Dando continuidade a nossa série, qual é o plano, hoje falarei um pouco sobre algo muito peculiar que é fazer parte de um grupo. Por exemplo, quando você tem um irmão ou irmã mais velhos na escola e as pessoas te tratam, como se todos nós desta família fossemos iguais. Ou, ainda quando você é parte do time de algum esporte da escola e você fica conhecido como fulano do futebol, parecendo que são todos iguais.

            Hoje é o dia de Todos Santos, ou seja, todos são iguais. Mas uma correção, no meio desta nossa série o Plano é ser Santo, ok? Então, no meio deste mundo tenebroso somos chamados a ter um plano e cumprirmos para sermos Santos! Com a ajuda  de Deus, com Sua Graça , um dia, este dia será o meu e o seu dia!

            Quando olhamos para a vida dos Santos, pensamos que todos são iguais, mas não é assim. Eles vêm de várias culturas, nacionalidades, caminhadas, enfim, cada um tem sua história.  Eu gostaria de mencionar esta frase que tem ajudado a muitas pessoas, começando por mim: – Todo Santo tem seu Passado!

            São Pio de Pietrelcina ( Padre Pio), disse certa vez: No caminho da Santidade, do nosso Plano, lembre-se que com sua vida deve ser assim: – Seu Passado na Misericórdia de Deus, seu Presente na Graça de Deus e seu Futuro na Providência de Deus. Assim somos chamados a Santidade.

            São Paulo era um cara muito educado por um Doutor da Lei da sua época, Gamaliel. Por outro lado Pedro, pescador bem pouco educado, Madalena prostituta de luxo da época e por outro Nossa Senhor, virgem e Imaculada, de todos os lugares Deus os chamou e os reuniu na Comunhão dos Santos.

            São Tomás de Aquino que ao fazer seus votos foi posto a prova pelos próprios irmãos que contrataram uma prostituta para seduzi-lo, e para tristeza dos irmãos ela foi rejeitada. Por outro lado Santa Terezinha que não apenas se santificou tão cedo, morreu cedo e teve seus pais santificados e ainda mais três de sua família.

            Lembrem-se de Santa Catarina de Siena que em sua modéstia e um coração apaixonado por Jesus e cheio do Espirito Santo, trouxe de volta o Papa da época de Avignon ( França) para Roma. Analfabeta se tornou Doutora da Igreja e se comunicava em seu livro Diálogo que ninguém mais do que o PAI CELESTE.

            São Francisco Sales nosso formador de Santos, patrono desta séria, dizia: – Descubra sua identidade e Viva Bem!. Como Deus criou todas as árvores frutíferas para que em sua estação dessem frutos, Deus nos chama a dar muitos frutos de Santidade na Estação, que é a nossa passagem nesta vida a caminho do Céu. Não importando a sua classe social e sua profissão. Deus está te chamando hoje para dar frutos os quais foram plantados em seu coração.

            Todos os Santos tem uma coisa em comum: – Jesus e devoção a Maria! Todos tiveram a mesma coisa: – UM PLANO!  Este é o segredo. São Francisco Sales dizia que a vida de um homem no caminho da santidade requer ESTRATÉGIA! Isso poderia ser traduzido como REGRA DE VIDA!

            Ninguém gosta de regras para vida, a menos que elas sejam justas e justificáveis. Nós temos uma marca interior de querer sempre sermos rebeldes de alguma forma, e quebrar as regras, por isso a Obediência é uma virtude comum dos Santos e em alguns é totalmente inquebrável como Santa Miriam de Jesus Crucificado, ou Santa Mariam ou ainda a Pequena Árabe.

            Todos os jogos têm regras. O objetivo das regras é proteger os participantes.

            A regra precisa honrar os participantes. A Regra de vida não é restritiva, não é injusta, não é uma estradinha qualquer é uma autoestrada. Se você não tem uma regra para sua vida, você passa apenas a agir de forma apenas reativa! Pense nisso! Se você não tem limites, mapas, contornos, você se perde a cada dia, nós passamos a ser controlados pelas circunstâncias ou pelo ambiente. Daí eu não posso mais ser espontâneo, eu me torno escravo. Com um bom plano, com uma boa Regra eu tenho liberdade. Jesus  disse que se Ele não te libertar você não será realmente livre.

            Quando você desenha seu mapa, sua Regra, faça isso começando hoje, como alguém que se preocupa com você  e quer o seu bem. Não faça isso como um tirano, ou ditador, alguém que quer ser derrubado, mas pense nisso, neste tempo que vivemos, precisamos destes pilares  para não sucumbirmos. Para isso antes de desenhar e traçar o Mapa e a Regra de Vida, precisamos ter a certeza de que nos conhecemos bem, pois ao traçar esta regra teremos a certeza de que nós somos capazes de cumprir tudo isso porque conhecemos nossas fraquezas e fortalezas e temos a Graça ao nosso favor.

            Então começamos nossa séria perguntando quem nós éramos, depois de saber quem somos podemos cumprirmos o que somos BEM, depois fizemos a pergunta chave do Por que! E Agora a pergunta de hoje é ONDE nós estamos?

            O mapa pode estar todos certinho com todos os detalhes, mas se faltar um pedaço estratégico se torna inútil e este pedacinho é : – ONDE VOCÊ ESTÁ!

            Nós sabemos para onde estamos indo, para o céu, queremos ser santos! Mas onde estamos agora? Em todo este caminho onde estou agora? Quais são minhas batalhas e minhas forças? Eu não posso utilizar a Regra de Vida de outra pessoa, pois são as regras desta outra pessoa e não a minha! Nós estamos em diferentes posições no mapa. Hoje eu tenho caído em um certo pecado repetidamente? Hoje eu tenho tido um momento em meu dia para estar com o Senhor?

