a capacidade de esperar, de gestar algo que é extra do ordinário, que vai além do normal, e, portanto, deveria ser precioso para eles. Mas não, pois tudo hoje é disponibilizado de maneira a atender os desejos de todos, então perdeu-se a graça de sonhar com aquilo.

                             Antigamente na época do Natal se passavam alguns filmes emblemáticos, como o Milagre da Rua 33 ou Rudolph, e era somente nesta época. Hoje qualquer um pode baixar a qualquer hora nas plataformas digitais e assistir quantas vezes quiser.

                             Alguma coisa que era um Evento passou ser uma coisa ordinária, qualquer coisa, sem ser especial. Tudo virou distração. Não acho que isso seja uma coisa ruim, mas a mensagem que vem disso é, nós perdemos alguma coisa mais profunda, nós perdemos a habilidade de apreciar as coisas. Qual foi a última vez que você disse que iria assistir algo na TV que era superespecial e você apreciou realmente aquilo e não apenas por distração. Qual a última vez que você ouviu uma música com os ouvidos do coração e pode sentir a profundidade de melodia e de onde a música deveria te levar.

                             Muitos de nós hoje, não comemos para saborear o que comemos, mas porque está lá. Ninguém mais assiste nada para apreciar mas para se distrair. Esta cultura atual está se tornando Viciada em Distração! Por isso não temos mais espaço dentro de nós para apreciar uma coisa, pois estamos inundados pelo desejo da distração que nos rouba nossos momentos especiais de degustação ou apreciação. Por isso estamos vivendo um tempo da ANEDONIA! ANEDONIA é a redução da capacidade de apreciar as coisas, como são os deprimidos ou viciados em drogas. E de repente estamos presenciando isso na Cultura da Distração.

                             São Paulo nos ensina na Leitura de hoje aos Tessalonicenses que nós devemos: Alegrar sempre, orar sem cessar e dar Graças porque esta é a vontade de Deus a nosso respeito. Nas três coisas há uma em comum, as três coisas nós não precisamos esperar para fazer, pode ser agora.

                             Eu preciso alegrar neste momento, agora. Reze agora. Imagine dar Graças agora, sempre no agora. Não importa o que você esteja passando neste momento, é possível fazer as três coisas. O que impede que você e eu façamos as três coisas agora é: Nós não vivemos neste momento presente!  Nós gastamos nosso tempo tentando ir para outro tempo, para outro lugar, eu tenho sempre uma outra coisa para fazer. Nós estamos tentando estar em outro lugar que este agora. EU NUNCA SEREI CAPAZ DE APRECIAR A VIDA SE EU NÃO APRECIAR O QUE ESTÁ AGORA DIANTE DOS MEUS OLHOS!

                             O que está sendo falado sobre tudo isso é: Deus está aqui e agora!

                             Todos nós conhecemos no Livro do Genesis a história de Esaú e Jacó, quando Jacó se encontra na situação difícil onde se ele voltasse para a cada seria morto por Esaú, e se prosseguisse seria morto pelos inimigos. Então ele resolve dormir, e no sonho ele visualiza uma escada onde partia da terra em direção ao céu e ele viu os anjos de Deus descendo e subindo onde ele estava. Então ele brada; Deus estava neste lugar e eu não o vi!!!

                             Isaias também confirma; Deus está aqui e agora. O problema é que nós não reconhecemos esta realidade. No Evangelho deste terceiro Domingo do Advento quando os fariseus chegam para João Batista e perguntam se ele seria o Messias, João responde: – Ele está no meio de vocês e vocês não o reconhecem.

                             Como nós podemos fazer as três coisas que São Paulo pede hoje? –  Simples, vivendo aqui e Agora. Porque Deus está aqui, porque Jesus Cristo está no meio de nós!

                             Hoje eu sugiro a todos que tentem nesta semana, neste tempo favorável, apreciar este dado momento! Pois este momento não poderá ser repetido. Então aprecie este momento, curta este tempo do jeito certo. Talvez você hoje precise de ficar perto de alguém pela última vez e não sabe. Quem de nós não daria uma fortuna para estar só mais um pouquinho junto daquele que amamos, antes que ele se parta para a eternidade?

                             APRECIE ESTE MOMENTO AQUI E AGORA.

                                           

                             Oremos: Abbá (Pai) Amado, eu te peço hoje que retire dos meus pensamentos toda Anedônia, toda a incapacidade de apreciar as coisas, e são tantas as coisas que o Senhor me convida hoje a apreciar. Eu quero alegrar-me sempre, em todas as circunstâncias, mesmo na tempestade ou mesmo na dor. Ensina-me a orar incessantemente, Senhor mesmo quando é tão mais difícil, mesmo que o mundo venha me requisitar eu preciso orar sem cessar. Ensina-me Senhor a dar graças, porque esta é a vontade de Deus a meu e ao vosso respeito!

