Quando nós olhamos para trás, ou seja em retrospectiva, nós podemos ver de forma mais clara e aprender com nosso passado. Contudo, temos a tentação de Editar a história que nós contamos a nós mesmos. Nós podemos editar como contamos a história , mas não devemos Editar a maneira como lembramos dela. O Inimigo da memória é a Edição.

Scott Fraser é um dos maiores experts em analisar cenas de crimes e ele em vários artigos sobre como podemos ser enganados por nossa memória quando o assunto é cena do crime. Mas isso não para aí, sua estatística é assombrosa em seu projeto Inocência, onde ele conseguiu provar que em 280 pessoas condenadas que as mesmas eram inocentes e que o houve foi o que chamamos de erro de olhos testemunhais. Sim, estas pessoas foram presas, foram julgadas  e foram condenadas por crimes que jamais cometeram. Como nossa memória pode nos trair desta maneira? Estas testemunhas juraram sobre a Bíblia dizendo que elas viram com seus próprios olhos que aquela pessoa cometeu tal crime.  Scott diz como nossa memória pode ser fraca, ou imprecisa ou falsa. Ele chama  de Memória Reconstrutiva.  Você pode viver tendo a certeza de que você  viu algo que nunca aconteceu, criado por sua própria memória. Este nome em Psiquiatria se chama Confabulação.

Muitos de nós já ouvimos  um fenômeno mental chamado de Efeito Mandela. Esta idéia veio de uma  pessoa chamada Fiona Broom que descrevia e jurava que Nelson Mandela havia morrido nos anos 80, que havia lido sobre isso, ouvido no rádio e TV, ao passo que o mesmo estava preso e vivo, e somente iria morrer sete anos atrás.

Este Efeito também ocorre conosco com certos livros de infância, certos anúncios de TV quando éramos jovens e juramos que o que estava escrito era tal coisa e hoje quando checamos vemos que estávamos errados, mas não somos nós apenas, muitos pensam do mesmo modo. Como facilmente nossa memória nos trai.

Nós iniciamos na última semana a série Retrospectiva e como é difícil para cada um de nós prever o futuro. Nossa visão é muito boa mas não alcançamos o que vem. Pense novamente que o que temos de recente se chama Retrospetiva 2020 que foi péssima.  Olhamos este último ano e fazemos a seguinte  pergunta, o que nós sabíamos há um ano comparado com o que sabemos hoje? Voltar ao inicio de fevereiro de 2020. Pense então cuidadosamente após saber tudo isso sobre memória, sobre confabulação, temos que nos perguntar: – O QUE NÓS SABEMOS AGORA? Eu realmente me lembro de tudo? Eu não tenho a acurácia para os detalhes. Eu me lembro de muita coisa mas não de tudo.    Memória seletiva e Efeito Mandela me faz entender que nós precisamos ter consciência da maneira que nós contamos a história. Precisamos saber o modo como contamos a outra pessoa algo que ocorreu e que achamos relevante contar.

Quando nós começamos a editar muito na história que estamos contando podemos cair em algo que não ocorreu. Um pouco diferente de mentira, que temos consciência de que não é verdade. A Edição vamos colocando coisas na história e vai ficando a nossa história e não o que ocorreu.

Edição todos nós  fazemos. Quando você é um bom contador de história você precisa ser um bom editor. A história contada por você tem um sabor especial.

Edição é importante na história como o Profeta Jonas fez, como Pedro fazia e meu pai, que era um bom contador de história, costumava fazer. A edição é o Inimigo do modo como devemos realmente lembrar da história. Porque existem coisas nas nossas vidas que nós não queremos nos lembrar, não é mesmo?

A hipermnésia, também conhecida como síndrome da memória autobiográfica altamente superior, é um síndrome rara, sendo que as pessoas portadoras já nascem com ela, e não se esquecem de quase nada ao longo da sua vida, inclusive detalhes, como nomes, datas, paisagens e rostos. Somente 10 pessoas no mundo tem esta habilidade. Isso é sensacional  para as coisas boas, mas para as não boas, deve ser muito doloroso viver assim.

Imagine uma pessoa assim se lembrando o tempo todo com detalhes de 2020, sua retrospectiva é 2020.

