Investir a vida na Missão

Nossa vida se passa em torno da realização da missão.

Ao criar uma obra, Deus o faz com uma finalidade, um objetivo, uma missão. Digo de outra forma: Deus tem um objetivo quando cria uma obra, e Ele já o imprime nela ao criá-la. O objetivo faz parte da essência, da natureza da obra: é-lhe natural. Uma obra realiza a parte do projeto de Deus que lhe é própria ao lado de muitas outras; e todas juntas realizam a totalidade desse projeto. 

A missão de uma obra não depende da livre escolha de pessoas, muito menos acontece por acaso. Ela está na obra como semente viva. Como uma planta que cresce, a obra se desenvolve e vai realizando aquilo para que foi criada. Posso dizer sem medo: a Canção Nova é uma obra-prima de Deus. Ela teve um lugar só seu na mente criadora de nosso Pai. Tem um lugar na vontade ativa do Pai que vai realizando continuamente seu projeto até terminá-lo. E tem um lugar no coração do Pai que contempla sua obra em desenvolvimento e se alegra com suas realizações. 

Ao pensar na Canção Nova, Deus a pensou com as pessoas que, no decorrer dos tempos, haveriam de realizá-la. Deus nos criou Canção Nova. Fomos pensados juntos. No decorrer do tempo, surgiríamos um depois do outro, mas já fomos pensados juntos. Fomos concebidos num único ato criador. Fomos criados Canção Nova com o ser Canção Nova, com a missão Canção Nova. Fomos criados para a missão. Fomos criados juntos por causa da missão. 

Foto: cancaonova.com

Somos o que somos por causa da missão

Fomos criados tal qual somos em vista da missão. Cada um de nós é o que é (o próprio ser, a própria identidade) por causa do objetivo de Deus: a missão Canção Nova. Nós, em conjunto, essa criação coletiva de Deus, somos o que somos por causa da missão que Ele destinou à Canção Nova em seu projeto total. Essa missão vai se realizar por meio de nós,  e só por meio de nós. Somos a “empreiteira” que realiza a parte do projeto que lhe cabe. Nela, cada um tem seu lugar específico e seu trabalho próprio. 

É no desempenho da tarefa de cada um que a missão para a qual o Pai destinou a Canção Nova vai se realizando. Cada um desenvolve a tarefa que lhe é própria, que é, portanto, essencial na realização da missão. Em outras palavras, a missão só vai se realizar se cada um ocupar seu lugar e realizar seu trabalho, aqui e agora. A missão evolui. O agir específico de cada um vai se evidenciando, e a pessoa vai descobrindo e assumindo pouco a pouco. Mas é preciso que cada um, no ponto em que está, assuma e realize bem o trabalho que agora lhe compete. Isso é essencial para que a missão aconteça. 

Leia também:

:: Dar a vida pela evangelização

:: A nossa missão é preparar a Segunda Vinda do Senhor

O segredo é investir a vida

Cachoeira Paulista é, hoje, a maior e mais importante frente de missão Canção Nova, e também o centro propulsor da missão. Lá vivemos em função da missão. Lá a realizamos, aperfeiçoamo-nos nessa realização. Lá nos preparamos para empreender novas frentes de missão, para que ela se dê plenamente. Portanto, estamos em Cachoeira Paulista, assim como em qualquer outro centro do carisma Canção Nova, por causa da missão. Por causa desta, estamos juntos, em comunidade; assumimos e desempenhamos os vários trabalhos; estudamos e nos aperfeiçoamos. Nossa vida se passa em torno da realização da missão. É uma graça; é um privilégio investir a vida nisso. 

A expressão é forte, mas é esta mesma: investir a vida. O segredo está em empenhá-la plenamente. Este é o segredo também para a felicidade e realização dos que são chamados a viver a Canção Nova em suas várias frentes de missão.

Do livro: Canção Nova: uma obra de Deus de Monsenhor Jonas Abib.