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Restaura-me Senhor!  Amém

 

                    É possível ter paz no meio da batalha? Paz não é ausência de guerra ou combates ou conflitos,  mas na presença de Alguém maior que a guerra e seus desafios…

                              A paz é encontrada quando alguém está pronto para o desafio atual e já fez tudo  o que deveria ter sido feito. Isto é, envolve principalmente na correta relação consigo mesmo, com os outros e mais especialmente com Deus. Arrependimento leva ao relacionamento correto e a Confissão é o grande presente que Deus tem oferecido a cada um de nós para que encontremos a Paz.

 

                              Santa Joana D´Arc, a donzela de Orleans tinha 17 anos quando recebeu um chamado de Deus para liderar o exército francês, na guerra contra a Inglaterra. Conversando com as pessoas do tempo de hoje, todos vão dizer que esta donzela era francesinha, louca, desvairada e motivada por insanidade. Mas não é a história que a Literatura mais séria nos apresenta. Sim, Sta. Joana recebe o chamado e o coloca em prática. Ela entendeu que todos nós estamos aqui por um propósito e realizar o propósito trouxe a ela, em seus escritos , mesmo nas batalhas,  Paz! Ela tinha paz inclusive enquanto enfrentava os Algozes Ingleses e seus exércitos.  Joana foi  capturada pelos ingleses e injustamente acusada , mesmo em tudo isso ela encontrava Paz! Ela estava em estado de Graça e  dizia:

         – Se eu não estou em estado de graça, Deus me colocou em Sua Graça! A donzela de Orleans tinha 18 anos quando disse isso publicamente.

                             São Pedro nos diz em sua carta, que devemos ser intrépidos para alcançar PAZ ( 2Ped3:8).

                             Paz não é ausência de problemas, estar sem fazer nada, em INATIVIDADE. PAZ não é não estar nem aí, se está em provas finais, ou em entrevista para emprego após a universidade, se der tudo bem e se não der tudo bem também, não, isso não é estar em paz isto é INDIFERENÇA.

                             Paz não é inatividade ou indiferença, Paz te faz mover para estar diante dos problemas com segurança .  A paz é quando você enfrenta um desafio e sente  que  está Pronto, bem postado.

                             Quando um atleta de maratona está para iniciar uma prova e ciente de que  tudo foi feito na preparação de forma correta, como está o atleta? Está em paz, pois fez tudo que precisava ser feito. O contrário é óbvio. Quando não estamos prontos, experimentamos Ansiedade, quando não estamos prontos, ficamos ansiosos e perdemos nossa Paz.

                             Estar pronto, é natural estar em Paz! Pessoas que estão a frente da morte, e mesmo assim estão em paz, experimentam esta paz pois  sabem que estão prontos para morrer, pois dizem que fizeram o que tinha que ter sido feito. Feito o que era necessário.

                             Deus quer que nós estejamos em paz! Por isso sempre nas Escrituras Ele nos convoca a estar em Paz.

                              A primeira coisa que quebra a paz é a Ansiedade. Falta de ação traz ansiedade, inatividade traz ansiedade.

                              Ação é o Antidoto para Ansiedade! Isso quebra a ansiedade e traz Paz! Não garante que você vença, ou que você consiga o emprego,  a nota fora de série, mas traz Paz!

                             Deus não é somente um bom Pai, Ele luta conosco por isso a expressão de quem está em Deus, é exalar Paz! Não importa qual situação esteja passando naquele dia, a Paz repousa sobre os que temem a Deus e andam em seus caminhos!

                             Segunda coisa que tira a nossa Paz é a falta de confiança que Deus esteja conosco. Na nossa última reflexão falamos sobre isso quando o povo de Deus se encontrava diante do mar vermelho com todo o cerco do Faraó, mas Palavra de Deus se apresenta e traz a confiança, faz com que  Deus haja e pela certeza da Sua Presença passaram a pé enxuto pelo Mar Vermelho! Deus quando se manifesta não de detém em generosidade, não faz nada pela metade

                             Quantas vezes nós duvidamos pois estamos em provação real, parece que Deus não está respondendo todos os nossos clamores. Deus nunca está atrasado em Suas Promessas, pois Ele está sempre agindo mesmo que nós não o reconheçamos.

                             No Capitulo 10 do livro de Daniel, Daniel para receber a promessa de Deus, quando ele visualiza a grande provação que o povo estaria sofrendo, uma calamidade iria acontecer. Ele reza por dias, jejua por dias, e não vê Deus agindo, até que tem a visão no dia 24o dia, quando ele tem a presença do anjo, e Deus fala através do anjo dizendo para Daniel que desde sua primeira oração Deus o :ouviu. Ele estará agindo no tempo certo. O anjo diz Daniel: –  Não temais! Deus ouve todas as orações. No mesmo momento pelo rei da Pérsia é induzido por um anjo das trevas e se inicia uma grande batalha espiritual. Os demônios fazem de tudo para retirar dos filhos de Deus a confiança em Deus. Todos nós no nosso dia a dia, estamos sendo tentados para que : a) Não acreditemos em Deus, b) Não confiemos em Deus, c) Não sintamos amados por Deus, d) De que não nos reconheçamos como filhos de Deus.