Muitas vezes nós temos que nos confrontar com nossas retrospectivas e algumas coisas não legais que fizemos e magoamos alguém. A noite no nosso quarto refletimos sobre isso e muitas vezes vivenciamos. Precisamos passar por todo este processo de lidar com nossas lembranças, nossas misérias e nossas retomadas.

Eu não posso me dar ao luxo de esquecer a retrospectiva 2020. Pois é parte de minha história toda. Eu não pode me dar o luxo de pensar que não existiu.

Olhe para trás 2020, retrospectiva. O que você não pode dar o luxo de esquecer? O que você precisa se lembrar  e o que você não pode dispensar? Pode ser algo bom, por exemplo, você descobriu que é muito mais resiliente do que você pensava ser. Você descobriu que você é muito mais corajoso frente ao medo, do que você pensava ser.  Você é mais  fiel do que pensava ser. Você é muito mais uma pessoa de Fé do que jamais pensou ser.

Há muita solidão deste último ano, muito luto, muita dor que você enfrentou. Diante de tanta dor, ou você reagiu e se reergueu em termos de sua fé, ou você se entregou aos estragos depressivos e entediantes de tudo o que foi 2020.  Imagine alguém que por conta das medidas de 2020, teve que adiar algo tão sagrado quanto o Matrimônio. Eu te convido a se colocar no lugar desta pessoa neste momento. Eu jamais me esqueceria disso.

Muitos casais prosseguiram e com todas as precauções se casaram e esta celebração se deu de uma forma muito mais profunda e espiritual do que se tivesse sido com toda pompa e circunstância. Isso faz toda a diferença, o olhar da alma e não do corpo para as coisas que são Sagradas, que neste momento se elevam ao seu devido lugar.

Retrospectiva de 2020, eu não posso me dar luxo de descartar a força que me moveu durante todo este tempo e me move até o presente momento. Pois 2020 foi batalha do começo ao fim. Nós somos chamados assim a nos lembrarmos de TODA A HISTÓRIA e não somente pedaços , 2020 não permite edições pois foi vivido em cada momento.

Precisamos contar toda esta história a nós mesmos e ao Criador.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

           

            Semana passada nós iniciamos a série Plano sobre : Um Mapa para Sermos Santos! Novamente gostaria de ressaltar sobre o nosso grande Santo Doutor da Igreja São Francisco Sales.

            Muitos shows de TV vem com esta idéia, de pegar alguma coisa muito velha e reformar deixando algo muito bonito e restaurado. Tomando nossa série, e lembrando um pouco da semana passada lembre-se de que não fomos formados sem um objetivo. Nossa vida não é sem propósito. Nossas vidas importam. O que nós escolhemos importa. Nossa vida importa. Para isso precisamos ter um grande O quê para passar a vida assim! Tendo um enorme o quê, vamos precisar de um grande como ! Este como é o plano. Deus nos criou para sermos Santos. Nós precisamos  de um MAPA!

            São Francisco Sales nos ensina que a vida de um cristão necessita de uma Estratégia. Seja quem você é e o seja bem! Antes do o quê precisamos do QUEM, antes de nos lançarmos ao objetivo, precisamos de autoconhecimento! Se nós não alcançarmos nossa identidade antes, não chegaremos ao plano. Precisamos antes de tudo tomarmos consciência de que somos filhos de DEUS!

            São Francisco Sales nos ensina sobre a verdadeira devoção e a falsa devoção. Quem tiver o coração de homem terá o homem por completo. Assim quando encontramos verdadeiramente com Jesus, encontramos com o único e verdadeiro amor. Para isso, nós somos chamados a sermos não somente um novo Quem, mas adquirimos um Novo Porquê!

            Simon Sinek um grande escritor moderno em seu livro Comece com um grande porquê, ele nos chama atenção para muitas empresas que iniciam bem seu caminho, mas vão perdendo o foco, porque tem muita ânsia do O quê e não alcançam o Porquê da sua produção, ou do seu produto! Ele diz que as grandes organizações e empresas procuram o circulo do ouro. Exemplo é a Apple, ele não diz apenas que faz bons computadores, seus produtos são fáceis de usar e eles tem grandes clientes. Mas eles vão a mais no porquê, Apple quando se apresenta se apresenta dizendo que ela acredita que seus produtos são capazes de mudar o Status quo das pessoas. Eu tenho um iPhone, um Ipad um Mac book, e não interessa o preço, eu sou capaz de comprar porque eles me dão algo maior que o próprio produto, este é o porquê desta empresa. Eles são bons eletrônicos, são fáceis de usar e são muito bem desenhados. Você gostaria de ter algo assim! Este é o porquê, a pessoa irá dizer Eu tenho um Apple.

