Façamos três bons propósitos para 2017, este Ano Nacional Mariano, por amor a Deus e a Virgem Maria.

É muito bom que no início do ano façamos bons propósitos, por isso, em 2017, neste Ano Nacional Mariano, somos convidados a fazer três excelentes propósitos relacionados a Santíssima Virgem Maria. Estes propósitos são oportunos não somente por causa do Ano Mariano, mas também pela comemoração que o motivou, que é o jubileu dos 300 anos de Nossa Senhora da Conceição Aparecida. Além disso, são oportunos por que em 2017 também celebramos os 100 anos das aparições de Nossa Senhora do Rosário de Fátima.

Façamos três bons propósitos para 2017, este Ano Nacional Mariano, por amor a Deus e a Virgem Maria.

Nossa Senhora da Conceição Aparecida

Sendo assim, no início deste Ano Mariano, somos chamados a fazer os seguintes propósitos: 1. Empenhar-nos com grande fervor em nossa vida de oração, nas nossas penitências e em nossos sacrifícios, por amor a Deus e a Virgem Maria; 2. Praticar a devoção dos primeiros sábados em reparação das ofensas cometidas contra o Imaculado Coração de Maria; 3. Consagrar-nos a Virgem Santíssima ou renovar com novo fervor a nossa entrega total.

Receba o conteúdo deste blog gratuitamente em seu e-mail.

O espírito de oração, penitência e sacrifício

Em Fátima, as aparições do Anjo da Paz ou Anjo de Portugal e de Nossa Senhora concederam aos três pastorinhos – Lúcia, Francisco e Jacinta – a visão espiritual de que, especialmente em nossos tempos, é urgente fazer orações, penitências e sacrifícios, pela conversão e salvação dos pecadores. Pois, são muitíssimas as almas que se perdem no Inferno por não terem quem reze e faça penitências e sacrifícios por elas.

Numa das aparições do Anjo da Guarda de Portugal, que precederam as aparições de Nossa Senhora, ele disse aos pastorinhos, que descansavam à sombra das árvores:

Que fazeis? Orai! Orai muito! Os Corações de Jesus e Maria têm sobre vós desígnios de misericórdia. Oferecei constantemente ao Altíssimo orações e sacrifícios.

Como nos havemos de sacrificar? [… perguntou a pequena Lúcia].

De tudo que puderdes, oferecei um sacrifício em ato de reparação, pelos pecados com que Ele é ofendido, e de súplica pela conversão dos pecadores. Atraí, assim, sobre a vossa Pátria, a paz. Eu sou o Anjo da sua guarda, o Anjo de Portugal. Sobretudo, aceitai e suportai com submissão o sofrimento que o Senhor vos enviar[1].

Estas palavras do Anjo da paz ficaram gravadas profundamente na alma dos pastorinhos como uma luz, que os fazia compreender quem era Deus, como Ele os amava e queria ser amado. Lúcia, Francisco e Jacinta também entenderam o valor do sacrifício, que este era agradável a Deus e, em consideração de seus esforços, que convertia os pecadores. A partir desse momento, os pastorinhos começaram a oferecer ao Senhor tudo que os mortificava. Passaram a deixar de lado coisas boas e lícitas, como o descanso, as brincadeiras, o alimento que mais gostavam, para entregar a Deus em forma de sacrifício, penitência, jejum, oração. Diante disso, inspirados pelos pastorinhos, façamos também nossas orações, penitências e sacrifícios.

A devoção reparadora ao Imaculado Coração de Maria

A devoção dos cinco primeiros sábados em reparação ao Imaculado Coração de Maria começou a ser revelada no dia 13 de Junho de 1917, quando aconteceu a segunda aparição de Nossa Senhora em Fátima, Portugal. Nesta aparição, Lúcia, Francisco e Jacinta testemunharam a primeira grande manifestação do Imaculado Coração de Maria, vendo-o cercado de espinhos, que pareciam cravados nele. A respeito desta visão, os pastorinhos compreenderam que era o Imaculado Coração de Maria, ultrajado pelos pecados da humanidade, que queria reparação[2].

