377607_325643840783854_100000147223471_1476404_1212831493_nOlá! Sou George Lima Facundo, natural de Maranguape/CE, discípulo na Comunidade Canção Nova e vim partilhar um pouco da minha história vocacional. Fazer memória da vocação é tocar no território das promessas de Deus com o coração grato por tudo o que Ele tem feito.

“Antes de saíres do ventre, eu te consagrei e te fiz profeta para as nações” (Jr 1,5). A vocação de Jeremias me acompanha desde cedo. Em junho de 2001 fui batizado no Espírito Santo. Menos de um ano depois a palavra me veio: “eu te consagrei”, Deus me queria consagrado, exclusivo, separado para Ele. Acreditava que a promessa aconteceria ali, em Maranguape, na Comunidade que participava Fonte de Água Viva. Deus tinha outros planos e eu ainda não os compreendia.

Passei no vestibular, cheguei a procurar em outros lugares o meu lugar na vontade de Deus. Foi em vão! Me formei em comunicação, “ganhei” emprego em uma TV do Ceará, constituí carreira, até certo ponto estável. Parecia que a promessa, embora viva no coração, se tornava mais distante, apenas sonho. More »

Oi gente! Sou Maria de Lourdes, tenho 20 anos, sou natural de Mossoró-RN e hoje sou discípula da Comunidade Canção Nova. Venho partilhar com vocês a minha experiência com a Palavra de Deus, que se dá na simplicidade e na busca constante por mais profundidade.

A Palavra de Deus tem sido para mim como bússola, que me indica o caminho a seguir que me trás de volta e me põe no rumo certo. Muitas vezes acho que estou bem, que estou dando passos corretos, mas vem a Palavra e assim me deparo com minhas verdades, me fazendo enxergar as minhas más intenções, mesmo que minhas iniciativas fossem boas acabaram saindo do que era plano de Deus. Ela me faz entender que mesmo que a minha vontade não seja ruim, seja boa, é preciso estar na vontade de Deus, é preciso estar no lugar certo!

Tenho feito à descoberta de quem é Jesus e de quem eu sou para Ele, nesse processo aceitando e assumindo que o Pai me ama como sou, o Pai me acolhe e me chama a uma vida nova em seu Filho.

Por tantos fatos de minha história, trazia comigo muitos medos, que foram sendo superados pelo auxilio da Palavra. É ela que me encoraja e muitas vezes não me deixa desistir. A passagem do meu chamado diz isso Daniel 3,40b: “Pois jamais haverá decepção para aqueles que em ti confiam”.  Quantas vezes eu precisei voltar para ela e nos medos, nas incertezas dizer para mim mesma “… jamais Ele te deixará na mão”, JAMAIS é JAMAIS e por isso tenho que confiar.

A Palavra me dá a certeza e a segurança de estar em Deus e de estar no rumo certo. Faça você também a sua experiência, como diz o Monsenhor Jonas “A Bíblia foi escrita para você”  e de fato foi! E quando recebemos algo feito especialmente para nós não podemos recusar, pois foi pensando em nós, tendo em vista o que somos. Receba este presente que foi escrito PARA VOCÊ!

Na Canção Nova nós utilizamos um método simples e eficaz que te levará a uma verdadeira experiência com a Palavra. É um método descomplicado, por isso não preocupe pois será fácil de entender e fazer. Se chama “a Bíblia no meu dia a dia” existe um roteiro de qual livro da Bíblia é melhor para iniciar o estudo.  Na forma de diário espiritual em um determinado capítulo separamos o que são: Promessas de Deus; Ordens de Deus; Princípios Eternos. Diante disso, em oração colhemos qual é a “mensagem de Deus para mim hoje” e “Como aplicar isso em minha vida”.

Quero muito que você se aventure na vivência da Palavra de Deus, mais do que eu é Ele que quer se revela a você! Faça sua experiência! Ele quer te amar plenamente!

Deus te abençoe! E que a Virgem Maria te leve a ser um homem e uma mulher da Palavra!

“Naquele, porém, que guarda a sua palavra, o Amor de Deus é plenamente realizado.” IJo2,5

Maria de Lourdes Firmino Neta

 

Olá, me chamo Josiane tenho 29 anos, sou natural de São Caetano do Sul-SP e estou hoje aqui, para partilhar sobre minha história vocacional.

