Dando seguimento a nossa reflexão sobre ir ao encontro da Raiz, do coração e no Deserto neste tempo propício. Hoje o assunto É Ser HONESTO! Muitas pessoas acham que é extremamente difícil ser honesto, mesmo com eles mesmos. Porém se nós não passarmos da superfície em direção a nossa Raíz, do que é verdadeiro em nossos corações, não somente nós não nos conheceremos, como também ninguém nos conhecerá.

                  No nosso relacionamento com Deus precisamos e é uma urgência sermos Honestos com o que está em nosso coração, e sendo assim precisamos nos confiar o que temos em nós mesmos, o que encontramos neste encontro e endereçar ao Senhor! Deste modo nos tornamos vulneráveis o suficiente para receber o Seu Amor!

                  Por quê Deus nos fez imperfeitos? Para dependermos do Seu Amor que sempre nos transformará. Todo ateu inconscientemente bloqueia que todo o Amor de Deus transpasse seu coração. Vivem enjaulados em seus Egos, sem serem transformados, porque não aceitam ser vulneráveis, porque confundem isso com deixar de ser forte, enquanto São Paulo responde dizendo que “ Quando sou fraco é que sou forte pois o Senhor vem em socorro das minhas fraquezas”! 2Cor12.

                  Muitas vezes dizemos coisas às outras pessoas e não pensamos, mas é sério. Quantas vezes perguntamos: – Posso ser Honesto? Como assim, porque precisamos perguntar se podemos ser honestos, e não sermos honestos o tempo todo! Por que isso para nós é estranho? Porque antes de ser honesto com alguém eu preciso ser honesto comigo mesmo! Porque nos remete a nossa profundidade e não aquilo que representamos no palco da nossa vida.

                  Para irmos às profundezas do nosso coração, dando sequencia a toda esta reflexão iniciada no inicio desta quaresma, vamos em busca da Raíz! E daí vem a pergunta, será que estamos preparados para alcançar este lugar e encararmos o que está lá dentro, longe dos palcos e das nossas máscaras? Será?

                  Muitos de nós temos certeza que é impossível chegarmos neste lugar tão profundo. Porque quando vamos além da pele, na profundeza do nosso coração, é neste lugar que somos testados, pois é lá que a nossa Verdade se torna revelada. Por isso Jesus disse a Bartolomeu quando do seu chamado ao convite de Felipe: – Bartolomeu ou Natanael, que mesmo antes, quando ele estava debaixo da figueira, Ele já o via! Já o via dentro do seu coração! João1:48.

                  Será que eu consigo ser honesto o suficiente para chegar neste lugar longe das máscaras e ser honesto comigo mesmo? Muitos  de nós vivemos no raso, na superficialidade. Fazemos tudo para não aprofundarmos para dentro do  coração,  não queremos transparecer nossa vulnerabilidade! Muito menos diante de alguém. Porquê eu não deixo me transparecer? Porque este lugar sem o devido entendimento se torna o lugar da solidão!         Quem vive muito na superfície, ou vive representando, ou mesmo como vida profissional de artista, sendo diferentes personagens, quantos experimentam a solidão e a depressão, pois este lugar sem o devido entendimento é o lugar da solidão! E porque eu não me relaciono bem comigo mesmo neste lugar, eu jamais conseguirei me relacionar com quem quer que seja! Este lugar é o lugar de sermos HONESTOS! Por isso estamos vivendo este tempo de Solidão!

                  Resumindo neste local, onde não conseguimos nos relacionar bem conosco, e por isso embarcamos nesta solidão, ou numa vida vivida na superficialidade, neste local também não nos relacionamos bem com Deus!

                  Muitas pessoas que dizem cristãos vão a Igreja aos Domingos, vão com desejo no coração de mudar de vida, de serem transformados pela Palavra e pela Eucaristia, mas pouca coisa muda depois da saída do local sagrado e por quê? Por que não são capazes de serem honestos com Deus, e por isso não são capazes de serem honestos com o que encontram neste lugar Sagrado. Como então buscar neste tempo, vencer estas limitações e sermos honestos com Deus? Como?