            O que tem acontecido na minha vida que tem me tirado de onde eu estou? Quanto das coisas da vida atuais tem me distraído. O que tem me impedido de ser quem eu sou e ser bem?

            Muito cuidado de quando estamos fazendo este exame sincero de consciência não cair na armadilha da Comparação e da Condenação! Não faça isso, não se compare ou se condene, apenas observe e aprenda!

            Para seguir adiante eu preciso APRENDER e seguir!

            Certo dia, alguém perguntou ao Monge o que eles faziam o dia todo no Mosteiro? O monge respondeu: – Nós caímos e nos levantamos, caímos e nos levantamos e estamos sempre lutando através da vida! Por isso precisamos do mapa e da regra, pois sabemos onde nossas fraquezas nos faz cair. E se estamos na Regra, levantamo-nos pelo cajado da Misericórdia de Deus! Santo é aquele que também cai, mas que levanta rápido pela Misericórdia de Deus!

            Santo é o pecador que não desiste nunca!

            Nós criamos nossos mapas e tomamos o cuidado para construirmos também as muretas de proteção, para que estejamos sempre dentro do perímetro da nossa segurança, lembre-se de que ao construir tudo isso, fazemos isso porque nos amamos e desejamos tudo de bom para nós. Pense também que onde você constrói muretas outras pessoas podem não precisar delas. Cada Regra e Mapa serve para cada individuo pelas características peculiares de cada um!

            Jesus hoje no Sermão da Montanha nos ensina qual o caminho da Felicidade ainda nesta vida terrena. Estas Palavras de Poder nos ensina como nosso mapa está apoiado e as muretas da nossa estrada. Quantas pessoas hoje estão sofrendo de algo que tira você do agora e aqui, claro as distrações mas também a procrastinação.

            Todos nós sabemos onde caímos e quais as circunstâncias que nos fazem cair! São nesses locais e nos devidos momentos que devemos construir nossas muretas para não cairmos no abismo de novo! Isso serve na minha vida pessoal, na vida conjugal, na vida profissional e na vida religiosa. Sim, vigiai e orai para não cair é estabelecer muretas onde o trajeto do nosso mapa apresenta perigos iminentes.

            Meu convite para esta semana é saber ONDE VOCÊ ESTÁ e estabelecer as muretas da sua vida, onde a fraquezas e as batalhas maiores.

            Vivendo assim, um dia celebraremos o seu dia HOJE!

 

 

Oração: Abbá Pai. Hoje dia de todos os Santos. Eu desejo ser Santo Senhor. Ou Santos ou nada. Preciso hoje, com sua ajuda identificar ONDE ESTOU e quais são as áreas minha vida que precisam de ser construídas muretas de proteção para que não venha a cair no abismo. Sim Senhor, dai-me a Graça cada vez mais do Autoconhecimento e da força para combater o que há em mim que precisa ser reconhecido para ser combatido, sabendo que mesmo assim ainda irei ter quedas, mas confiando na sua Misericórdia eu me reerguirei até o fim!   Obrigado Senhor, Louvado Seja Seu Santo Nome! Amém.

 

                       

 

 

 

 

Como estou?

 

 

            David Brooks é um colunista do New York Times e recentemente publicou um artigo que fala um pouco sobre, como cada um de nós pode olhar uma situação e agir ou não! Ele conta a história real de uma cantora de pop rock e seu melhor amigo que também era da banda. Um dia eles estavam indo para um show e de repente o produtor ligou e disse que o show havia sido cancelado. A razão do cancelamento se deu pois, houve uma denuncia na internet que este cara havia enviado uma foto indecente  para uma fã  e que havia viralizado, se tornando algo bastante impróprio. Apesar do cara ter se retratado com ela e negado tudo, ela levou a situação a sério, foi para o facebook e escreveu um textão dizendo o quanto isso era sério, e que ele não fazia mais parte da banda. Pois bem, tudo na sua vida ficou arruinado e ele perdeu emprego, contatos e estava em uma condição bastante deprimente.

            Dois anos depois acontece algo parecido com ela. Esta história foi revelada quando a cantora ainda estava no High School(ensino médio), e que também envolvia foto dela e outra pessoa e que rapidamente viralizou, ela se tornou motivo de ódio das pessoas em sua volta e foi demitida da banda. Ela foi abandonada, discriminada e condenada à solidão. Sua carreira não existia mais. Ela disse que se sentia como um monstro. O Podcast que David Brooks mencionava finaliza com a entrevista do garoto que escreveu o post sobre a Cantora revelando tudo e levando-a a ruina. E David perguntou: – Como você se sente sobre isso ? – O Garoto respondeu: – Bem, me sinto incrivelmente prazeroso em destruí-la. Eu não ligo para o que aconteceu com ela. Eu não ligo se ela está viva, morta ou o que quer que seja.

            A pergunta para nós hoje é: – Como nos sentimos quando lemos tudo isso ? Como nós olhamos tudo isso ? Assim começamos nosso segundo capítulo da série: Como eu me pareço ? Como eu vejo as coisas ?

