Padre Pio, intercessor da minha vocação!

A descoberta de uma amizade

Como é bom falar sobre amigo! A palavra de Deus já nos diz: “Quem teme ao Senhor terá também uma excelente amizade, pois seu amigo lhe será semelhante” (Ec 6,17). No ano de 2011, ingressei na Comunidade Canção Nova, no Colégio São Manuel em Lavrinhas (SP).

Dava-se início a mais bela aventura, de uma busca pela santidade, numa vida comunitária com meus irmãos de turma. Mas essa aventura me revelou descobertas lindas e tristes próprias do ser humano. Foi assim que se deu minha amizade com São Padre Pio, que considero como pai. No decorrer dos dias morando em Lavrinhas, percebi que meus irmãos de turma tinham santos de devoção que eram seus amigos, mais eu não tinha. Até pensei: “Sou de outro mundo!”, e fui correndo falar com a Tânia Sabino, minha formadora na época, sobre essa realidade: “Tânia, não tenho santo de devoção”. Ela, em meio a risos, falou: “Você tem, mas ainda não percebeu. Durante esta semana, reze para ele aparecer”.

Fiz conforme a formadora pediu. Durante a noite, rezava pedindo a Deus para que esse amigo do céu aparecesse. Já era quarta-feira, e nada desse amigo. Rezei quase chorando: “Senhor, se tu tens um amigo no céu pra mim, que ele apareça”. Naquele mesma noite, eu acorde e viu um homem de barba vestido com hábito marrom. Ele sentou-se na minha cama. Adormeci e, no dia seguinte, no período da tarde, fui fazer a limpeza da biblioteca. Ao mexer na prateleira, caiu no chão um papel, e, quando eu o peguei, era a foto do homem que tinha entrado no meu quarto. Sai correndo em direção a casa da Tânia, falando “esse é meu santo de devoção”. Desde sempre tenho feito várias experiências, tenho falando dele para outras pessoas, e sou surpreendida.

Leia mais:

.: A missão no Polo Educacional da Canção Nova

.:A sadia convivência nos fundamentos da Canção Nova

Os santos nos escolhem

No ano 2018, irmã Zélia rezou por mim, e, na oração, ela viu a imagem de Santa Gemma Galgani de joelho rezando, ou melhor, intercedendo por mim. E Deus falou para irmã Zélia: “Ela é intercessora dessa minha filha”. Quem tem um pai como São Padre Pio ganha de presente uma Santa Gemma Galgani. São Padre Pio recomendava aos filhos espirituais a devoção a Santa Gemma, que chamava de “A Grande Santa”. E quando falava dela, comovia-se até as lágrimas e convidava seus filhos a conhecer esta alma predileta como amiga do céu. Padre Pio chamava carinhosamente Santa Gemma de “a Santona”.

Santa Gemma Galgani e Santo Padre Pio espalharam por todo o mundo o perfume de santidade, e resta a nós louvar a Deus com agradecimentos por ter nos doado criaturas tão resplendentes de amor e de virtude!

Quem encontrou um amigo encontrou um tesouro! E você, já encontrou o seu? Os santos nos escolhem. Nossa vida é para o céu. Ou Santos ou nada!

Santa Gemma Galgani, rogai por nós!

São Padre Pio, rogai por nós!