                              Estamos em uma franca batalha espiritual contínua, e esta batalha quer nos tirar a Paz, mas Jesus nos dá a vitória e restabelece a ordem das coisas e com nosso sim, nos devolve a paz! Duas coisas que tiram nossa paz é Inatividade e falta de relacionamento com Deus, porque quando não nos relacionamos bem com Deus, queremos ser deuses das nossas vidas, e como um deus que se preza precisa controlar tudo, e por não conseguirmos controlar tudo ficamos a mercê das nossas paixões, das nossas ansiedades, das nossas frivolidades e do nosso desespero, muitas vezes traduzidas em doenças  mentais e físicas.

                             A terceira e importante coisa que nos tira a paz é o pecado. Paz não e ausência de guerra, não é a  ausência de conflito, paz é a Presença e a realidade de ter uma correta relação com Deus. Paz também é fruto do relacionamento consigo mesmo( integridade) e com os outros. Esta é a ordem. Ordenando meu coração com Deus eu ordeno comigo mesmo e por conseguinte com os outros.

                             O que significa estar em correto relacionamento com Deus? Significa que você é o que Deus planejou para você, você assumiu o propósito que Deus confiou a você! Como Sta. Joana.

                             O que muitas vezes atrapalha este relacionamento saudável são os problemas de relacionamento. As vezes eu estou com problema de relacionamento com meu Smartphone, ou com meu trabalho, com minha esposa, com meu filho, com meu com meu Colega de Quarto, com meus amigos. Muitas vezes também esses problemas vem do tanto que eu valorizo os que os outros pensam de mim, ou ainda, eu tenho problemas com meu aspecto físico. Pessoas falam mal uma das outras e eu preciso saber entender quando falam de mim e não permitir que isso me tire a paz! Quando alguém fala algo ruim sobre mim eu preciso me perguntar duas coisas: – Isso é verdade ou não? Se for verdade eu preciso ver em que eu preciso mudar. Caso não seja verdade ignorar o que foi falado e não ficar ruminando comigo mesmo ou com terceiros, pois tudo isso tira a paz.

                             Quantos de vocês jovens, que estudam o ano inteiro com seus colegas e vão acumulando problemas de relacionamento, excluem pessoas, não ligam umas para as outras no seu próprio dormitório ou no alojamento.  Quantos de vocês estão em relacionamento amoroso, namorando e não estão tratando uns aos outros de forma saudável e respeitosa. Estes problemas são sérios pois atrapalham a vida do dia a dia, entre idas e vindas, entre crises e brigas, tudo para tirar a paz de cada um. Relacionamentos amorosos são complicados quando são turbulentos.  Tiram a nossa paz.

                             Muitas pessoas estão vivendo como  pessoas casadas sem serem. Querem viver casados antes de serem casados. Estatisticamente e comprovado cientificamente, é a pior coisa que você pode fazer para sua vida futura é namorar vivendo juntos como se fossem casados. Pergunte no dia de hoje como isso estará prejudicando espiritualmente você e quem você diz que ama, que você quer um dia apresentar a Deus Imaculada. O problema é o que fazemos aos outros, quando em sabendo que isso não é santificante ao outro e teimamos  em fazer assim mesmo, pelo nosso próprio prazer, com desculpas de que as coisas mudaram, que agora é assim, e que assim vão sabendo se vai ou não dar certo, podemos afirmar cientificamente que não vai dar! Esperar as coisas faz parte de sonhar juntos e construir um futuro juntos que vai durar, se depender de Deus, nada do que você fizer em Deus irá  falhar! Ele é um pai bondoso mais também Ele sabe educar. Nós muitas vezes dizemos que isso é legal, mas quando temos filhas, mudamos imediatamente de opinião, porque sabemos então como os pais sentem, como as coisas são na verdade e como as coisas sem Deus não prosperam e Deus quer o melhor para nós e isso não é o melhor, por isso perdemos a Paz! Pois não estamos em verdadeiro relacionamento com Deus, nem conosco nem com a pessoa que amamos, simples assim, por isso não há paz!

                             Infelizmente muitos jovens hoje não aprovam e não querem viver o que está na linha acima, mas é a realidade que Deus nos pede hoje, sejamos implacáveis para buscar a Paz! Como mudar esta situação, vá a Confissão para colocar aos pés da Cruz o que passou, onde perdemos o relacionamento com Deus e com os outros. Reconheçamos que estamos levando quem amamos ao pecado, e podemos ser perdoados. Quando vamos à Confissão, glorificamos a Deus, não é um local de vergonha, de perda, mas de Vitória, pois nós honramos Jesus que morreu na Cruz assumindo todos os nossos pecados!  Entregando nossos pecados na Confissão, estamos dizendo a Cristo, Jesus você venceu na minha vida! Pois eu posso pela Confissão nascer de novo, para o Caminho da glória de Deus! Nós não podemos ter medo de ter paz! Pense nisso todos os dias! Eu quero glorificar a Deus, Eu quero Santificar quem está ao meu lado e eu amo e por último quero ter minha consciência limpa, leve para que se o Senhor me chamar hoje eu esteja pronto! Em Paz! Como Joana D’ Arc., que dizia Eu não tenho medo de nada, pois eu nasci para Isso , e quem me confiou esta missão foi Deus!

