Ontem pudemos ver Persona Cristi, o Santo Padre Papa Francisco,  fazendo sua Via Sacra, sob seus ombros todo o peso da humanidade aterrorizada pois o Inimigo assola os continentes e pelo mundo a morte, o choro, o medo e as lágrimas. Vimos o Sucessor de Pedro abrir as portas do Céu ao  traçar o sinal de Cruz sobre a Humanidade e todos nós pudemos com ele falar, chorar, ouvir e ser refugiar nos braços de Maria e junto de Jesus Cristo o Salvador na Cruz Sagrada. Ouvimos o Evangelho segundo São Marcos quando Jesus acalma a tempestade e o vento e pergunta: – Por que temais? Homens de pouca fé!  E neste momento o mundo está procurando um Refúgio, para se defender de algo que não enxergam. Olham para todos os lados e buscam a ciência. Como entender? Olham para os governantes, quão difícil suas ações em momentos tão nebulosos, e lembram desta Palavra: Por que temais? Homens de pouca Fé! O meu e o seu lugar é no Senhor. O Senhor é o meu Refúgio, de quem temerei? 

No momento seguinte o Santo Padre acompanhado de longe pelo seu acessor se dirige para o interior da Basilica e alí traz Jesus Sacramentado aos seus olhos e os do mundo inteiro. O tempo em pudemos nos refugiar no Céu foi indescritível, quantas pessoas no mundo voltaram para o Senhor por aquele momento! Acharam o Refúgio. Em meio a toda espécie de desespero, o Senhor ontem foi Esperança aos abatidos e refúgio aos possuídos pelo medo e desespero. O tempo foi eterno,

Recebemos a Benção do Próprio Jesus Cristo, nosso Salvador e Redentor que anunciava ali naquele momento, Eu venci o mundo! 

Os efeitos da benção Ubi et Orbi de ontem, todos nós veremos com nosso próprios olhos a partir daquele momento na Itália e no mundo todo. O olhar de Jesus de Amor ao mundo que o profana, que o ofende , que o viola, que o persegue, que promove sacrilégios abomináveis, que o humilha, que o nega, que o renega, que o despreza. Deus é fiel. Jesus na Cruz toma todo o pecado do mundo e diz ao Pai, foi por cada um deles, e também :- Perdoa pois eles não sabem o que fazem! 

O NOSSO REFÚGIO ESTÁ EM DEUS QUE FEZ O CÉU E A TERRA! A chuva aumentou após a benção pois a natureza obedece o seu Criador e fomos lavados, com o Espirito Santo sendo derramado em todos os cantos da terra, mais ainda na China onde Igrejas foram destruídas em nome de sua ideologia anti-cristã. Em todos os rincões da Terra ouvi-se a Palavra de Jesus no Evangelho: – Por que temais? Jesus em sua benção nos disse aos brados e quando Eu for elevado atrairei todos a mim! 

E depois de muito tempo ontem as 15hs, hora da Misericórdia experimentamos a Verdadeira Paz que é Jesus! Nosso único Refúgio! Amém

 

 

 

 

 

VOCÊ NUNCA VAI TER O SUFICIENTE DAQUILO QUE VOCÊ NÃO NECESSITA

 

            Por que esta geração atual tem MEDO de não ter o suficiente. Aqui no Rio de Janeiro, nesta semana, um certo supermercado faz aniversário e por isso seus preços são muito em conta. Filas se formam na abertura, parece Black Friday nos EUA, as pessoas se atropelam, as pessoas vão abarcando tudo o que está em promoção nas lojas, vindo para fora o pior de cada um, consumindo coisas dentro da loja e deixando lá dentro sem pagar, uns esbarrando nos outros e carregando caixas, pacotes, pilhas de coisas. Será que usarão tudo o que compraram? Será que terá valido a pena tanta violência para obter tais coisas? Será que conseguiram determinar o SUFICIENTE para suas vidas naqueles dias? Talvez tenham medo de não ter o suficiente! Tem pessoas que vivem dentro de apartamentos ou casas onde as coisas vivem amontoadas. Tem um programa de TV que mostra pessoas que vivem com tanto apego, que mal tem espaço para caminhar em suas casas! Qual o motivo para tamanho desequilíbrio mental?