Em 10 de Dezembro de 1925, em Pontevedra, na Espanha, a Virgem Maria apareceu a Irmã Lúcia e revelou em que consiste a devoção reparadora dos cinco primeiros sábados – em reparação das ofensas cometidas contra o seu Imaculado Coração – e como esta deve ser praticada:

1. A Confissão: devemos confessar nossos pecados, de preferência no primeiro Sábado do mês. Entretanto, caso seja impossível, ou muito difícil, podemos confessar-nos com antecedência de oito dias ou mais. Porém, lembramos que uma das práticas desta devoção é a comunhão reparadora. Por isso, é necessário estar em estado de graça no primeiro Sábado do mês, para poder comungar nesse dia. Sendo assim, é mais prudente que nos confessemos na semana do primeiro sábado.

O requisito fundamental da Confissão, e todas as outras práticas desta devoção, é a intenção reparadora das ofensas cometidas contra o Imaculado Coração de Maria. Esta intenção não precisa ser dita ao Sacerdote, mas apenas apresentada a Deus em oração, antes da Confissão. No caso de esquecermos essa intenção reparadora, podemos coloca-la na próxima Confissão. Todavia, devemos aproveitar a primeira oportunidade que tivermos para nos confessar;

2. O Santo Rosário ou Terço Mariano: devemos rezar o Rosário ou pelo menos o Terço no primeiro Sábado do mês, na intenção da reparação das ofensas cometidas contra o Imaculado Coração de Maria. Nesse Sábado, as pessoas que já rezam o Terço ou o Rosário diariamente devem rezar pelo menos um Terço a mais do que o de costume, com a intenção reparadora;

3. Os 15 minutos de companhia a Virgem Maria: devemos permanecer na presença de Nossa Senhora em oração durante pelo menos 15 minutos, meditando sobre um ou mais dos 15 mistérios do Santo Rosário, na intenção reparadora ao seu Imaculado Coração.

A título de sugestão, podemos meditar os mistérios do Rosário da Virgem Maria conforme a Liturgia: no tempo do Advento e do Natal, podemos meditar os mistérios Gozosos; no tempo da Quaresma, os Dolorosos; no Tempo Pascal, os Gloriosos; no Tempo Comum, aqueles mistérios que mais dizem respeito à Liturgia do dia ou do Domingo;

4. A Comunhão reparadora: devemos participar da Santa Missa ou da celebração da Palavra e comungar, na intenção de reparar as ofensas cometidas contra o Imaculado Coração. Não nos esqueçamos de que a comunhão é o ato mais importante da devoção reparadora ao Imaculado Coração de Maria. Por isso, devemos nos preparar bem para receber o Corpo do Senhor e comungar com profunda reverência, com na intenção da reparação.

Lembramos mais uma vez que a intenção reparadora é essencial em todas as práticas da devoção dos cinco primeiros sábados. Sem essa intenção em todas essas quatro práticas, a devoção não é válida. Sendo assim, não deixemos de formular a intenção reparadora ao Coração Imaculado de Maria antes de todas as quatro práticas desta devoção.

A consagração a Santíssima Virgem Maria

Neste ano Mariano, somos convidados a fazer o propósito de nos consagrar a Virgem Maria ou de renovar, com novo ardor, a nossa consagração. Para nos consagrar, há vários modos, mas vamos tratar somente do método de São Luís Maria Grignion de Montfort, o grande apóstolo da Virgem Maria, por ser o mais bem formulado teologicamente e o mais profundo espiritualmente.

No seu clássico livro “Tratado da Verdadeira Devoção a Santíssima Virgem”, São Luís Maria nos ensina a respeito da consagração a Nossa Senhora: “Esta devoção é um caminho fácil, curto, perfeito e seguro para chegar à união com Nosso Senhor, e nisto consiste a perfeição do cristão”[3]. Além disso, no Tratado, o Santo nos dá ainda muitas outras razões para nos consagrar. Ele também nos apresenta as razões teológicas da consagração e um método tradicional da Igreja para nos entregar inteiramente a Jesus, pelas mãos de Maria.