                            

                                   

                             Oremos: Abbá (Pai) Amado, eu aceito Jesus Cristo como meu Senhor e meu Salvador! Como Daniel eu sei que desde minha primeira oração o Senhor Deus já me ouviu! Que coloca Anjos em minha defesa. Senhor eu quero colocar diante de ti todas as coisas que me tiram a Paz. Todos problemas listados aqui Senhor que me tiram a paz! Tira de mim a Ansiedade, a passividade, minha falta de confiança em ti Senhor e o pecado que está sempre a minha frente. Tira de mim Senhor todas as vezes que eu consciente ou inconscientemente dou ouvidos ao inimigo de Deus em minha vida. Senhor, eu não quero mais ter medo, pois eu nasci para isso, e quem me confiou esta missão foi o Senhor! Não quero mais temer de buscar novo emprego, de lutar contra esta doença, lutar contra  um Vicio, salvar minha família ou quem está ao meu lado hoje. Eu nasci para isso! Para todas as batalhas desta semana e deste tempo, Deus está conosco! Mesmo que esteja nervoso, ou com medo, socorre-me Senhor, pois eu quero estar sempre pronto para minhas batalhas e através delas alcançar a Vitória em Cristo e Glorificar ao Senhor dos Exércitos!

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Restaura-me Senhor!  Amém!

                            

         Quem você é, é um dom, um presente dado por Deus! Quem você se torna é seu  presente para Deus! Deus dá a cada um de nós vários talentos-dons-oportunidades no curso das nossas vidas. Cada um desses dons vem com uma responsabilidade. A variedade de dons que temos, devemos investir o quanto Deus tem investido em nós. Não deixe que  a sua vida simplesmente aconteça.

                  Cada um de nós  tem uma variedade de dons e talentos. Você é responsável desta maneira por eles e pela sua vida. Cada um de nós irá responder pelos caminhos que assumimos em nossas vidas. Deus nos dá a oportunidade de viver uma vida com significado, mas muitas vezes ao final de suas vidas descobrem o tanto que desperdiçaram os dons e a própria vida. Você não deve ser esta pessoa que desperdiçou. Você foi feito para viver uma vida com significado!

                  Esta semana estamos refletindo sobre a Parábola dos talentos.

                  Para começar gostaria de fazer esta pergunta:

– Você gostaria de ganhar na loteria?

Uma pesquisa  recente mostrou que 70% das pessoas que ganham na loteria, perdem tudo em pouco tempo. As pessoas que jogam na loteria, trocam um dinheiro por um pedaço de papel com uma probabilidade imensa de ter jogado este dinheiro no lixo. Sim, se você coloca o dinheiro do seu suor neste tipo de coisa, você não é bom com dinheiro! Talvez você nunca tenha parado pensar sobre isso. Nem estamos falando aqui do vício do jogo. Porque as pessoas que ganham perdem então o dinheiro? Interessante, pois não sabem o que fazer para que este valor seja multiplicado, pois não são colocados em um propósito que o faria prosperar.

Voltando para a reflexão sobre os talentos, parecia muito razoável o empregado que recebeu o dinheiro ter guardado o dinheiro em segurança. A questão aqui é ele recebeu o dinheiro com um propósito, e não para o ocultar.

Talento é figurativo, pois era a moeda da época como uma diferenciação de bronze, prata e ouro. Na linguagem figurada são os Dons que recebemos  e estes todos tem um Propósito e se atingirmos este propósito eles serão prosperados. Assim como falamos no outro capítulo, precisamos gastar nossa vida para os outros e não desperdiçar. A vida tem significado, por isso tudo importa. A vida significada ela nos dá oportunidade de vencer ou perder, mas mesmo quando perdemos crescemos.

         Deus vai nos perguntar ao final da nossa vida o que fizemos com os talentos que Ele nos deu. Vivemos hoje em dia, num tempo, onde tantos talentos estão apresentados. Muitas vezes as pessoas fazem destes dons um Peso, uma carga. Porque? Pois os talentos são dados para um propósito e isso tem todo o sentido. Caso não entendamos assim, carregamos o peso da não entrega, da não comunicação do dom para um propósito. Simplificando, temos uma rede automotiva de distribuição mas nos recusamos a entregar, porém além carga toda que vai perecer a que chega vai se tornar um peso ainda maior. Os dons tem uma RAZÃO definida! Também nos lembrando da reflexão anterior, onde deveríamos rejeitar a passividade e assumir nossa responsabilidade,  aqui isso se  torna imprescindível quando o assunto é Dom e Talento.