            Quando as coisas estão muito difíceis depois de anos caminhando com uma empresa, é difícil você saber o porquê de continuar caminhando nisso.

            Uma pessoa vai envelhecendo e é uma pessoa de verdadeira fé, não teme a morte, as vezes pode até se entristecer em deixar seus filhos e netos, mas não teme a morte. Pois a vida tem sentido.

            Exemplo bem ilustrativo da vida de um cristão é comparar com uma Maratona. Os melhores maratonistas dizem que há um ponto após os vinte kms que se chama em inglês: Hit the Wall ( bater no muro), onde vem o pensamento de não saber se vão conseguir vencer os outros 21kms. A pergunta que vem é, o que importa se eu não terminar. Caso a pessoa não tenha um verdadeiro porquê de terminar vai desanimar. Um ser humano pode batalhar com qualquer o quê, se ele tiver força o suficiente em um Porquê!

            Mark Twain certa vez escreveu que o ser humano tem duas datas muito importantes e sua vida: A data do seu nascimento e o dia em que descobre o porquê!

            Porquê eu fui feito? Para Amar a Deus que me criou e hoje ouvimos no Evangelho de São Mateus 22:34. Jesus nos apresenta o grande Porquê! Fomos feitos para Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo. Como é incrível saber isso! Tudo se torna diferente quando tomamos consciência disso! Sabendo disso eu deveria estar no local certo fazendo o que é certo. Assim deveria ser a minha e a sua vida. Cada momento seria momento da verdadeira vida. Não porque eu controlaria tudo, mas eu teria controle  absoluto sobre o Porquê eu estou fazendo.

            São Inácio de Loyola nos ensina que nós deveríamos fazer tudo como se fôssemos os únicos responsáveis. Já pensou nisso? Isso é dar novo propósito a tudo, é ressignificar nossa vida com o novo Porquê!

            São Paulo hoje ensina aos Tessalonicenses e para nós que quando encontramos Jesus, não podemos mais voltar às coisas velhas, as companhias erradas, enfim coisas que não mais nos preenche. Contudo, nós somos chamados a viver uma vida com novos propósitos.

            São Francisco Sales disse que há  três chaves para a Santidade: – Pergunta a Jesus para estar contigo, oferecer tudo ao Senhor como Sacrifício, oferta de amor e como presente e Aceitar tudo o que acontecer . Assim nós conseguimos dar novo propósito na nossa vida. Então: Perguntar, Oferecer e Aceitar!!!

            Então cada momento na nossa vida a partir de agora, passa ser um Sacrifício entregue ao Senhor! Cada momento passa ser um Sacramento! Assim se torna um Santo! Com um novo PORQUÊ! Um presente da Amor!

 

Oração: Abbá Pai. Eu desejo de todo coração caminhar neste caminho de Santidade com o seu auxilio. Quero hoje perguntar ao Senhor para esta comigo, oferecer tudo o que sou, que tenho, que estou fazendo naquele momento e aceitar todas as alegrias e as dores que virão naquele dia, mas que são sacrifícios de Amor ao Senhor, assim eu desejo de coração ter sempre o significado claro do PORQUÊ eu dia e noite renovo meus votos para a santidade, porque o Senhor é o abrigo e o meu amparo, o que caminho está seguro em suas mãos!   Obrigado Senhor, Louvado Seja Seu Santo Nome! Amém.

 

 

 

 

             

            Não existe perdão sem Justiça! Perdão não é desculpar e também não é contribuir com mal! Há sempre uma dívida que precisa ser paga…E alguém precisa pagá-la!