            Recentemente um estudo realizado pela Universidade Cornell em Nova Iorque sobre pessoas e alimentos. Neste estudo onde 180 pessoas foram colocadas em mesas onde elas não sabiam do que estaria acontecendo, somente que seria servido sopa. Eles iam tomando a sopa e não se davam conta de que pelo fundo a tigela ia se enchendo. Somente duas destas 180 pessoas descobriram que havia um refil, pois uma olhou por debaixo da mesa e viu os tubos e uma outra levantou a tigela para beber mais rápido e ao encontrar resistência descobriu os tubos. O restante tomou duas vezes e meia o que uma pessoa normal tomaria sem se dar conta.

            Outro estudo eles faziam testes com pessoas com pipoca e filme! Os pesquisadores tinham colocado pipoca armazenada por 5 dias, imaginem o gosto de pipoca velha! E neste dia eles serviam essas pipocas em dois tamanhos e ao final do filme eles perguntaram o que as pessoas acharam do filme e da pipoca. Apesar de todos reclamarem da pipoca eles pegaram e comeram toda a pipoca do maior tamanho, e a conclusão foi de que não tinham comido pipoca o suficiente. Esta ideia de não ter alcançado o suficiente ronda a cada um de nós todos os dias.

            Nós queremos mais, e não temos o suficiente. O problema que é parece sempre que não vamos ter o suficiente. Apesar de hoje vivermos num tempo entre os mais confortáveis de toda a história. Nós temos todas as facilidades em nossa própria casa. Não precisamos ir ao banheiro fora de casa, ao contrário temos vários banheiros, temos tudo ao nosso alcance. E mesmo nestes tempos as pessoas são tão apegadas a tudo, que não abrem mão de nada, mesmo sem precisar.

            Neste dia venho com a mensagem de São Paulo ao Romanos que nos diz: –  O Senhor irá nos suprir de tudo que necessitamos. Mas em nossa cultura não temos a noção do que é suficiente, cultura do consumismo. Mesmo sabendo que hoje nós temos necessidades, hierarquias de necessidades, há um primeiro nível de uma pirâmide sobre   conforto social que é: Habitação, alimentação e vestuário. Segundo nível psicológico que é: Aceitação, Amor e entendimento. E o último é o nível da nossa aspiração, auto realização. Diferença existe entre necessidades e vontades. O que realmente nós necessitamos!

            Alguma coisa muito poderosa está a minha volta que me gera ansiedade se eu vou ter o suficiente. Precisamos ter a consciência da diferença entre necessidades e frivolidades. Muitos de nós não temos a noção desta diferença e necessitamos saber. Muitas das nossas coisas são opcionais e não necessidades.

           

Como todos nós somos influenciados hoje em dia com toda esta era de tecnologia. Às vésperas do lançamento da nova versão do telefone da moda, em ter o novo, o maior em tamanho e o maior em memória. Para quê?  O nosso está funcionando perfeitamente sem problemas, mas tememos não acompanharmos a evolução e não termos o suficiente, aqui em memória e velocidade e autonomia. Estamos refém dos nossos desejos. Quando deixamos nossos telefones em casa, temos que voltar, pois não podemos ficar sem ele! Cultura da dependência e da ansiedade.

            Recentemente um jovem me contou sobre sua vida e me disse que ele estava arrasado, pois sua namorada havia finalmente terminado com ele. Mas ao contar a história ele também relatou que esta era a oitava vez. No final ele concluiu que não estava arrasado por ela o ter deixado, mas por ter medo de ficar sozinho e ninguém o encontrar pelo caminho.

            Nós nunca poderemos ter o suficiente daquilo que não precisamos!