No meu primeiro livro Semeando Dons Colhendo Vocações, dediquei um capitulo inteiro a palavra Dom. Dom também é uma das denominações no Veni Creator do Espirito Santo. Então deveríamos assumir em nós os dons que recebemos e colocar a serviço dos outros. Nós cristãos somos chamados a comunicar os Dons todos os dias em todas as oportunidades que a vida nos apresentar. Porque sabemos que a vida tem Significado!

Há diferença entre ser Talentoso e ser Habilidoso ou jeitoso. Talento tem que ter propósito. Não deixe os talentos serem um peso na sua vida. Daí vem a pergunta: – Será que eu quero ter estes talentos? Pois traz comprometimento, será que eu quero colocá-los em ação? Tenho certeza de que se não os colocar vá se tornar um grande peso.

Talento e habilidade traz a reflexão de que uma coisa é o talento natural outra coisa e colocá-lo em prática, exercitar. Nascemos com os talentos mas precisamos praticá-los também.

Daniel Coyle em seu livro Código do Talento desenvolve a ideia de que o mito do talento é pensar que a pessoa nasceu com aquele talento e ponto. Claro que há diferença de ter mais ou menos determinado talento, um teria numa escala de 1-5, como cinco no máximo e outros menos. Mas não para por aí. Mesmo que você seja apenas grau 1, se colocá-lo da forma correta multiplicará e crescerá dentro daquele talento.

         Olhando locais no mundo onde há ilhas de produção de talentos. Em Espartacos na Rússia, há um centro de  excelência em treinamento de mulheres que praticam tênis, e produz neste lugar mais jogadores para a ATP ( top10) do que os EUA inteiro, porque? Porque a genética do lugar favorece pessoas supertalentosas? Não porque ali se pratica a excelência, o desejo de vencer desafios continuamente. Acomodar nunca será a palavra daquele lugar, e assim é no Balé Kirov, entre outros locais do mundo que este fenômeno acontece. No Brasil, o maior gestor de talentos em futebol do mundo, quando foi estudado por um técnico inglês (Simon Clifford  de uma escola de formação em Leeds). Ele  concluiu que não era nada do que se fala por aí sobre o talento natural do Brasil que os motiva a serem os melhores, mas a prática até os doze anos de Futebol de Salão, onde apenas os fortemente habilidosos prosperam, pois não há espaço e não há tempo para tomar decisões. As decisões rápidas e surpreendentes fazem toda a diferença.

         Pois voltando para Leeds, colocando suas observações em prática tem revolucionado o Futebol de base inglês, e os resultados nas categorias de base e semiprofissional tem sido estupendas, isso desde 2016.

         O maior praticante de Crossfit americano diz que os últimos dez minutos de seu treinamento o faz ser vencedor pela dificuldade. O que vivemos hoje é a passividade para aprender. Sentam em suas cadeiras, escrevem algumas coisas e passivamente vão aprendendo. Mas a maneira mais produtiva de aprender é vencer desafios, é fazer testes e tirar conclusões sobre os testes com sabedoria. Nós vivemos uma cultura, como disse em outro artigo, da passividade, do vem a nós o vosso reino, e a vida que nós somos chamados a viver requer batalhas contínuas e desafios vencidos. São Paulo nos exorta a sermos perseverantes em tudo, para um  dia alcançarmos a coroa da glória na eternidade.

         Uma das coisas mais passivas que existe é o manual de instrução apresentada em todos os vôos do mundo. Alguém que nunca colocou um salva vidas na vida, será  que com essas demonstrações  será capaz de se vestir em uma situação real de acidente? Claro que não, mas nós passivamente assistimos estas aulas inúteis para a realidade. O melhor seria naquelas esperas entediantes dar a oportunidade para cada passageiro  colocar os salva vidas e pronto, aula prática é tudo.

         Muitos jovens hoje estão com medo de serem desafiados. Medo de situações de pressão. Muitas pessoas evitam desafios. Contudo se não há desafio não há crescimento! Mesmo quando falhamos, crescemos. Uma cultura atual que tenta domesticar as pessoas, tirando delas o desejo contínuo de desafios. Uma vida sem estresse, uma vida sem graça, uma vida sem esperança, uma vida sem conflito, uma vida sem sentido. Quando estamos no volante dirigindo somos os únicos que não podemos dormir nele. Muitos estão dormindo no volante. O volante é a sua própria vida. Muitos estão deixando que outros dirijam as suas vidas, tomem decisões em seus lugares, até para comer não sabem decidir o que comer, ficam atrasando as filas pela indecisão. Que tipo de vida estamos vivendo e pior ensinando nossos filhos a viver. Para onde estaremos rumando em pouco tempo? Bem, deste modo para lugar nenhum, para a vida desperdiçada e para os dons soterrados.  Pessoas preguiçosas destroem uma geração.