 

            Muitas vezes em nossas vidas nos deparamos com situações que ilustram a maneira Cristã de viver. Há dois anos atrás num domingo a noite, um pastor protestante em Arkansas, 26 anos, sentado em seu sofá assistindo Futebol foi surpreendido por uma mulher policial a paisana de arma em punho sua arma que o alveja a sangue frio, levando-o a morte. Amber Giger era seu nome e John era o nome da vítima. Amber fez tudo aquilo por engano, se confundindo com um meliante. Ele era inocente e ela tirou a vida dele. Este fato tomou conta do bairro, da cidade, do Estado e do País.  Muitas vezes as pessoas têm a tendência de julgar dizendo: – Ah, esta policial era branca e a vítima era negra.  A partir  daí, vários protestos por Justiça e assunto sempre na moda nos Estados Unidos vem a tona, Racismo. Muitos acreditam que a família de John não teve a Justiça que merecia, pois afirmam que Amber não teve a punição que ela merecia, sendo condenada apenas a 10 anos de prisão. Havia muita raiva em tudo isso. O irmão mais novo de John,, no dia do Julgamento, provocou o povo que queria sangue. Ele tomou a Palavra em frente a mulher que tinha tirado a vida do seu amado irmão e disse: – Eu desejo o melhor para você! Pois se você estiver arrependida neste momento e for neste momento diante de Deus Ele irá perdoar você, então quem sou eu para te condenar? Por isso eu não desejo nem que você vá para a cadeia, pois eu desejo o melhor para você assim como eu desejo o melhor para mim!

            Em um Livro de C.S.Lewis – Mero Cristianismo, no  Capítulo chamado Imperdoável, Ele diz: – Caridade é uma das mais impopulares virtudes do Cristão eu disse no capitulo anterior, mas eu não estou muito certo sobre isso, pois pensando bem, como cristão eu preciso fazer algo tão difícil que é Perdoar meus Inimigos!  Todos dizem que Perdão é algo maravilhoso, até ter que perdoar alguém!

            Estamos no meio da Série como Eu me pareço? Cristianismo é algo que muda tudo, que muda tudo, pois muda o ponto de vista! E se muda tudo, significa que nosso olhar define nosso destino! Então hoje estamos diante do grande obstáculo da vida humana, onde pessoas passam às vezes a vida toda sem conseguir escalar e vencer.  Quantas pessoas hoje estão sofrendo de doenças físicas e mentais por guardar dentro de si o que se chama de Falta de Perdão! Ressentimento é um veneno que tomamos para matar os outros!

            Como eu me pareço em frente aqueles que me machucaram?

            Pedro perguntou a Jesus, quantas vezes ele deveria perdoar alguém! Jesus o assombrou quando diz setenta vezes sete, ou que seria, todas as vezes que esta pessoa te ferir! Mesmo o que ele faça para você seja imperdoável!

            Transportando para Arkansas, para Amber, o que ela fez é algo que para a família de John parece imperdoável! Muitas vezes as pessoas acham que nós Cristãos somos insensíveis e portanto temos uma proteção cognitiva para não sermos machucados, mas não é isso, e longe disso! Como Cristãos devemos ver as coisas como Jesus nos ensina a olhar, com os olhos Dele! Deus é Justo e Ele não pode dar razão ao Mal, Deus não pode concordar com o pecado. Porém Justiça é : – Dar ao outro o que lhe pertence! Caso seja uma dívida, não há Justiça enquanto não for paga! Neste campo, há sempre um Custo se o assunto é Perdão! O preço por perdão!

            Muitas vezes o povo pensa que existe coisa de graça. Não existe nada de graça neste mundo, alguém está pagando por isso! Claro que é bem diferente, quando desconhecemos quem está pagando muitas vezes não levamos tanto a sério isso, mas se quem está bancando tudo está diante de mim, a realidade muda! Pense então, todas às  vezes que tiver recebendo algo de graça, que alguém está te dizendo diante de você: – Eu vou pagar por tudo o que você está consumindo aqui! Eu estou pagando a sua dívida! Como isso é muito mais pessoal! Eu estou pagando por você! Isso muda tudo! Isso muda o nosso interior!

            Quando vamos à Confissão estamos dizendo a Deus que reconhecemos que Jesus pagou por mim por todos os meus pecados, e todas as vezes que eu volto a pecar estou fazendo Jesus sofrer por cada falta de novo! Eu mereço a morte. Jesus declara na mesma hora que eu mereço a Vida, por causa Dele , Ele pagou por mim! Jesus Cristo tomou todas as minhas dívidas sobre Ele!