            Hoje, podemos responder a tudo isso de acordo com São Paulo aos Coríntios: – Não nos conformemos com este mundo mas mudemos a nossa maneira de pensar e reagir. Nós precisamos olhar o mundo como cristãos! Aprendamos com Chuck Wilson, grande evangelizador americano, figura carimbada nos presídios de segurança máxima dos EUA, respeitado por todos. Não importando onde ele estiver, a primeira pergunta que ele faz é: – O que é para você Cristianismo ? Muitos respondem que é Religião, uma filosofia…Ele diz: – Cristianismo é uma Visão do Mundo! Pois muda toda a nossa maneira de pensar e de ver o mundo.  Isso é importante pois A VISÃO DETERMINA NOSSO DESTINO! Se eu olho o mundo como o mundo, eu vou terminar condenando como o mundo faz, excluindo, porque se eu excluo eu retiro a minha opção de amar. Agora se eu olho o mundo como Cristo ( cristianismo) então eu acabarei observando e olhando e agindo como ELE.  Então como  eu olho, como eu me comporto quando há uma situação como esta acima ? Quando alguma pessoa faz alguma coisa errada como eu me comporto em relação a isso ? Eu me excluo, eu digo que isso não tem nada a ver comigo, ou que aquela pessoa merece pagar olho por olho dente por dente, ou pior ainda, em tempos de mídia social, eu tiro minhas conclusões condenatórias baseadas nos comentários ou críticas. Cada um deles tem a tentação de olhar para os exemplos acima e tratá-lo como NINGUÉM.

            Corinto antes da evangelização de Paulo era uma cidade do pecado, tipo como chamamos hoje Vegas. Eles contudo foram chamados  a uma tremenda conversão. Onde abunda o pecado superabunda a graça.  Paulo chega na cidade e ao  chegar encontra-se em  uma das comunidades um rapaz tendo um relacionamento com a esposa do pai dele. Paulo levanta a voz e diz: – Vocês não estão fazendo nada com relação a isso ? Parecia que todo mundo estava achando que aquilo era normal. Alguém faz alguma observação como se o cara fosse assim  mesmo, e tudo que ele fizesse se justificava pelo jeito dele. Não, não, Paulo se levanta e adverte . Quando nós olhamos algo errado perto de nós, e não falamos nada, muitas vezes estamos agindo assim porque NÃO É NOSSA RESPONSABILIDADE! Como assim ? Nós como Cristãos, não podemos olhar as coisas como  o mundo as olha. Não, nós somos  um povo que tem Mestre e este se chama Jesus e Ele não quer que nós vivamos uma vida como se a eternidade não existisse, ou como se nós fossemos politicamente corretos, quando devemos denunciar o que está errado. Quando não fazemos nada, estamos tratando aquela pessoa que está no erro como NINGUÉM! É tratá-los com desprezo.

            Deus envia seus profetas e os capacita para quando vir o Mal, denunciá-lo. O que nós como Profetas, pois batizados que somos, devemos sim tomar responsabilidade pelas coisas de Deus e denunciar o Mal. Ezequiel o profeta, deveria publicamente denunciar o Mal, pois sua motivação era a Justiça. Deus diz a Ezequiel que denuncie constantemente as obras do maligno pois se não, as outras pessoas irão ver as obras e achar que é normal. Irmãos e irmãs olhe para o Brasil hoje. Quantas pessoas fazendo coisas erradas com o povo brasileiro. Enganando, caçoando da cara de pessoas de bem, criando histórias difamatórias, liberando bandidos para a rua, prendendo pessoas de bem, atropelando a verdadeira ciência em favor de implantação de estratégias de medo e assim poderem trazer a pacificação falsa. Meus irmãos, pense se todo batizado brasileiro, consciente da moral e do direito, com a missão de denunciar as obras do maligno, se se pusessem a proclamar nas praças o que está acontecendo, nós teríamos a nação mais abençoada do planeta.

             Em Gálatas 2, Paulo adverte Pedro que vivia nos meios dos gentios ( pagãos) agora convertidos e quando chegavam os Judeus convertidos Pedro ficava meio enrolado com relação a comida e outras coisas. Paulo vai dizer : – Não! Somos um só povo, Jesus ensinou que deveriam ser irmãos e irmãs sem distinção. São Paulo diz: – Eu Publicamente critico Pedro face a face! Pedro estava dando mau exemplo publicamente e desta forma Paulo o corrige também. Para que todos soubessem qual é a regra, pelo bem da Justiça. Fazendo isso ele não estava se desfazendo de Pedro, mas sim, se ele estivesse ignorando Pedro.  Há também a segunda fonte da responsabilidade :- Relacionamento.  Se seu irmão (alguém que tem relacionamento contigo) pecar contra você, corrige particularmente. Muitas vezes nós fazemos tudo, menos isso. Levamos nossos problemas para os outros e não resolvemos com aquele que é  a nossa responsabilidade ( relacionamento). Assim não somente irmãos, colegas de trabalho, filhos, ainda mais, na nossa vida conjugal. Como é importante ouvir a palavra de um esposo ou da esposa: – Não me amola! Sim amolar, é tornar o instrumento cortante reto, preciso e cortante! Sim, nas correções das imperfeições vamos corrigindo quem amamos.

            Então o primeiro passo é pessoal e privado para correção. Caso não funcione, precisamos de mais alguém para esta conversa.  A maioria de nós, quando não funciona de modo particular e pessoal, tendemos a agir com se a pessoa fosse ninguém, ou seja, para mim  chega, não é mesmo! Então, não é o que Jesus diz: – Chame alguém de confiança para esta conversa.  Quantas vezes casais necessitam trazer alguém de fé para uma conversa sincera, pois vale a pena brigar por este relacionamento e não um com o outro. Seja persistente. E se não funcionar, traga para a Igreja! Trazer para Igreja significa oferecer tantos caminhos na Igreja que pode agir em cada um, grupo de oração, Missa, Direção Espiritual , Adoração e por aí. Não existe vencedor, existe vitória no relacionamento. Isso pode ser aplicado dentro do Prolife, não apenas luta para evitar o Aborto mas para derrotar toda a indústria do aborto.       