         Iniciativa é a palavra. Na parábola, o servo que não fez nada com o talento é punido pela falta de iniciativa. Iniciativa é ação de quem se põe a caminho. A habilidade de iniciar ou dar  seguimento a  um plano ou uma tarefa, isso se chama iniciativa.

         Inferno é cheio de talentos, Céu é cheio de pessoas que tiveram iniciativas e aqueles energéticos. Não fiquem esperando o grande momento, aproveite os pequenos momentos para que quando o grande chegar vocês estejam preparados. Muitos personagens da Bíblia são assim, mas Davi é o cara. Ele se preparou para o desafio maior, lutando contra as feras do campo, se preparando para os conflitos que a vida o esperava e assim ele os venceu e se tornou após seu chamado um grande vencedor e um grande Rei!

         Hoje é o seu momento que faz toda a diferença. Aos alunos de graduação, pós-graduação, datas para entregar seus projetos, provas, final de semestre, aqui vai meu conselho: – Este tempo é o tempo que o atleta chama de Split final! Tome esta corrida sentindo toda a dor do mundo para acabar, pois vai acabar e você vai ficar bem, tudo vai ficar bem, mas este sofrimento de agora será compensado. Fica na corrida, não desista, são mais cem ou duzentos metros que precisamos finalizar, eu sei, tem pedra, tem neve, tem barro, mas estamos na reta final e depois de passar por tudo que passaram neste semestre não baixe a guarda, nunca pare de lutar, não desista. Quem você é, Deus deu para você, quem você se tornou é o presente que você dá para Deus!

 

         Oremos: Abbá (Pai) Amado, dá-me forças hoje para o combate. Tira de mim toda a passividade, toda a irresponsabilidade. Vem em mim me mostrando claramente quais são os meus dons, oh Pai! Eu sei que tenho tentado usá-los e multiplica-los, mas também sei que tenho fraquejado em muitas situações, por isso peço perdão. Afasta para longe de mim, toda a preguiça e não deixe que sucumba na tentação de desistência, do desânimo, fortalecei minhas pernas e meus músculos para que me mantenha sempre em ordem de batalha até o fim. Senhor, que tudo que eu faça hoje tenha um propósito, e este propósito e fazer a Sua Vontade e conquistar a coroa da Glória. Faz-me fiel!  

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Restaura-me Senhor!  Amém!

 

                                      

            Quando falamos sobre viver uma vida com significado, tenho que mencionar a vida do Guido Schaffer, Servo de Deus e no caminho da sua Beatificação. Terminando sua residência em Clínica Médica passa a dedicar sua vida aos pobres. Guido nunca recebeu remuneração por seu trabalho pois fazia por amor incondicional a Jesus. A vida do Guido tinha significado.  Guido já havia deixado a medicina e ingressado no Seminário para ser Sacerdote quando recebeu o chamado do céu e voltou para Deus, poderia olhar os dias de sua vida e mesmo diante de tanta coisa significativa que fez pelos marginalizados, ultrajados, abandonados, prostituÍdos, doentes, enfermos, cativos, feridos, e mesmo assim se arrependeria dos momentos em que desperdiçou a sua vida em coisas que não o levou a lugar nenhum. Momentos estes que considero aqui como passividade. Isso foi para uma pessoa que foi um autêntico missionário. Mas o mundo iria olhar Guido e dizer que desperdício de rapaz! Um cara bonito, inteligente, culto, saudável, fazendo tudo isso para quê? Qual o propósito disso? Que história é essa de servir Jesus Cristo? Essa Igreja que está sendo tão criticada? O que para o mundo é desperdício de vida, para Deus é vida com Significado! Viver e fazer da sua vida uma eterna doação, vida com Responsabilidade! Santo Inácio de Loiola dizia que deveríamos fazer tudo como se fôssemos os únicos responsáveis! Quanto ferida teríamos evitado, em não esperar do outro e assumir a nossa responsabilidade, assim como Madre Teresa de Calcutá e tantos outros Santos.

                       Honestamente, o que estamos fazendo hoje em nossas vidas é desperdiçar nossas vidas. Nós estamos vivendo e morrendo, existindo, apenas passivamente olhando nossas vidas. Hoje com a minha idade posso olhar minha vida e ver quanto desperdiço. Que desperdiço. Recebemos tantos dons de Deus em nossa vida, conhecimento, sabedoria e de repente paramos de agir, de tomar nossas vidas em um ato de doação! No tempo em que eu caminhava com Guido tínhamos muitos afazeres em Deus, mas tempo depois de sua morte, talvez eu tenha esmorecido e deixado de comunicar aquilo que recebi da maneira como deveria, e penso hoje comigo, que desperdiço! Mas muitas coisas aconteceram no meu caminho, e o Senhor sabe e tem me direcionado novamente para aquilo que Ele deseja que eu faça. Mas sem pensar em toda a minha vida, é claro como não pensar em quanto tempo fui passivo numa vida sem real valor. O mundo nos faz ficar assim se olhamos para ele, pois ele quer que nossas vidas não tenham significado e por isso possamos fazer o que nos der na cabeça, assim como os ateus que não conhecem a Deus. E se não conhecemos a Deus, não temos a intenção de agir, pois o Amor nos faz agir, e Deus é amor!