            Jesus diz no Evangelho do último Domingo que uma pessoa devia um Talento seria Seiscentos mil denários ( cada denário correspondia uma Hora de Trabalho). Em dinheiro atual seria um Talento mais ou menos um Milhão de Reais. Pois bem, Jesus conta a parábola do homem que devia muito ( Talentos) e o seu Senhor perdoou a sua dívida, e quando ele sai pela rua e pega um servo que devia poucos denários, ou seja, pouca coisa mesmo, e o destrói.  Como nós deveríamos como Cristãos parecer, alguém que a Divida já foi paga? Alguém que foi perdoado e por isso não podemos reter o perdão a ninguém, pois nossa dívida era impagável e Deus nos revogou toda a nossa dívida. Isso não muda as consequências mas muda o nosso futuro. Isso tudo nos traz muita responsabilidade para o futuro que nos resta.

            Deus espera que nós peçamos a Ele o perdão das nossas faltas e dívidas e que façamos o mesmo com aqueles que hoje estão nos devendo! Eu pareço alguém que foi perdoado, ou alguém que quer Justiça a todo custo, dente por dente olho por olho? Eu pareço alguém que foi perdoado e que perdoa os outros, ou alguém que foi perdoado e ainda continua machucando os outros e retendo o perdão?

           

            Nossa maneira de perdoar aos poucos vai se modificando, pois há muitas emoções, sentimentos, amarguras dentro de nós que precisa ser modelado com as mãos e a Graça que somente Jesus pode nos dar. Perdão não é superar, perdão não é esquecer, perdoar não desculpar, nem reconciliação, mas dois movimentos: – Quanto esta pessoa ainda te deve? Quanto que esta pessoa te custou? Quantas feridas te custou? Some tudo, pois o valor de tudo isso será enorme. Isso é ser Justo! E no segundo movimento, não é esquecer, não é depreciar, mas é dizer: – Isso é tudo que você me custou, que você me deve e EU ESTOU TE LIVRANDO, ESTOU TE LIVRANDO DE TODA ESTA DÍVIDA, ESTOU REALMENTE TE PERDOANDO! EU NÃO QUERO QUE VOCÊ ME PAGUE NADA! NA JUSTIÇA VOCÊ ME DEVE TUDO ISSO, MAS NA MISERICÓRDIA VOCÊ NÃO ME DEVE MAIS NADA! EU TE ABSOLVO DA SUA DÍVIDA!

            Assim o irmão mais novo de John disse: – Pessoalmente eu desejo o melhor para você Amber! O melhor seria isso ! Dê a sua vida para Cristo! Pois isso é o que nós dois desejamos! O nome do irmão de John ? Brant é seu nome! Este é alguém que sabe perdoar, que foi perdoado e que sabe perdoar!

POIS QUEM PERDOA , AMA POUCO, MAS QUEM PERDOA MUITO, AMA MUITO!

 

           

           

           

            Oração: Abbá Pai. Como eu me pareço hoje para o Senhor, meu Deus? Alguém que sabe perdoar? Alguém que ama muito? Senhor neste dia e com esta Sua Palavra eu desejo do fundo do meu coração experimentar a graça de perdoar de todo o meu coração todas as pessoas que passaram pela minha vida me humilhando, me machucando, me maltratando, me ferindo. Eu abençoo as horas em que ferido de tudo isso eu pude cair em Suas Mãos e experimentar a sua Graça Redentora me ensinando a perdoar todas estas pessoas e assim alcançando a graça de ter todas as minhas dívidas pagas e ser livre para amar como o Senhor me Ama!  Obrigado Senhor, Louvado Seja Seu Santo Nome! Amém.

Jesus e a mulher cananeia

 

            O que aconteceu com Jesus hoje? Todo mundo pensa isso quando se depara com o Evangelho de Mateus, onde temos Jesus e seu encontro com uma Cananéia. Não sabemos o nome dela. Sabemos que Jesus está fora da terra de Israel, provavelmente no Líbano. Jesus está cercado de vários estrangeiros, não havia muitos judeus, eram mais pagãos.  Nós vemos Jesus a principio falar palavras fortes para esta mulher, a primeira leitura parece ser meio grosseiro com ela. A questão não é isso. Claro que Cananeus eram povos muito diferentes dos Judeus e tinham muitas atitudes imorais, e eram inimigos dos judeus. Não tinham nada em comum entre eles. Mas esta mulher tinha algo muito especial em comum, ela tinha muito amor, ela não pedia por ela mas era capaz de se humilhar até o limite por amor à sua filha. Verdadeiro amor humano, amor de mãe.