                  Primeiro: Peça todos os dias a presença do Espirito Santo em você! Ele nos ensina a orar! Ele ora em nós e abre os nossos corações e traz tudo que está oculto à revelação! Eu vou até a Raíz, dentro do coração e tomo conhecimento do que está agora lá dentro do meu coração! Tome conhecimento do que está lá! Pronto, este é primeiro passo, nada complicado, fácil de visualizar e tomar ciência. Quais são os pensamentos e desejos que já estão ali no meu coração? Nós sempre tentamos evitar ir neste lugar, porque nós não gostamos do que está lá, ou nós dizemos a Deus que não queremos que Ele veja isso, e por último se eu mostrar ou dizer a Deus sobre isso Ele vai me tirar e eu não quero! Por isso não sou honesto e nem transparente. Eu começo a rezar e de repente vem uns pensamentos estranhos, sujos em minha cabeça. Estou rezando e outros pensamentos vêm e me atrapalham de me concentrar! Esta é a luta entre o Sagrado e Tentador.

                  Segundo: Após tomar conhecimento mostre a Deus o que nisso tudo te aborrece, Diga a verdade, o que realmente te importa! Deus quer se relacionar com conosco por inteiro e não por uma das versões de cada um de nós escondidas atrás das superficialidades. Seja HONESTO E TRANSPARENTE

         Terceiro: – Diga a Deus sobre tudo isso! Quão bem Deus sabe sobre você? Deus conhece você e eu, mas quando nos relacionamos com Ele, nós não dizemos coisas a Deus que Ele já não saiba, mas nós damos coisas a Ele que Ele ainda não tem ! Quando entregamos a Ele a nossa confiança, as nossas fraquezas, as nossas misérias, as nossas quedas, os nossos vícios, as nossas perversões, daí presente Ele está para nos Justificar e  a partir da nossa permissão Ele começa a agir e nos transformar, para  sermos a melhor versão que pode existir. O que estamos fazendo é nos confiar tudo de nós ao Senhor!

                  Quantas vezes nós que temos filhos atletas, assim que termina o jogo, ou a final, ou que seja, recebemos uma ligação do técnico dizendo coisas incríveis sobre nossos filhos, e ao encontrá-los queremos ouvir a história contada por eles, como foi a batalha aos olhos de quem guerreou e não por quem apenas assistiu! Deus quer que nós contemos sempre a nossa versão, aquilo que está dentro de nós , a melhor versão nossa possível sobre o que vivemos sendo bom ou mau, mas que é nosso! Assim mostramos confiança a quem confia em nós! Confiança é se entregar aos braços de quem podemos sempre ser honestos! Sermos honestos com alguém é sermos transparentes, mas quando nos confiamos a alguém nos tornamos Vulneráveis! Esta é diferença entre Transparência e Vulnerabilidade.  Muitos de nós temos dificuldade de sermos vulneráveis porque queremos ter o controle sobre tudo, mas com Deus, Ele sempre nos pode dar o Seu melhor! Quantos de nós nos relacionamos com Deus com medo de que se entregarmos as coisas para Deus Ele fará uma bagunça com elas e conosco! Quantas vezes as pessoas acham que se entregar suas coisas a Deus Ele irá destruí-las, sejam coisas ou Pessoas!  Como Deus pode destruir o que é bom, quem faz isso é o tentador.

                  Em um retiro, um rapaz casado estava orando e de repente teve uma     experiência com Deus, e Ele dizia ao rapaz me entregue sua esposa e seus        dois filhos! Como este rapaz ficou desesperado para saber se vinha de Deus      ou do tentador. Claro que vinha de Deus, pois ele sentiu paz quando ouviu a voz, mas o medo veio do mentiroso, do tentador. O maior medo do ser          humano é achar que uma vez entregar tudo seu a Deus , Ele irá destruir o que estamos dando. O que Deus está chamando é o outro significado, claro, é ir além de todo o amor que este rapaz estaria amando para mostrar seu Amor! Quando Abraão foi testado em sacrificar seu filho, na verdade Deus testou e demonstrou quão profundo Abraão iria por amor, Deus foi além! Quando Deus nos convida a ir a este lugar tão dentro de nós, que nós não conhecemos é para nos apresentar quão grande é o Seu Amor, acima de tudo! São Paulo nos traz em Romanos 8 : 32-33

–        “Que diremos depois disso? Se Deus é por nós, quem será contra nós? 32.Aquele que não poupou seu próprio Filho, mas que por todos nós o entregou, como não nos dará também com ele todas as coisas? 33.Quem poderia acusar os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica.” 
            Vá até a raíz, até o coração e atinja o Terceiro Passo: Pergunte a Deus, COMO DEUS ESTÁ TE AMANDO AGORA NESTE MOMENTO ?