            Quando estamos lutando por alguém e o que estamos fazendo está machucando mais a outra pessoa do que a nós é hora de pararmos,  pois estamos fazendo alguma coisa errada.

            São Tomás de Aquino diz que: Talvez quando alguém apresentar uma pessoa para você, que tem o mesmo problema que você, Ele diz: – Quando Deus enviar alguém assim em sua vida, aprenda a não julgar a pessoa, a não condenar a pessoa, mas crescer com ela.  Pense nisso, nós somos fracos e miseráveis no mesmo problema que a outra pessoa, então que eu saiba crescer com ela, para juntos podermos nos livrar destas fraquezas que nos leva as nossas frequentes quedas, e convide esta pessoa a se arrepender contigo.

            Jesus termina dizendo apesar de  tudo isso, se você já fez tudo, foi paciente e persistente, foi compassivo e no final nada funcionar, é o risco de tudo isso. Mas você fez o que era para ser feito, pois existe o limite do outro sempre.

            Muitas vezes nós ficamos tristes com todos aqueles que tentamos e não trouxemos para dentro, Jesus vai dizer que devemos tratá-los como gentios e cobrador de impostos, não que Jesus não amasse a todos, mas eles preferiram ficar do lado de fora. Então a grande pergunta hoje é : – De que lado você deseja ficar hoje, de dentro ou de fora ?

            Como eu me pareço? Mesmo no meio do mal, eu olho para a Pessoa e não para o pecado! Como eu luto ? Como Cristãos,  nós lutamos pela pessoa. Para vencer com a  pessoa!

           

           

            Oração: Abbá Pai. Como eu me pareço hoje para o Senhor, meu Deus? Hoje eu te peço que me ensine a não julgar, a não ficar nas aparências e saber quando oportuno denunciar as obras do Mal. Não deixes que eu me torne omisso, em tantas coisas erradas que tem assolado nossa família, nossa cidade, nossa nação e nosso planeta. Que eu diminua e que o Senhor cresça em mim! Que cada passo que eu der na direção do meu irmão seja para maior honra e glória de ti Senhor!  Obrigado Senhor, Louvado Seja Seu Santo Nome! Amém.

 

AUTOCONHECIMENTO

 

 

            Nós frequentemente somos um mistério…mesmo para nós mesmos. Contudo , Nós católicos devemos buscar um lugar onde possamos alcançar o autoconhecimento, desta maneira seremos expostos aquilo que nos revela. Diante de quem nos somos revelados? Deus nos revela quando nós buscamos o seu caminho. Santo Agostinho dizia:- Conhece-te e Domina-te.

            Muitos jovens partilham comigo ao longo deste tempo a respeito do namoro, e no meu segundo livro, Ecos Do Silencio, me dediquei a trabalhar bem a questão sobre Autoconhecimento, pois assim devemos buscar, antes de qualquer relacionamento, a verdade sobre nós mesmos, para então nos darmos a conhecer.

            Uma vez um casal veio a uma consulta e no meio da  consulta a menina começou a reclamar do namorado que muitas vezes ele ficava em silêncio , e ela começou a desconfiar da sua atitude, como se estivesse escondendo alguma coisa dela, o que  foi engraçado, pois quando eu o questionei, nem sei porque, ele respondeu: – Eu muitas vezes não estou pensando em nada. Quando vejo um objeto para mim é aquele objeto, e não diz nada a respeito disso para mim. Sua atividade cerebral naquele momento está em hibernação,  pensando em nada.

            Um Estudo de Ressonância Funcional mostrou que em descanso os homens pensam em nada enquanto as mulheres pensam em muitas coisas diferentes.

           

             Por outro lado muitos de nós não gostamos de pensar em certas coisas, pois elas nos revelam coisas que simplesmente não queremos recordar. O Salmo 140(141) nos ensina que precisamos Guardar os nossos lábios e as nossas Palavras. “Ponde, Senhor, uma guarda em minha boca, uma sentinela à porta de meus lábios.” Salmo 140(141)

            Para muitos de nós esta é uma lição diária. Quantas vezes nós ao final do dia nos lembramos de tantas coisas estúpidas que dissemos durante o dia. Claro, que muitas vezes nossas palavras foram de sabedoria quanto mais nós buscamos a Sabedoria para pô-la em prática.  

            Guardar os nossos lábios! Quantas vezes estamos nos escondendo atrás do que estamos falando. E muito mais, pois através dessas palavras começamos a FINGIR. Hipócrita é a palavra que em grego significa ATOR. Quando a palavra de Deus diz hipócritas, está dizendo que os nossos atos demonstram como se estivéssemos num palco. Quantas situações nós estamos conversando com alguém e de uma forma descarada estamos fingindo. Damos com a cabeça concordando com algo que tampouco conhecemos, entendemos ou pior, temos como verdade. Mas estamos ali como atores, fingindo para sermos aceitos na conversa. NOSSA CAPACIDADE PARA AUTODECEPÇÃO É IMENSA!!!

            Quantas vezes no final do dia não reconhecemos a nós mesmos? Nós não apenas fingimos para as pessoas ao nosso redor, mas a nós mesmos. Precisamos transformar nossa autodecepção para Autoconhecimento. O PRIMEIRO PASSO PARA VIDA ESPIRITUAL É AUTOCONHECIMENTO.
            No livro do Eclesiástico há dois pontos dolorosos em Autoconhecimento. O primeiro, é quando falamos. O  nosso coração se revela quando nós falamos. E também o teste que revela nosso coração são as provas que passamos, e como nos comportamos. Assim FALAR E PROVAÇÕES SÃO as fontes dolorosas do autoconhecimento.