            O amor de uma Mãe é uma das armas mais poderosas da terra. Contudo não tem o poder de libertar sua filha ou vencer o inimigo de Deus sozinho. Jesus não precisa saber o nome da mulher ou de sua filha, porque Ele já as conhecia muito antes de tudo isso.  Ele sabia tudo o que aquela mulher passava e o que ela significava. Ela tinha amor de mãe. Jesus não queria apenas isso , mas Ele queria que ela tivesse Fé Nele!

            No final Jesus vai proclamar que essa mulher era uma mulher de grande Fé. Fé que Ele havia colocado no coração dela naquele dia. Pergunte hoje a si mesmo que tipo de fé você tem? Que tipo de fé você quer ter? Pois a fé é mensurada à medida que é testada. Quanto maior a sua provação maior será a sua fé.

            Quantas pessoas estão esperando o dia final para ter grande fé. Jesus está oferecendo hoje a capacidade para mim e para você de ter esta grande Fé!

            Todo nós temos estas crises de fé. Todos temos. Uma das maiores façanhas do tentador é usar momentos de doença, de perda, de morte, de violência para testar nossa fé e oferecer saídas mais fáceis. Quando tiramos os olhos da Cruz somos tragados  pelas seduções mundanas, pois larga é  a porta que leva a perdição.

            Há quatro momentos neste Evangelho que nos mostra os testes que precisamos passar:

            O Primeiro: Ela clama por Jesus. E o que Ele fez? Silêncio. Deus não responde. Ele fez silêncio no momento da sua oração.

            O Segundo : Ela persiste na oração e os discípulos tentam afastá-la. Isso são as feridas da nossa Igreja. Em meio as feridas e as pessoas da nossa Igreja, de pessoas próximas, eu preciso conviver com tudo isso.

            O Terceiro: Jesus vai dizer que veio apenas para as ovelhas perdidas da Casa de Israel. Parece que Jesus está dizendo não a sua oração.

            Por último Jesus vai dizer que não ficava bem tirar o alimentos dos filhos para dar aos cachorros. Porque Jesus a chamaria de Cachorro? Esta é uma grande pergunta. Deus o Senhor realmente se importa comigo!

            Estas quatro coisas que a Cananéia passou nós todos passamos todos os dias. Aqui a força e fraqueza que testa a nossa Fé!  Somente uma Fé testada pode ser grande.

            Ao analisar nossa Fé precisamos nos comparar com aqueles que não tem fé e ver se a nossa Fé faz diferença. Veja bem através da sua vida pessoal, da vida financeira, quanto tempo você gasta com as coisas do mundo e com as coisas de Deus. Faz diferença? Tudo isso me faz ter uma vida diferente e melhor se não professasse uma fé em Cristo?

            Na Palavra de Deus vemos várias declarações de fé, com a de Pedro em seu primado, de Marta quando Jesus chega antes de ressuscitar seu irmão Lázaro e Tomás, quando faz a grande proclamação; – Meu Senhor e meu Deus! Nós precisamos declarar assim nossa fé. Declarar com convicção o que cremos!

            Neste Evangelho esta mulher Cananéia faz uma excepcional declaração e proclamação de Fé. Vai do nada ao tudo.  Mas não ficou apenas em uma declaração mas em demonstração de fé! Assim ela passa a ser parte deste relacionamento de um Deus Vivo e alguém que crê e se relaciona com Ele. Não é um convidado de um jantar, mas parte da família agora.

            Hoje, a fé desta mulher a fez persistente. Portanto amigos, nesta semana, olhe para sua fé. O que você está enfraquecendo sua caminhada na fé. Como está nossa persistência? Tudo isso nos dá a oportunidade para crescermos na fé . Eu quero crescer na minha participação , demonstração e relacionamento com o Senhor.

            Jesus diz agora; Grande é a sua Fé! Somente Fé que é testada pode ser grande. Seja sempre alguém persistente no caminho do céu!