         Como um pai que está neste momento, arrumando todo o carro da sua filha, que vive em uma Universidade, polindo, arrumando os pneus, trocando o óleo, e ao final sua filha com sua mãe em casa, reclama que o pai está ausente. Ele está amando sua filha mesmo quando a filha não entende como isso se dá. Assim Deus nos ama em todos os momentos mesmo quando não está fazendo da maneira que queremos.

         Como trabalhar este tema durante estes dias que se seguem: – Tire uns 15 minutos para Deus todos os dias: – Medite sobre estes três passos para Oração:

 

–    VÁ ATÉ O  SEU CORAÇÃO E SEJA HONESTO, DIGA A VERDADE À DEUS

–   CONFIE NELE, DEMONSTRE SUA CONFIANÇA, TORNE-SE VULNERÁVEL

–   PERGUNTE A DEUS COMO ELE ESTÁ TE AMANDO HOJE!

        

         Posso ser capaz de não ser honesto após este tempo tão profícuo? Claro que muitas barreiras terás vencido e não ter mais desconhecimento sobre o que está em seu coração o fará a pessoa que você é , e poderá assim ser conhecido por outros, importância fundamental em quem deseja se relacionar, com relacionamentos que darão frutos.

 

                 

 

Oremos: Abbá (Pai) Amado, hoje eu quero te convidar para vir comigo além da minha pele, além da minha superfície, dentro do meu coração, no interior do meu coração onde habitam todas as minhas raízes e minhas angústias, meus medos meus vícios, minhas misérias e fraquezas. Hoje eu quero ser honesto com o Senhor! Eu tomo conhecimento de tudo o que está em meu coração neste dia e quero ser honesto mostrando tudo isso que o Senhor já sabe, mas que eu preciso eu mesmo nominar. Sim Pai, entrego em suas mãos tudo isso e confio em ti minha vida e minhas necessidades, sei que já está agindo e me transformando. Em cada manhã que eu me colocar em oração peço Senhor que mostre como o Senhor tem me amado em cada dia, tirando de meus olhos as escamas que me cegam de ver a sua mão me guiando e me transformando! Dá -me sempre a graça de me conhecer e de me assumir para assim ser sempre fortalecidos por sua destra em toda a minha vida!

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Liberta-me, Restaura-me Senhor!  Amém

         Inferno não é somente Real, é uma possibilidade real. Aqueles que o Senhor descreve como sendo condenados, não  porque cometeram algum pecado por si só, mas como resultado da passividade. Pecados de omissão tem efeito não somente nesta vida, mas na vida Eterna.

            Quantas pessoas chegam ao final da vida e como disse nos outros capítulos, ao encarar de frente suas vidas, chegaram a conclusão: Que desperdiço de vida!. O que na verdade desperdiçaram? Desperdiçaram seus talentos e suas disposições, Não rejeitaram a passividade e assumiram suas responsabilidades.

            Olhe por este lado. Quando você morrer imediatamente será esquecido. Por outro lado não devemos ficar olhando para nossa vida, se somos ou não esquecidos, mas se somos lembrados na eternidade. Ter uma vida com significância significa ter tido uma vida trágica, ou seja, que não buscou a santidade em Vida! Nós teremos ao final de nossa vida, um veredito sobre o que fizemos com nossa vida! O que escolhemos, o que fizemos. Nosso veredicto será sobre o que não fizemos, pois nós desperdiçamos nossa vida, não fazendo nada.

 

Todos nós desejamos ter uma vida com significância, uma vida que valesse a pena, com muitas oportunidades, mas desperdiçamos, pelas nossas fraquezas. Isso não depende de Deus, Ele nos escolheu desde a eternidade. Pouco de nós deixará uma marca de vida super especial. Mas somos chamados hoje a acordar para esta realidade. Ser lembrado não que dizer que vivermos uma vida significativa. Mas ter vivido uma vida para ser lembrado na eternidade!

            Deus nos quer mesmo. Deus não quer nos perder. Ele nos escolheu. Ele nos quer com responsabilidade e rejeitando passividade. Deus quer que nós o escolhamos. Deus nos ama. Deus sabe que Ele fez tudo isso para respeitar nossa liberdade. Para Deus nosso valor é  a vida eterna e não morte. Ele quer que vençamos a indiferença. No Evangelho Jesus nos convida a vir ao seu Trono com Ele. Inferno foi feito para seus habitantes e não para os filhos de Deus. Deus não quer perder nenhum de nós. Jesus veio para  os pecadores, para convidar os banidos pelo mundo para voltar ao Senhor. Não há entre os vivos ninguém que esteja fora do Amor de Deus!