            Quantas pessoas não querem falar pelo fato de não ter ainda uma ideia melhor antes de se pronunciar. Por outro lado há pessoas que entendem melhor o assunto enquanto falam. Quando vemos um casal que é assim, é muito interessante, o que fala e  o que não fala.

            Quantas vezes nós somos criticados pelo que falamos, de uma forma ou de outra às vezes com sorrisos, sarcasmos, enfim…Desse jeito,  eu não falo o que eu penso para não revelar meu coração para você! Pois quando eu falo, eu mostro que há em meu coração. Muitas vezes quando eu não tenho certeza do que há em meu coração, eu finjo, e  eu não sabendo o que há em  meu coração, eu não me expresso sobre aquele assunto.

            Tente escrever o que está em seu coração. Grande exercício. Quando você acha que sabe sobre alguma coisa, tente escrever sobre aquilo e veja se você realmente sabe. Então verás que muitas contradições ficarão super óbvias, muitas inconsistências aflorarão, porque palavras revelam o que há em nosso coração, mesmo que a gente não acredite  no que estamos falando. E Quando alguém te pergunta: – Você acredita nisso? Você responde:- Claro que não! E Vem a segunda pergunta: – Então porque você está falando? E você responde: – Eu não sei! Eu não acredito mas alguma coisa em meu coração se mostra numa fraqueza a respeito disso. Nossas palavras revelam o que há em nosso coração! Ou ainda algo mais profundo.

            Para ilustrar como tudo isso é potente dentro de nós. Um padre americano de origem polonesa no século passado, conhecido por ser muito destemido, encorajado, abnegado por missões, se voluntariou para evangelizar a União Soviética. Então foi  enviado para a Polônia, que logo se tornaria ocupada pela União Soviética. Em duas semanas foi capturado e colocado na prisão. Durante um ano, todos os dias foi interrogado e torturado mentalmente. Até que um dia não resistindo mais assinou documentos contra a Igreja e contra América. De volta a sua sela, destruído, totalmente dilacerado em seu coração, só restava então ele e Jesus. Pois as suas fraquezas, suas misérias, suas feridas internas fizeram com que ele se tornasse um traidor. As palavras revelam nosso coração, mas também as PROVAÇÕES. 

            O ouro é provado no fogo, e assim nosso coração.

            Assim é a nossa vida, nós começamos nossa caminhada louvando a Deus, dando glória a Deus e nos sentindo muito motivados à Caminhada. Mas quando chegam as provas, as doenças, a falta de emprego, o abandono, as piores provas demonstramos o que há em nossos corações. Quem se conhece vai até o fim, a autodecepção dá lugar ao autoconhecimento. Pois o que nos sustenta é a Misericórdia de Deus! E a nossa confiança que prospera.

            Deus não está se divertindo com as nossas provações, ele está derramando o seu amor e a sua força quando mais nós realmente necessitamos. E isso São Paulo irá dizer: Quando sou fraco é que sou forte, pois o Senhor vem em Socorro das minhas fraquezas; 2Cor12-10. O que Deus está demonstrando no mais profundo da nossa necessidade onde Ele revela o mais profundo da sua Misericórdia. O Poder e a Bondade vem de Deus!

            O homem bom tira boas coisas de seu coração e o mau coisas más. Você somente acha dentro do seu coração aquilo que você coloca. O fruto da árvore mostra a qualidade da árvore. Onde estiver seu tesouro ali estará seu coração. Você tem uma alma cuidado com ela. Cuidado com a Lei da Exposição . O que você expor seu coração, sua mente, assim ela se tornará. Muito cuidado com a LEI DA EXPOSIÇÃO.

            Eu vejo tantas feridas em meu coração, tantas fraquezas de onde elas vem? Lei da Exposição. Pessoas que gastam tanto na minha vida que não me fazem bem, mídias que eu consumo, músicas, filmes, séries e assim vai.

            Que tal ao invés de coisas que tem fim em si mesmo, eu não gastar mais tempo com a Palavra de Deus e com Adoração. Lei da Exposição. Eu me torno semelhante Aquele que eu contemplo.

            Esse é tempo favorável a tudo isso acima. Autoconhecimento deveria ser nesse tempo o objetivo de todo jovem nesses dias. Lembre-se que as Palavras e as Provações revelam o nosso coração e deveria revelar o nosso melhor, e o que eu ainda não fui curado ou melhorado posso  oferecer diante de Deus o que eu preciso para me tornar verdadeiro, à imagem e semelhança Dele.

           

            Oremos: Abbá (Pai) Amado, antes de iniciarmos a Quaresma eu preciso de me conhecer, entrar nas profundezas do meu coração e expor ao Senhor minhas maiores feridas e fraquezas. Eu te ofereço a ti Senhor tudo que em mim precisa mudado! Então eu quero que minhas palavras e atitudes, desafios e provações estejam todas contigo e em Suas Mãos, pois se tenho o Senhor ao meu lado eu não vacilarei!