Primeiramente, somos todos convidados para a leitura ou releitura do Tratado, para o conhecimento ou aprofundamento do conteúdo desse precioso livro de espiritualidade mariana, que foi o segredo da santidade de São João Paulo II, São João Bosco, São Pio de Pietrelcina e de muitos outros santos. Depois da leitura, escolhemos uma data e, pelo menos trinta dias antes, começamos a fazer as orações preparatórias para a consagração.

Assim, Neste Ano Nacional Mariano, somos chamados a assumir o propósito de nos consagrar, ou renovar com novo fervor a nossa entrega total, a Virgem Santíssima. Pensemos também no propósito de entregar nossas orações, penitências e sacrifícios a Nossa Senhora. Por fim, coloquemo-nos o desafio de nos firmar na prática da devoção dos primeiros sábados, em reparação ao Imaculado Coração de Maria. Essas práticas, além de desagravar o Imaculado Coração de Maria, beneficiam muitas almas. Lembremos de que muitas almas se perdem no inferno por que não terem quem reze por elas.

Imaculado Coração de Maria, rogai por nós!

Links relacionados:

CANÇÃO NOVA FORMAÇÃO. Saiba quais são os tipos de jejum.

PADRE PAULO RICARDO. A lei da abstinência.

PADRE PAULO RICARDO. “Moda” não, mudança de vida!

TODO DE MARIA. A consagração a Maria passo a passo.

TODO DE MARIA. A reparação ao Coração Imaculado de Maria.

TODO DE MARIA. Penitências e sacrifícios dos pastorinhos.

Referências:

[1] PADRE LUÍS KONDOR. Memórias da Irmã Lúcia, p. 168.

[3] SÃO LUÍS MARIA GRIGNION DE MONTFORT. Tratado da Verdadeira Devoção a Santíssima Virgem, 152.


Natalino Ueda é brasileiro, católico, formado em Filosofia e Teologia. Na consagração a Virgem Maria, segundo o método de São Luís Maria Grignion de Montfort, explicado no seu livro “Tratado da Verdadeira Devoção a Santíssima Virgem”, descobriu o caminho fácil, rápido, perfeito e seguro para chegar a Jesus Cristo. Desde então, ensina e escreve sobre esta devoção, o caminho “a Jesus por Maria”, que é hoje o seu maior apostolado.

8 Comentários

  1. Estou ansiosa em receber pelo email o conteúdo do ano Mariano, desde já agradeço

  2. Oi boa tarde !
    Pode me passar um conteudo sobre ano Mariano para uma reuniao de Liturgia ?

  3. Maria valquiria silva santos

    Muito bom o conteúdo,apendendo cada vez más sobre, os proposítos de Deus em nossas vidas, é maravilhoso

  4. Manoel Custódio da Silva Júnior

    Peço orações de todos Cristoes pois sou pecador e quero me livrar dos meus pecados e almentar minha fé em Cristo que assim seja em nome de Jesus estou com uma causa muito difícil depois de um acidente de moto perdi o olfato e o paladar a mais de 3 meses ,mais sei que o Sr. É Deus do impossível então faça esse milagre em minha vida ajudem- me fazendo uma corrente e eu volte a ser feliz obrigado em nome de Jesus AMÉM 🙏 🙏

  5. quero renovar minha consagração pelo método Monfort neste ano mariano e ser inteiramente de maria no sim de cada dia.

  6. A Maria nossa mãe. quero entregar a ela os meus meus pecados a seu filho Jesus Cristo nosso irmão para que interceda por nós a Deus Pai. Os meus pecados estão a fzer a sofrer a minha familia, as duas minhas filhas Quinilfa e Odetty que tem falta do basico para viverem. Não tem comida, não roupa, nao tem sapato, quando estão doente não medico ou infermeiro, não tem casa propria para habiterem condignamente. O que o Pai ganha não é baixo de mais para satisfazer as necessidades basicas. como comida, saude, vestuario escola. Nossa senhora, fazei com que os meus pecados não seja para elas, pois elas são inucentes dos meus problemas. Ora por nós santa mae de Deus, para tenham o necessario como pao na mesa, saude condigna, escola e habitação própria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com