            Mas a passividade leva os filhos de Deus para o inferno. Para a ausência de Deus eternamente, pois não rejeitou esta passividade. A pergunta hoje é : Você quer o Senhor?

            Jesus hoje não  é somente o Rei, mas o nosso Rei. Nós pertencemos ou não ao Senhor? Por isso Ele nos convida a rejeitar a Passividade. Jesus nos deu as respostas do nosso exame final. Por isso Ele pergunta no Evangelho do Domingo do Cristo Rei, o que nós fizemos quando o menor de todos  estava preso, doente, abandonado, asilado, surrado, o que fizemos? A Ele que fizemos!

            Qual é hoje na sua e na minha vida a pessoa mais difícil para amarmos? Tenho certeza que é a pessoa que mais precisa do nosso Amor! (Santa Teresa de Calcutá).

            Quem são as pessoas ao nosso redor que estão precisando de nós! Absurdo hoje, 45% de nossa população experimentando SOLIDÃO CRÕNICA!!! Isso  é muito sério! As pessoas têm todas as coisas materiais para sobreviver, mas não estão sendo amadas. Jesus disse isso a Santa Margarida: O amor não é amado.

            Há um casal em Roma, que estão casados há 71 anos. Conhecidos em seu prédio, estão há duas semanas chorando, copiosamente, todos correm para acudi-los pensando em algum crime ou emergência, eles tão velhinhos, e quando chegou o socorro descobriram que eles choravam de solidão.

            Jesus hoje está dizendo para mim e para você: – Eu quero ser seu amigo. Quem está com Jesus tem sempre um amigo fiel. Jesus está dizendo hoje a todos os que se sentem esta solidão; – É muito bom você existir!

            Olhe para todos os seus próximos hoje, e veja se alguém na sua faculdade, ou na escola, ou vizinhança está precisando de Amor!. Somente Seres humanos podem dar AMOR! Somos  as únicas criaturas que podem dar de si mesmos para alguém!

            Diga para alguém hoje: – Posso sentar contigo hoje? Posso caminhar contigo? O que você vai fazer hoje a noite? Posso tomar um chá contigo? Olhe quantos em nossa volta estão esperando nosso olhar, nosso carinho, nossa compaixão, nossa alegria, nossa mão estendida.

            Como eu posso amar meu Rei hoje a noite? Abrace sua significância eterna, rejeite passividade, não seja passivo em não fazer nada e comece a dar de si mesmo aos mais necessitados.

 

Oremos: Abbá (Pai) Amado, neste último momento deste ano litúrgico quero agradecer todos os momentos e oportunidades que o Senhor me concedeu para vencer a indiferença. Senhor eu necessito da sua força e poder para ir ao encontro do outro, e me doar ao outro, tendo uma vida com significado. Eu escolho o Senhor! Somente quero a Ti e que seja o  meu maior prazer fazer a Tua Vontade!  

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Restaura-me Senhor!  Amém!

 

       

 

  Pai, eu quero te agradecer pelo seu filho Jesus Cristo, que morreu na cruz não somente pelos nossos pecados, mas pelos meus medos. Eu agradeço Senhor, por Jesus ser o mesmo ontem, hoje e sempre e que Ele me quer completamente curado: Corpo, mente e Alma. Senhor Jesus, Eu te peço que caminhe comigo no meu passado e me plenifique. Volte comigo nas minhas terceiras e quartas gerações e quebre todas feridas causadas por herança genética.

         Jesus , o Senhor me conhece desde antes de eu ter nascido. Eu te agradeço por estar lá quando minha vida começou. Caso o medo ou qualquer outra força negativa tenha sido transmitida para mim enquanto eu estava na barriga da minha mãe, liberta-me dessas coisas. Obrigado Senhor Jesus, por estar lá no meu nascimento e me amar. Muitos vieram a este mundo sendo indesejados e se sentiram muito rejeitados. Senhor Jesus, preencha desde a mais tenra idade desses seus filhos com seu Precioso Amor!