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Restaura-me Senhor!  Amém

 

 


Você pode ser muito mais feliz tirando estes obstáculos do seu caminho
Tudo o que repetimos inúmeras vezes, com o tempo, pode ser entendido pelo cérebro como verdade. Somos responsáveis pelas coisas que repetimos.
A forma como falamos e pensamos e as coisas que fazemos afetam drasticamente a nossa vida.
Abaixo, segue uma lista de hábitos autodestrutivos que você deve se esforçar para deixar de fazer ainda hoje.
1- Culpar outras pessoas pela sua infelicidade
Ninguém está aqui para dizer que pessoas não te fizeram mal, mas a maneira como você segue e se reconstrói após situações ruins é o que definirá o seu futuro. É aquela velha história: não podemos mudar o que aconteceu, mas podemos mudar o nossos olhar com relação ao que aconteceu. Também é importante lembrar que perdoar não é ficar junto, perdoar é voltar a ser feliz e seguir em frente. Procure ajuda, faça terapia, mas não pare no tempo em que foi ferido(o). O caminho é para frente.
2- Repetir frases que te depreciam e generalizá-las:
Sou um completo fracassado;
Nunca vou dar certo na vida mesmo;
Nenhum namorado meu presta;
Tudo acontece comigo;
Todas são mais bonitas do que eu.
Perceba que, no uso dessas frases, além do conteúdo negativo, existem palavras que generalizam o comportamento: sempre, nunca, completo, todas, nenhum. Essas são palavras perigosas porque dizem ao seu cérebro que você não tem outra alternativa a não ser permanecer um fracasso, infeliz, solteiro e azarado (entre outras coisas). Preste muita atenção nessas frases e pare hoje mesmo de usá-las.
3- Buscar a perfeição
Deixe a perfeição idealizada em seu lugar dentro da filosofia de Platão. Na maioria das vezes, perdemos tempo demais em busca do inatingível, mas a única coisa que essa busca indica é o nosso medo de errar e de não sermos aceitos. Lembre-se de que “feito é melhor que perfeito” e diferencie em sua vida quais são realmente os aspectos que exigem maior esmero. Em geral, são poucas as profissões e hábitos que realmente exigem um resultado perfeito.
4- Procrastinar
Todas as vezes que postergamos a resolução de um assunto ou a execução de uma tarefa importante, criamos mais uma problemática que é a culpa por não ter feito o que devia ter sido feito. Lembre-se daquele sábio conselho de mãe: “faça primeiro o que gosta menos, aí você já fica livre para fazer o que quiser”. A princípio, o conforto de fazer o que se gosta mais é muito atraente, mas a sua paz posterior valerá a pena.
5- Não ter palavra
Não seja ingênuo de pensar que você não depende das pessoas. Não seja bobo de acreditar que seu crédito com quem gosta de você é eterno. As relações são baseadas na troca e no cuidado mútuo. Quem não tem palavra não é indicado. Quem não tem palavra não é respeitado. Se você disse que faria algo, faça. Se não puder fazer, ofereça uma excelente (e verdadeira) justificativa. Agora, se você não pode fazer, aprenda a dizer não!
[18:37, 21/4/2018] +55 21 99988-9102: 6- Sempre priorizar outras pessoas
No tópico anterior mencionei o “Aprender a dizer não” , pois ele é o o principal problema de quem tem medo de não ser amado e deixa de priorizar a si mesmo para priorizar as coisas do outro. Ser “bonzinho” demais também é uma atitude autodestrutiva se esse “bonzinho” envolver o sacrifício de si mesmo.
7- Mendigar afeto
Amor e afeto são coisas que não se vende, não se compra e muito menos se mendiga. Se você os está mendigando existe algo errado com você (ou com a outra pessoa) e é bom cuidar disso o mais rápido possível.
8- Não perceber seus próprios valores
O ser humano é um “bichinho esquisito” que sempre prioriza o que não tem em detrimento do que tem, logo, pode ter uma lista imensa de qualidades e passar a vida sem percebê-las ou valorizá-las.
9- Mudar de humor como quem muda de camisa
Todo mundo têm oscilações de humor e, para que elas sejam consideradas normais, elas devem ser consequência de acontecimentos que afetam o momento da pessoa (uma notícia ruim, um maltrato, um atraso, etc). É importante, porém, dar atenção a dois aspectos: 1- se o seu humor muda com frequência sem motivo aparente, isso pode estar relacionado a um transtorno de humor e você pode precisar de ajuda médica. 2- se você tem mudanças de humor e perde o dia e por causa de um acontecimento e não consegue se reequilibrar durante horas, também é indicativo de que precisa de ajuda de um profissional da saúde mental.
10- Vitimismo e autopiedade
As vítimas chamam a atenção das pessoas justamente por suas mazelas. São aquelas que os outros olham e chamam de “coitadinhas”. Entretanto, toda vitima recebe uma atenção derivada da sua desgraça e o perigo consiste na pessoa aprender a sobreviver baseada apenas nos ganhos secundários da atenção que recebe por ser um (a) sofredor (a). Todos têm o direito de sofrer e vivenciar as suas dores e lutos pessoais, mas é preciso cuidado para que a dor não se torne a principal marca de sua identidade.
11- Comprar mais coisas do que precisa
“Todo excesso revela uma falta”. Comprar demais indica uma tentativa de preenchimento de outros aspectos da vida que talvez não estejam tão bem e precisam de cuidado emocional. Outro problema do excesso de compras são as dívidas, pois normalmente quem gasta demais, gasta mais do que tem.
12- Medo da Mudança
Quanto maiores são a segurança e a estabilidade, menor é a liberdade. Liberdade envolve abrir-se para o novo, ousar, arriscar e sair da zona de conforto. Muitas pessoas passam suas vidas presas a coisas, pessoas e lugares porque têm muito medo da mudança. Quem não muda, paralisa. Quem paralisa, atrofia em vida, sonhos e criatividade. O medo da mudança talvez seja o “hábito” mais danoso que alguém pode carregar consigo.

