Eu sou fruto do batismo no Espírito Santo

“Tudo aquilo que sou e que faço é resultado da graça do batismo no Espírito recebido naquele dia”

É uma verdadeira ressurreição! O Senhor está ressuscitando um povo. Somos resultado dessa ressurreição! Pessoalmente estive numa situação, que talvez foi a pior da minha vida; com risco até de perder meu ministério. Sofri uma grande depressão em virtude do ressentimento e da mágoa que sentia pelos meus superiores e meus colegas. Fui ao fundo do poço…

Foi então que o Senhor veio e me dei a grande graça: o batismo no Espírito Santo. O Senhor não me deu um paliativo qualquer! Ele derramou sobre mim o Espírito! Estava no fundo do poço. Meu colegas nem percebiam. Na verdade, nem mesmo eu percebia toda a situação. Estava mal, muito mal. Somente hoje, ao olhar para trás, vejo como estava correndo risco.

cancaonova.com

Não é possível esquecer a data: 02 de novembro de 1971! Não aconteceu nada de espetacular. Pelo contrário, tudo se deu na maior simplicidade. Foi um simples dia de retiro para os nossos seminaristas. O Padre Haroldo J. Rahm, SJ, dirigia neste dia o retiro: ele nos apresentou a Renovação Carismática . Não consegui entender o que era o batismo no Espírito, nem os carismas. Pela teologia, possuía apenas um conhecimento teórico dos carismas. Mas, nunca havia presenciado a manifestação deles. Até levei um susto. Fiquei perplexo diante daquela realidade surpreendente: o carisma das línguas e das curas acontecendo na Igreja Católica! Era difícil de imaginar o batismo no Espírito Santo entre nós, católicos.

Mas aconteceu comigo, pela graça de Deus. Desejei-o do fundo do meu coração. O padre Haroldo impôs as mãos sobre nós no final da missa apenas para que recebêssemos o derramamento do Espírito Santo. Desejei muito e o Senhor me deu a graça. Ele me batizou no Espírito Santo, mas não senti nada de especial naquela hora.

Leia também:

:: O Espírito Santo dá sabor e alegria ao coração

:: Vinde Espírito Santo!

:: Conduzidos pelo Espírito ao deserto

“Tudo mudou na minha vida…”

Porém, a partir daquela noite, tudo começou a mudar na minha vida… Comecei , então, a rezar como nunca tinha rezado antes! Não foi, ainda, oração em línguas! Era no ano de 1971 e o começo da Renovação Carismática Católica aqui no Brasil. Pouco sabíamos sobre o dom das línguas; nem tínhamos experiência.

Tudo começou a mudar… Até mesmo o arrependimento dos pecados do dia-a-dia que carregamos! Sentíamos um arrependimento muito grande diante de tudo o que era pecado. Tinha necessidade de perdão, por isso sempre ia me confessar. Tudo mudou na minha vida… e continua a mudar , graças a Deus, já há mais de quarenta anos.

Sou resultado do batismo no Espírito Santo; ele não foi infrutífero em mim. Aliás, sou obrigado a testemunhar: ele foi muito eficaz. Digo isso sem exaltação, pelo contrário, quero afirmar, com humildade, que tudo aquilo que sou e que faço é resultado da graça do batismo no Espírito recebido naquele dia.

(Texto retirado do Livro – Reinflama o Carisma do Monsenhor Jonas Abib – Fundador da Comunidade Canção Nova).