         Senhor, venha caminhar comigo até os meus primeiros dias ( alguns foram separados de seus pais nos primeiros dias por doença ou por morte, outros nasceram em famílias desestruturas ou mesmo desfeitas e não receberam o amor que necessitavam. Senhor Jesus, volte nesses momentos e preecha os vazios, dê o amor que não foi recebido. Remova cada ferimento, toda dor. Elimine todo os medos, medo de escuro, medo de altura, medo de animais, medo de se perder. Eu te agradeço Jesus, por me libertar e me curar.

         Eu rezo hoje Senhor, por me dar a mão e caminhar comigo no meus dias iniciais da Escola. Eu me sentia tão envergonhado, tão medroso para deixar minha casa e buscar novos desafios. Jesus, houve varias vezes que eu senti muito embaraçado na escola, tire toda a memória dolorosa desses momentos de vergonha Senhor. Quando eu foi tratado de forma dura, rígida por um professor ou foi ferido por um dos meus colegas de classe, eu te peço Senhor, cura-me das feridas causadas por eles. ( Alguns medos iniciaram na minha vida neste tempo, como medo de falar em público, ou medo de errar). Obrigado por curar estas feridas e me libertar desses medos. Eu te agradeço senhor eu te louvo oh meu Senhor.

         Senhor Jesus, eu te agradeço por minha mãe. ( por aqueles que não tem uma mãe, preecha este vazio, este local solitário que precisa ser preenchido por seu amor). Eu peço Senhor que entre minha mãe e eu neste momento precisa fluir o Amor. Eu peço perdão Senhor, por todas as vezes que eu feri e machuquei ou vacilei com minha mãe, e todas as vezes que minha mãe me feriu, me machucou ou vacilou comigo.

         Senhor Jesus, obrigado por meu pai. ( por aqueles que não sentem o amor do pai terreno, Dê a eles todo o amor que eles necessitam mas que não receberam. Fique entre meu pai e eu, eu peço neste momento que que seu divino amor sele toda quebra neste relacionamento, toda ferida causada no relacionamento entre eu e meu pai. Eu peço perdão Senhor, por todas as vezes que eu feri e machuquei ou vacilei com meu pai, e todas as vezes que meu pai me feriu, me machucou ou vacilou comigo.

         Eu te entrego neste momento meus irmãos e minhas irmãs. Houve haja sentimentos de competição, ciúmes ou ressentimentos, eu te peço pelo Seu poder curador e Amor venham selando tudo que foi quebrado nestes relacionamentos. Eu perdoo meus irmãos e irmãs por terem me ferido e vacilado e peço perdão a cada um deles por eu ter os ferido ou machucado ou falhado com eles.

         Obrigado Senhor por estar comigo em minha adolescência, na minha escola e no meu ensino médio. Houve vários problemas e novos medos. Eu te entrego todas as feridas que aconteceram nesta época e que vem agora em minha mente. Eu te rogo Senhor que venha como que com um apagador espiritual e venha apagando todas as memórias dolorosas desta época. Retire todos os sentimentos de humiliação, constrangimento,culpa ou falha ( alguns foram caçoados por causa de sua raça, cor, aparência, tamanho, nível social e foram feridos muitos profundamente por isso). Faça com que cada um de seus filhos agora Senhor saibam como Senhor os ama com sendo especiais, únicos, preciosos e que o Senhor esteve lá em cada uma dessas situações.

         Assim que deixei minha casa, seja para uma nova união, seja trabalho ou estudo apareceram novos medos e frustrações e é claro novas feridas (alguns gostariam ter ido para a faculdade e não conseguiram, outros gostariam de ter conseguido aquele emprego dos sonhos e não conseguiram e culparam Jesus por não terem conseguido, Vem Senhor curando toda a ferida do desapontamento e da quebra de expectativa. Obrigado Senhor pelo meu casamento. ( alguns tem sido o casamento esperado outro foi ou está sendo um pesadelo), Jesus cura todas as feridas dos relacionamentos afetivos. Eu te peço agora Senhor, que fique entre eu e meu companheiro(a). Cura todas as feridas deste realacionamento ou dos relacionamentos. Eu peço perdão por todas as vezes que eu machuquei meu companheiro(a).  Eu estou neste momento clamando que o Senhor venha selando toda quebra de relacionamento, toda ferida com meu companheiro(a), e apagando qualquer memória dolorosas desse(s) relacionamento(s).

         Senhor, obrigado pelos meus filhos. Retire de mim todo sentimento de culpa de não ser um bom pai. Quando eu os castiguei muito duramente ou quando eu desferi palavras com muita raiva ou ira e os machuquei, Senhor eu peço perdão por ter te ofendido e os ofendido e peço que o seu Amor venha me curar e os curas dessas feridas das memórias dolorosas entre eu e meus filhos.