            Por isso vivemos na cultura do excesso e o problema da cultura do excesso, quando me encho de coisas que eu não necessito, chego a conclusão de que eu vivo numa cultura do EXCESSO e por isso é uma cultura de INFELIZES!  É a cultura do MEDO. Nós precisamos aprender a viver sem todas as coisas. Para ser feliz, nós precisamos aprender a viver com todas as coisas e também sem elas. Na abundância e na privação total. Por isso é possível ser feliz tendo e não tendo. É possível ser feliz saudável ou diante de uma doença.  Mas atenção, precisamos ter cuidado para não nos confundir de sermos livres em Cristo, com minimalismo. Pois nestas circunstâncias de falta das coisas um Cristão se levanta com Jesus Cristo sendo o self supply, ou seja, o Senhor vem em socorro das nossas misérias e fraquezas e nos faz continuar sendo felizes mesmo sem termos nada. Pois Ele disse, quem perde tudo por minha causa será rico no Reino do Céus. Não junte para si tesouros aqui na terra, onde tudo passa.

            Quando São Paulo escreveu sobre o Senhor vem em sua suplência, em Filipo, ele estava preso, numa prisão absurdamente terrível. Não sabia se voltaria a comer um dia, as situações daquelas prisões eram miseráveis. Mas quando faltava comida ele jejuava, e as vezes faltava mais e ele jejuava ainda mais, e sobre todo este caos, ele sabia em quem ele punha sua confiança. Suficiente é um ato de Fé! Saber que o Senhor vem em socorro das nossas fraquezas fortalece o nosso coração para as terríveis provações.

            Suficiente é o ato de Fé! Eu digo isso, porque eu confio em um Deus fiel! Mesmo que não tendo o que eu necessito hoje, eu ainda tenho o que eu preciso, pois eu tenho um Jesus que se mantém em movimento na minha vida!

            Retorne comigo para o tempo do povo de Israel no deserto, onde Deus fazia chover sobre eles o Maná e dizia: – Pegue apenas o que vocês necessitam para este dia, nada mais. É o suficiente.

            Eu convido a todos para este semana e para este dia. Talvez hoje para você seja parar com Netflix, mídia social, facebook, TV, internet, seja lá o que você não consegue parar e se concentre no seu tempo, para dizer BASTA, é o SUFICIENTE! Aqui se aplica oração, jejum e penitência. Isso clama  por disciplina! Saber dizer Não, trará de volta as suas mãos um ato de fé, e o controle da sua vida!  A oração me traz de volta para o olhar ao transcendente e me isolar de todos estes estímulos externos. Toda vez que nós desligamos nosso PC, nosso fone, nossa TV, fazemos um ato de Fé. Deus nos quer felizes e não ansiosos.

            Por fim, saibamos dizer: – Eu tenho o suficiente. Faça esta semana este exercício de viver alegre e livre, quebrando todo aquilo que bloqueia sua vida hoje de ser mais determinado e disciplinado. O que está me tornando ansioso e escravo desta tecnologia, sem saber o momento correto de desligar. Levante seus olhos para o monte de onde vem seu socorro, peça ao Senhor que quebre toda a raiz de ansiedade e medo e no momento seguinte o Senhor já estará fazendo você colher o pão do céu, trazendo Alegria e Liberdade.

           

                       

 

Oremos: Abbá ( Pai) Amado, hoje eu quero te pedir, ensina-me o momento certo de parar! Ajuda-me a passar mais tempo no silêncio da oração, ouvindo tudo o que o Senhor está me dizendo para este dia! Afasta-me de toda ansiedade, frivolidade, medo, insegurança, necessidade de auto-aceitação, curiosidade exagerada nas informações. Dá-me Sabedoria para reconhecer hoje todos os excessos da minha vida e restaura o meu coração na Paz que somente vem de Ti! Eu quero dizer não e saber discernir o que é SUFICIENTE na minha vida e assim viver feliz sendo na penúria ou na abundância.

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Restaura-me Senhor!  Amém!