           

            Oração: Abbá Pai. Neste dia onde contemplamos o Evangelho da Cananéia clamando ao Senhor que libertasse sua filha. Jesus vai aos poucos testando e abrindo o caminho no coração daquela mulher para no final dizer; Grande é a sua fé! Senhor eu quero ser grande na fé, não quero que minhas fraquezas me afastem de ti Senhor. Só tua voz me acalma, só o Teu Amor me sacia, Doce chama ardente, Que Consome tudo o que tenho e sou, no Seu Infinito Amor. Eu CREIO MAS AUMENTAI A MINHA FÉ! Obrigado Senhor, Louvado Seja Seu Santo Nome! Amém.

 

 

                                                                                  

            De algum modo, o exílio irá acabar! Nós poderemos voltar. Mas por que? Qual é a razão para que eu e você voltemos?

           

            Para entendermos um pouco melhor o que significa a festa de hoje, o conceito de Restauração é o conceito de fazer tudo a partir da planta original e não apenas um conserto ou um remendo, mas derrubar tudo e começar de novo como se faz com obras de arte, com carros antigos. Fazer deles conforme eles devem ser.

            Nós estamos neste tempo de possibilidade da volta para nossa atividade normal junto à Igreja, vivendo neste período de quarentena longe do solo Sagrado, longe do lugar de louvar verdadeiramente o Senhor! Estamos como os Judeus na Babilônia como falamos semana passada. O Rei Ciro libertou os Judeus e disse para eles voltarem a Jerusalém onde, poderiam novamente louvar ao Senhor no Templo! Mas isso não era o fim, pois eles não podiam voltar para Jerusalém e simplesmente viver como viviam antes, não é assim que as coisas funcionam. Agora o processo era doloroso. Para auxiliar neste processo Deus envia alguns homens que ajudarão o povo durante a volta. Um deles é Zorobabel, que iria dizer ao povo que a razão pela qual o povo deveria voltar seria para reconstruir o Templo e no Templo poder dar a Deus o louvor e a adoração que Ele merece. Não deveria apenas estar em Jerusalém no Templo, mas Restaurar o louvor e a Adoração.

            Outro enviado de Deus foi Neemias, que conclama o povo para restaurar as muralhas de Jerusalém , para que pudesse se defender dos possíveis ataques. E o terceiro homem de Deus foi Esdras que concorda com todo o processo de restauração mas adiciona um até mais importante, a Restauração do Coração do povo de Israel. O povo depois de setenta anos na Babilônia, poderia não estar mais na Babilônia mas a Babilônia ainda estava dentro deles. Nós precisamos restaurar o coração do povo para o Senhor. Deus trouxe o povo de volta a Jerusalém, para restaurar o Relacionamento com Deus!

            Nós cristãos no dia de hoje estamos vivendo um Exilio, e desejamos de todo o coração retornar as nossa Igrejas, tanto católicos como evangélicos, padecem de não poder estar aos Domingos no local de Adoração ao Deus Altíssimo. Como  a profetiza Ana dizer: – Eu derramo  a minha alma diante do altar do Deus Altíssimo . Disso temos fome e sede.

            Semana passada discutimos sobre ter a Razão para voltar, não somente por ser uma formalidade, mas porque sabemos em Quem nós confiamos e damos nossas vidas.

            Crer em Deus não pode ser somente ter o conhecimento que Ele existe, pois senão, qual o propósito da ASCENÇÃO, a festa que hoje nós católicos do mundo inteiro celebramos? Qual a essência de tudo isso?  Jesus já havia se mostrado aos discípulos durante estes 40 dias após a sua morte, todos creram que Ele havia Ressuscitado, mas por que se elevar ao Céus? O que isso conclui em nossa fé? Por que levar seu corpo ao Céu? A ASCENÇÃO ao  céu é o Clímax de todo o Mistério Pascal. Toda a nossa história de Salvação, desde a Encarnação até a Ressurreição não são o CLÍMAX da nossa história, mas a Ascenção. A Ressurreição não é o final mas a ASCENÇÃO que significa RESTAURAÇÃO!!!

            Restauração é o objetivo final, e vemos isso nas Escrituras. No Evangelho de hoje, eles viram Jesus, eles louvaram mas eles duvidaram. Os Apóstolos estiveram com Jesus nos últimos dias e eles não precisavam mais de provas. Mas porque eles duvidaram? Dúvida é intelectual. Dúvida também é enraizada no nosso coração!