Acho que com tudo isso dá pra fazer uma ótima reflexão pessoal!
JANasser

 

 

 

                  Dando seguimento a nossa reflexão sobre ir ao encontro da Raiz, do coração e no Deserto neste tempo propício. Hoje o assunto É Ser HONESTO! Muitas pessoas acham que é extremamente difícil ser honesto, mesmo com eles mesmos. Porém se nós não passarmos da superfície em direção a nossa Raíz, do que é verdadeiro em nossos corações, não somente nós não nos conheceremos, como também ninguém nos conhecerá.

                  No nosso relacionamento com Deus precisamos e é uma urgência sermos Honestos com o que está em nosso coração, e sendo assim precisamos nos confiar o que temos em nós mesmos, o que encontramos neste encontro e endereçar ao Senhor! Deste modo nos tornamos vulneráveis o suficiente para receber o Seu Amor!

                  Por quê Deus nos fez imperfeitos? Para dependermos do Seu Amor que sempre nos transformará. Todo ateu inconscientemente bloqueia que todo o Amor de Deus transpasse seu coração. Vivem enjaulados em seus Egos, sem serem transformados, porque não aceitam ser vulneráveis, porque confundem isso com deixar de ser forte, enquanto São Paulo responde dizendo que “ Quando sou fraco é que sou forte pois o Senhor vem em socorro das minhas fraquezas”! 2Cor12.

                  Muitas vezes dizemos coisas às outras pessoas e não pensamos, mas é sério. Quantas vezes perguntamos: – Posso ser Honesto? Como assim, porque precisamos perguntar se podemos ser honestos, e não sermos honestos o tempo todo! Por que isso para nós é estranho? Porque antes de ser honesto com alguém eu preciso ser honesto comigo mesmo! Porque nos remete a nossa profundidade e não aquilo que representamos no palco da nossa vida.

                  Para irmos às profundezas do nosso coração, dando sequencia a toda esta reflexão iniciada no inicio desta quaresma, vamos em busca da Raíz! E daí vem a pergunta, será que estamos preparados para alcançar este lugar e encararmos o que está lá dentro, longe dos palcos e das nossas máscaras? Será?

                  Muitos de nós temos certeza que é impossível chegarmos neste lugar tão profundo. Porque quando vamos além da pele, na profundeza do nosso coração, é neste lugar que somos testados, pois é lá que a nossa Verdade se torna revelada. Por isso Jesus disse a Bartolomeu quando do seu chamado ao convite de Felipe: – Bartolomeu ou Natanael, que mesmo antes, quando ele estava debaixo da figueira, Ele já o via! Já o via dentro do seu coração! João1:48.

                  Será que eu consigo ser honesto o suficiente para chegar neste lugar longe das máscaras e ser honesto comigo mesmo? Muitos  de nós vivemos no raso, na superficialidade. Fazemos tudo para não aprofundarmos para dentro do  coração,  não queremos transparecer nossa vulnerabilidade! Muito menos diante de alguém. Porquê eu não deixo me transparecer? Porque este lugar sem o devido entendimento se torna o lugar da solidão!         Quem vive muito na superfície, ou vive representando, ou mesmo como vida profissional de artista, sendo diferentes personagens, quantos experimentam a solidão e a depressão, pois este lugar sem o devido entendimento é o lugar da solidão! E porque eu não me relaciono bem comigo mesmo neste lugar, eu jamais conseguirei me relacionar com quem quer que seja! Este lugar é o lugar de sermos HONESTOS! Por isso estamos vivendo este tempo de Solidão!

                  Resumindo neste local, onde não conseguimos nos relacionar bem conosco, e por isso embarcamos nesta solidão, ou numa vida vivida na superficialidade, neste local também não nos relacionamos bem com Deus!

                  Muitas pessoas que dizem cristãos vão a Igreja aos Domingos, vão com desejo no coração de mudar de vida, de serem transformados pela Palavra e pela Eucaristia, mas pouca coisa muda depois da saída do local sagrado e por quê? Por que não são capazes de serem honestos com Deus, e por isso não são capazes de serem honestos com o que encontram neste lugar Sagrado. Como então buscar neste tempo, vencer estas limitações e sermos honestos com Deus? Como?

                  Primeiro: Peça todos os dias a presença do Espirito Santo em você! Ele nos ensina a orar! Ele ora em nós e abre os nossos corações e traz tudo que está oculto à revelação! Eu vou até a Raíz, dentro do coração e tomo conhecimento do que está agora lá dentro do meu coração! Tome conhecimento do que está lá! Pronto, este é primeiro passo, nada complicado, fácil de visualizar e tomar ciência. Quais são os pensamentos e desejos que já estão ali no meu coração? Nós sempre tentamos evitar ir neste lugar, porque nós não gostamos do que está lá, ou nós dizemos a Deus que não queremos que Ele veja isso, e por último se eu mostrar ou dizer a Deus sobre isso Ele vai me tirar e eu não quero! Por isso não sou honesto e nem transparente. Eu começo a rezar e de repente vem uns pensamentos estranhos, sujos em minha cabeça. Estou rezando e outros pensamentos vêm e me atrapalham de me concentrar! Esta é a luta entre o Sagrado e Tentador.