         Senhor durante os tempos de acidente, doença ou cirurgia, obrigado por ter estado comigo. Eu te peço agora que tire de mim todo o horror, o medo e memória da dor. Liberte-me de todo trauma que eu senti. Obrigado por estar lá durante esses tempo de sofrimento. Obrigado por me tomar pela mão e caminhar comigo através deste vale de dor comigo. Obrigado por aliviar meu peso. Eu te agradeço por ter retirado de mim meu sofrimento, minha tristeza e luto. Eu te agradeço Senhor por me dar sua alegria e sua paz.

         Senhor Jesus obrigado por caminhar em toda a minha vida neste exato momento. Obrigado por me curar através  de cada segundo de minha vida. Obrigado por ter me curado de minhas memórias dolorosas, meus medos, por me libertar. Obrigado por encher meu coração do Seu Amor. Ajuda-me Senhor a me amar! Ajuda-me a amar os outros! Mas acima de tudo ajuda-me a Te amar como o Senhor deseja! Obrigado por me trazer a alegria e paz. Obrigado Jesus. Obrigado por penetrar nos profundos lugares escuros da minha alma e me purificar e me curar. Obrigado por curar minhas emoções, minha mente e minhas memórias. Eu te agradeço Jesus, por me restaurar novamente e eu te dou toda a Glória! Em Seu Santo Nome, Amém .

 

 

No mundo antigo, mas precisamente no Império Romano, entre o primeiro e segundo século quando um casal tinha uma criança, era obrigado a apresentar a um especialista em analisar algum tipo de defeito importante. Caso fosse defeituoso por alguma razão era abandonado até a morte, e isso significava que aquele homem era bom, pois seguia o politicamente correto.

Naquela sociedade você tinha que tomar conta de você e não dos outros. Outra coisa daquela época foi uma praga que tomou Roma, e se você tinha alguém com a praga em sua casa, para ser de acordo com a sociedade você deveria tirar a pessoa da sua casa e abandonar em uma praça para morrer e mais de 5mil pessoas morriam por dia naquele lugar. E você seria muito bem reconhecido como alguém bom, que fazia as coisas de acordo com a sociedade e tomar conta de si mesmo era a regra e você vivia na regra.

            Tomando para o hoje, o que realmente importa nos dias de hoje é como medimos o que fazemos. É na verdade o que pensamos que nos leva a fazer as coisas. Discípulo de Jesus não é ser boa pessoa. O desafio do discípulo de Jesus, não basta ser bonzinho, mas ser diferente. Ser Cristão é se parecer com Jesus. Vendo você, estarão vendo Jesus. Para isso temos que fazer algo a mais, e faremos nas próximas semanas sobre esta formação.

            Para começar, temos que iniciar vendo as coisas como Jesus e pensando como Jesus, então as coisas sairão como verdadeiro discipulado. As leituras deste tempo nos ajudarão a saber como Jesus se parece. Começamos por São Paulo aos Filipenses Capítulo 2, onde São Paulo descreve Jesus, como Ele se parece. Não há nada melhor do que o outro interessa e não o que eu me interesso, o importante é se colocar no local do outro, por isso é ser bom, é se colocar no lugar do outro. Do jeito que nós pensamos no mundo é a exata maneira como nos colocamos, nos posicionando no mundo. Ter a mesma perspectiva, mesma visão que Jesus tinha e tem.

            O mundo pensa de uma forma muito diferente de nós. Quando estamos por exemplo em uma Universidade onde temos a chance de morar no campus o exemplo do que vemos hoje se aplica perfeitamente. Como diz o Papa Francisco, vivemos a prisão da auto- referência. Não basta nestes ambientes de estudo apenas estudar para ser muito especialista naquilo, porque isso não é o suficiente. No mundo destes relacionamentos, anônimo e autônomo é viver a parte de tudo, nisso o Papa diz impaciência auto referencial. Perguntamos a todos a nossa volta: – Como eu estou indo, ou eu estou indo bem? E tudo vai ser referenciando neste narcisismo que por sua vez através deste caminho, faz você ir se tornando Desconhecido e Mal-amado.