            Muitas vezes nós vamos à Missa, nós louvamos e adoramos o Senhor Jesus mas nós duvidamos, duvidamos que Ele possa nos deixar. Somos humanos, temos dúvidas humanas. Somos humanos e falhamos, e se falhamos podemos ficar longe do Senhor! Eu tenho medo do que virá a seguir. Senhor, eu sei que o Senhor Ressuscitou, venceu a morte, e ascendeu ao céu, Senhor e se o que o Senhor me pede é demais para mim?

 A FÉ REAL É IGUAL AO AMOR, EXIGE MUDANÇA EM NOSSAS VIDAS!

             Os apóstolos não duvidaram do Senhor mas deles mesmos! Os apóstolos sabiam que a Ressurreição não era o fim. Eles perguntaram a Jesus: – Senhor, a partir de agora o Senhor irá Restaurar o Reino de Israel? Eles sabiam, não era mistério para eles, eles sabiam que a Ressurreição não era o ponto final mas a RESTAURAÇÃO SIM, então eles fizeram esta pergunta. Jesus responde: – Vocês receberão o Poder do Alto e quando Eu for ao Pai derramarei sobre vocês  e então vocês irão aos quatro cantos da Terra. Eu vos dou o meu Poder e o meu Espirito e vocês serão minhas testemunhas. Os discípulos a partir daquele momento descobrem a Razão! A razão da ressurreição é Restauração, a razão da Redenção é Restauração! RESTAURAÇÃO ME FAZ DE ALGUMA FORMA TER UMA LIGAÇÃO DIRETA COM JESUS! A  todos nós!

            Exílio não significa apenas geografia, para nós cristãos significa VOCAÇÃO E MISSÃO! Não é apenas ter uma razão mas um RELACIONAMENTO! Então por que Ele ascendeu? Porque a partir da sua Ascenção derramou sobre nós o Espirito Santo, nosso Advogado, pois precisamos de um paráclito que nos defenda dia e noite. O Espirito Santo é o RESTAURADOR das nossas pontes e elos com Deus para sermos missionários destemidos. Jesus ascende ao céu, para ser nosso eterno Intercessor!. Jesus está dizendo para mim e você: – Junto eu e você iremos levar a Restauração ao mundo, e não é um novo porquê, mas um novo O quê, este O quê professar ao mundo um novo tempo de Relacionamento com Deus! Nós somos feitos sozinhos por Deus mas não seremos salvos sozinhos, nós estaremos com Ele até o fim.

            O Grande mistério  da Ascenção é : Jesus une a humanidade à Divindade ! A essência dá significado a nossa existência. O que nós fomos criados para ! Voltar do Exilio significa mais do que viver em um novo local mas uma nova vida em Cristo!

            Comece no seu lugar, na sua família, no seu meio. Apresente ao Senhor tudo em você que hoje precisa ser Restaurado em seu coração. Faça como Zorobabel, como Neemias, como Esdras reconstruindo o altar do seu coração, proteja as suas muralhas, seus relacionamentos, seus limites, e também restaure em todos as áreas do seu Coração! Comece primeiro em você!!! Depois comece a fazer pontes e ligações com os que Deus vos confiar!

            Finalmente, eu temo voltar às Igrejas e nada tiver mudado, viver apenas por viver sem que a Restauração tenha me feito uma pessoa melhor para os outros. Precisamos com Cristo viver nossa Comissão ( missão com Jesus) da RESTAURAÇÃO!

 

                    Oração: Abbá Pai. Preciso de Ti,  a cada dia que passa mais eu tenho me acostumado com o exilio. Pai me falta forças às vezes para as batalhas que estão sendo travadas lá fora, o medo tomou conta do meu coração. Por isso hoje, na festa da Ascenção eu preciso abandonar a dúvida, abandonar o medo e abraçar a RESTAURAÇÃO. Hoje eu desejo do fundo da minha alma, juntar as minhas forças e com o Seu Poder e Sua Presença levar esta Restauração ao mundo partindo de mim mesmo. Envia-me Senhor e    Batiza-me com Seu Santo Espírito, faça-se em mim nova todas as coisas, RESTAURA-ME. Derrama sobre nós a Sua Infinita Misericórdia! Amém.