                       Você entrou na faculdade cheio de sonhos e expectativas e agora você está nos anos seguintes e olha para seu tempo de formação e nota que tem desperdiçado este tempo. Neste tempo de ser o protagonista da sua vida você tem deixado o em torno agir sobre você e tem sido apenas um observador da sua vida, passivo e não um protagonista. Mas a boa notícia é: Você pode mudar sua vida a partir de hoje. A partir de hoje você pode começar a viver uma vida de Significado, de valor! Há algo em você desenhado pelo Criador que faz de você ter significado. Vida com valor e significado já te colocada na vida com Objetivo. Muitas vezes nós olhamos para nós mesmos e vemos esta imagem de coisas muito peculiares para nós e gostamos de ver coisas que poderemos fazer, mas poucos de nós presta atenção nesta visão e apenas alguns de nós AGEM nesta visão para colocá-la em serviço. Vida com PROPÓSITO, isso significa que este propósito faz dele seu OBJETIVO! Aquele dia em que você decide buscar e fazer de tudo para alcançar este objetivo.

                        Muitos jovens hoje vão para a faculdade por alguém disse que depois do ensino médio tem que ir para a faculdade. Você escolhe dentro da faculdade uma profissão porque alguém disse que era para ser assim e a profissão uma especialização porque alguém falou para ser assim e depois casar e ter filhos porque alguém disse que era assim e vamos fazendo as coisas passo a passo sem parar para pensar que, muitas vezes estamos sendo conduzidos, não porque nós decidimos procurar estes caminhos,  mas porque alguém disse que era assim, mesmo que não estejamos onde nós amamos estar, porque somente iremos amar estar onde Deus quiser que estejamos. Todas as coisas acima são boas, desde que sejam por nós abraçadas e não porque as coisas nos abraçaram. Abraçar quer dizer ter significado.

                       Ateísmo quer comunicar que todo este mundo é um acidente. É a visão niilista de tudo. Por isso se justifica fazer tudo aquilo que você quer fazer e nada tem valor. Este é problema. Por outro lado, quando se crê, tudo em volta tem significado e valor. Em Niilismo e ateísmo você não tem nada a perder, mas não tem nada a ganhar. Por outro lado, quando se crê, você pode até perder mas ganhará muito mais, pois crescerá com isso. E tudo o que você faz respeita o que está em volta. Mesmo quando você perde, você cresce! Isso significa um ganho maior. Assim sendo assim não posso mais ser passivo em relação a vida!

                       Quando falamos sobre relacionamento, ou seja, em jovens que se decidem viver um relacionamento e também se contrair em matrimônio, algo muito importante precisa ser apresentado a eles, pois faz toda a diferença. Certas reflexões vão fazê-los parar para pensar para não cometer os erros de outros. Uma das coisas que precisa ser realçado aqui, é que todos homens e mulheres têm suas feridas. Mesmo que já sejam pessoas que trabalham bem suas feridas, já tem inclusive um autoconhecimento adequado, quando a palavra é relacionamento algo maior virá. Muitos de nós cometemos erros inerentes a não colocar as coisas nos devidos lugares, ou seja, o homem em tudo fica querendo deixar que a mulher decida, exemplificando: – o que você quiser querida…Do jeito que você quiser querida e assim vai, este é o lado Passivo masculino em detrimento do não conflito. O segundo lado é a mulher tomando o controle para fazer tudo que ter que ser feito. Controle feminino é a palavra do momento. As frases femininas bem comuns: – Deixa que eu resolvo, este é o problema então deixa comigo. O objetivo é que tudo permaneça perfeito. Mas como tudo aquilo que não se conduz da forma justa acontece é que vai desgastando e um dia, o homem acorda e pensa, como não tenho controle em casa, porque as coisas aqui não estão do meu agrado, porque que ninguém me consulta para tomar as decisões e do lado da mulher vem: – Porque ele não faz nada , não toma as decisões e assim gestam os conflitos. Este arranjo inicial foi de certa forma confortável para ambos os lados mas agora vem o conflito, pois se tornou tenso e agora, o que fazer? Na vida e no relacionamento passividade é uma confortável forma de se eximir de RESPONSABILIDADE! Isso é grave. Muito atual esta reflexão. O objetivo não é rejeitar passividade para ter controle, o objetivo é rejeitar passividade e abraçar Responsabilidade! Como é bom fazer isso antes de se relacionar! Depois é continuidade. Não basta ter a visão, a percepção, mas ação. Há que se ter AÇÃO NA REALIZAÇÃO DAS COISAS! Transformar as coisas em coisas reais. As pessoas mais felizes desta vida são aquelas que as vezes nem estão tão próximas de atingir seus objetivos, mas estão no caminho e isso por si já traz alegria, verdadeira alegria. Quando estas pessoas descobrem as verdadeiras intenções de Deus nas suas vidas, vão muito além até do que estão vendo, e vão feliz. Deus precisa que nós tomemos nosso caminho e coloquemos ação naquilo que Ele coloca no nosso coração.  Onde Ele nos colocar, onde tenhamos que ir, não para resolver problema, mas fazer o que nos é chamado a fazer. Não adianta ir ao Sistema de Saúde, ao Sistema Político, ao Sistema Financeiro para resolver os problemas que estão lá, antes de tudo precisamos ir dentro de nós e resolver o nosso interior, para depois ir para o exterior. Esta é uma grande diferença entre o Ocidente e o Oriente, pois todas as revoluções feitas no Ocidente foram feitas com Guerra, com atos externos, para mudar o sistema, mudar outras pessoas.