            A grande pergunta é: – Como eu deveria cuidar dos outros? Quando você está dirigindo, se for como Jesus, pare de reclamar, pense que todo mundo tem um lugar para onde estão indo. Nossa pressa faz de nós anticristãos, pressionando, gritando, buzinando, mas a verdade que está em cada carro não temos a menor ideia do que estará acontecendo, da verdadeira história. É como olhar para cada um ao nosso redor e através dos olhos está uma grande história. Olhar para si mesmo, com um olhar narcisista não nos ajudará nada. Pois Jesus morreu por cada um que está em nossa volta. Deus se humilhou para morrer por cada um de nós. Jesus te olha, te fala e te revela que você na sua morte de Cruz o faz maior que Ele. Deus acredita que nós somos importantes por isso um Discípulo de Jesus, não elimina os outros quando estão doentes, mas cuida deles. Discípulo de Jesus, consegue, como ocorreu neste Furacão recente, que pessoas que acabavam de ser resgatados, assim que se recuperaram, voltaram para ajudar a todos os que estavam necessitando. Discípulo de Jesus se preocupa em como poder ajudar outra pessoa. Quando visitamos orfanatos, acolhemos os desvalidos, cuidamos de indigentes, estamos sendo Jesus para eles, mas as vezes é mais fácil fazer isso do que cuidar dos nossos mais preciosos, em nossa própria casa. Discípulo sabe que cada pessoa neste mundo merece nosso respeito, nossa reverência e nosso acolhimento. A mensagem de um Discípulo ao outro é convencê-lo de que se houver alguma necessidade você estará ali para ajudá-lo, sem condições.

            Uma pessoa por pior que seja para nós, que tenha encolerizado conosco, merece nosso cuidado. Muitos de nós, ao invés de falar com a pessoa que nos causa problema fala com todo mundo menos com a pessoa do problema. Ou ainda porque você se desapontou com aquela pessoa já exclui ela da sua vida. Isso é ser hipócrita e não Cristão.

            Discípulo de Jesus também compartilha sua fé. Muitas pessoas têm este comportamento ridículo do respeito humano e daí não dizem o que Jesus fez em suas vidas. Não importa se a pessoa vai gostar ou não, porque o Espirito Santo poderá estar agindo no coração daquele ateu e você é o caminho. Caminho era o nome da nossa Religião assim que Jesus Ressuscitou. Não podemos esquecer esta Palavra de poder e convencimento. Mas muitos preferem ser legais, não invadir o outro, não se mostrar, ser politicamente correto. Há uma história de um famoso artista americano do humor ( BJ), que era assumidamente Ateu, e que um dia foi visitado após um show em seus aposentos por  um homem bem vestido, educado, que se aproximou dele e  lhe deu uma Bíblia, com uma mensagem na capa e lhe disse que acolhesse o presente. Também disse que Jesus tinha mudado a vida dele. E para sua surpresa o artista se virou e disse: – Eu respeito pessoas que mostram sua fé. Que falam de Jesus! Não importa a quem.  Quanto você tem que  odiar uma pessoa para não dizer a ela que Jesus é o Caminho! E também não é só odiar, mas ignorar, pois o avesso do Amor é a Indiferença. E aquele evangelizador saiu daquele lugar recebendo uma aula de Teologia de um Ateu!

            Deixe no dia de hoje de ser anônimo e autônomo e passe a se incomodar com os outros no sentido de estar a disposição para as necessidades dos outros, pois é do ser humano querer ser amado e querer ser aceito. Com Jesus, as duas coisas estão garantidas.

            Portanto enquanto acharmos que somos nós que fazemos as coisas, não vamos a lugar algum, mas se somos dóceis aos sopros de Espirito Santo, podemos ser melhores Cristãos e Ser Cristão é ser Jesus para os outros.

 

Oremos: Senhor, dá-me o dom da Ousadia neste dia, retira de mim todo o sentimento de autonomia e anonimato. Me faça ir ao encontro, como o Papa Francisco nos convoca, a Teologia do encontro. Que Maria aquela que foi ao Encontro de Isabel nos ensine cada vez a acolher a todos que Jesus através do Espirito Santo nos direciona aos que neste momento necessita da nossa presença e da nossa atitude! Amém!