“Antes de formar-te no seio de tua mãe, eu já te conhecia, antes de saíres do ventre, eu te consagrei e te fiz profeta para as nações. Eu respondi: Ah! Senhor Deus, não sei falar sou uma criança. O Senhor me respondeu: Não digas: Sou uma criança, pois a quantos eu te enviar irás, e tudo o que eu te mandar dizer, dirás. Não tenhas medo deles, pois estou contigo para defender-te .”  Jeremias 1, 5-8

Assim como Jeremias eu fui chamada por Deus a viver em missão muito jovem. Após minha primeira comunhão, quando eu tinha aproximadamente 10 anos, comecei a participar de um movimento da Igreja, chamado “Infância Missionária”, que tem como missão crianças evangelizando crianças. O lema era: “Por todas as crianças do Mundo- sempre unidas”, e foi quando tudo começou, nesta época sentia um desejo enorme de evangelizar as crianças do mundo inteiro, queria que cada uma tivesse a mesma experiência que eu tive do amor de Deus, então com 12 anos comecei a ser animadora da Infância Missionária (é como se fosse catequista) evangelizava as crianças e assim continuei por mais alguns anos, fui crescendo e o meu desejo de levar o outro ao encontro pessoal com Jesus foi crescendo também. Continuei com as crianças, mas fui percebendo a necessidade da evangelização também para os jovens e adultos, e assim comecei a ser catequista do crisma e da catequese de adulto, foi uma experiência rica, mas em meu coração Deus me pedia mais.

Deus me constituiu profeta das nações, só não sabia como se daria isso, pois não me sentia chamada a uma vida religiosa, achava que só poderia servir a Deus na minha paróquia como já fazia ou sendo religiosa. Nessa época não conhecia a Canção Nova, quer dizer até conhecia, mas somente como uma TV Católica, na verdade não conhecia a Comunidade Canção Nova. Fiz a descoberta no grupo de oração (Jovens Sarados) através de um acampamento realizado na Canção Nova em Cachoeira Paulista (SP), quando cheguei lá fiquei admirada com toda a estrutura e Deus me inquietava para conhecer a comunidade, com isso descobri que existia pessoas leigas que dedicam a sua vida integralmente para a salvação das almas, isso era o que eu procurava desde criança mas não entendia.

Li o livro “Vocação: um desafio de Amor”, e decidi me aproximar da comunidade para descobrir o lindo chamado que Deus me fez. E aqui estou no meu 2º ano na comunidade Canção Nova. O que posso garantir para você, é que “Só é feliz quem realiza sua vocação”.

E você já encontrou o seu lugar? Não tenha medo de fazer as descobertas, será um processo lindo.

Josiane Teresinha de Sousa

No dia 25 de Maio, em nossa casa Canção Nova Queluz aconteceu o encerramento dos 50 dias de adoração ao Deus Imenso, com adoração, procissão e em seguida a Santa Missa presidida pelo Padre Aluísio.

Foram 50 dias de adoração, tempo de muitas graças.  Hoje nosso coração se enche de alegria, por poder tocar também no testemunho de muitas pessoas que estiveram conosco neste tempo, de suas casas, de seus trabalhos, que te alguma forma se fizeram presente, se uniram a nós nessa rede de intercessão.

Confira alguns testemunhos, com aqueles que estiveram conosco no encerramento:

             

 

III

Nossa Senhora sempre fez parte da minha vida. Aprendi com minha mãe (Helena) a amar a Virgem do Rosário de Fátima.

Recordo-me que no ano de 2003 tive a surpresa de recebê-la em minha casa através da imagem que veio de Portugal.

Nem imaginava que 9 anos depois ela me esperava na cidade em que apareceu aos três pastorinhos. Em novembro de 2012, tive a graça de ficar três dias em Fátima – Portugal. Foi um dos momentos mais marcantes de minha vida.

Participei da missa no local em que ela apareceu aos três pastorinhos. Rezei o terço e fui a procissão com pessoas de vários lugares do mundo.

Pude tocar na graça de perceber que Jesus, sendo luz do mundo, dá a Maria, por ser sua mãe, a graça de reunir e conduzir um numeroso povo ao Seu encontro.

Naquele Santo lugar pude silenciar profundamente e ouvir a voz do Senhor.

Na casa dos três pastorinhos senti um ambiente de muita simplicidade. Em meio a essa simplicidade, Nossa Senhora se apresentou àqueles pequeninos pastores chamando-os a reparar o coração de Jesus e rezar pela conversão dos pobres pecadores.

Assim como ela falou aos pastorinhos, também nos convida a rezar diariamente o rosário e a fazer penitência.

Em 2010 consagrei à Virgem de Fátima a minha vocação, pois sentia no coração um grande desejo de servir a Deus. Sei que ela foi conduzindo minha vida para que, a seu exemplo, eu dissesse meu sim.

Espero que você possa acolher Maria como mãe, pois ela quer te levar para o coração do seu Filho Jesus.

Elissandra Araújo.

CN Queluz – Discipulado 2014