No Oriente a revolução é no interior das pessoas, os japoneses dizem que a Revolução Interior é a que mais dará frutos para toda a sociedade. Comece com a revolução dentro de você, mudando as coisas que não deveriam estar lá dentro.  A revolução exterior faz com que as pessoas se tornem más, iradas, cínicas, hipócritas.

Na década de 60 houve o Concilio Vaticano II, claro que há uma boa parte positiva nele, e se perguntamos hoje as pessoas que eram muito dedicadas na Igreja naquela época quando aconteceu, e que ficaram muito empolgadas com ele na época, hoje preferem não opinar sobre o assunto ou estão muito furiosas com a Igreja. Pois a mensagem da época era de que a Igreja iria mudar para que as pessoas mudassem. Acontece, que a revolução exterior e não de cada pessoa não trouxe uma mudança para melhor, pelo contrário as pessoas se tornaram cínicas, arrogantes, hipócritas e muitos se foram da Igreja. A diferença na época pois a promessa era de que a Igreja iria mudar, e as pessoas iriam mudar e ninguém revelou que quem tinha que mudar eram os corações das pessoas que fazem parte da Igreja Universal Católica Apostólica Romana. No Evangelho de Domingo Jesus apontava aos fariseus que tinham o controle de tudo, influenciavam a mudança de tudo no exterior e não o interior. Eles tinham tudo nas mãos em Israel e desperdiçaram.

Hoje precisamos buscar uma vida com significado. Então abramos o nosso coração com São Paulo, aos Tessalonicenses, que exorta seu povo a não buscar apenas interesses mundanos, mas o tempo todo fazer a vontade de Deus, e cumprir seus desígnios para um bem maior. Não importa o que façamos, excelente emprego, excelente trabalho não é o suficiente, mas que   rejeitemos passividade e abracemos nossas responsabilidades, pois Deus no convoca a este salto de qualidade na nossa vida e não uma vidinha, um viver aborrecido constantemente apenas deixando para os outros a chave da nossa felicidade. Não e não, pois não é assim a vontade de Deus a meu e a seu respeito.

Guido viveu sua vida o tempo todo, rejeitando passividade e abraçando a responsabilidade de levar a Palavra de Deus a todos, seja com suas pregações e orações, mas com suas ações em obra de caridade em tão pouco tempo indo para o Senhor tão cedo.  Quantas vezes Guido ia surfar evangelizando, viajando para outras cidades mais distantes evangelizando, diante de todos que Deus colocava em seu caminho. Andando nas ruas de Copacabana, na Lapa, nos becos, estendendo a mão em orações e ações aos miseráveis. Viver assim é viver a vida sem desperdiço. Não podemos viver nossa vida com este tesouro intocável. Precisamos viver com PROPÓSITO! Por que do contrário não é viver, é apenas existir. Mesmo que precisamos viver a partir de hoje somente mais um dia e acabar nossa vida amanhã, teríamos feito algo a mais, para evitar em nós o desperdício. Deus não precisa dessas ações, nós sim!

                      

 

                      

                      

            Oremos: Abbá (Pai) Amado, hoje eu quero te pedir que Sua Destra venha sobre nós, revelando em nós todos seus planos em nosso caminho. Senhor afasta de nós tudo que em nós é desperdício. Tira de nós a Passividade e coloque um desejo contínuo de assumir nossas responsabilidades. Dá-nos um coração Adorador, da sua Palavra e da sua Eucaristia. Afasta de nós toda a tibieza, todo o esmorecimento, o desânimo. Enchei nossa Alma com o Espírito Santo, o Dínamos que no impele a galgar os mais altos degraus de atitudes concretas na construção do Seu Reino, para ao chegar a derradeira hora da nossa partida tenhamos combatido o nosso bom combate e assim alcançar a coroa dos Santos!  

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Restaura-me Senhor!  Amém!