                  Segundo: Após tomar conhecimento mostre a Deus o que nisso tudo te aborrece, Diga a verdade, o que realmente te importa! Deus quer se relacionar com conosco por inteiro e não por uma das versões de cada um de nós escondidas atrás das superficialidades. Seja HONESTO E TRANSPARENTE

         Terceiro: – Diga a Deus sobre tudo isso! Quão bem Deus sabe sobre você? Deus conhece você e eu, mas quando nos relacionamos com Ele, nós não dizemos coisas a Deus que Ele já não saiba, mas nós damos coisas a Ele que Ele ainda não tem ! Quando entregamos a Ele a nossa confiança, as nossas fraquezas, as nossas misérias, as nossas quedas, os nossos vícios, as nossas perversões, daí presente Ele está para nos Justificar e  a partir da nossa permissão Ele começa a agir e nos transformar, para  sermos a melhor versão que pode existir. O que estamos fazendo é nos confiar tudo de nós ao Senhor!

                  Quantas vezes nós que temos filhos atletas, assim que termina o jogo, ou a final, ou que seja, recebemos uma ligação do técnico dizendo coisas incríveis sobre nossos filhos, e ao encontrá-los queremos ouvir a história contada por eles, como foi a batalha aos olhos de quem guerreou e não por quem apenas assistiu! Deus quer que nós contemos sempre a nossa versão, aquilo que está dentro de nós , a melhor versão nossa possível sobre o que vivemos sendo bom ou mau, mas que é nosso! Assim mostramos confiança a quem confia em nós! Confiança é se entregar aos braços de quem podemos sempre ser honestos! Sermos honestos com alguém é sermos transparentes, mas quando nos confiamos a alguém nos tornamos Vulneráveis! Esta é diferença entre Transparência e Vulnerabilidade.  Muitos de nós temos dificuldade de sermos vulneráveis porque queremos ter o controle sobre tudo, mas com Deus, Ele sempre nos pode dar o Seu melhor! Quantos de nós nos relacionamos com Deus com medo de que se entregarmos as coisas para Deus Ele fará uma bagunça com elas e conosco! Quantas vezes as pessoas acham que se entregar suas coisas a Deus Ele irá destruí-las, sejam coisas ou Pessoas!  Como Deus pode destruir o que é bom, quem faz isso é o tentador.

                  Em um retiro, um rapaz casado estava orando e de repente teve uma     experiência com Deus, e Ele dizia ao rapaz me entregue sua esposa e seus        dois filhos! Como este rapaz ficou desesperado para saber se vinha de Deus      ou do tentador. Claro que vinha de Deus, pois ele sentiu paz quando ouviu a voz, mas o medo veio do mentiroso, do tentador. O maior medo do ser          humano é achar que uma vez entregar tudo seu a Deus , Ele irá destruir o que estamos dando. O que Deus está chamando é o outro significado, claro, é ir além de todo o amor que este rapaz estaria amando para mostrar seu Amor! Quando Abraão foi testado em sacrificar seu filho, na verdade Deus testou e demonstrou quão profundo Abraão iria por amor, Deus foi além! Quando Deus nos convida a ir a este lugar tão dentro de nós, que nós não conhecemos é para nos apresentar quão grande é o Seu Amor, acima de tudo! São Paulo nos traz em Romanos 8 : 32-33

–        “Que diremos depois disso? Se Deus é por nós, quem será contra nós? 32.Aquele que não poupou seu próprio Filho, mas que por todos nós o entregou, como não nos dará também com ele todas as coisas? 33.Quem poderia acusar os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica.” 
            Vá até a raíz, até o coração e atinja o Terceiro Passo: Pergunte a Deus, COMO DEUS ESTÁ TE AMANDO AGORA NESTE MOMENTO ?

         Como um pai que está neste momento, arrumando todo o carro da sua filha, que vive em uma Universidade, polindo, arrumando os pneus, trocando o óleo, e ao final sua filha com sua mãe em casa, reclama que o pai está ausente. Ele está amando sua filha mesmo quando a filha não entende como isso se dá. Assim Deus nos ama em todos os momentos mesmo quando não está fazendo da maneira que queremos.

         Como trabalhar este tema durante estes dias que se seguem: – Tire uns 15 minutos para Deus todos os dias: – Medite sobre estes três passos para Oração:

 

–    VÁ ATÉ O  SEU CORAÇÃO E SEJA HONESTO, DIGA A VERDADE À DEUS

–   CONFIE NELE, DEMONSTRE SUA CONFIANÇA, TORNE-SE VULNERÁVEL

–   PERGUNTE A DEUS COMO ELE ESTÁ TE AMANDO HOJE!

        

         Posso ser capaz de não ser honesto após este tempo tão profícuo? Claro que muitas barreiras terás vencido e não ter mais desconhecimento sobre o que está em seu coração o fará a pessoa que você é , e poderá assim ser conhecido por outros, importância fundamental em quem deseja se relacionar, com relacionamentos que darão frutos.

 

                 

 

Oremos: Abbá (Pai) Amado, hoje eu quero te convidar para vir comigo além da minha pele, além da minha superfície, dentro do meu coração, no interior do meu coração onde habitam todas as minhas raízes e minhas angústias, meus medos meus vícios, minhas misérias e fraquezas. Hoje eu quero ser honesto com o Senhor! Eu tomo conhecimento de tudo o que está em meu coração neste dia e quero ser honesto mostrando tudo isso que o Senhor já sabe, mas que eu preciso eu mesmo nominar. Sim Pai, entrego em suas mãos tudo isso e confio em ti minha vida e minhas necessidades, sei que já está agindo e me transformando. Em cada manhã que eu me colocar em oração peço Senhor que mostre como o Senhor tem me amado em cada dia, tirando de meus olhos as escamas que me cegam de ver a sua mão me guiando e me transformando! Dá -me sempre a graça de me conhecer e de me assumir para assim ser sempre fortalecidos por sua destra em toda a minha vida!

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Liberta-me, Restaura-me Senhor!  Amém