Semeadores da Esperança

Vá e semeie as sementes da paz, do amor e da esperança.  

O Reino de Deus está próximo. Por isso, levante a cabeça, reanime-se, porque a  nossa libertação se aproxima. Essa é a grande esperança dos combatentes do Senhor. A esperança que devemos viver é a que nasce de uma certeza: o Senhor virá e a sua vinda está próxima. É essa certeza e essa esperança que devemos levar  a muitos.

Quando chegar o mundo novo, estaremos livres das conseqüências que o pecado acarretou: a morte, as doenças, a fome, a miséria, as injustiças, as guerras e então a dor, o pranto, a angústia… Estaremos  livres de todo mal. Esta é a nossa esperança: passaremos por muitas dificuldades e tribulações até esse dia chegar, mas, enfim, veremos um Mundo Novo, onde a justiça e a paz se abraçarão; e o amor e a alegria hão de reinar.

O agricultor se enche de esperança, por isso ele não desanima. Ele enfrenta o trabalho duro que precisa enfrentar, mas com a certeza, da qual  nasce a esperança e ele logo verá um milharal e, neste milharal,  verá espigas de milho granados e a festa que se faz com os produtos do milho.

A esperança nasce da certeza da fé. Por que hoje há muitas pessoas desanimadas e depressivas? Por que atualmente as pessoas são cada vez mais propensas à depressão? Não estou menosprezando as pessoas que sofrem desse mal, pois todos estão sujeitos a adquiri-la e, nos tempos atuais, isso é muito comum. Por isso, nós, cristãos, precisamos nos encher das verdades de fé. 

Foto: HeungSoon por Pixabay

Somos convidados a viver a esperança

Quando apenas olhamos as dificuldades e os problemas, ficamos sem esperança e, conseqüentemente,vivemos desanimados. Por isso a Igreja, muitas vezes ao dia, nas missas que acontecem em todos os lugares no mundo inteiro, logo depois da consagração, dizemos: “Vinde Senhor Jesus” . E logo após o Pai Nosso: “Enquanto, vivendo a esperança, aguardamos a Vinda do Cristo Salvador, nós, da Canção Nova, insistiremos nisso.

O cristão e todo homem precisa viver de esperança, porque se perdemos a visão do que vem; se perdermos o objetivo, morremos. Morremos espiritualmente, psicologicamente, fisicamente, e Deus não quer a nossa morte, mas sim a nossa vida.

Somos convidados a viver a esperança, que já é certeza. Ou seja, vivemos na esperança da vida eterna, mas ao mesmo tempo em que já participamos dela aqui na terra, ela só será alcançável em sua totalidade após a morte. A fé na salvação orienta toda a nossa vida.

Não podemos dizer: “nossa esperança acabou, está tudo perdido”, “minha família não tem mais jeito, este mundo não tem mais jeito”. Não é verdade. Nada é impossível para Deus! Você tem conserto. Deus não te considera como uma lata de lixo ou uma sucata.

A esperança da ressurreição

Deus tem filhos e filhas que ama. Ele nos ama mesmo quando estamos na miséria, quando pecamos ou mesmo quando estamos perdidos. Deus sempre nos acompanha, porque somos filho e uma filha, e Ele se condói com a situação de seus filhos.

O nosso dia-a-dia de cristão precisa ser vivido como num dia de Páscoa: Dia de alegria, de jubilo e de vitória! Essa é a esperança que deve estar no coração do combatente: a esperança da ressurreição.

O Senhor quer que, na sua pequenez e na medida que puder, você seja um semeador da paz, do amor e da esperança com Ele e por Ele. 

Não tenha medo de enfrentar situações reais e concretas da vida, não tema as pessoas que, muitas vezes, estão confusas e enfermas pela falta de perdão, pelo desânimo e pelo sofrimento… Vá e semeie as sementes da paz, do amor e da esperança.     

                   

Oração 

Obrigado, Senhor, porque estas certezas, que quem nos dá é o Espírito Santo. Não é auto-sugestão, Senhor, é o teu Espírito Santo, que nos faz viver da fé, e por isso  da esperança. Assim, mais uma vez hoje, Senhor, enche-nos com teu Espírito Santo. São Gabriel, que trouxe o anúncio impossível de que Maria conceberia, por obra do Espírito Santo, o Filho de Deus. São Rafael, dá-nos a certeza da fé, de sermos homens e mulheres cheios de esperança. São Miguel Arcanjo, dá-nos a graça de acreditarmos como Maria. Que se possa dizer de nós o que Isabel disse: “Bem aventurada és Tu porque creste e porque creste acontecerão em ti as coisas que foram ditas da parte do Senhor.”

Em nome do Pai do Filho e do Espírito Santo.