O fundamento de toda vocação

O que é vocação? Qual é a minha vocação? Como seguir uma vocação? 

 Em algum momento da sua vida você já deve ter feito tais perguntas. Quando se fala de vocação as primeiras palavras que vêm à nossa mente normalmente são: chamado, escolha, decisão, missão, etc. Tudo isso é verdade e engloba a realidade de uma vocação, mas falar de chamado, escolha, decisão, missão não é suficiente para retratar o fundamento de toda vocação.  

Foto: Arquivo pessoal de Tiago Marcon/cancaonova

Por fundamento de vocação entende-se um acontecimento que está na origem da resposta vocacional, e tal fundamento não pode ser outro senão o encontro com Aquele que chama. Falando da importância desse encontro, o papa emérito Bento XVI ensina que “no início do ser cristão, não há uma decisão ética ou uma grande ideia, mas o encontro com um acontecimento, com uma Pessoa que dá à vida um novo horizonte e, desta forma, o rumo decisivo” (Deus Caritas Est,n.1). Assim, parafraseando Bento XVI podemos dizer que no início da caminhada vocacional há o encontro pessoal com Jesus e não um conjunto de requisitos ou regras a serem cumpridas.

Leia também:

:: Como discernir se a vocação é um projeto de Deus ou um projeto pessoal?

:: Deus insiste em nos chamar

:: Como reconhecer a própria vocação?

A chave de toda a Canção Nova

Na história da comunidade Canção Nova é possível verificar esse fundamento. Monsenhor Jonas Abib mostra isso ao dizer que a experiência de seu encontro pessoal com Jesus, em julho de 1964,  se tornou a chave de sua vida e de toda a Canção Nova.

Enfim, você que hoje se pergunta qual é sua vocação, precisa entender que a clareza dessa resposta será consequência desse profundo encontro com o Senhor. Em outras palavras podemos dizer que, o primeiro chamado do Senhor é para nos encontrarmos com Ele! Pois só a partir desse encontro com o Senhor nos tornamos capazes de ouvi-Lo e descobrir qual Sua vontade para nossas vidas. Você já viveu a maravilhosa graça do encontro pessoal com Jesus?