 

 

 

Nesta formação, queria caminhar um pouco sobre as condições de ser um discípulo. Neste último domingo Jesus apresenta as condições para o discipulado. Tome a sua cruz, renuncie a si mesmo e me siga. Parecem simples essas condições, mas por traz de tudo isso há uma palavra oculta que significa o poder do discipulado: DISPOSIÇÃO PARA O DISCIPULADO. Como estamos no Evangelho de Mateus 16, onde Jesus primeiro apresentou o Primado de Pedro em Cesaréia de Filipe, semana passada. Ali naquele território pagão, Jesus como que toma os seus seguidores a parte e ali institui a Pedro ser a Rocha e sobre esta Rocha edifica a sua  Igreja, a Igreja de Cristo, a Igreja Mãe. Mas depois logo em seguida, profetiza o que aconteceria com ele, como seria sua paixão e morte e sua ressurreição. Neste momento Pedro, que antes teria feito uma profissão de fé, agora não consegue atingir o discipulado verdadeiro, pois entende tudo errado, inclusive tenta dissuadir o próprio Mestre. Discípulo significa entrega incondicional ao Mestre e não tentar estar acima do Mestre. Baseado nisso vamos nos fixar na Disposição para ser um Discípulo, que é muito mais do que ser apenas um ouvinte, ou um expectador. Assim que Jesus se revela quem Ele é, o que Ele vai sofrer,  Ele fala com os discípulos para não dizer tudo isso a ninguém até que tudo se cumpra. Pedro entende tudo errado, tenta inclusive estar acima de Jesus. Jesus diz que vai morrer. Pedro não entende que Jesus iria morrer. Pedro tenta dizer que Jesus estava errado. Por que? Porque não tem Disposição para ser Discípulo.

Neste momento vem a palavra Concordar, estar de acordo! Um acordo, é o que Pedro vivia. Ele concorda com tudo que Jesus estava falando, até o momento em que Pedro não entendia mais, e daí ele paralisa. Porque?  Pois aqui há que ter disposição! Isso é igual as pessoas que concordam com as coisas da Igreja, mas….Então dizem que concordam com tudo da Igreja, mas não concordam com certa coisa , por exemplo (aborto). Então não é discípulo a medida que não tem disposição, pois não é acordo, é Fé! Fé é confiança e abraçar tudo que há nesta Fé, Incondicional. Melhor errar com a Igreja do que sozinho. No Credo proclamamos eu acredito em tudo, pois na Igreja subsiste a Verdade. Isto é fé. Não é concordar, pois concordar é uma espécie de controle. Mas se Jesus é o que Ele diz o que Ele é. Então tudo o que fala nos Evangelhos é verdade. O acordo apenas nos faz ficar em zona de conforto e então nós nos tornamos Juízes pois concordo com isso  e não concordo com outros ensinamentos da Igreja. Isso não é fé é acordo. Fé é muito mais profundo. Eu confio em que Jesus a face visível do Deus invisível , e que quando eu não estou entendendo nada do que está acontecendo eu tenho certeza de que Deus sabe, e por isso me cabe confiar no meu único Mestre e seguir seus passos. A Palavra de Deus acalma meu coração. Muitas pessoas acham que estão na Igreja e não tem perguntas! Todos os Santos questionaram Deus, mas há diferença em questionar, fazer perguntas e ter dúvida. Todas as nossas perguntas devem ser apresentadas ao Magistério da Igreja, o que a Igreja ensina sobre isso. Mas temos que perguntar com a disposição de um discípulo. Porque eu sei Quem me ensina e ser submisso a Ele, pois Ele é o Caminho e a Verdade. Jesus quando diz tome sua Cruz Ele se descreve, pois Ele fez tudo isso na frente de cada um nós, fez tudo isso por nós e pela Glória de Deus. (Fil. 2), Ele se fez pequeno para nos elevar.

Antes de parecermos como Jesus e então sermos verdadeiros Cristãos, com disposição, com São Paulo aos Romanos 12, temos que mudar nossa mente e não nos conformarmos com este mundo. Precisamos mudarmos a cada Missa, pois isso é verdade e acontece. Quanto mais vivemos pela Palavra, mais nos parecemos com Jesus, e mudamos nossos pensamentos. Hoje comecemos com uma pergunta:

– Hoje, eu tenho disposição para ser discípulo?

A resposta: – Senhor hoje eu quero seguir seus caminhos, mudar meus pensamentos, mudar minhas atitudes. Eu quero confiar no Senhor quando não entendo nada, eu quero te seguir quando não sei o caminho.

Isso é ter fé e disposição para o discipulado. Pois Jesus é o Tronco e nós os ramos. Permanecer no Amor é isso, entrega incondicional ao Amado!